Arquivo da tag: vitímas

Barragem da mineradora Samarco se rompe em Mariana Minas Gerais

(Reuters) – Uma barragem de rejeitos da mineradora Samarco, joint venture da Vale com a australiana BHP, se rompeu nesta quinta-feira atingindo um distrito do município de Mariana, em Minas Gerais, e causando pelo menos uma morte.

Os rejeitos da barragem do Fundão da unidade de Germano avançaram sobre uma comunidade próxima ao distrito de Bento Rodrigues, atingindo 90 por cento da comunidade com cerca de 560 habitantes e 170 casas, disse o assessor de imprensa da prefeitura de Mariana, Juarez Messias.

Carro fica suspenso tamanha força da enxurrada de lama

                    Carro fica suspenso tamanha força da enxurrada de lama

A assessoria de imprensa do Hospital Monsenhor Horta, em Mariana, confirmou que recebeu cinco vítimas e que uma delas já chegou sem vida ao hospital.

Um vigia da prefeitura de Mariana, que relatou estar próximo do local no momento do incidente, relatou à Reuters que funcionários de uma empreiteira trabalhavam em reparos na barragem e foram soterrados, juntamente aos equipamentos.

“Senti a terra tremer na hora”, disse o vigia.

A Samarco, uma das maiores exportadoras do Brasil, não tinha informações imediatas sobre vítimas, desaparecidos ou sobre as causas do rompimento da barragem.

As atividades na unidade de Germano foram paralisadas com o incidente, de acordo com a assessoria de imprensa da Samarco.

A Samarco produz principalmente pelotas de minério de ferro, a partir da transformação de minerais de baixo teor em um produto nobre, de alto valor agregado, e comercializado para a indústria siderúrgica mundial.

A capacidade produtiva da Samarco é de aproximadamente 30 milhões de toneladas anuais, segundo informação do site da companhia.

Comunicado oficial do diretor-presidente da Samarco sobre o rompimento das barragens de rejeitos localizadas nos municípios de Mariana e Ouro Preto (MG).

Nota da empresa Samarco

A Samarco informa que houve um rompimento de sua barragem de rejeitos, denominada Fundão, localizada na unidade de Germano, nos municípios de Ouro Preto e Mariana (MG).

A organização está mobilizando todos os esforços para priorizar o atendimento às pessoas e a mitigação de danos ao meio ambiente.

As autoridades foram devidamente informadas e as equipes responsáveis já estão no local prestando assistência.

Não é possível, neste momento, confirmar as causas e extensão do ocorrido, bem como a existência de vítimas.

Por questão de segurança, a Samarco reitera a importância de que não haja deslocamentos de pessoas para o local do ocorrido, exceto as equipes envolvidas no atendimento de emergência.

 

Defensoria apresenta termos de acordo para indenizar vítimas de acidente em Paraty

A Defensoria Pública do Rio apresentou aos responsáveis pela Viação Colitur, nesta sexta-feira (11), as cláusulas do acordo extrajudicial para a reparação dos danos sofridos pelos feridos e familiares dos 15 mortos no acidente com o ônibus da empresa, no domingo (6), em Paraty, no Sul do Estado. A partir de agora, o documento elaborado pelo Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) terá o seu teor analisado pela companhia de transportes e deverá ser assinado na quarta-feira (16) para que a reparação de danos comece a ser feita em 10 dias úteis, a contar da data de assinatura.

Esse é o prazo estabelecido no acordo para o início da indenização por danos morais e materiais individuais aos feridos no acidente e também aos familiares dos que foram a óbito. Os valores, porém, estão protegidos sob cláusula de sigilo.

“O acordo extrajudicial garante a reparação dos danos sofridos de forma rápida e eficiente, sem a necessidade de uma ação na Justiça”, assinala o subcoordenador do Nudecon, defensor público Eduardo Chow.

O acordo proposto pelo Nudecon também prevê a prestação de assistência médica, psicológica e de fisioterapia a quem necessitar, bem como a compensação do dano coletivo com a realização de uma obra de melhoria na estrada onde aconteceu o acidente. A obra seria feita pela própria empresa, mas com a autorização da prefeitura.

Os envolvidos na colisão do ônibus deverão procurar o Nudecon por telefone e e-mail. Além disso, o órgão também vai entrar em contato com os envolvidos no acidente a partir de uma lista fornecida pela prefeitura.A reunião desta sexta-feira não teve a participação de vítimas ou familiares. Estiveram presentes, além de Eduardo Chow, o empresário Paulo Afonso Arantes, um dos sócios das Colitur; o procurador-geral de Paraty, José Antônio Garrido Khaled Junior; o coordenador da Região e defensor da 2ª Vara Cível de Angra dos Reis, André Bernardes; e a defensora pública de Paraty, Ana Cristina Fonseca do Valle.

Fonte: JB