Arquivo da tag: Violência

Criminalidade à solta em Itaguaí

Noite desta segunda é marcada por tentativa de assalto às Casas Bahia. Domingo uma igreja foi vítima de bandidos. Pessoas assassinadas e carbonizadas em rua próxima ao Centro e bairros mais distantes e há relatos ainda não confirmados de mais uma escola assaltada. Enquanto isso impera o silêncio do governo Itaguaiense.

Itaguaí tem sido sinônimo de insegurança e medo. Quem precisa viver ou trabalhar na cidade só tem uma certeza, corre risco de todas as formas. Após as dezenas de assaltos, execução de cooperativados em plena luz do dia e mortes sangrentas por diversos bairros, agora igrejas tem sido alvo da criminalidade.

Na noite do último domingo bandidos invadiram a igreja Assembleia de Deus em Chaperó e levaram celulares dos presentes.

Também no último final de semana um Ciep em Chaperó também teria sido vítima de meliantes. Eles entraram na escola e furtaram vários objetos.

Tentativa de assalto às Casas Bahia

Agora há noite no Centro, vagabundos tentaram assaltar a loja das Casas Bahia. A polícia foi acionada e conseguiu prender um suspeito. Com ele um carro, munição e uma arma que estava sendo usada para o crime foram apreendidos.

Mortes violentas

No último sábado e no domingo fotos foram divulgadas nas redes sociais de possíveis mortes onde os corpos foram carbonizados na estrada das Palmeiras no Centro e em outros bairros.

Operação policial

A polícia fez nesta segunda (07/05), uma operação durante todo o dia na saída da cidade com o apoio do blindado (Caveirão), e pararam alguns carros para averiguação. Tal operação visava encontrar carros roubados entre outros materiais usados por criminosos. O 24° BPM tem feito operações por toda a cidade na busca de criminosos que vem aterrorizando Itaguaí.

Prefeitura não se pronuncia sobre a onde de violência na cidade

Enquanto Itaguaí vive dias de total terror, o prefeito de Itaguaí não faz nenhum pronunciamento à população e muito menos quais medidas o governo visa tomar para tentar minimizar tamanha violência. Charlinho aliás, não tem sido visto pela cidade e há quem diga que ele de fato não se encontra nela. Tentamos contato com a prefeitura e fizemos algumas perguntas sobre qual posicionamento seria adotado pelo governo, mas não fomos respondidos.

 

ATENÇÃO! Todo conteúdo do blog Boca no Trombone Itaguaí se o texto for copiado deve conter a autoria da matéria. Caso contrário medidas legais podem ser adotadas.

Anúncios

Polícia emite nota de esclarecimento sobre violência e mortes em Itaguaí

O Conselho Comunitário de Segurança Pública de Itaguaí retransmitiu uma nota da polícia militar com esclarecimentos sobre os atos de violência que estão ocorrendo na cidade.

Leia na íntegra

#Nota #De #Esclarecimento

O Senhor Comandante do 24°BPM Tenente Coronel BRANDÃO nos enviou uma nota para retransmitir a população de Itaguaí através da Página do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Itaguaí.

Palavras do Senhor Comandante.

Sras e Srs, boa tarde.

Desde ontem, após nossa intervenção no Parque Primavera, onde uma “Liderança” do TCP/Carvão foi neutralizada, tivemos veículos incendiados por traficantes com objetivo de forçar a nossa saída daquela região, considerando que naquela ocasião, outros criminosos estavam cercados. Após análise da Inteligência, ocupamos o Carvão, de onde se originaram os ataques ao Parque Primavera.
Quanto aos homicídios desta manhã, não temos informação concreta, mas estamos com equipes nas ruas com o objetivo de colher informações para repassar a 50ª DP e DHBF. Foi divulgado pelo Dr Fernando Veloso – comentarista de segurança da Rede Globo – que há uma linha de investigação no sentido de que traficantes estariam cobrando “taxas”, para que veículos do transporte alternativo, circulem pelas Comunidades.
Policiamento na região está reforçado.

Obrigado pelo apoio.
Tc Brandão.

Respeitosamente

Alexandro Andrade
PRESIDENTE
CCSPI-AISP24″

Vereador propõe requerimento contra assaltos em creche e maioria dos legisladores reprovam

Para a maioria dos vereadores, os assaltos parecem não merecer atenção. Requerimento proposto pelo vereador Ivan Charles, continha 12 perguntas ao Executivo sobre quais ações iriam ser tomadas

O vereador Ivan Charles PSB, solicitou que um requerimento de sua autoria fosse aprovado na sessão da última quinta – feira 22/03 na Câmara. Tal requerimento cobrava do prefeito Charlinho PMDB, ações que visassem coibir os assaltos às unidades municipais, como as duas creches que foram vitimas na última semana. Além da questão da segurança, o vereador cobrava no documento a limpeza nos terrenos escolares, já que em quase todas as unidades o mato  está alto e perigoso, além de outras ações como quando as escolas voltarão a ter os professores mediadores entre outros. Assuntos de extrema importância para toda a cidade que foram prontamente rejeitados pelos bajuladores. Ou seja, para os vereadores Vinicius Alves de Moura Brito (PRB), Gilberto Chediac Leitão Torres (Gil Torres)  (PTN), Carlos Eduardo Kifer Moreira Ribeiro (PP), Haroldo Rodrigues Jesus Neto (Haroldinho) (PSDB), Fernando Stein Kuchenbecker Júnior (PV), Sergio Fukamati (PSD), Carlos Eduardo Carneiro Zóia (PSD), Noel Pedrosa de Mello (PT do B), Roberto Lúcio Espolador Guimaraes (PMDB), Alexandro Valença de Paula (Sandro da Hermínio) (PT do B) e Eliezer Lage Bento (Zezé ) (PRTB), parecem ser contra a cobrança de mais segurança nas repartições públicas da cidade, em especial as escolas e as creches que tem sido vitimas de constantes assaltos.

 

Vídeo do parlamentar

https://www.facebook.com/vereadorivanzinho/videos/2219211044973166/?hc_ref=ARRzNxxRBOzevdK5qKtcBq59NACzjx-0DSPqiLRXpG3fIuVCFcok1vBsXCMxJpTWdGk&fref=gs&dti=405243682879920&hc_location=group

 

Assista a sessão

https://www.facebook.com/waldemaravilarj/videos/912645385564757/

Parte 2

https://www.facebook.com/waldemaravilarj/videos/912661955563100/

 

 Ordem do Dia da 10ª Sessão Ordinária 22/03/2018

Requerimento nº 47/2018 – Moção de Congratulações e Elogios a Rafael Caetano da Silva. Autoria: Gilberto Torres

Requerimento nº 48/2018 – Moção de Congratulações e Elogios a Sebastião Moreira Silva. Autoria: Alexandro de Paula

Requerimento nº 49/2018 – Requerimento de Informação ao Prefeito: 1- Qual a previsão para roçagem, capina e limpeza do mato das Unidades? 2- Qual a previsão para limpeza dos ares condicionados e instalação dos demais? 3- Qual a previsão para o retorno dos professores mediadores? 4- Qual a previsão para realocar o CEFF, que no momento ocupa parte da do CEMAEE atrapalhando o atendimento de seus usuários? 5- Qual a previsão de entrega dos uniformes dos alunos, para o ano letivo? 6- Estão faltando professores de Matemática, Geografia e Educação Física em algumas Unidades. Qual a previsão para findar essa falta? 7. Qual a previsão de entrega dos livros e materiais pedagógicos que estão faltando? 8- Qual a previsão para findar a falta de carteiras de algumas Unidades? 9- Qual a previsão do retorno dos Guardas Patrimoniais às Unidades? 10- Qual a previsão para limpeza das caixas-d’água e dos filtros dos bebedouros? 11- Qual a previsão para a recarga dos extintores de incêndio? 12- Qual a previsão para manutenção da iluminação das salas de aulas das Unidades? Autoria: Ivan Charles

Requerimento nº 50/2018 – Requerimento de Informação ao Prefeito: 1 – Quais são as 20 (vinte) empresas que mais estão devendo ISS ou IPTU para a Prefeitura Municipal de Itaguaí. Relacionar total da dívida e a referência da dívida. 2- estas empresas que estão devendo ISS ou IPTU estão com algum tipo de parcelamento? 3- essas empresas estão sendo cobra s de que forma? Autoria: Waldemar Ávila

 

Indicação nº 140/2018 – Solicitando o reparo da Rua Topázio, Bairro Santa Cândida. Autoria: Rubem Vieira

Indicação nº 141/2018 – Solicitando troca de lâmpada do poste na Rua Alziro Santiago, em frente ao nº 08, Bairro Santana. Autoria: Gilberto Torres

Indicação nº 142/2018 – Solicitando troca de lâmpada do poste na Rua Santo Antônio, em frente ao nº 44, Bairro Santana. Autoria: Gilberto Torres

Indicação nº 143/2018 – Solicitando tapa buraco na Ilha da Madeira. Autoria: André Amorim

Indicação nº 144/2018 – Solicitando colocação de placa de identificação na Unidade Básica de Saúde – UBS, na Estrada Joaquim Fernandes, Ilha da Madeira. Autoria: André Amorim

Indicação nº 145/2018 – Solicitando a utilização de caminhão vacol para desentupimento dos bueiros da Rua João Rosa Gonzales, nº 635, Bairro Engenho. Autoria: Roberto Lúcio

Indicação nº 146/2018 – Solicitando o reparo da iluminação pública da Rua 20, Bairro Engenho. Autoria: Roberto Lúcio

Indicação nº 147/2018 – Solicitando que sejam enviados psicólogos da Secretaria Municipal de saúde para prestar atendimento aos funcionários e alunos que necessitarem nas Creches Estrela do Céu e Maria de Lourdes. Autoria: Ivan Charles

Indicação nº 148/2018 – Solicitando colocação e sinalização de quebra-molas na Rua Odilon Fenelon Fialho, antiga Rua São Pedro s/nº, em frente à Igreja Batista Nikkey, Bairro Vila Geni.  Autoria: Sergio Fukamati

Indicação nº 149/2018 – Solicitando reparo da iluminação pública (troca de lâmpadas queimadas) na Avenida Itaguaí, Bairro do Engenho. Autoria: Genildo Gandra

Indicação nº 150/2018 – Solicitando recuperação do asfalto na Rua Mário Figueiredo Cicarino, localizada no Bairro do Engenho. Autoria: Genildo Gandra

Indicação nº 151/2018 – Solicitando que as salas de aula das unidades de ensino Municipal sejam climatizadas. Autoria: Willian Cezar

Parecer da CI: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Junior do Sítio. Ementa: Autoriza o Poder Executivo a estabelecer diretrizes para a política Municipal de Promoção da Saúde do Idoso e Envelhecimento Saudável, e dá outras providências

Parecer da CFOCPC: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Noel Pedrosa. Ementa: Institui no Município a obrigatoriedade de concessão de uma vaga gratuita a pessoas a partir de 65 anos nas travessias das ilhas.

Parecer da CFOCPC: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Noel Pedrosa. Ementa: Dispõe sobre a obrigatoriedade de reserva de assento para atender idosos nos transportes complementares em nosso Município.

CFOCPC: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Eliezer Bento. Ementa: Altera o inciso II do Art. 4º da Lei nº 3.593 de 14 de novembro de 2017

Parecer da CCJR: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo. Ementa: Dispõe sobre o parcelamento de débitos do Município de Itaguaí com seu Regime Próprio de Previdência Social – RPPS

Parecer da CCJR: Projeto de Emenda de autoria do Vereador André Amorim. Ementa: Emenda ao Projeto de Lei do Poder Executivo que dispõe sobre o incentivo à aposentadoria e dá outras providências

1ª Discussão

Lei nº 3.628 de autoria do Poder Executivo. Ementa: Dispõe sobre o incentivo à aposentadoria e dá outras providências

Lei nº 3.629 de autoria do Vereador Sérgio Fukamati. Ementa: Obriga os Postos de combustíveis a informar se a gasolina comercializada é formulada ou refinada

Lei nº 3.630 de autoria do Vereador Alexandro de Paula. Ementa: Obriga as instituições bancárias públicas ou privadas localizadas no Município de Itaguaí a contratar vigilância armada para atuar 24h (vinte e quatro horas) por dia, inclusive finais de semana e feriados e dá outras providências.

 

Leia mais:

Mãe relata detalhes do assalto na Creche Estrela do Céu

Mãe relata drama vivido em creche assaltada em Itaguaí

Assaltos a duas unidades do Hipermercado Extra causaram pânico entre funcionários e clientes no Rio

Após tamanha violência, rede de Santa Cruz manteve a loja funcionando mesmo com trabalhadores abalados

 

Uma tentativa de assalto terminou em tiroteio na noite desta terça-feira (12), no estacionamento do supermercado Extra, em Santa Cruz, zona oeste do Rio. Cinco pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança de 7 anos.

De acordo com a Polícia Militar, pelo menos quatro criminosos participaram da ação. Os agentes acreditam que o grupo pretendia roubar o setor de eletrônicos, em especial celulares do supermercado, porém, ao chegar no estacionamento, encontraram os vigilantes que fariam o recolhimento de dinheiro do estabelecimento. Eles renderam os dois seguranças, mas uma segunda equipe de vigilantes também estava no local para atender a lotérica. Eles foram alertados por clientes sobre o assalto e trocaram tiros com os criminosos.

No tiroteio, mãe e filho que passavam pelo local foram baleados. Carla de Souza Ferreira, de 33 anos, e o filho, Carlos Eduardo de Souza, de 7 anos, foram levados por populares para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo. O estado de saúde dos dois é estável.

Outras duas pessoas ficaram feridas. Taís Franco Fontes, de 25 anos, estava em um estande dentro do supermercado, quando foi atingida por estilhaços. Ela também foi socorrida para  o Hospital Albert Schweitzer. Já o vigilante Ricardo da Silva, de 41 anos, foi levado para a UPA João 23, em Santa Cruz.

De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes conseguiram fugir, porém um deles teria sido baleado durante confronto.

Mesmo após tamanha violência, a filial de Santa Cruz manteve a loja funcionando.

Segundo os trabalhadores, o local foi fechado e dado ordem para que fosse lavado para a retirada das marcas de sangue. Muito abalados e assustados, os funcionários foram obrigados a voltar ao trabalho após a limpeza e a loja funcionou normalmente até às 23 horas. “Não havia a mínima condição de trabalhar, estava assustada e tudo que eu fazia eu olhava para os lados com medo de algo ocorrer. Minha mãe pediu que eu pedisse demissão da loja, pois estamos com muito medo”, disse uma funcionária.

 

Em nota, a rede de supermercados Extras informou que “durante tentativa de assalto em sua unidade de Santa Cruz, ocorreu uma troca de tiros no estacionamento entre os assaltantes e os seguranças de uma empresa de carro forte. Houve feridos, que já foram encaminhados para atendimento médico. A rede está à disposição das autoridades competentes”.

 

Filial assaltada

Mais cedo, uma outra unidade do supermercado Extra foi alvo de criminosos na Ilha do Governador, zona norte do Rio. De acordo com testemunhas, o grupo estava armado com fuzis, mas não houve troca de tiros. Ao perceber a aproximação da polícia, os criminosos fugiram roubando um carro.

O caso foi registrado na Delegacia da Ilha do Governador (37ª DP), onde foi instaurado Inquérito policial para apurar as circunstâncias da tentativa de roubo ao supermercado. Diligências estão em busca de imagens de câmeras de segurança e testemunhas.

Com algumas informações do portal R7

Sindicalistas e OAB dizem que PM usou violência em comício na Cinelândia

Sindicalistas, lideranças sociais e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acusam a Polícia Militar de ter inviabilizado o comício de encerramento dos protestos contra as reformas trabalhista e da Previdência, nesta sexta-feira (28), na Cinelândia. Segundo eles, quando milhares de pessoas aguardavam o início dos discursos, que seriam realizados em um palanque montado em frente à Câmara Municipal, PMs começaram a jogar bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio, o que causou um corre-corre e esvaziou a praça.

De acordo com os organizadores, após cerca de 30 minutos, os manifestantes voltaram, mas a PM voltou a reprimi-los, jogando mais bombas sobre o local e terminando de vez com o comício.

 

“Eles chegaram com a truculência de sempre, sem identificar quem estava [ali] para fazer baderna e quem estava para protestar. Eles simplesmente botam todos no mesmo saco e atacam a gente. O principal ato de hoje eles conseguiram desmobilizar”, protestou o representante do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas em Saneamento Básico do Rio de Janeiro, Mario Porto.

 

Os sindicalistas disseram que a PM jogou bombas no palco, enquanto pessoas discursavam. “A polícia nunca quis que a gente realizasse este ato. Jogaram bombas no palco, enquanto as pessoas estavam falando. Essa não é atitude de polícia”, disse o presidente da Central dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil (CTB), Ronaldo Leite. Para Leite, o objetivo real era encerrar o ato.

 

Manifestação

 

A concentração para o comício começou por volta das 13h, em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), quando houve o primeiro confronto entre manifestantes e PMs. Em seguida, o grupo foi para a Cinelândia para participar do ato principal.

 

A ativista social Indianara Siqueira disse que, na Alerj, os policiais já tinham começado a jogar bombas. “Nós nos reagrupamos e fomos para a praça [Cinelândia]. Aí houve a fala dos parlamentares e dos movimentos sociais e eles jogaram bombas novamente e as pessoas se dispersaram.” De acordo com Indianara, quando os manifestantes retornaram, os policiais voltaram a jogar bombas de gás e usar spray de pimenta.

 

OAB

 

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção do Rio de Janeiro, divulgou nota protestando contra a violência da PM nos protestos de rua que fizeram parte do dia de greve geral. “Nada justifica a investida, com bombas e cassetetes, contra uma multidão que protestava de modo pacífico. Se houve excessos por parte de alguns ativistas, a polícia deveria tratar de contê-los na forma da lei”, diz a nota da OAB, assinada pelo presidente da entidade, Felipe Santa Cruz.

 

PM

 

Em nota, a PM diz que agiu para combater a ação de vândalos. “A corporação agiu em vários distúrbios, reagindo à ação de vândalos que, infiltrados entre os legítimos manifestantes, promoveram atos de violência e baderna pelo centro da cidade”.

 

A PM foi procurada por e-mail pela reportagem, mas não se posicionou sobre a acusação de que usa violência desproporcional contra a multidão que se preparava para participar do comício na Cinelândia.

 

Em nota, o presidente Michel Temer criticou os protestos realizados hoje. Segundo ele, “pequenos grupos bloquearam rodovias e avenidas para impedir o direito de ir e vir do cidadão, que acabou impossibilitado de chegar ao seu local de trabalho ou de transitar livremente”. “Fatos isolados de violência também foram registrados, como os lamentáveis e graves incidentes ocorridos no Rio de Janeiro”.

 

No Twitter, a ex-presidente Dilma disse que a greve mostra que o povo brasileiro é valente e capaz de resistir a mais um golpe.

 

Agência Brasil

 

Mulheres vão as ruas contra a violência em Itaguaí

Na proxima sexta – feira, às 18 horas no calçadão de Itaguaí, será dado “gritos de socorro” contra a violência e a impunidade de criminosos que tem cometido atrocidades com as mulheres no município. Jovens estupradas e assassinadas como o caso de Alessandra Andrade, tem sido uma constante. Pela internet, muitos moradores já dizem ter identificado um homem que poderia ser um dos responsáveis por casos de estupro recentes. Todos os dias, vários relatos apontam para novos casos e a apreensão toma conta de toda cidade.

A caminhada será um pontapé inicial da resposta da população contra o caótico sistema de segurança de Itaguaí.

Violência impera em Itaguaí

Estupro, assassinatos, pessoas sendo mortas incendiadas e jogadas em bueiro, a cidade está com medo

Há tempos que Itaguaí deixou de ser considerada segura. No entanto nos últimos tempos crimes brutais tem acontecido com maior frequência. Alguns deles ainda merecem maior apuração, mas como a voz do povo é a voz de Deus, vamos aos casos que assustam as famílias itaguaienses.

As mortes de Soraya Medeiros de 31 anos, violentada até a morte em Chapero por um grupo de homens e o atropelamento da travesti Bárbara em janeiro deste ano foram os primeiros de 2016 a assolar a cidade. Em abril, Marta e a filha Priscila foram encontradas mortas no bairro Brisamar, próximo a entrada da Nuclep. Já nesse mês de junho, casos como da  menina Alessandra Andrade que era moradora do bairro Leandro que foi estuprada e estrangulada no bairro Brisamar, a morte de uma mulher que foi jogada no bueiro de uma escola no bairro do Engenho e agora a morte de um homem confundido por bandidos com policial após um suposto sequestro relâmpago dele e de sua esposa que escapou com vida, só aumentam o imenso terror em Itaguaí.

Com tudo isso, vemos que nenhuma autoridade toma uma atitude firme na busca por melhorias na segurança pública. Pelo contrário, um estado falido e sem condições de atender as demandas de saúde, educação e segurança, onde apenas os jogos olímpicos importam, é o pilar da vergonha e do mau caratismo desses políticos sujos que nos governam a níveis desastrosos.

Mesmo sem o interesse e longe da construção do tão comentado batalhão para Itaguaí, a população deve gritar e “botar a cara”,mais do que nunca. O que nos causa revolta, é ver que tudo põe culpa na “crise”. No entanto vemos que a maior crise que temos é a falta de ética e respeito para toda população. A segurança é um dever das 3 esferas de poder, começando pelo municipal, passando pela estadual e chegando a federal. A vergonha na cara tem que ser nossa, da população, que não se importa com os candidatos que elegem e perpetuam a níveis gritantes mandatos de pessoas comprovadamente inescrupulosas.

Enquanto isso, a população teme e procura ficar presa dentro de casa, já que não temos nenhuma autoridade competente que deixe presos os bandidos e não nós, reféns do medo.