Arquivo da tag: Tiros

Ex candidato Miguelzinho é brutalmente assassinado em Seropédica

Município é um dos mais violentos no Estado em relação à política. Miguel Angelo Steffan de Souza, o ‘Miguelzinho Seropédica’, é o segundo morto político em Seropédica em menos de três semanas. O ex-candidato era forte opositor do atual prefeito e também denunciava crimes da milícia local.

O ex-candidato a prefeito de Seropédica, Miguel Angelo Steffan de Souza, de 51 anos, também conhecido como “Miguelzinho Seropédica”, foi assassinado a tiros na manhã deste domingo, enquanto conversava em uma padaria em Seropédica.

Ele é o segundo político morto em Seropédica em menos de três semanas. No dia 25 de outubro, Rafael de Siqueira Cardoso, também conhecido como “Rafael 39”, de 37 anos, foi assassinado a tiros, também em uma padaria. Empresário local do ramo de extração e transporte de minerais, Rafael havia sido candidato a vereador pelo PDT em 2016, ficando como primeiro suplente de sua coligação e assumindo em seguida temporariamente a Subsecretaria de Obras de Seropédica.

Miguel era um forte opositor do atual prefeito da cidade, Anabal (PDT), e usava suas redes sociais para denunciar supostos abusos e irregularidades da gestão. Sua última postagem foi neste sábado: “Governo contrata mas não paga! Dezenas de chefes de família estão sem levar o sustento para casa, pois o digníssimo gestor dessa zona chamada Prefeitura, não pagou aos humildes funcionários!”, escreveu ele. O ex-candidato também denunciava crimes da milícia que atua em Seropédica, embora evitasse usar a palavra.

Na ocasião da morte de “Rafael 39”, Miguel fez um post em suas redes sociais: “Deram fim de arquivo”. No post, ele explicou que o atual governo teria feito um acordo com Rafael para que “algum candidato eleito a vereador da base do governo” fosse “nomeado a secretário, abrindo assim uma vaga e fazendo com que Rafael deixasse de ser suplente para assumir o mandato”. No entanto, com o não cumprimento do acordo, Rafael acabou nomeado temporariamente como subsecretário de Obras de Seropédica e “subordinado a Pierre Alexandre (laranja do Waguinho e do Felipe)”, o que o teria deixado frustrado e o motivado a deixar o cargo. De acordo com o ex-candidato a prefeito, o assassinato então teria ocorrido porque “Rafael era o arquivo vivo de inúmeras coisas erradas dentro do governo”.

Miguelzinho foi candidato à prefeitura da cidade em 2016 pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB), terminando em terceiro lugar, com 7.65% dos votos. O vencedor foi Anabal, do PDT.

No mesmo ano da última eleição para a prefeitura da cidade, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, demonstrou preocupação com assassinatos envolvendo políticos e pré-candidatos às eleições da Baixada Fluminense, conforme mostrou reportagem do O DIA. Na ocasião, o ministro falou que é “preocupante a reiteração de crimes dessa natureza, razão pela qual esses homicídios devem ser investigados”.
A declaração do ministro aconteceu no contexto de 14 assassinatos políticos em 9 meses, dentre eles 12 por motivação política, segundo a Polícia Civil. A primeira daquela série de assassinatos foi a do vereador Luciano DJ, também em Seropédica. Ele seria vice na chapa de Miguel nas eleições do ano seguinte.
A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga o caso. Os agentes buscam imagens de câmeras de segurança da região que possam ajudar na identificação dos criminosos.

Ainda não há informações sobre a data e local de enterro de Miguel.

Matéria do jornal O Dia

Anúncios

Troca de tiros com ladrões deixa dois seguranças mortos no Arco Metropolitano

O crime aconteceu na altura da comunidade do Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense

Bandidos armados roubaram um caminhão carregado de cigarros por volta das 9h30 desta quarta-feira, no Arco Metropolitano, na altura da comunidade do Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense. Durante o assalto, os ladrões trocaram tiros com seguranças do veículo de transporte. Um deles morreu no local atingido na cabeça.

 

Um outro foi socorrido e levado para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O terceiro vigilante está internado, no mesmo hospital, mas fora de perigo. Os bandidos levaram a carga para a favela do Guandu em Japeri.

Em nota, a Polícia Militar informou que, segundo informações do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) e do 24ºBPM (Queimados), policiais foram acionados para ocorrência no Arco Metropolitano, altura da comunidade do Guandu, em Japeri.

No local, funcionários da empresa de vigilância que acompanhavam veículo de carga de cigarros foram encontrados feridos.

Dois vigilantes foram socorridos para unidades hospitalares da região e um veio a óbito na via. A perícia foi acionada. No momento, equipes do 24ºBPM, 15ºBPM (Caxias), 39ºBPM (Belfod Roxo) e BPRv estão fazendo uma operação na comunidade do Guandu para prender envolvidos no crime e recuperar o caminhão.

A Souza Cruz divulgou uma nota dizendo que lamenta profundamente o episódio, que culminou com a morte de dois vigilantes que escoltavam um carro com carga de cigarros da companhia.

“A Souza Cruz reconhece a gravidade da situação do país e do Rio de Janeiro em particular, mas não pode mais aceitar que esta situação, que tem se repetido com uma frequência assustadora, se mantenha sem que nada seja feito pelas autoridades. Mais do que os prejuízos financeiros, o que tem preocupado fortemente a Souza Cruz é a perda de vidas e o abalo psicológico das pessoas que passam por estes episódios.”, diz a nota.

A empresa disse ainda que sempre manteve diálogo com as autoridades de segurança nos níveis estadual e federal, mas o roubo de cargas de cigarros chegou a níveis inimagináveis, o que demanda uma ação contundente do Poder Público.

A carga levada era de cerca de 40 caixas de cigarro. Bandidos fortemente armados em alguns veículos chegaram atirando, atingindo três dos vigilantes de escolta terceirizados.

Com informações de Baixada Viva Notícias.

Professora é morta a tiros ao deixar escola em Caxias

A professora Marta Ribeiro dos Santos Alves foi assassinada quando deixava a Escola Municipal Fuzileiro Naval Eduardo Gomes de Oliveira em Duque de Caxias na noite de terça-feira (26).

26 1

O crime aconteceu por volta das 20h e a polícia investiga se foi tentativa de assalto ou os criminosos passaram atirando pelo local. O caso está com a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que realizou a perícia no local.

Pelas redes sociais, colegas de profissão lamentaram a trágica morte de Marta Ribeiro. “O coração de nós professores hoje está em luto! Especialmente da Rede Municipal de Duque de Caxias pelo assassinato de uma colega de profissão na saída da escola em que trabalhava”. “Os tiros que nesta noite acertaram uma professora que lecionava há 20 anos na única escola do bairro, feriram a toda uma sociedade. Cada morador, cada aluno, ex-aluno, cada pai e mãe, sentiram estes mesmos tiros”.

Uma ex-aluna da vítima também usou a rede social para comentar o assassinato da noite de terça-feira em Duque de Caxias. “Estou arrasada. Ela já me deu aula e não acredito que logo ela, um amor de pessoa”, lamenta.

 

Corpo é encontrado na Ponte Preta, em Itaguaí

O corpo de um jovem foi encontrado na manhã da última sexta-feira (11), no bairro da Ponte Preta em Itaguaí. Marcelo Lima dos Santos Júnior, 19 anos, morava no bairro da Mangueira. Segundo informações, o crime teria acontecido durante a madrugada. O corpo foi levado para o Instituto Médio Legal (IML) de Campo Grande. O crime esta sendo investigado pela Delegacia de Homicídio da Baixada Fluminense (DHBF).

Fonte: Jornal Atual

 

Reveillon trágico em Itaguaí

A queima de fogos tão aguardada em Coroa Grande pela população de Itaguaí, se transformou em frustração na hora da virada para o novo ano. Tudo isso porque o tão esperado espetáculo pirotécnico, chegou atrasado em 2016. Diferente do costume mundial de se começar o show de fogos assim que se marca meia noite, problemas na execução dos fogos de artifícios, fizeram o show se atrasar por mais de uma hora e meia. Quando finalmente se viu os clarões no céu de Coroa, as pessoas já haviam brindado a chegada de 2016.

No entanto o momento mais trágico dos últimos anos em eventos públicos na cidade, ocorreu por volta das 3 da madrugada, quando segundo testemunhas, 5 pessoas foram baleadas e um morreu no local. As vítimas foram levadas ao hospital da cidade e até o fechamento desta matéria não se sabe os motivos da tentativa de homicídio, os nomes das vítimas e nem os responsáveis pelo ato.

Prefeitura de Seropédica é alvejada

Atualizada às 17:30

A prefeitura de Seropédica foi alvo de tiros na última madrugada. O órgão foi atingido por tiros em sua fachada.

Policiais averiguam o ocorrido

Policiais averiguam o ocorrido

De acordo com a Polícia Militar, as perfurações foram identificadas pelo vigia do prédio após ao chegar ao local. Ninguém ficou ferido e os responsáveis ainda não foram identificados.

image

De acordo com informações da 48ª DP (Seropédica), um inquérito foi instaurado para apurar as circunstancias do fato. A perícia de local foi realizada e agentes realizam diligências em busca de imagens e testemunhas que ajudem nas investigações.

image

Procurada, a prefeitura do município não foi encontrada para se pronunciar sobre o caso.

Família de advogado assassinado na Zona Oeste, ainda procura respostas sobre o assassinato

Recompensa oferecida para quem der notícias verídicas ao disque denúncia que colaborem com o fim do mistério da morte é de R$ 2.000,00.

Os familiares do advogado Bruno Nicolau Olivieri de 34 anos, conhecido como “Bolinha”, assassinado quando vinha de uma rave em Seropédica, e que teve o corpo encontrado na Estrada do Guandu em Santa Cruz, com 3 tiros no dia 21 de junho deste ano, ainda buscam respostas para o crime bárbaro.

O que chama atenção é que sequer os nomes dos seguranças da rave foram revelados à família do rapaz, quando o correto seria que as investigações abrangessem os responsáveis pelo evento bem como seus respectivos funcionários.

Na busca por respostas, a família oferece uma recompensa para quem der informações relevantes sobre a noite do crime.

Slide3

Quase três meses depois, nada que possa desvendar o mistério foi apresentado.

 

A Divisão de Homicídios (DH), instaurou inquérito para apurar as circunstâncias da morte. Porém até hoje não concluiu as investigações.

 

Disque Denúncia 2253-1177

Não é necessário se identificar, basta ligar! Esperamos em Deus por qualquer informação que ajude a esclarecer a morte do “Bolinha” – o advogado Bruno Olivieri. Relato nas redes sociais

 

O Boca no Trombone informa a família que continuará acompanhando o caso, até que uma resposta seja dada pelas autoridades

 

Reportagens sobre o caso em nossos arquivos:

Jovem desaparecido é encontrado morto

https://bocanotromboneitaguai.com/2015/06/22/jovem-desaparecido-e-encontrado-morto/

Mistério na morte de Bruno Olivieri

https://bocanotromboneitaguai.com/2015/06/28/misterio-na-morte-de-bruno-olivieri/