Arquivo da tag: sites

Procon Estadual autua cinco sites por propaganda enganosa em promoções do Dia das Mães

O Procon Estadual autuou os sites Beleza na Web, Ponto Frio, Lojas Americanas, Extra e Casas Bahia por propagandas enganosas em ofertas para o Dia das Mães. São produtos anunciados com preços supostamente promocionais para a data comemorada no último domingo, mas que, na verdade, tinham o mesmo preço ou até custavam mais caro do que valores cobrados um mês antes pelos mesmos artigos. A maior diferença foi de R$ 1.089, constatada no preço de uma TV LED full HD 43 polegadas LG à venda no site do Ponto Frio. Em 7 de abril, ela foi anunciada por R$ 1.709,90. Já em 6 de maio, o produto era vendido, como promoção, por R$ 2.798,90.

 

A maior quantidade de ofertas irregulares foi encontrada no site Beleza na Web: 31. Em seguida vem o Ponto Frio, com 17; Lojas Americanas e Extra (10 cada) e Casas Bahia (2). Outra grande diferença encontrada no site do Ponto Frio foi na Smart TV LED Full HD Toshiba 48 polegadas, que custava R$ 2.140,90 em 7 de abril e R$ 2.598,90 em 6 de maio. Mesmo sendo anunciado como promoção, o produto estava à venda por um preço R$ 458 mais caro que no mês passado.

 

No site Beleza na Web, havia produto na promoção custando quase o dobro do que há um mês. O preço do perfume Jennifer Lopes Glow era R$ 76,99 em 7 de abril e R$ 146,99 em 6 de maio.

 

Ao todo, a pesquisa realizada pela Autarquia encontrou 70 ofertas irregulares nos cinco sites autuados. Outros cinco – Magazine Luiza, Submarino, Walmart, Casa&Vídeo e Ricardo Eletro – foram avaliados, mas não foram encontradas falsas promoções. Em todos eles, o Procon Estadual verificou smartphones, TVs, eletrodomésticos, tablets, perfumaria, eletroportáteis, cosméticos e produtos de informática.

 

As empresas autuadas terão 15 dias úteis, contados a partir da notificação, para apresentar a sua defesa. Caso o prazo não seja cumprido ou os argumentos não sejam aceitos pelo Setor Jurídico do Procon Estadual, as lojas serão multadas em valores que podem chegar à casa dos R$ 9 milhões.

 

Anúncios

Pesquisa revela que brasileiras são as que mais acessam pornografia no mundo

Apesar de levantar dúvidas entre produtores de conteúdo adulto, os dois maiores sites pornográficos do mundo afirmam que as brasileiras e as mulheres das Filipinas são as que mais acessam conteúdo pornográfico no mundo.

De acordo com uma pesquisa realizada pelos dois maiores sites de pornografia online, o Pornhub e o Redtube, as mulheres brasileiras e as das Filipinas são as que mais acessam conteúdo erótico no mundo.

O Pornhub e o Redtube são sites que oferecem conteúdo pornográfico gratuito. Eles são responsáveis por atrair um tráfego de 40 milhões de usuários únicos por mês.

Em ambos os países, o índice de mulheres que acessam conteúdo pornográfico através da Internet chega a 35%, os homens, 65%. A Argentina aparece em quarto lugar, com 30% e o México em oitavo, com 28% do sexo feminino acessando tal conteúdo.

No entanto, sites concorrentes não aceitam o resultado, alegando que não é possível fazer esse tipo de medição.

Conforme ainda com a pesquisa, as categorias mais procuradas pelas mulheres são “lésbica”, “trios” e “squirt” (ejaculação feminina). Além disso, o público feminino também assiste conteúdo homossexual masculino.

O tempo de permanência nos sites adultos também foi medido. Assim, a pesquisa revela que as mulheres permanecem em média 10 minutos e 10 segundos, e os homens 9 minutos e 22 segundos. Vale notar que esta média é mundial.

No entanto, alguns produtores de pornografia, mesmo admitindo que o consumo virtual desse tipo de material aumentou entre as mulheres, questionam o resultado da pesquisa do Pornhub e do Redtube, dizendo que ela não é cientifica.

De acordo com o Pornhub, para o levantamento foi usado um “software analítico”, e os termos preferidos entre as mulheres seriam cenas lésbicas, sexo a três e uma categoria chamada “squirt” (ejaculação feminina).

“Com certeza há um crescimento entre as mulheres, porque as mulheres assistem pornografia, e toda a população mundial consome mais”, disse à BBC Mundo Pablo Dobner, diretor executivo e cofundador do Erika Lust Films, uma empresa de Barcelona que produz conteúdo adulto sob uma perspectiva feminina.

“Há uma demanda, mas a maioria das mulheres quer algo muito mais sincero, limpo e sexualmente inteligente em relação ao que é possível encontrar na maioria dos outros portais”, disse ainda.

Além disso, o tipo de conteúdo escolhido pelas mulheres também é duvidoso. Porém, Dobner acredita que a escolha de conteúdo esteja ligado exclusivamente por se sentirem mais confortáveis.

“As mulheres estão buscando mais prazer feminino e reivindicando que o homem não é o único que tem de desfrutar do sexo e que elas também querem sua parte do sexo recreativo, que esteve proibido para elas por tanto tempo”.