Arquivo da tag: país

Pais de alunos fazem protesto e fecham entrada do porto em Itaguaí

Proteto foi devido a falta de transporte marítimo escolar

Pais de alunos realizaram hoje pela manhã (27/04), uma manifestação em frente a entrada do Porto de Itaguaí. A reivindicação deles é pelo retorno do transporte marítimo escolar, que levavam seus filhos das ilhas onde residem até a escola mais próxima. O governo após várias promessas, ainda não resolveu tal questão e já deu diversas datas para que tudo se normalizasse, mas até agora nenhuma das promessas feita aos pais foram cumpridas.

 

LEIA MAIS:

Pais de alunos falam da falta de transporte marítimo na escola da Ilha de Madeira

Pais fazem protesto e acampam em escola por transporte escolar

 

 

Pais fazem protesto e acampam em escola por transporte escolar

Prefeitura responde ao Boca sobre a falta de transporte marítimo e promete soluções

 

 

Estamos de olho – Pais de alunos cansados de esperar por uma solução para o transporte escolar de seus filhos, decidiram na manhã de ontem quarta-feira (18/040, acampar dentro da escola Municipal Elmo Batista. A reivindicação é devido ao não fornecimento de transporte escolar para seus filhos que são residentes das ilhas Quatiquara, ilha dos Martins e ilha do Boi em Itaguaí. Tal transporte que é direito dos estudantes, não está ocorrendo desde o começo do ano letivo. Os alunos dessas ilhas, sempre tiveram o transporte através de embarcações para que pudessem estudar na escola mais próxima de suas residências, a escola Municipal Elmo Batista, localizada na Ilha da Madeira. Segundo os pais, apenas no primeiro dia de aula houve o transporte, sendo suspenso sem qualquer aviso. Eles, foram até a secretaria de educação da cidade em fevereiro  e relataram que a secretária de educação Andreia Busatto, disse que o processo para o transporte marítimo estava ainda em processo licitatório, mas que até o final de março tudo estaria resolvido, algo que ainda não ocorreu. Com a falta do transporte, os pais gastam do próprio bolso, ou pedem carona em barcos para conseguirem manter os seus filhos estudando, ficando todos aguardando dentro da escola o final do dia letivo para levarem seus filhos para casa.

 

 

 

Resposta da prefeitura de Itaguaí

 

O blog Boca no Trombone Itaguaí, entrou em contato com a prefeitura que em nota relatou que o serviço foi temporariamente suspenso porque a empresa contratada pelo governo anterior, em 2016, para realizar o transporte marítimo de alunos não possuía a documentação legal para receber pelo pagamento dos serviços prestados. Informou também que está em andamento um processo licitatório para a contratação da empresa que fará o transporte  dos alunos. E que em breve, o serviço será normalizado. Enquanto isso, a equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação está tomando as providências cabíveis para que os estudantes residentes na Ilha da Madeira não sejam prejudicados nos estudos.

Além disso, a prefeitura disse estar verificando junto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e à Capitania dos Portos a possibilidade de ser utilizado temporariamente o barco daquela secretaria para transportar os alunos.

 

Leia a nota na íntegra

“A Prefeitura de Itaguaí esclarece que o serviço foi temporariamente suspenso porque a empresa contratada pelo governo anterior, em 2016, para realizar o transporte marítimo de alunos não possuía a documentação legal para receber pelo pagamento dos serviços prestados à Prefeitura.

A Prefeitura informa que está em andamento um processo licitatório para a contratação da empresa que fará o transporte  dos alunos. Em breve, o serviço será normalizado. Enquanto isso, a equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação está tomando as providências cabíveis para que os estudantes residentes na Ilha da Madeira não sejam prejudicados nos estudos.

Além disso, estamos verificando junto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e à Capitania dos Portos a possibilidade de utilizarmos temporariamente o barco daquela secretaria para transportarmos com segurança os nossos alunos.”

 

Responsáveis fazem protesto contra o fechamento da escola Santa Rosa em Itaguaí

Em 2018 a escola deve ter suspensa as suas atividades

Pais de alunos fizeram um protesto na manhã de hoje (10/11), em frente a escola Santa Rosa em Itaguaí. O ato intitulado “Abraço a Santa Rosa” é contra o fechamento da unidade, algo proposto pela secretaria de educação.

Os responsáveis reclamam que o fechamento irá prejudicar os alunos e eles próprios pela distância da escola mais próxima.


A unidade tem 66 anos e atende a 59 alunos.

Ministério da Saúde incentiva empresas a ampliar a licença-paternidade para 20 dias

Campanha de amamentação deste ano visa sensibilizar sobre o papel do pai na garantia do aleitamento do bebê. Foi lançado documento que orienta empresas a concederem o benefício

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, lançou nesta última sexta-feira (4), em Curitiba (PR), documento para orientar pais e empresas sobre o benefício da licença-paternidade estendida. Pelo novo Marco Legal da Primeira Infância (Lei nº 13.257/2016), os pais podem prorrogar de 5 para mais 15 dias o período desde comprovado o seu envolvimento com o desenvolvimento do bebê. A campanha nacional de amamentação deste ano sensibiliza para o maior envolvimento do homem nesta etapa de cuidado com o filho, bem como maior proximidade com a mãe.

Confira aqui a apresentação divulgada no lançamento da Semana Nacional de Amamentação

Assista também o vídeo da Campanha Nacional de Amamentação

A partir do documento elaborado pelo Ministério da Saúde, para que as empresas dentro do Programa Empresa Cidadã concedam o benefício, os pais podem entregar os seguintes comprovantes:

Declaração do profissional de saúde informando a participação do pai no pré-natal, em atividades educativas durante a gestação, ou visita à maternidade. Também poderá ser entregue comprovante do curso online Pai presente: cuidado e compromisso promovido pela pasta.

“Quanto mais tempo as crianças são amamentadas, mais elas adquirem resistência às doenças e intensificam sua relação afetiva com a mãe. Este ano, estamos envolvendo também os pais nesta fase. Por isso, estamos apoiando a ampliação da licença-paternidade daqueles pais que são envolvidos com os cuidados das crianças, para que possam cada vez mais auxiliar as mães, criando um ambiente de conforto e condições adequadas para esta prática tão importante, que é a amamentação”, ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Durante o evento, foi apresentada a Campanha Nacional de Aleitamento Materno de 2017 em alusão a semana mundial de amamentação comemorada de 1º a 7 de agosto em mais de 170 países. Com o slogan “Amamentar: ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você”, a campanha tem como objetivo fortalecer a participação e o cuidado de pais, familiares, empresas, educadores e toda a sociedade no processo de aleitamento, garantindo a alimentação exclusiva com leite materno até os seis meses de vida. Esta orientação é preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Participaram do lançamento mães e pais, além de representantes da Sociedade Brasileira de Pediatria, Organização Mundial da Saúde, e outras autoridades. Neste ano, o padrinho da Campanha é o ator Marcio Garcia, pai de quatro filhos. A amamentação é  capaz de reduzir em 13% a mortalidade por causas preveníveis em crianças menores de 5 anos.

HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA – Na ocasião, o ministro da Saúde, Ricardo Barros também assinou a habilitação de 28 instituições na Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), em todo o país, duas delas do Paraná. A medida tem como objetivo diminuir a mortalidade infantil por meio do estímulo à prática da amamentação, além de mobilizar e capacitar profissionais de saúde na atenção ao aleitamento materno, buscando evitar o desmame precoce. A iniciativa terá  impacto financeiro de R$ 4 milhões em 2017.

SALAS DE APOIO À AMAMENTAÇÃO – Ainda na solenidade, o ministro entrega 10 placas de certificação às empresas, privadas e públicas, que implantaram Salas de Apoio à Amamentação no estado do Paraná. Atualmente, o país possui 200 salas certificadas pelo Ministério da Saúde em todo o país, com capacidade de beneficiar até 140 mil mulheres. Em 2014 eram 16 salas de apoio à amamentação.

A ação surgiu em 2010, com o objetivo de apoiar a mulher que retorna da licença-maternidade e deseja continuar amamentando o filho. As Salas de Apoio à Amamentação são locais simples e de baixo custo para as empresas, onde a mulher pode retirar o leite durante a jornada de trabalho e armazená-lo corretamente para que ao final do expediente possa levá-lo para casa e oferece-lo ao bebê.

Para receber a certificação do Ministério da Saúde, os locais precisam estar dentro dos parâmetros definidos pela pasta. O ambiente passa por uma vistoria técnica para garantir que a infraestrutura seja adequada antes de conceder o certificado.

O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os 6 meses, inclusive água. O alimento também é capaz de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos, além de proteger a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. Outro benefício é reduzir o risco de desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade na vida adulta.

No Brasil, 67,3% das crianças mamam na primeira hora de vida e a duração média
do aleitamento exclusivo é de 54 dias, e 41% das crianças menores de seis meses tiveram alimentação exclusivamente por leito materno.

BANCOS DE LEITE HUMANO – Os bancos de leite humano (BLH) são umas das principais iniciativas do Ministério da Saúde para a redução da mortalidade infantil. Atualmente, o Brasil conta com 221 Bancos de Leite e 188 Postos de Coleta, além da coleta domiciliar. Todos os estados brasileiros possui, pelo menos, um BLH. Desde 2011, mais de 8 milhões de mulheres receberam algum tipo de assistência dentro da rede de bancos de leite humano.

O Brasil possui a maior e mais complexa rede de banco de leite do mundo. O modelo brasileiro de bancos de leite humano é focado na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, exclusivo, até os seis meses e continuidade da amamentação por dois anos ou mais. Além de coletar e distribuir leite humano de qualidade a bebês prematuros e de baixo peso, contribuindo para a diminuição da mortalidade infantil.

Fonte:  Ministério da Saúde

Justiça do DF manda suspender aumento da gasolina

Decisão vale para todo o país

O aumento dos impostos já foi repassado integralmente aos consumidores, que estão pagando quase R$ 4 pelo litro da gasolina no Distrito Federal por exemplo. No Rio o valor já havia ultrapassado os mesmos R$ 4,00.

O governo começa e enfrentar uma grande batalha jurídica por causa do aumento do PIS e da Cofins que incidem sobre os combustíveis. O juiz substituto Renato Borelli, da 20 Vara Federal de Brasília, determinou a suspensão imediata do decreto lançado pelo governo na semana passada.

Procurada, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que vai recorrer da decisão assim que for notificada.

A decisão liminar (provisória) vale para todo o país e atendeu a pedido feito em uma ação popular, movida pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs.

Apesar de determinar a suspensão imediata do decreto, tecnicamente a decisão só vale quando o governo for notificado. A decisão também determina o retorno dos preços dos combustíveis.

Borelli aponta que a decisão do governo de elevar a tributação sobre os combustíveis via decreto é inconstitucional. De acordo com o juiz federal, “o instrumento legislativo adequado à criação e à majoração do tributo é, sem exceção, a Lei, não se prestando a tais objetivos outras espécies legislativas.”

País vai parar nesta quarta contra a Reforma da Previdência

Servidores, trabalhadores e sociedade civil vão parar o estado do Rio e o Brasil

Greve Geral – Nesta quarta – feira 15 de março, o país vai parar. Amanhã ocorrerá o Dia Nacional da Paralisação contra a Reforma da Previdência. Durante a data diversos setores trabalhistas vão suspender suas atividades como protesto contra a proposta do governo.

 

Tudo parado! Saúde, educação, transporte, limpeza e bancos devem ser afetados em greve geral

No Rio de Janeiro, importantes sindicatos, como o dos trabalhadores da educação municipal (SINPRO Rio), da rede estadual (Sepe-RJ), de escolas particulares e da UFRJ (SINTUFRJP), assim como os Bancários, Rodoviários, dois sindicatos da saúde, radialistas, da Casa da Moeda, Correios, entre outros, vão paralisar os trabalhos por 24h. O Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro, um dos maiores do país, vai parar a Refinaria Duque de Caxias por 2h e fará panfletagem em Macaé (RJ). Todas essas categorias também vão participar do ato unificado contra a reforma da Previdência, marcado para as 16h, na Candelária, no centro do Rio de Janeiro. Organizações sociais realizam atos contra a reforma da previdência em todo o país nesta data.

“Nessa quarta-feira vamos ver uma quantidade enorme de trabalhadores paralisados, especialmente na educação. As pessoas perceberam que esse é o momento da luta contra essa reforma da Previdência, entenderam que ou eles lutam agora ou vão morrer trabalhando”, afirma o presidente da Central Única de Trabalhadores do Rio de Janeiro (CUT-RJ), Marcelo Rodrigues.

A coordenadora do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ), Dorotéa Santana, confirma a forte adesão dos trabalhadores da educação. “A adesão dos professores está grande. Na região onde monitoro, em Jacarepaguá, Barra e Recreio, é de 80% a 100% de docentes que devem parar por escolas das redes municipal e estadual. Nas outras regiões a informação que temos é que adesão também é alta”, garante a coordenadora do Sepe.

 

O presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RJ), Ronaldo Leite, também explica que outros importantes setores da economia prometem realizar mobilizações e paralisações. “O sindicato dos Comerciários vai realizar uma mobilização no centro Rio, uma espécie de ‘arrastão’ de trabalhadores e se juntará a nós no grande ato. Assim como os funcionários do saneamento básico, que vão paralisar alguns setores”, destaca Ronaldo Leite.

 

Para Leite, somente uma grande mobilização popular será capaz de barrar a reforma trabalhista e a da Previdência. “A proposta da reforma da Previdência feita pelo governo de Michel Temer é um verdadeiro massacre aos trabalhadores. Como esse governo golpista tem mais de 400 votos na Câmara de Deputados para passar qualquer coisa, nossa única alternativa é mobilizar o povo para não permitir essa retirada de direitos”, ressalta o presidente da CTB-RJ.

 

O trajeto do ato dessa vez será em direção à Central do Brasil, no sentido oposto de protestos anteriores. “A Central do Brasil é um lugar de grande concentração de trabalhadores, que usam o transporte público. Essa é uma forma de dialogar com os trabalhadores e trabalhadoras, que serão afetados diretamente por essa reforma”, explica Marcelo Rodrigues, da CUT.

 

O integrante da Frente Brasil Popular, Rodrigo Marcelino, também destacou o caráter anti-povo da reforma da Previdência de Temer. “O governo golpista de Michel Temer tem 4 objetivos centrais: manter os privilégios políticos das elites, ‘estancar a sangria’ da operação Lava Jato, entregar as riquezas brasileiras, como o petróleo do pré-sal aos países ricos e retirar direitos dos trabalhadores, para aumentar os lucros dos grandes capitalistas”, afirma Marcelino, militante da Consulta Popular.

 

A Frente Brasil Popular, a Frente Povo Sem Medo, seis centrais sindicais, partidos políticos de esquerda e movimentos populares também participam do ato no centro Rio.

 

 

Ônibus fazem greve a partir da 0h de quarta

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb -Rio) anunciou, no início da noite desta terça-feira, que fará uma paralisação de 24h, a partir da 0h desta quarta-feira.

Segundo o presidente do sindicato, Sebastião José, o número de adesão da categoria só poderá ser indicado nas primeiras horas de quarta. “Ainda não sabemos como será a adesão nas garagens, mas o sentimento da categoria é pela paralisação. Vamos fazer tudo dentro da lei, para que a população não seja prejudicada. A reforma proposta pelo governo vai atingir todo o setor de transportes. Hoje um motorista que começa trabalhando aos 25, por exemplo, vai se aposentar com 74 anos. Acaba com a aposentadoria do rodoviário e de outras categorias. Vamos saber como será a partir das primeiras horas da manhã”, pontuou.

 

Greve nas redes pública e particular

 

A paralisação de amanhã contará ainda com as categorias da Educação em todo o estado. De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe), além da rede estadual, professores e servidores de pelo menos 15 redes municipais vão aderir ao movimento, entre unidade do colégio Pedro II e Cefet.

O Sepe afirma que os municípios são Angra dos Reis, Belford Roxo, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaboraí, Japeri, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia e Valença.

Itaguaí

Na cidade de Itaguaí, a adesão também será grande. Nesta terça, centenas de servidores públicos já anunciaram que vão aderir. Um ônibus sairá do final do calçadão da cidade, levando servidores rumo à Alerj.

 

Rede particular

Na rede particular, pelo menos 17 escolas anunciaram paralisação contra a Reforma da Previdência. Entre os locais estão, Oga Mitá (Tijuca/Vila isabel), Escola Parque (Gávea/Barra), Escola da Travessa (Laranjeiras, parcialmente), Colégio São Vicente de Paulo (Cosme Velho), Colégio Andrews (Humaíta), Colégio Teresiano (Gávea), Escola Eden (Laranjeiras),  Escola Sá Pereira (Botafogo), Centro Educacional Anísio Teixeira (Ceat, Santa Teresa), Colégio Franco Brasileiro (Laranjeiras), Colégio Santo Inácio (Botafogo), Centro Educacional de Niterói (CEN); Santo Agostinho (Leblon) e todas as unidades do Colégio De A a Z.

 

Entidades que representam segurança pública farão manifestação na Alerj

Forças sindicais fundaram a União dos Policiais do Brasil, que junta policiais civis, federais, rodoviários, bombeiros, guardas municipais e agentes do Degase e Desipe

Entidades que representam as forças de segurança do Rio farão, na manhã desta quarta-feira, manifestação em frente à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), contra a Reforma da Previdência. As forças sindicais fundaram a União dos Policiais do Brasil (UPB), que agrupa policiais civis, federais, e rodoviários federais de todos os cargos, bombeiros, guardas municipais e agentes do Degase e Desipe.

 

Fim das férias de 30 dias pode ser o próximo passo do governo

O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, diz que, além da reforma da Previdência, outras ameaças de retiradas de direitos estão prestes a serem votadas no Congresso Nacional, como é o caso dos projetos da reforma trabalhista e da terceirização. “A ideia é acabar com as férias de 30 dias, aumentar a jornada, ampliar indefinidamente os contratos de trabalho temporário, além de acabar com o direito à aposentadoria pública no Brasil”, diz Vagner.

 

Entenda a Reforma da Previdência

reforma da Previdência prevê a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem, com 25 anos de contribuição. A regra de transição prevê que homens com mais de 50 anos e mulheres com mais de 45 poderão entrar num regime pelo qual terão que pagar um pedágio de 50% sobre o tempo faltante para a aposentadoria.

Na semana passada, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que não tinha como fazer mágica com os números. “O importante é que todos os brasileiros possam ter certeza de que vão receber a aposentadoria, que as taxas de juros continuem caindo, que a inflação continue caindo. E, para isso, temos que controlar as despesas públicas. Gastar dinheiro do governo sempre é uma coisa fácil. Existem países ou estados brasileiros que fizeram muito isso e estão sofrendo consequências dramáticas. Então, a conta tem que ser paga cedo ou tarde.”

Ele também rejeitou a ideia de reduzir a idade mínima necessária para as mulheres se aposentarem. Segundo Meirelles, se a idade de aposentadoria das mulheres for reduzida para 60 anos, os homens terão que trabalhar até os 71 anos para compensar essa diferença. , acrescentou.

Pelas regras atuais, os homens podem se aposentar com 35 anos de contribuição e as mulheres, com 30 anos. Não há idade mínima.

Opinião do blog: Este assalto ao povo brasileiro, deixa claro que por mais que se veja algo sendo feito pelo poder judiciário para minimizar a corrupção no país, continuamos vendo que o povo sempre será o responsável em pagar tantos roubos de seu próprio dinheiro. A democracia num país corrupto como o nosso, parece uma raiz podre onde os frutos somente podem ser colhidos por aqueles que não os plantam. É HORA DE GRITAR PELO SEU DIREITO. A DEMOCRACIA AQUI NESTA TERRA PARECE APENAS UMA PALAVRA NO DICIONÁRIO.

Prefeitura de Itaguaí e secretaria de educação, lançam cartilha para pais avaliarem as escolas

“Aluno Cidadão” é uma boa iniciativa, mas que contrasta com a falta de verbas

 

A prefeitura municipal de Itaguaí em parceria com a secretaria de educação, teve uma boa ideia na última semana ao enviar as escolas cartilhas com um questionário onde os responsáveis de alunos podem avaliar a escola de seus filhos. A iniciativa é louvável se não fosse em uma época de crise onde servidores estão tendo dificuldades em receber seus salários e com a diminuição de arrecadação do município segundo dados da própria prefeitura. As escolas que estão sendo avaliadas, tem carência além de profissionais, materiais básicos como folhas, papel higiênico, produtos de limpeza e material didático diversos como caneta para quadro entre outros. Essa cartilha contrasta com outros problemas muito mais sérios a serem resolvidos e que parecem ter sido deixados em segundo plano.

Slide1 Slide2 Slide3 Slide4 Slide5 Slide6

Apesar dessa falta de coerência e de valores altos terem sido gastos com este material, é uma ideia que pode ter sequência quando os problemas financeiros forem resolvidos primeiramente.