Arquivo da tag: mortes

Incêndio no hospital Lourenço Jorge mata três pessoas

Incidente aconteceu na tarde deste sábado. Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuam no local

Três pessoas morreram durante o incêndio que atingiu, na tarde deste sábado, a Coordenação de Emergência Regional (CER) Barra, que fica ao lado da sede do Hospital Lourenço Jorge. A informação foi passada a jornalistas pelo prefeito Marcelo Crivella na porta da unidade de Saúde. Ainda segundo o chefe do Executivo municipal, elas teriam morrido quando eram transferidas da CER Barra para o Lourenço Jorge. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuam no local.

“Todos foram transferidos para o Lourenço Jorge. Não houve feridos no incêndio mas, na transferência, três casos graves vieram a óbito. Infelizmente lamentamos os óbitos. O pessoal do Governo Federal colocou à disposição os hospitais. No momento do fogo, tínhamos cerca de 50 pacientes, todos acolhidos no Lourenço Jorge. Os mais graves vão ser transferidos para o Souza Aguiar, Salgado Filho e Miguel Couto”, disse o Prefeito.

Ainda segundo Crivella, O fogo – que está sob controle – começou na parte de cima, no laboratório, ao lado de uma área de descanso. A parte de baixo do CER não teve nenhum dano, já a parte de cima vai ser toda refeita.

Segundo a técnica de Laboratório Carolina Nunes, a CER apresentava picos de luz durante o dia, o que pode ter ocasionado um curto circuito. “Hoje de manhã estava tendo picos de luz, caiu três vezes. Nós achamos que era normal porque estava muito quente. Quando foi umas 15h30 falaram que tava pegando fogo, a gente acha que foi algum ar-condicionado que deu curto”.

Questionada sobre a quantidade de pacientes, a técnica informou que tinham 15 pacientes na sala vermelha, 36 na amarela, duas crianças na pediatria e outros na sala verde. Todos levados para o Lourenço Jorge.

“Estava na hora da visita, alguns acompanhantes começaram a chorar para retirar os internados. Foi um desespero maior ainda. Mas a gente tinha que tirar primeiro os pacientes que estavam graves na sala vermelha, pra depois acalmar o resto do povo”, completou.

Segundo os bombeiros, o quartel da Barra foi acionado às 15h41 e militares seguem no local para combater as chamas.

Por conta do incêndio, a pista lateral da Avenida Ayrton Senna segue interditada, no sentido Linha Amarela. Motoristas devem seguir pela pista central.

Projeto de Lei

Em entrevista, o prefeito Marcelo Crivella ainda falou sobre o projeto de lei que mandou para a Câmara dos Vereadores, onde quer aprovar a presença 24h dos bombeiros em locais com fluxos de pessoas. “Quero que seja aprovado, ainda essa semana, que todos esse locais públicos e privados, onde tenham fluxo de pessoas, possam contar com brigada de prevenção e combate a incêndio 24h por dia”.

Fonte: O Dia

Anúncios

Após 12° corpo encontrado se encerram as buscas por vítimas do naufrágio em Itaguaí

Buscas por vítimas do naufrágio em Itaguaí são encerradas após 12º corpo ser resgatado

A Marinha informou que foi encontrado o último desaparecido do naufrágio de duas embarcações em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio. No total, 12 pessoas morreram. O corpo da última vítima que estava desaparecida foi encontrado no início da tarde desta segunda-feira nas proximidades da Reserva Ecológica Sahy, na área da Baía de Sepetiba, cerca de 23 quilômetros distante da embarcação “Lucas Mar”.

Segundo a Marinha, uma embarcação que trafegava na região avistou o desaparecido na superfície do mar e informou. A DelItacuruçá imediatamente enviou duas equipes de buscas ao local.

Todos os 21 passageiros das embarcações “Lucas Mar” e “Milemar” foram resgatados, nove com vida e doze vítimas fatais. O naufrágio aconteceu na madrugada do dia 8 de junho, na região da Laminha, na Baía de Sepetiba.

Mais cedo foram resgatados duas vítimas do naufrágio. Pela manhã, o corpo de Jioão Gomes da Silva foi encontrado depois de um alerta dado por pescadores. As buscas foram retomadas às 6h30m.

A Delegacia da Capitania dos Portos em Itacuruçá foi acionada por pescadores sobre a presença de um corpo nas proximidades da Praia de Muriqui e encontraram João Gomes da Silva.

Em nota, a Marinha informou que as causas da ocorrência e as responsabilidades dos envolvidos serão apuradas em inquérito já instaurado pela Marinha.

Fonte: Jornal Extra

Marinha encontra 9º corpo após naufrágios em Itaguaí

Duas vítimas foram encontradas neste domingo; três pessoas ainda estão desaparecidas. Dois barcos com 21 tripulantes afundaram na madrugada de sexta-feira na Baía de Sepetiba

G1 – Mais uma vítima dos naufrágios na Baía de Sepetiba, perto do Porto de Itaguaí, foi encontrada pela Marinha. Com os dois corpos achados neste domingo (10), chega a nove o número de mortos no acidente com duas embarcações, na madrugada de sexta-feira (8).

Três pessoas ainda estão desaparecidas, segundo a Marinha. Outras nove foram resgatadas com vida e estão fora de perigo.

As buscas foram realizada com o auxílio de um aparelho sonar (Side Scan). A nova vítima foi achada a cerca 300 metros de distância da embarcação naufragada Lucas Mar, achada no sábado, com auxílio de pescadores, a uma profundidade de 8 metros na área da Baía de Sepetiba. A outra embarcação naufragada, a Milemar, foi localizada ainda na sexta-feira.

“A Marinha se solidariza com os familiares das vítimas e continua envidando esforços nas buscas dos desaparecidos, atuando com cinco embarcações, uma aeronave, mergulhadores, equipamento de busca sonar e com o navio-patrulha Guaporé”, diz nota enviada pelos militares no fim da tarde de domingo.

As causas da ocorrência e as responsabilidades dos envolvidos serão apuradas em inquérito já instaurado pela Marinha do Brasil.

Fonte: G1

Bombeiros confirmam mais um morto em acidente entre embarcações em Itaguaí

Bombeiros informaram que são sete os mortos e cinco vítimas são consideradas desaparecidas. Na sexta-feira, nove pessoas foram resgatadas com vida.

 

G1 – Bombeiros confirmaram, por volta das 17h45 deste sábado (9), que foi encontrado mais um corpo de vítima do acidente entre duas embarcações na madrugada de sexta-feira (8), na Baía de Sepetiba (RJ), em frente ao Porto de Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio.

 

Agora, são sete os mortos nos naufrágios e cinco pessoas permanecem desaparecidas. As buscas neste sábado foram encerradas e serão retomadas às 6h de domingo (10).

 

Ainda nesta tarde, pescadores que auxiliaram nas buscas conduzidas pelo Corpo de Bombeiros encontraram a Lucas Mar, 2ª embarcação envolvida no acidente. A Milemar foi encontrada já na sexta-feira.

Fora os mortos e desaparecidos, nove pessoas foram salvas ainda na sexta. Na tarde deste sábado (9), um grupo de pescadores que auxilia no resgate de vítimas encontrou, com uma âncora, a Lucas Mar, afundada a 6,5 km do píer.

 

O acidente

As embarcações de pescadores naufragaram por volta da 0h20 de sexta-feira. A Marinha e o Corpo de Bombeiros confirmaram, no dia, que seis pessoas morreram no acidente. Sobreviventes relataram que chovia e ventava muito no momento do desastre.

 

Pela manhã de sexta, quatro corpos haviam sido encontrados. À tarde, outros dois foram retirados do mar: um por volta das 13h45 e outro às 16h.

 

O Corpo de Bombeiros suspendeu as buscas aos desaparecidos por volta das 18h e retomou neste sábado, às 6h.

 

A Marinha informou ter reforçado as equipes e equipamentos: uma aeronave, o navio patrulha Iguaporé, quatro embarcações da delegacia de Itacuruçá e seis equipes de mergulhadores.

 

Antes, havia diferenças nos números divulgados pela Marinha e pelo Corpo de Bombeiros . Além dos seis mortos, segundo os militares, dez pessoas foram socorridas com vida e cinco seguiam desaparecidas.

 

Relatos dos familiares

Desde a madrugada, o telefone de Aldo Barbosa não para de tocar. Com 40 anos de pesca, ele descobriu que o filho Lucas Barbosa estava entre os desaparecidos depois de receber ligações de várias pessoas falando do naufrágio. A esposa de Aldo afirmou que estranhou o filho não ter passado um rádio para ela na noite de ontem.

“Ela tentou várias vezes. Quando ela me contou, senti uma pressão no peito. Eu fui para o cais e nada”, afirmou Aldo.

Parentes do ex-paraquedista do Exército Pablo Lessa Santos contaram que ele tinha o hobby de sair para pescar com o grupo que estava em um dos barcos que naufragou. Segundo a Marinha, 22 pessoas estavam nas duas embarcações no momento do naufrágio.

 

Vandendergue de Sousa Arizoa, cunhado de Pablo, chama a atenção para o fato de que ele tem uma tatuagem com um paraquedas e um brevê nas costas.

 

“Esse grupo está acostumado a fazer isso junto. Ele já pescou várias vezes à noite. A mochila foi encontrada e ele nada bem. A nossa esperança é que ele tenha tido tempo para nadar para um local”, explicou o cunhado, que mostrou os pertences encontrados.

 

Sônia Lessa dos Santos, mãe de Pablo, espera encontrar o filho bem. “Eu estava em casa e a esposa de um dos sobreviventes foi avisar de manhã.”

 

Desde o começo da manhã, Rosimeri Amaral busca informações sobre o cunhado, Neilton de Souza, de 57 anos. Segundo a família, pescar era uma rotina dele.

 

“Viemos de Nova Iguaçu, um amigo que estava junto e sobreviveu avisou para o meu filho. Ele contou que foi muito rápido, um vendaval e não deu tempo de nada, com uma chuva de granizo”, explicou Rosimeri.

Aém de Pablo, Neilton e Lucas, também está desaparecido João Gomes da Silva. Ainda não havia, até o fim das buscas de sexta, as identificações de outras pessoas perdidas no mar.

 

Lista de desaparecidos

Pablo Lessa Santos

Neilton de Souza

Lucas Barbosa

João Gomes da Silva

Fonte: G1

Buscas a desaparecidos no naufrágio em Itaguaí continuam

O Comando do 1º Distrito Naval informou que a Delegacia da Capitania dos Portos em Itacuruçá (DelItacuruçá), distrito de Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro, continua com as buscas aos seis desaparecidos no naufrágio de dois pesqueiros na madrugada desta sexta-feira (8), na Baia de Sepetiba, na Ilha da Madeira, em Itaguaí.

Segundo nota da Marinha do Brasil, até o momento, das 21 pessoas que estavam a bordo, foram encontradas 15, entre as quais, as seis vítimas do acidente. Somente a embarcação Milemar (Guto 1) foi localizada. Ainda não há informação sobre o outro pesqueiro Lucas Mar.

A Marinha se solidarizou com as famílias das vítimas e informou que permanecerá com a operação de buscas. Foram enviadas para a região do naufrágio cinco embarcações, uma aeronave, uma embarcação de desembarque de carga geral e mergulhadores. Além disso, o navio patrulha Guaporé foi deslocado para auxiliar nos resgates que contam com a participação do Corpo de Bombeiros, que também enviou embarcações para lá.

Segundo a Marinha, que instaurou um inquérito para apurar o acidente, as causas e as responsabilidades dos envolvidos serão apuradas.

O Corpo de Bombeiros informou que interrompeu, nesta sexta-feira, às 18h, a operação de resgate de tripulantes dos pesqueiros. As buscas serão retomadas neste sábado pela manhã.

Polícia emite nota de esclarecimento sobre violência e mortes em Itaguaí

O Conselho Comunitário de Segurança Pública de Itaguaí retransmitiu uma nota da polícia militar com esclarecimentos sobre os atos de violência que estão ocorrendo na cidade.

Leia na íntegra

#Nota #De #Esclarecimento

O Senhor Comandante do 24°BPM Tenente Coronel BRANDÃO nos enviou uma nota para retransmitir a população de Itaguaí através da Página do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Itaguaí.

Palavras do Senhor Comandante.

Sras e Srs, boa tarde.

Desde ontem, após nossa intervenção no Parque Primavera, onde uma “Liderança” do TCP/Carvão foi neutralizada, tivemos veículos incendiados por traficantes com objetivo de forçar a nossa saída daquela região, considerando que naquela ocasião, outros criminosos estavam cercados. Após análise da Inteligência, ocupamos o Carvão, de onde se originaram os ataques ao Parque Primavera.
Quanto aos homicídios desta manhã, não temos informação concreta, mas estamos com equipes nas ruas com o objetivo de colher informações para repassar a 50ª DP e DHBF. Foi divulgado pelo Dr Fernando Veloso – comentarista de segurança da Rede Globo – que há uma linha de investigação no sentido de que traficantes estariam cobrando “taxas”, para que veículos do transporte alternativo, circulem pelas Comunidades.
Policiamento na região está reforçado.

Obrigado pelo apoio.
Tc Brandão.

Respeitosamente

Alexandro Andrade
PRESIDENTE
CCSPI-AISP24″

Sobe para seis o número de mortes por febre amarela no Rio de Janeiro

O estado do Rio de Janeiro registrou mais um caso fatal de febre amarela, elevando para seis o número de mortes pela doença desde o início do atual surto. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (22) pela Secretaria Estadual de Saúde.

O caso mais recente ocorreu no município de Santa Maria Madalena, noroeste do estado. A cidade com o número de ocorrências continua sendo Casimiro de Abreu, na Região dos Lagos, com sete casos, sendo um óbito.

 

No total, o estado do Rio registrou 15 casos de febre amarela em humanos, identificados nos municípios de Casimiro de Abreu (7), Macaé (2), São Fidelis, São Pedro da Aldeia, Porciúncula, Maricá, Silva Jardim, e Santa Maria Madalena, todo com um caso cada.

 

Em quatro municípios foram detectados casos de febre amarela apenas em macacos: São Sebastião do Alto, Maricá, Campos dos Goytacazes e Carmo.

 

A secretaria estadual informou que 55 dos 65 municípios prioritários para o combate à doença já receberam vacinas em quantidade suficiente para imunizar o público-alvo. Cerca de 5 milhões de doses já foram distribuídas e a expectativa é imunizar 12 milhões de pessoas nos 92 municípios do Rio de Janeiro até o fim do ano.

Com Agência Brasil