Arquivo da tag: manutenção

Passagem em nível na Estrada Ari Parreiras será interditada para manutenção

Interdição começa às 22 horas deste domingo

 

Quem transita pelo bairro Engenho, em Itaguaí/RJ, precisa ficar atento ao período de 15 a 19 de abril. Isto porque a passagem em nível Ary Parreiras estará interditada das 22h do Domingo (15/4) até às 10h da quinta-feira (19/4). O motivo é a manutenção da linha férrea no local para garantir as melhores condições de segurança para a comunidade que utiliza a travessia e para os trens da MRS.

 

Além da troca de dormentes e trilhos, o serviço também trará melhorias para os pedestres e motoristas, tendo em vista que haverá pavimentação asfáltica e revitalização da sinalização vertical (placas) e horizontal (pintura). Para a realização dessas melhorias, no dia 20, a passagem em nível poderá ser usada apenas no esquema pare e siga, enquanto o serviço é finalizado.

 

ORIENTAÇÕES

 

O acesso, pela passagem em nível, à Rodovia Rio-Santos será interditado. O motorista que estiver trafegando pelo local deverá utilizar as rotas alternativas, uma delas é a passagem em nível Amendoeiras, localizada na Estrada Teixeiras.

 

 

Outra opção é o viaduto conhecido como Tobogã, localizado na Avenida Prefeito Isoldackson Cruz de Brito.

 

Pedestres poderão utilizar a passagem de acordo com as orientações dos vigilantes presentes no local ou então utilizar as passagens para pedestres mais próximas.

 

Informações MRS logística e foto de capa Rui Okada Prefeitura de Itaguaí

 

Anúncios

CEDAE REALIZA MANUTENÇÃO PREVENTIVA DO SISTEMA GUANDU NA QUINTA-FEIRA DIA 09

A CEDAE realizará na terça-feira (09/11) a manutenção preventiva anual na Estação de Tratamento de Águas (ETA) Guandu. A intervenção é parte do planejamento operacional da companhia, visando preparar as principais estações para o verão, período do ano em que há maior consumo de água. Os serviços terão a duração de 24 horas, com início programado para as 06 horas desta terça, e conclusão prevista para as 06 horas do dia seguinte.

Técnicos da companhia farão uma vistoria minuciosa nos reservatórios e canais de água filtrada da estação de tratamento e nas adutoras e elevatórias que compõem o sistema do Guandu. O trabalho envolve cerca de 600 pessoas em diversos pontos da Região do Grande Rio.

Os municípios atendidos pela ETA Guandu são Rio de Janeiro, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Queimados, Mesquita, Nilópolis e Belford Roxo.

– A parada do sistema Guandu para manutenção preventiva é uma ação de engenharia voltada à realização de serviços que permitem a Estação trabalhar com melhor desempenho e confiabilidade no período do verão e executar simultaneamente centenas de serviços de manutenção preventiva, corretiva e melhorias em sistemas de distribuição e adução em toda região do Grande Rio, além de ser uma operação planejada há meses – explicou o presidente da CEDAE, Jorge Briard.

Imóveis que disponham de sistema interno de reserva (cisterna e/ou caixa d`água) não deverão ter problemas de abastecimento. Para isso, é fundamental reprogramar atividades que demandem grande consumo e utilizar água de forma equilibrada – não lavar carros, não encher piscinas, evitar lavar roupas, não regar jardins e diminuir o tempo no banho, por exemplo.

O abastecimento começará a ser normalizado logo após o religamento do sistema, mas em algumas áreas isoladas (pontas de sistema) e regiões mais altas, o fornecimento de água poderá levar até 72 horas para se restabelecer totalmente. A CEDAE montou esquema especial para atender hospitais e outros órgãos de atendimento essencial com carros-pipa no período em que a estação estiver inoperante.

Construída em 1955, a ETA Guandu teve a segunda etapa concluída em 1963 e a terceira no ano de 1965. Posteriormente, foi ampliada em 1982. A estação, a maior em volume de água tratada do mundo, conforme registro no Guinness Book, o livro dos recordes, trata cerca de 43 mil litros de água por segundo.

CEDAE realiza manutenção preventiva do sistema Guandu nesta quinta-feira 24

A CEDAE, dentro do seu planejamento operacional de preparar suas principais estações para o período de maior consumo que se aproxima, o verão, realizará a manutenção preventiva na Estação de Tratamento de Águas (ETA) Guandu. A intervenção, que terá duração de 24 horas, começa às 8 horas de quinta-feira (24/11) e termina às 8 horas de sexta-feira (25/11).

Técnicos da companhia farão uma vistoria minuciosa nos reservatórios e canais de água filtrada da estação de tratamento e nas adutoras e elevatórias que compõem o sistema do Guandu. O trabalho envolve cerca de 600 pessoas em diversos pontos da Região do Grande Rio.

Os municípios atendidos pela ETA Guandu são Rio de Janeiro, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Queimados, Mesquita, Nilópolis e Belford Roxo.

– A parada do sistema Guandu para manutenção preventiva é uma ação de engenharia voltada à realização de serviços que permitem a Estação trabalhar com melhor desempenho e confiabilidade no período do verão e executar simultaneamente centenas de serviços de manutenção preventiva, corretiva e melhorias em sistemas de distribuição e adução em toda região do Grande Rio, além de ser uma operação planejada há meses – explicou o presidente da CEDAE, Jorge Briard.

Imóveis que disponham de sistema interno de reserva (cisterna e/ou caixa d`água) não deverão ter problemas de abastecimento. Para isso, é fundamental reprogramar atividades não essenciais.  A Cedae orienta evitar o desperdício e usar a água de forma racional – não lavar carros, não encher piscinas, evitar lavar roupas, não regar jardins e diminuir o tempo no banho, por exemplo.

O abastecimento de água começará a ser normalizado logo após o religamento do sistema, mas em algumas áreas isoladas (pontas de sistema) e regiões mais altas, o fornecimento de água poderá levar até 72 horas após a conclusão dos trabalhos para ser totalmente restabelecido. A CEDAE montou esquema especial para atender hospitais e outros órgãos de atendimento essencial com carros-pipa no período em que a estação estiver inoperante.

Construída em 1955, a ETA Guandu teve a segunda etapa concluída em 1963 e a terceira no ano de 1965. Posteriormente, foi ampliada em 1982. A estação, a maior em volume de água tratada do mundo, conforme registro no Guinness Book, o livro dos recordes, trata cerca de 43 mil litros de água por segundo.

Veja mais:

https://bocanotromboneitaguai.com/2016/11/16/adiada-manutencao-preventiva-da-cedae-no-sistema-guandu/

Servidores da educação de Itaguaí decidem manter a greve

A GREVE CONTINUA

PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL DECLARAM CONTINUIDADE DA GREVE

Iniciada em 19/10/2016, a greve dos profissionais da educação municipal ganhou mais uma vez o aval da categoria para sua continuidade, na assembleia de hoje, 17 de novembro. Por maioria dos votos, os presentes deliberaram por sua manutenção.

Na abertura da assembleia a direção do Sepe fez leitura da ata da reunião de ontem (16/11), entre o governo municipal, a direção do Sepe e o comando de greve e informou que a mesma está disponível para consulta na sede do sindicato. Além da leitura da ata, o SEPE informou, também, a data e horário da próxima reunião, que será na terça-feira (22/11), às 17 horas.

Os profissionais revezaram-se em momentos de fala, reivindicaram providências e propuseram ações a serem empreendidas no conjunto das mobilizações, diante da situação.

Além da CONTINUIDADE DA GREVE, por tempo indeterminado, a assembleia deliberou, ainda:

* Permanência da pauta de reivindicações de greve, conforme ratificada na assembleia de (21/10), disponível no seguinte link ->https://www.facebook.com/sepeitaguai/posts/1809717499243506?pnref=story;

* concentração para ato em frente ao CIEP 300, na próxima segunda (21/11), às 8 horas;

* Próxima assembleia, quarta-feira (23/11), às 09 horas, na praça do jardim, em frente ao Banco do Brasil.

Informações: SEPE Itaguaí

 

Ontem, servidores da saúde e assistência social,  aceitaram o termo de acordo com datas do escalonamento de pagamento proposto pela prefeitura de Itaguaí e retornaram para o trabalho se mantendo em Estado de Greve.

ADIADA MANUTENÇÃO PREVENTIVA DA CEDAE NO SISTEMA GUANDU

UFRJ

A Cedae informou no fim da manhã desta quarta-feira que o serviço de manutenção preventiva no Sistema Guandu previsto para amanhã (17/11) foi adiado. A Coordenação de Infraestrutura informa que a nova data de operação será 24 de novembro. A operação, que terá duração de 24 horas, começa a partir das 7 horas da próxima quinta-feira.

A recomendação é para economizar água na véspera da manutenção.

Fonte: http://www.prefeitura.ufrj.br/index.php/pt/inicio/8-noticias/696-adiada-realizacao-de-manutencao-preventiva-da-cedae

Moradores da Zona Oeste podem sofrer com falta d’água até segunda-feira

Moradores de Itaguaí e escolas do município já sofrem com a falta d’água

A Cedae está realizando manutenção em sistema de abastecimento desde a manhã desta  quinta-feira. Serviço vai durar 24 horas, porém fornecimento total pode levar até 72 horas para normalizar

Moradores da Zona Oeste do Rio podem ficar com as torneiras secas até segunda-feira. Isto porque a Cedae está realizando uma manutenção em três adutoras do Reservatório Marapicu, que integra o Sistema Guandu, desde às 8h desta quinta-feira. O serviço terá duração de 24 horas, sendo concluído na manhã de sexta-feira, porém, o abastecimento em alguns pontos pode levar até 72 horas.

 

De acordo com a Cedae, hospitais serão atendidos com carros-pipa durante a paralisação. Campo Grande, Santíssimo, Senador Camará, Bangu, Padre Miguel, Realengo, Inhoaíba, Cosmos, Paciência, Santa Cruz, Sepetiba e Pedra de Guaratiba são bairros que serão afetados com a interrupção do fornecimento de água. Mas estamos notando que os moradores de Itaguaí, que apesar de não constar nos locais que sofreriam com o desabastecimento, estão também com a falta d’água.  Por isso, moradores destas localidades devem evitar o desperdício, dispensando atividades como, por exemplo, banhos demorados e lavar louça com a torneira aberta, dentre outras.

O serviço de manutenção envolve a troca de três válvulas borboleta por válvulas automatizadas nas adutoras, sendo uma de 800 milímetros de diâmetro e duas com 1.750 milímetros de diâmetro. Assim que os trabalhos terminarem, a Cedae garante que o sistema entrará em operação imediatamente, contudo o abastecimento em alguns pontos pode levar até segunda-feira para normalizar.