Arquivo da tag: detro

Viação Costeira é impedida de operar linhas em Nilópolis

Por meio da Portaria Nº 1337O, do Departamento de Transportes Rodoviários – DETRO/RJ, o Governo do Estado do Rio de Janeiro, determinou a suspensão das atividades da Empresa Viação Costeira LTDA.

De acordo com a portaria, publicada na edição do Diário Oficial do Estado, desta quinta-feira (10), a empresa deixará de operar linhas intermunicipais a partir da 0h do próximo sábado, dia 12. Para operar as linhas, o órgão convocou as empresas Expresso Recreio Transporte de Passageiros LTDA., Viação Ponte Coberta LTDA. e Empresa de Transportes Flores LTDA.

Em Nilópolis, a intervenção atinge as seguintes linhas:

118T (Duque de Caxias – Mangaratiba), que será operada pela Transporte Flores;
453T (Duque de Caxias – Cabuçu), que será operada pela Transporte Flores;
456T (Duque de Caxias – Itacuruçá), que será operada pela Viação Ponte Coberta;
120T (Duque de Caxias – Itaguaí) que será operada pela Transporte Flores;
452T (Duque de Caxias – Muriqui) que será operada pela Viação Ponte Coberta;
456I (Duque de Caxias – Km 32) que será operada pela Viação Ponte Coberta;

Ainda de acordo com a portaria, a Empresa Viação Costeira LTDA foi suspensa a pedido do Ministério Público Estadual, que denunciou a precariedade dos serviços prestados pela companhia. Entre os problemas apresentados, estão irregularidades fiscais, trabalhistas e previdenciárias, além da precariedade na frota e o não cumprimento de horários, dentre outros

A intervenção na Costeira é a quinta a ser feita pelo DETRO/RJ nas linhas de Nilópolis nos últimos cinco anos. Em 2013, a Turismo Trans1000 foi impedida de operar as linhas que ligavam o município ao Centro do Rio de Janeiro e outras regiões. No ano seguinte, outra intervenção decretou o fim das atividades da empresa, que ainda mantinha uma linha em operação em Nilópolis.Em março deste ano, a Expresso Mangaratiba, empresa que pertencia aos mesmos donos da Viação Costeira, teve a operação da linha 451T (Duque de Caxias x Campo Grande) suspendida. A empresa Transportes Flores assumiu a linha. Ainda em março, o Departamento Estadual de Transportes Rodoviários (DETRO) interviu nas linhas da Expresso Cruzeiro do Sul. A Nilopolitana foi convocada e operou a 420T (Barra da Tijuca x Nilópolis). Uma decisão judicial suspendeu a medida e a Cruzeiro do Sul voltou a operar a linha. A liminar segue em validade, porém, é esperada para ainda este ano a volta da Nilopolitana.

Fonte: Nilopólis online

Empresa Expresso Mangaratiba esta proibida de operar linhas à partir de 08 de abril

Carros serão apreendidos e Detro dará baixa em toda a frota

Conforme determinação do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) publicada nesta sexta-feira (31/03), no Diário Oficial, a Expresso Mangaratiba sofrerá intervenção total, a partir de 0h do dia 08 de abril. A decisão visa garantir o pleno atendimento aos usuários das linhas operadas pela empresa, considerando a regularidade, qualidade, continuidade e segurança do serviço.

 A partir do próximo dia 08, as linhas passam a ser operadas, em caráter emergencial pelas empresas Expresso Real Rio, Expresso Recreio e Auto Viação Reginas. A Expresso Mangaratiba deixará de operar os seguintes trajetos: 426P Cesarão – Itaguaí (SA), 427P Itaguaí – Santa Cruz (via Codin) (SA), 430P Chaperó – Santa Cruz (SA), 458S Campo Grande – Itaguaí (via Av. Brasil/BR-101) (SA), 459S Campo Grande – Mangaratiba (via Av. Brasil/BR-101) (SA), 121T Duque de Caxias – Mangaratiba (via Campo Grande/Estrada do Campinho) (SA), 119T Duque de Caxias – Itaguaí (via Bangu/Campo Grande) (SA), 428P Campo Grande – Itaguaí (via Estrada do Campinho) (SA), 122T Itaguaí – Mangaratiba (SA), 1900T Conceição de Jacareí – Duque de Caxias (via Campo Grande/BR-101) (A), 1901T Conceição de Jacareí – Duque de Caxias (A), 1902S Campo Grande – Conceição de Jacareí (A), 1903S Conceição de Jacareí – Itaguaí (A), 457U Conceição de Jacareí – Itaguaí (via Mangaratiba) (SAC), 570P Itaguaí – Marechal Hermes (SA), 573P Campo Grande – Itaguaí  (SA) e 590I Itaguaí – Nono (via Caçador) (SA).

 A empresa já tinha sofrido intervenção parcial de cinco linhas em janeiro deste ano. Desde então, o Detro vem acompanhando a operação dos demais trajetos. Além do grande número de reclamações recebidas pela ouvidoria, referentes aos serviços prestados pela Expresso Mangaratiba, o Detro constatou que a empresa não possui frota em condições de atender adequadamente à população, além de não ter demonstrado regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária. A intervenção tem validade de 365 dias. Durante este prazo, se a Expresso Mangaratiba regularizar sua situação, a decisão poderá ser reavaliada.

Vários prazos foram dados, mas a viação não obedeceu as mínimas exigências de operação. Ônibus sucateados, problemas trabalhistas e previdenciários, além de documentação irregular, foram os motivos pelo fim da operação. As novas empresas que assumirão as linhas, terão um ano de permissão para operar e poderão participar do processo licitatório e serem selecionadas para a extensão de uso após a conclusão de processo licitatório para a seleção de futuras concessionárias.

Veja as linhas e as novas empresas de operação:

 

Expresso Recreio
458S – Campo Grande x Itaguaí (via Palmares)
459S – Campo Grande x Mangaratiba (via Palmares)
122T – Itaguaí x Mangaratiba
1902S – Campo Grande x Jacareí
1903S – Itaguaí x Jacareí
457U – Itaguaí x Jacarei (via Mangaratiba)
590I – Itaguaí x Nono (via Caçador)

 

Auto Viação Reginas
121T – Caxias x Mangaratiba (via Estr Campinho)
119T – Caxias x Itaguaí (via Bangu/Cpo Grande)
1900T – Caxias x Jacareí (via Cpo Grande)
1901T – Caxias x Jacareí (Direto)
570P – Itaguaí x Marechal Hermes

 

Real Rio
426P – Cesarão x Itaguaí
427P – Santa Cruz x Itaguaí (via Codin)
430P – Santa Cruz x Chaperó
428P – Campo Grande x Itaguaí (via Estr do Campinho)
573P – Campo Grande x Itaguaí (via Cesário de Melo)

 

Os valores das tarifas permanecem os mesmos fixados no começo do ano.

Leia a Portaria:

 

 

Saiba o que é dar baixa no veiculo:

É o processo de exclusão da Base de Dados do DETRAN-RJ e da Base Índice Nacional (BIN) do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM) do registro de um veículo retirado de circulação nas seguintes situações: irrecuperável, definitivamente desmontado, sinistrado com laudo de perda total e vendido ou leiloado como sucata.

 

Veja mais:

https://bocanotromboneitaguai.com/2017/01/19/empresa-expresso-mangaratiba-esta-impedida-pelo-mprj-de-operar-em-5-linhas/

Empresa de ônibus universitário emite nota sobre acontecimentos da última semana

Quatro, dos quatorze ônibus que levam universitários de Itaguaí para regiões próximas para as faculdades, foram alvos de fiscalizações na última sexta-feira dia 10 na Avenida Brasil pelo Departamento de transportes rodoviários do Rio de Janeiro (Detro). Com a situação, os alunos tiveram que descer do veículo e muitos perderam provas e aulas importantes.

Entramos em contato com a prefeitura de Itaguaí que repassou os questionamentos à empresa. Ontem a empresa Expresso Recreio emitiu nota explicando o ocorrido e afirmando que todos os ônibus estão com todas as documentações em dia.

A Prefeitura de Itaguaí informa, por meio da Secretaria de Transportes, Trânsito e Defesa Civil, que a empresa Expresso Recreio foi notificada para esclarecer o ocorrido. Em anexo, a nota enviada pela empresa Expresso Recreio.

image

OPERAÇÃO DO DETRO EM TERMINAIS RODOVIÁRIOS RESULTA EM 59 MULTAS

 

Equipes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Transportes, realizaram operação simultânea em 14 terminais rodoviários da Região Metropolitana e do interior, na manhã desta sexta-feira (29/04). O objetivo da ação foi verificar as condições dos serviços prestados pelas empresas de ônibus intermunicipais. Os agentes aplicaram 59 multas e retiraram 16 coletivos de circulação por falta de condições de tráfego.

 

As principais irregularidades encontradas pelos fiscais foram documentação irregular, mau estado de conservação, falta de selo de vistoria ou selo vencido, além de problemas referentes à acessibilidade, como plataforma elevatória, campainha e cinto de segurança do cadeirante inoperantes.

 

As equipes estiveram simultaneamente na Rodoviária Novo Rio e nos terminais de Alcântara, João Goulart (Niterói), Américo Fontenelle (Central do Brasil), Campo Grande e Alvorada (Zona Oeste do Rio), Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Barra Mansa, Volta Redonda, Campos dos Goytacazes, Araruama, Itaguaí e Conceição de Jacareí.

 

O Detro vem intensificando as ações de fiscalização, tanto no combate ao transporte irregular como também em operações voltadas para fiscalizar as condições da frota regular. Além da operação de inteligência, as denúncias feitas pela população também são utilizadas para direcionar as ações. Para denunciar, os cidadãos devem informar a irregularidade e número da linha do ônibus intermunicipal que cometeu a infração por meio do telefone da Ouvidoria (21) 3883-4141 ou pelo WhatsApp Fale Detro (21 – 98596-8545).

Detro aplica 77 multas em operação especial nos terminais rodoviários, inclusive em Itaguaí

Fiscais retiraram de circulação 17 coletivos sem condições de tráfego

Slide8

O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Transportes, realizou, nesta quinta-feira (14/04), operação simultânea em 16 terminais rodoviários na Região Metropolitana e no interior do estado. Ao longo da manhã, as equipes aplicaram 77 multas e retiraram 17 coletivos de circulação. O objetivo da ação foi verificar as condições dos serviços prestados pelas empresas de ônibus intermunicipais que operam as linhas regulares.

 

As principais irregularidades encontradas pelos agentes foram: plataforma elevatória do cadeirante inoperante, falta de documentação de porte obrigatório, mau estado de conservação, além da falta de adesivos da campanha contra o mosquito Aedes Aegypti e da proibição de ingestão de bebida alcoólica no interior dos coletivos.

 

Na ação de ontem, as equipes atuaram nos terminais de Alcântara (São Gonçalo), João Goulart e Roberto Silveira (Niterói), Américo Fontenelle (Central do Brasil), Menezes Côrtes, Alvorada (Barra da Tijuca), Nova Iguaçu, Belford Roxo, Duque de Caxias, Araruama, Campos dos Goytacazes, Itaguaí, Angra dos Reis, Resende, Volta Redonda e Barra Mansa.

 

O Detro vem intensificando as ações de fiscalização, não somente no combate ao transporte de passageiros sem autorização do poder concedente, mas também em operações voltadas para a frota regular. Além da operação de inteligência, o Detro utiliza as denúncias feitas pela população para direcionar as ações de fiscalização. Para participar, os cidadãos devem informar a irregularidade e número da linha do ônibus intermunicipal que cometeu a infração, por meio do telefone da Ouvidoria (21) 3883-4141, do email ouvidoria@detro.rj.gov.br ou pelo WhatsApp Fale Detro (21 – 98596-8545).

Fonte: JB

Tags: detro, multas, operação, rio, trânsito

 

Detro apresenta novo valor de infração para veículos flagrados fazendo transporte irregular

O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) informou que foi publicada, na edição de 30 de dezembro de 2015, no Diário Oficial do Estado, a portaria Detro Nº 1.229, que fixa parâmetros para a gradação de multas administrativas aplicadas pela autarquia.

Sendo assim, a multa por infração a ser aplicada aos proprietários de veículos que realizam transporte irregular de passageiros deve respeitar os seguintes critérios:

Para veículos com capacidade de até sete lugares, a penalidade de multa corresponde a 1.000 (um mil) UFIR-RJ; veículos com capacidade de oito a 21 lugares, a multa aplicada deve ser de 1.050 (um mil e cinquenta) UFIR-RJ; para aqueles com capacidade superior a 30 lugares, a multa  equivale a 1.100 (um mil e cem) UFIR-RJ; e  veículos com capacidade acima de 30 lugares, a multa corresponde a 1.150 (um mil cento e cinquenta UFIR-RJ).