Arquivo da tag: ciep

Ciep Irmã Dulce em Itaguaí sofre com atos de vandalismo

Professor é confundido com miliciano e quase é assassinado em Chaepró

O ciep 498 – Irmã Dulce localizado em Chaperó, foi vitima de vandalismo na última segunda- feira. Vândalos invadiram a unidade e quebraram uma TV que é utilizada para aulas no auditório da escola, além de danificarem impressoras e roubarem latas de tinta que são usadas para grafite num projeto que ocorre no local. Os marginais quebraram cadeiras, quadros e reviraram armários.

Não há informações dos autores do vandalismo.

Leia o texto publicado em uma perfil no Facebook que leva o nome da escola

“E triste pensar que ainda existe em nossa sociedade, pessoas capazes de roubar, depredar e vandalizar o único espaço, capaz de transformar a vida das pessoas. A ESCOLA. Pessoas que tentam tirar a oportunidade de crescimento intelectual e profissional de uma sociedade, um bairro, um município. Inadmissível, quebraram uma TV, utilizada para aulas no auditório, danificaram impressoras, roubaram latas de tinta para grafites da marca COLORGIN ARTE URBANA, que seria utilizada pelos alunos num projeto de grafite. Picharam vários ambientes, quebraram cadeiras e mesas novas de sala de aula, arrebentaram várias portas dos armários e portas de outros áreas. Picharam várias locais com palavrões. O bairro de Chaperó é um local de potencial crescimento e não podemos permitir que o espaço educacional seja desrespeitado.”

Professor é confundido com meliciano e quase é assassinado em Chaepró

No mesmo dia, um professor de outra unidade escolar que prefere não se identificar, foi parado quando atravessava de carro a linha ferrea em Chaperó. Bandidos armados ameaçavam dizendo que iriam matá-lo, alegando que ele era miliciano. Após provar que não era e suplicar por sua vida, o homem foi liberado pelos marginais.

ATENÇÃO! Todo conteúdo do blog Boca no Trombone Itaguaí se o texto for copiado deve conter a autoria da matéria. Caso contrário medidas legais podem ser adotadas.

Anúncios

Incêndio atinge CIEP em Campo Grande RJ

Incêndio pode ter sido criminoso

Na madrugada deste sábado(01), um incêndio atingiu o Ciep 435 Hélio Pelegrino em Campo Grande no bairro Oiticica.

Carteiras escolares destruídas, documentos perdidos como as folhas de frequência de servidores, armários de processos de prestação de contas que parecem ter sido arrombados antes de incendiado entre outros foram perdidos.

Segundo testemunhas, que relatam que ato foi criminoso, antes de atearem fogo, vandalizaram cadeiras, mesas e outros móveis.

Os bombeiros foram até o local e diminuíram os problemas. A polícia está investigando o caso e não está descartado a hipótese de ter sido criminoso.

Na última segunda, um incêndio atingiu o CIEP (Centro Integrado de Educação Pública) Presidente Samora Machel, na Favela Nova Holanda do Complexo da Maré, Zona Norte do Rio.

Bombeiros dos quartéis de Ramos e do Caju foram acionados por volta das 14h30 e combateram as chamas. Ninguém se feriu. Os pais foram chamados para buscar as 400 crianças no colégio, que foram levadas para o vizinho CIEP Elis Regina.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que o fogo começou por volta das 14h na sala de informática da escola, onde havia equipamentos e instrumentos musicais. A nota diz ainda que o fogo foi controlado por moradores antes mesmo da chegada dos bombeiros ao local.

Moradores relataram que houve um intenso tiroteio e presença de carros policiais blindados enquanto os bombeiros combatiam as chamas na escola.

Uma professora do Espaço de Desenvolvimento Infantil Azoilda Trindade, também na Maré, foi atingida de raspão por um tiro dentro da escola. Ela e outros professores tentavam proteger os alunos das balas perdidas durante o confronto. Cerca de 30 crianças, de até 5 anos de idade, estavam na escola e ficaram deitadas durante o tiroteio. Além dos alunos, 14 professores e 24 outros funcionários estavam no local.

Em nota, a Polícia Civil informou que o confronto foi devido a uma operação do Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), Drfc (Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas) e Dcod (Delegacia de Combate às Drogas), para verificar uma denúncia de que haveria vários traficantes reunidos em uma casa na Favela Nova Holanda. Eles foram recebidos a tiros e tentaram sair da zona de confronto.

Depois disso, os policiais teriam sido atacados mais uma vez na região da Favela Baixa do Sapateiro, cuja facção dominante é rival da facção da Favela Nova Holanda. Um suspeito de gerenciar o tráfico do local, conhecido como “90”, foi baleado e socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele, a polícia apreendeu uma pistola, munições, drogas e um rádio transmissor. Na ação também foram apreendidos 10kg de maconha e materiais para a preparação de drogas.

Corpo é encontrado em bueiro de um ciep em Itaguaí

11/06/2016 às 17:40 atualizado às 18:40

Na manhã deste sábado, um corpo foi encontrado em um bueiro do ciep 497 bairro do Engenho em Itaguaí durante uma festividade junina que ocorria no local. Segundo testemunhas, crianças brincavam ao redor do tal bueiro quando avistaram o corpo que aparenta ser de uma mulher com uma tatuagem na perna. Já outros relatam ser de uma criança devido ao tamanho dos pés, afinal o corpo ainda está no bueiro até o momento.

A polícia foi acionada e a escola fechada até a chegada da perícia.