Arquivo da tag: chuvas

Chuva alaga diversos bairros em Itaguaí

Chuva que começou na madrugada deixou muitas ruas parecendo rios

A chuva que se iniciou na madrugada desta quarta-feira 12/02, e se manteve ao longo da manhã, deixou vários bairros da cidade embaixo d’água. Diferente da cidade do Rio de Janeiro e outros municípios, Itaguaí não suspendeu as aulas nas escolas municipais. O que ocasionou ainda mais transtornos. Várias escolas estão cheias d’água e ruas no entorno delas alagadas, o que quase impossibilita o acesso de alunos e funcionários.
Os bairros mais castigados, foram Amendoeira, Brisamar, Chaperó, Engenho, Monte Serrat e Ponte Preta. No Centro, bolsões d’água se formaram complicando o trânsito.

Bairro do Engenho

Água invade posto de saúde no bairro do Engenho

Funcionários chegaram tendo que retirar a água e detectando várias infiltrações, inclusive na parte elétrica da unidade de saúde.

Avenida Itaguaí

Na Avenida Itaguaí devido aos bolsões d’água que se formaram os motoristas tiveram que criar novos trajetos para fugir das ruas alagadas.

Bairro Santana na Ponte Preta

Bairro Santana na Ponte Preta amanheceu com ruas alagadas

Coroa Grande

Valão da rua Presidente Rosevelt em Coroa Grande transbordou e alagou ruas ao redor

Rua alagada devido ao transbordamento do valão

Muitos outros bairros com ruas completamente alagadas

Prejuízos

Após uma semana de um temporal que castigou a cidade, mais uma chuva deixa moradores e comerciantes com enormes prejuízos. Casas e comércios foram novamente invadidas e as perdas mais uma vez ficam com a população. A falta de dragagem de rios na cidade e o acúmulo de lixo nas ruas, são os principais responsáveis pelos problemas. Itaguaí vem sofrendo cada vez mais com pouco investimento na prevenção desses males.

Previsão é de mais chuva no Estado

As pessoas devem ficar atentas. Apesar da previsão para esta tarde de quarta-feira termos chuvas moderadas, de quinta até sábado há previsões de temporais. O alerta deve ser constante.

Anúncios

Marinha alerta para ventos fortes a partir de hoje no Rio

Passagem de frente fria pode provocar rajadas de até 60 km/h, segundo o CHM

O Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) informou, nesta segunda-feira, que a passagem de uma frente fria sobre as regiões Sul e Sudeste do Brasil poderá provocar ventos fortes, com intensidade de até 60 km/h, nas proximidades do litoral dos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, entre a noite de terça e a manhã de quinta-feira.

Esses ventos poderão gerar ondas de até 3 metros, nas proximidades do litoral dos mesmos estados, no mesmo período. Há também condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas até 2,5 metros entre as cidades de Laguna (SC) e Cananéia (SP) e entre as cidades de Cananéia (SP) e Arraial do Cabo (RJ).

Chuva muito forte prevista para quarta-feira

A cidade segue em Estágio de Atenção neste início de semana. Já são mais de 45 horas nessa condição, decretada às 10h30 de sábado. Tudo por causa ainda de ocorrências em aberto desde o temporal que atingiu o Rio na última semana e também pela previsão de chuva forte para os próximos dias, principalmente nesta quarta.

De acordo com o Alerta Rio, as temperaturas nesta segunda-feira ficarão elevadas, com a máxima atingindo os 38ºC e a mínima os 23ºC. No entanto, a partir de amanhã uma frente fria vai se aproximar do estado, aumentando gradativamente a nebulosidade, com previsão de pancadas de chuva fraca a moderada, em pontos isolados.

Na quarta, a atuação da frente fria será maior, com previsão de céu nublado a encoberto, com pancadas de chuva forte a muito forte.
Ao longo da semana, a temperatura máxima será 40ºC, na terça, e a mínima 18ºC, na sexta;

veja a previsão:

Segunda – Mínima 23ºC – Máxima 38ºC
Terça – Máxima 40ºC – Mínima 23ºC
Quarta – Máxima 32ºC – Mínima 22ºC
Quinta – Máxima 25ºC – Mínima 19ºC
Sexta – Máxima 26ºC – Mínima 18ºC

Fonte: Jornal O Dia

Entrada e patio de escola ficam alagados dificultando o acesso dos alunos em Itaguaí

Ciep 496 conhecido como ciep da Reta, teve sua entrada e rua em frente alagada, dificultando o acesso dos alunos

O primeiro dia de aula dos alunos do Ciep 496, Francisco Mignone, o ciep da Reta, foi marcado pela imensa dificuldade em adentrar na unidade escolar. Na última segunda-feira, 04/02, a rua em frente ao portão da escola ficou completamente alagada. A água, que invadiu a escola, chegava quase ao joelho de muitos alunos. A frequência no dia foi mínima e muitos dos pais nos relataram que devido ao problema não mandaram as crianças para a escola. O medo era que seus filhos tivessem algum tipo de contaminação passando pelas águas tanto na rua como dentro da unidade.

As fortes chuvas que atingem a cidade ocasiona transtornos a toda população. Muitos perderam bens e tiveram as casas inundadas, além de cobras e outros animais, que devido as fortes correntezas entraram nas residências e quintais. O município de Itaguaí não tem secretaria de defesa civil e a secretaria de ordem pública é que parece estar cuidando dessa parte. Sem Defesa Civil, os moradores ficam sem saber a quem recorrer. Até o momento nenhuma ajuda do poder público municipal parece ter sido oferecida. A única coisa que a prefeitura divulga é o número para entrar em contato, conforme o encarte abaixo:

Prefeitura de Mangaratiba cancela o “Carnamar” 2019

Os estragos causados pelas fortes chuvas ocasionou tal cancelamento

Em nota oficial a Prefeitura de Mangaratiba informou que devido às fortes chuvas, e os estragos causados por ela, o Carnamar 2019 esta cancelado. O evento marítimo seria realizado no dia 23 deste mês, como a abertura oficial do Carnaval. Devido os últimos acontecimentos não seria possível a realização do evento, já que para o Poder Executivo o momento é de reestruturação.

A decisão foi tomada em uma reunião do prefeito de Mangaratiba, Alan Costa, o Alan Bombeiro, com o secretário de Turismo, Cultura, Eventos, Esporte e Lazer, Roberto Monsores, na terça-feira (5). Segundo Alan Bombeiro, a decisão foi muito bem pensada. “As chuvas ocasionaram enchentes, deslizamentos e perdas materiais para os moradores do município. Restabelecer a cidade é a nossa prioridade no momento”, disse o prefeito.

Roberto Monsores acredita na coerência da decisão. “Estamos todos juntos trabalhando para dar condições dignas a essas pessoas que foram afetadas. Mas, os moradores podem ficar tranquilos que logo será lançado o calendário oficial de eventos da cidade, assim como o Plano de Ação e Ordenamento Turístico de Mangaratiba”.

Fonte:Prefeitura Municipal de Mangaratiba

Chuvas castigam Angra, Mangaratiba e Itaguaí

Em Mangaratiba, prefeito foi às ruas com a Defesa Civil para ver os estragos. Já em Angra dos Reis sirenes foram acionadas para alertar dos riscos de desmoronamentos

As fortes chuvas que caem sobre toda a região da Costa Verde tem causado estragos. Desde a tarde de ontem (04/02), vários municípios tem sofrido com o problema. Em Angra dos Reis, sirenes foram acionadas para alertar dos riscos de desmoronamentos. Ruas estão alagadas e muitas pessoas tiveram suas casas invadidas pelas águas, com algumas perdendo tudo que tinham.

Defesa Civil de Angra alerta:

Forte chuva causou alguns transtornos no município, mas não há feridos

A Prefeitura de Angra, através Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil, continua nas ruas avaliando os transtornos causados pela forte chuva que atingiu a cidade, ontem (4) no final da tarde. Vários bairros ficaram alagados, mas não há notícias de feridos.
Em 24 horas, Angra dos Reis acumulou 200mm de chuva, quando o limite tolerado é de 100mm. A localidade onde a chuva caiu com maior intensidade foi Praia Brava (259mm) e em seguida o Parque Mambucaba ( 200mm). No Balneário, choveu 167mm.

Mangaratiba

Em Mangaratiba, o prefeito foi às ruas desde a noite de ontem junto com a Defesa Civil para ajudar os moradores e nesta terça várias obras emergenciais tem sido feitas. Muita gente perdeu móveis e casas foram destruídas. A prefeitura de Mangaratiba divulgou uma nota nesta terça sobre os problemas ocasionados pelas chuvas intensas.

“NOTA OFICIAL

A Prefeitura de Mangaratiba, face aos problemas causados por conta das chuvas que atingiram o município esclarece:

– Desde a tarde de ontem, 4 de fevereiro, a cidade foi atingida por fortes chuvas com um volume de quase 315mm. Mangaratiba foi um dos municípios mais atingidos do Estado. A cidade registrou, em poucas horas, o dobro esperado para o mês inteiro.

– As chuvas causaram uma situação de anormalidade que ocasionou erosão de margem fluvial, erosão costeira/marinha, enxurradas, inundações, alagamentos bruscos e os deslizamentos de terra ocorridos em diversos locais, com situação que se agrava em decorrência do fenômeno de maré alta.

– Neste momento em alguns locais há impedimento de locomoção que, consequentemente, ocasiona a interrupção dos serviços públicos, com significativos danos e prejuízos sociais, ao meio ambiente, patrimônio público e particular.

– A prefeitura criou um Gabinete de Crise para avaliar os estragos das chuvas com os secretários municipais e ainda hoje (5) será divulgado um balanço e as medidas que serão tomadas.

– As aulas da rede municipal de ensino estão suspensas até a próxima segunda-feira.

– A Prefeitura está em constante conversa com o governo do Estado e conta com o auxílio da Defesa Civil Estadual que está fazendo parte do gabinete de crise e já foi alertada sobre o desabamento de parte da RJ-014 na altura da localidade de Axixá.

Todas as sirenes estão em pleno funcionamento e desde domingo à noite as sirenes foram acionadas 204 vezes.

– Cinco equipes estão vistoriando todos os pontos críticos da cidade

– Até o momento a Prefeitura registra:
16 desalojados, inúmeros deslizamentos e os seguintes atendimentos realizados:
– Imóveis 08
– Vistorias 24
– Interdição 02

– A Secretaria de Saúde suspendeu todas as cirurgias eletivas e disponibilizou 8 leitos. De ontem até hoje foram realizados 98 atendimentos em decorrência das chuvas.

– As doações estão sendo direcionadas para a Escola Coronel Moreira da Silva, no Centro de Mangaratiba, e os abrigos estão sendo utilizados como pontos de apoio. Nos distritos, as doações podem ser encaminhadas para as unidades dos CRAS.

– Locais de pontos de apoio:
Itacuruçá – Escola Caetano de Oliveira
Muriqui -Estádio Municipal
Praia do Saco – Colégio Estadual João Paulo II
Centro – Escola Coronel Moreira da Silva
Conceição de Jacareí – Colégio Hermínia de Oliveira Matos
Itacuribitiba- Escola Adalberto Pereira Pinto

– ÍNDICES PLUVIOMÉTRICO DAS ÚLTIMAS 96 HORAS:

PRAIA DO SACO: 186.65 mm
MURIQUI : 325.85 mm
CONGUINHO: 166.0 mm
ITACURUBITIBA: 124.4 mm
SERAFIM: 88.6 mm

Itaguaí

Na cidade de Itaguaí, uma das poucas que não possui Defesa Civil, apesar de ser a maior cidade da região, moradores tiveram prejuízos com as chuvas. Casas foram invadidas, ruas alagadas e pessoas desalojadas.

A Prefeitura está com retroescavadeiras e caminhões desobstruindo ruas e limpando a cidade. Se você estiver necessitando de ajuda, ligue para 3782-9000 (ramal 2611), comunica o governo.

O prefeito não está na cidade. Segundo informações ele está ainda de licença com a esposa em viagem internacional desde a segunda metade de janeiro.

Após chuva estrada cede 10 metros em Mangaratiba

Serra do piloto foi atingida pela forte chuva desta sexta à noite

 

As fortes chuvas que atingiram a Serra do Piloto no município de Mangaratiba, nesta última noite ocasionou o desabamento de um trecho da estrada São João Marcos que dá acesso a área. O rompimento criou uma cratera de quase 10 metros de profundidade. O corpo de bombeiros teve dificuldade para cortas árvores que caíram pelo caminho para ter acesso a uma ponte que também cedeu no local. A Prefeitura de Mangaratiba informou através de seu site que todas as medidas estão sendo realizadas para sanar os problemas. O prefeito do Município, Aarão de Moura Brito Neto, entrou em contato com o governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, que prometeu tomar as medidas cabíveis o quanto antes.

O superintendente do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) da região metropolitana, Aécio da Rocha, esclareceu que a empresa que realizou a obra em 2014 na estrada vai realizar uma nova drenagem no local. Logo no primeiro momento equipes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros estiveram no local. A Secretaria de Obras também foi acionada para dar o suporte necessário.

Ainda não foi informado se há vítimas.

ENTENDA A SITUAÇÃO

Em 2014 a Estrada São João Marcos (Estrada Imperial) passou por uma obra de restauração executada pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER). O mesmo trecho que cedeu nesta sexta-feira já havia desabado anteriormente. A obra foi acompanhada de perto pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

A  Estrada Imperial é a primeira estrada de rodagem do país, tendo sido criada para ligar o município de São João Marcos (o mais rico do país entre o final do século XVIII e meados do século XIX) ao mar e facilitar o escoamento da produção cafeeira do Vale do Paraíba Fluminense, e a entrada de mão-de-obra escrava para a lavoura.

Leia mais:

Fortes chuvas causam deslizamento de terra e interdição de estrada que dá acesso a Serra do Piloto em Mangaratiba

Fortes chuvas causam deslizamento de terra e interdição de estrada que dá acesso a Serra do Piloto em Mangaratiba

Uma mulher está desaparecida

Em 06/04/2018 às 23:30 e atualizado às 23:55.

ACESSE NOSSO GRUPO: https://www.facebook.com/groups/405243682879920/

Fortes chuvas estão atingindo a Serra do Piloto no município de Mangaratiba neste instante. Houve queda de barreira com deslocamento de ponte na estrada São João Marcos após a cachoeira dos “Escravos” que dá acesso a serra. Bombeiros já se encontram no local e estão a procura de uma mulher que foi levada pelas fortes chuvas. Ela estava com seu esposo em uma moto atravessando a ponte no momento que a mesma dasabou. A secretaria de ordem pública do município e a defesa civil já estão atuando com viaturas de emergência para socorrer as possíveis vitimas, já que há relatos de pessoas que estão dentro de veículos aguardando o resgate.

 

O secretário de Segurança, Trânsito e Ordem Pública de Mangaratiba Vitor de Carvalho Santos, confirmou o possível desaparecimento de uma criança e todo o auxílio que a prefeitura de Mangaratiba está dando para as vitimas.

 

Bombeiros cortam galhos de árvores que cairam sobre a pista.