Arquivo da tag: chuvas

Teto de escola vira cachoeira em Itaguaí

Escola Chaperó convive com esse problema a pelo menos 4 anos

A Escola Estadual Municipalizada Chaperó, localizada em bairro de mesmo nome em Itaguaí, sofreu mais uma vez com as chuvas. Um problema que já ocorre a pelo menos 4 anos, parece não ter mudado. Com as chuvas, o teto da escola vira literalmente uma cachoeira. Os alunos e responsáveis registraram em vídeo mais uma vez o problema.

Procurada a secretaria municipal de educação mais uma vez ignorou e não nos respondeu. Segundo alguns pais a direção da escola e a coordenação não os atenderam para falar sobre o problema.

Em 2015 o problema era o mesmo

Nosso blog se questiona o que os governos municipais pensam. Pois entra ano sai ano e as coisas em nada melhoram. Pelo contrário. E a soberba da atual gestão demonstra que mesmo incompetentes eles continuam se achando superior as pessoas. Um governo que não abre diálogo e tem como chefes e subchefes de alguns departamentos pessoas arrogantes e sem preparo humano. A falta de diálogo e esse ar de superioridade que vem de algumas pessoas do segundo escalão do governo é o que o torna uma gestão sem progresso. Felizmente tem muita gente boa e capaz, porém em departamentos da educação que são essenciais e que cuidam da infraestrutura das escolas o ‘nariz em pé ‘ causam problemas não somente ao povo, mas para a própria Secretária de educação e para o atual prefeito.

Anúncios

Rio em Estágio de Atenção: previsão é de chuva forte nas próximas horas

Município do Rio entrou em Estágio de Atenção às 22h55 desta terça-feira (14/05/2019)

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro informa que o município entrou em ESTÁGIO DE ATENÇÃO às 22h55 desta terça-feira, dia 14 de maio de 2019. Devido ao avanço de uma frente fria, núcleos de chuva moderada a forte atuam sobre a Zona Oeste e se deslocam de forma lenta pela cidade, ocasionado chuva moderada a forte, acompanhada de raios e rajadas de vento moderado.

A previsão para esta noite e madrugada ainda é de chuva moderada a forte, podendo ser muito forte de forma isolada, com raios e rajadas de vento moderado, ocasionalmente forte.
O Estágio de Atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas.
A prefeitura recomenda que a população tome as seguintes ações preventivas:
  • Permaneça ou procure um local seguro. Evite áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos;
  • Todos os cidadãos devem se cadastrar no serviço de alertas da Defesa Civil via SMS. Basta enviar o CEP de casa para o nº 40199, por mensagem de texto. É gratuito;
  • Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a Defesa Civil pelo número 199 e evite ficar em casa;
  • Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os locais são informados pelo número 199;
  • Redobre atenção ao dirigir. Em caso de chuva, as pistas ficam escorregadias e podem conter bolsões d’água. Mantenha os faróis acesos;
  • Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas;
  • Evite colocar o lixo nos pontos de coleta. A água da chuva pode levar o lixo a entupir bueiros e galerias;
  • Fique atento às informações divulgadas pelos veículos de comunicação;
  • Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da Prefeitura).

PREVISÃO DO TEMPO | Quarta-feira com chuva moderada a forte a qualquer hora do dia

A passagem de uma frente fria e posterior transporte de umidade do mar em direção ao litoral manterão o tempo instável na cidade do Rio ao longo desta quarta-feira. O céu ficará nublado a encoberto, com previsão de chuva moderada a forte a qualquer hora do dia, podendo ser muito forte durante a madrugada. Os ventos soprarão com intensidade moderada, ocasionalmente forte, e as temperaturas estarão em declínio em relação à terça-feira, sendo a máxima prevista de 27°C e a mínima de 17°C, que deverá ocorrer no fim do dia.

Escolas estaduais e do Município do Rio suspendem aulas nesta terça

Rede municipal e estadual tiveram as aulas suspensas nesta nesta terça devido as fortes chuvas

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou a suspensão das aulas nas escolas da rede pública municipal nesta terça-feira (9). Reunido com secretários e assessores na sala de crise do Centro de Operações Rio (COR) para comandar as ações de reação dos órgãos municipais ao forte temporal que atingiu a cidade na noite desta segunda, Crivella destacou o planejamento e as iniciativas da Prefeitura que evitaram perdas de vidas em meio à chuva atípica e muito acima do volume esperado.

“Tocamos 34 sirenes em 21 comunidades, as pessoas foram alertadas a tempo, e não tivemos vítima nenhuma até agora. Todas as nossas equipes ficaram de alerta, e todos nós estamos também controlando a cidade por cameras, no COR. Tivemos alagamentos e mandamos equipamentos para diversos pontos da cidade: Mergulhão Billy Blanco, Avenida das Américas, Armando Lombardi, Abelardo Bueno, Praça Sibélius, Jardim Botânico. E tivemos bolsões também por toda a Zona Sul. A gente teve uma chuva forte, de 152mm, nas últimas quatro horas, na Rocinha, e 162mm em Copacabana. Isso é uma chuva completamente atípica. A gente sempre tem previsão de chuva forte, mas não assim. A gente teve 152mm em quatro horas, mais do que a média de abril inteiro”.

Crivella destacou também que a Prefeitura mantém contato com o Corpo de Bombeiros para fazer o atendimento em episódios como quedas de árvores e falta de luz, porque é preciso que a rede elétrica seja desligada para os funcionários dos órgãos municipais agirem nesses casos.
É muito difícil, quando a chuva é forte como foi esta noite, que a gente consiga evitar todo esse caos, mas a Prefeitura está atenta, com todas as suas equipes na rua. E espero que durante madrugada a gente consiga voltar à normalidade”, acrescentou o prefeito.

O planejamento para fechar vias que representam risco – e que em outras ocasiões registraram inicidentes graves na chuva – também foi um ponto destacado por Crivella:
“Tivemos o planejamento de fechar o Alto da Boavista, fechar a Avenida Niemeyer. Nós tivemos um desabamento lá (na Niemeyer) e não tivemos vítimas. Isso tudo graças ao planejamento da Prefeitura, essaltou.
Para a terça-feira, dia seguinte ao temporal, Crivella fez recomendações aos moradores da cidade:
“A recomendação é que se evite a Avenida Niemeyer. Vamos trabalhar a madrugada toda lá, mas é bem provável que pela manhã ela ainda não esteja liberada, e sim só na parte da tarde. A Linha Amarela deve estar liberada, a Linha Vermelha também, na Avenida Brasil não tivemos muitos problemas, e esses são os eixos principais da cidade. As pessoas deve evitar sair esta noite, o trânsito está caótico, sobretudo na Zona Sul, com vários alagamentos. Mas amanhã devem funcionar normalmente o metrô, a rede de trens e as linhas de ônibus que trazem a população da Zona Oeste ao Centro da cidade. Na Grajaú-Jacarepaguá não tivemos problemas, de tal maneira que a Zona Sul é que deve ser evitada amanhã, sobretudo aqueles que usam a Niemeyer”.

Crivella reafirmou que os órgãos municipais estão trabalhando firmemente para devolver a normalidade à cidade após o temporal:
“Toda a Prefeitura está mobilizada: Rio-Águas, Rioluz, Conservação, Comlurb, Cet-Rio, Guarda Municipal e Geo-Rio também. Esperamos que durante toda a noite a gente consiga contornar todos os nossos incidentes. Certamente a água vai escoar, vamos rebocar os carros que não puderem ter o motor acionado e amanhã o trânsito estará liberado”, informou o prefeito.

As escolas estaduais também suspenderam as aulas hoje.

Chuva alaga diversos bairros em Itaguaí

Chuva que começou na madrugada deixou muitas ruas parecendo rios

A chuva que se iniciou na madrugada desta quarta-feira 12/02, e se manteve ao longo da manhã, deixou vários bairros da cidade embaixo d’água. Diferente da cidade do Rio de Janeiro e outros municípios, Itaguaí não suspendeu as aulas nas escolas municipais. O que ocasionou ainda mais transtornos. Várias escolas estão cheias d’água e ruas no entorno delas alagadas, o que quase impossibilita o acesso de alunos e funcionários.
Os bairros mais castigados, foram Amendoeira, Brisamar, Chaperó, Engenho, Monte Serrat e Ponte Preta. No Centro, bolsões d’água se formaram complicando o trânsito.

Bairro do Engenho

Água invade posto de saúde no bairro do Engenho

Funcionários chegaram tendo que retirar a água e detectando várias infiltrações, inclusive na parte elétrica da unidade de saúde.

Avenida Itaguaí

Na Avenida Itaguaí devido aos bolsões d’água que se formaram os motoristas tiveram que criar novos trajetos para fugir das ruas alagadas.

Bairro Santana na Ponte Preta

Bairro Santana na Ponte Preta amanheceu com ruas alagadas

Coroa Grande

Valão da rua Presidente Rosevelt em Coroa Grande transbordou e alagou ruas ao redor

Rua alagada devido ao transbordamento do valão

Muitos outros bairros com ruas completamente alagadas

Prejuízos

Após uma semana de um temporal que castigou a cidade, mais uma chuva deixa moradores e comerciantes com enormes prejuízos. Casas e comércios foram novamente invadidas e as perdas mais uma vez ficam com a população. A falta de dragagem de rios na cidade e o acúmulo de lixo nas ruas, são os principais responsáveis pelos problemas. Itaguaí vem sofrendo cada vez mais com pouco investimento na prevenção desses males.

Previsão é de mais chuva no Estado

As pessoas devem ficar atentas. Apesar da previsão para esta tarde de quarta-feira termos chuvas moderadas, de quinta até sábado há previsões de temporais. O alerta deve ser constante.

Marinha alerta para ventos fortes a partir de hoje no Rio

Passagem de frente fria pode provocar rajadas de até 60 km/h, segundo o CHM

O Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) informou, nesta segunda-feira, que a passagem de uma frente fria sobre as regiões Sul e Sudeste do Brasil poderá provocar ventos fortes, com intensidade de até 60 km/h, nas proximidades do litoral dos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, entre a noite de terça e a manhã de quinta-feira.

Esses ventos poderão gerar ondas de até 3 metros, nas proximidades do litoral dos mesmos estados, no mesmo período. Há também condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas até 2,5 metros entre as cidades de Laguna (SC) e Cananéia (SP) e entre as cidades de Cananéia (SP) e Arraial do Cabo (RJ).

Chuva muito forte prevista para quarta-feira

A cidade segue em Estágio de Atenção neste início de semana. Já são mais de 45 horas nessa condição, decretada às 10h30 de sábado. Tudo por causa ainda de ocorrências em aberto desde o temporal que atingiu o Rio na última semana e também pela previsão de chuva forte para os próximos dias, principalmente nesta quarta.

De acordo com o Alerta Rio, as temperaturas nesta segunda-feira ficarão elevadas, com a máxima atingindo os 38ºC e a mínima os 23ºC. No entanto, a partir de amanhã uma frente fria vai se aproximar do estado, aumentando gradativamente a nebulosidade, com previsão de pancadas de chuva fraca a moderada, em pontos isolados.

Na quarta, a atuação da frente fria será maior, com previsão de céu nublado a encoberto, com pancadas de chuva forte a muito forte.
Ao longo da semana, a temperatura máxima será 40ºC, na terça, e a mínima 18ºC, na sexta;

veja a previsão:

Segunda – Mínima 23ºC – Máxima 38ºC
Terça – Máxima 40ºC – Mínima 23ºC
Quarta – Máxima 32ºC – Mínima 22ºC
Quinta – Máxima 25ºC – Mínima 19ºC
Sexta – Máxima 26ºC – Mínima 18ºC

Fonte: Jornal O Dia

Entrada e patio de escola ficam alagados dificultando o acesso dos alunos em Itaguaí

Ciep 496 conhecido como ciep da Reta, teve sua entrada e rua em frente alagada, dificultando o acesso dos alunos

O primeiro dia de aula dos alunos do Ciep 496, Francisco Mignone, o ciep da Reta, foi marcado pela imensa dificuldade em adentrar na unidade escolar. Na última segunda-feira, 04/02, a rua em frente ao portão da escola ficou completamente alagada. A água, que invadiu a escola, chegava quase ao joelho de muitos alunos. A frequência no dia foi mínima e muitos dos pais nos relataram que devido ao problema não mandaram as crianças para a escola. O medo era que seus filhos tivessem algum tipo de contaminação passando pelas águas tanto na rua como dentro da unidade.

As fortes chuvas que atingem a cidade ocasiona transtornos a toda população. Muitos perderam bens e tiveram as casas inundadas, além de cobras e outros animais, que devido as fortes correntezas entraram nas residências e quintais. O município de Itaguaí não tem secretaria de defesa civil e a secretaria de ordem pública é que parece estar cuidando dessa parte. Sem Defesa Civil, os moradores ficam sem saber a quem recorrer. Até o momento nenhuma ajuda do poder público municipal parece ter sido oferecida. A única coisa que a prefeitura divulga é o número para entrar em contato, conforme o encarte abaixo:

Prefeitura de Mangaratiba cancela o “Carnamar” 2019

Os estragos causados pelas fortes chuvas ocasionou tal cancelamento

Em nota oficial a Prefeitura de Mangaratiba informou que devido às fortes chuvas, e os estragos causados por ela, o Carnamar 2019 esta cancelado. O evento marítimo seria realizado no dia 23 deste mês, como a abertura oficial do Carnaval. Devido os últimos acontecimentos não seria possível a realização do evento, já que para o Poder Executivo o momento é de reestruturação.

A decisão foi tomada em uma reunião do prefeito de Mangaratiba, Alan Costa, o Alan Bombeiro, com o secretário de Turismo, Cultura, Eventos, Esporte e Lazer, Roberto Monsores, na terça-feira (5). Segundo Alan Bombeiro, a decisão foi muito bem pensada. “As chuvas ocasionaram enchentes, deslizamentos e perdas materiais para os moradores do município. Restabelecer a cidade é a nossa prioridade no momento”, disse o prefeito.

Roberto Monsores acredita na coerência da decisão. “Estamos todos juntos trabalhando para dar condições dignas a essas pessoas que foram afetadas. Mas, os moradores podem ficar tranquilos que logo será lançado o calendário oficial de eventos da cidade, assim como o Plano de Ação e Ordenamento Turístico de Mangaratiba”.

Fonte:Prefeitura Municipal de Mangaratiba