Arquivo da tag: Boca no Trombone

Dupla derrota na justiça

Charlinho e Abeilardinho tiveram derrotas significativas em tentativa de retorno aos cargos

Em 27 de julho de 2020

Itaguaí – O ex-prefeito de Itaguaí, Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB), teve nova derrota na justiça. Afastado por irregularidades em contratação de empresa de coleta de lixo da cidade, o ex-prefeito tentou através de uma liminar junto ao Ministério Púbico Estadual retornar ao poder. Na liminar, Charlinho buscava uma decisão do órgão contra a decisão da Câmara Municipal que o cassou pela prática ilegal. A intenção era anular seu Impeachment.

No entanto, o MP opinou em sua decisão ser contrário ao pedido e deixou claro que não compete ao órgão entrar no mérito da decisão dos vereadores e que mesmo tendo poder de anular o processo, não vislumbrou em primeiro momento qualquer ilegalidade praticada no processo administrativo que cassou o mandato de Charlinho. O MP enviou ao juízo a sua opinião contrária e o pedido de indeferimento à liminar da defesa do ex-prefeito.

Na semana passada o ex-vice-prefeito Abeilard Goulart de Sousa, também sofreu nova derrota judicial na busca pelo ex-cargo. Em sua decisão, a Desembargadora Ana Maria Pereira de Oliveira, da Vigésima Sexta Câmara Cível, negou em segunda instância o Agravo de Instrumento impetrado pela defesa do ex-vice-prefeito contra a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que já havia negado o pedido de Abeilardinho de voltar ao poder. A Desembargadora os pedidos já haviam sido analisados pelo TJRJ e na visão dela os argumentos da defesa do ex-vice-prefeito não procedem.

Moradora reclama de estado e abandono de rua em Chaperó

Moradora fez desabafo no grupo BOCA NO TROMBONE ITAGUAÍ no Facebook

A moradora Paula Carla Carvalho, fez um desabafo com o estado da rua Perpétua no bairro Parque Primavera em Chaperó / Itaguaí. Segundo Paula, o vazamento da rede de esgoto está jogando fezes na rua e dentro dos quintais dos moradores. Com isso, adultos e crianças ficam expostos diretamente ao perigo. A moradora, relata que a reclamação sobre o problema já vem sendo feita desde o ano passado.

slide6

Esse vazamento, pode causar diversas doenças como Hepatite A, Poliomielite entre outras.

Veja os perigos que pode causar:

1 – Exposição às doenças

Um dos maiores riscos dos vazamentos de esgoto é a exposição à doença. Para ter ideia, entre as doenças transmitidas pelo contato com esgoto estão: Poliomielite, Hepatite A, Giardíase, Disteria amebiana, Diarréia por vírus, Febre tifóide, Febre paratifóide, Diarréias e disenterias bacterianas, Ascaridíase (lombriga), Tricuríase, Ancilostomíase (amarelão), Teníase, Cisticercose, Esquistossomose e Filariose (elefantíase).

Além da economia com medicamentos, você melhora a qualidade de vida de sua família e diminui as possibilidades de contaminarem essas doenças.

2 – Risco na estrutura

O vazamento de esgoto pode prejudicar toda a estrutura de sua casa. Assim como os vazamentos de água. Isso porque o líquido que escorre das tubulações pode infiltrar no solo e parede comprometendo a construção. Esse tipo de risco causado pelo esgoto é muito comum quando acontecem vazamentos escondidos nas paredes. A manutenção de rotina e desobstrução das tubulações evitam estes distúrbios na sua casa.

O prejuízo financeiro pode ser grande. Um pequeno vazamento de esgoto silencioso na sua parede, por exemplo, pode comprometer toda a estrutura e precisar de uma reforma na casa para que possa ser habitada sem riscos à vida.

3 – Poluição do solo

A poluição do solo causada pelo vazamento de esgoto é um assunto bem comum, mas que parece distante nas grandes cidades. Porém, não é bem assim. O vazamento dos esgotos pode penetrar o solo e poluir todo o nosso ambiente.

Os detritos que descem pelo ralo não estão prontos para voltar a natureza. Eles precisam passar por um processo de tratamento para separar aquilo que pode ser reaproveitado pela natureza daquilo que não pode. Quando o esgoto vaza no solo, ele retorna para a natureza sem este devido tratamento.

4 – Contaminação de lençóis freáticos

A maior parte da água saudável do mundo está abaixo do solo, mas o vazamento de esgoto pode contaminar essa água que seria boa para consumo. Quando o esgoto sem tratamento penetra o solo, ele corre grandes riscos de se encontrar com um lençol freático.

Além do problema com o esgoto, os moradores reclamam do mato alto na localidade, incluindo a praça onde há um parquinho para as crianças.

Esperamos que a prefeitura resolva o problema o quanto antes.

 

Colunista do blog Boca no Trombone Itaguaí é bem cotado para as eleições em Seropédica

DR. ROCINDES BERRIEL É DESTAQUE NA POLÍTICA EM SEROPÉDICA

Em Seropédica Dr. Rocindes Berriel, candidato a vereador, é um dos mais cotados para vencer as eleições pelo partido PDT, do também candidato a prefeito Anabal Barbosa. Muito tem se falado nas ruas da cidade de suas propostas de renovação para política da cidade e a sua interação com a comunidade.

Apesar de jovem, e sua primeira vez como candidato, é servidor público, cirugião dentista, possui experiência e forte formação acadêmica na área de saúde e educação. Tem forte ligação com a cidade que mora desde o seu nascimento. A população diz que é uma aposta para a recuperação do município.

O momento atual em nosso país pede renovação na política para o surgimento de novas lideranças. Para que surjam novas propostas e novas esperanças.

 

Impeachment é a solução para o crescimento do país?

Papo Reto com Júlio Andrade

Este domingo será um dia histórico para o Brasil.

Neste domingo a câmara dos deputados vota o relatório da comissão especial, que é favorável ao impeachment da presidente. Pedaladas fiscais, aliadas a escândalos de corrupção, podem determinar o afastamento de Dilma Rousseff da presidência da República. Se 342 dos 513 parlamentares se manifestarem a favor do processo, ele seguirá para o Senado. Caso o número não seja alcançado, o processo será arquivado.

O curioso é que boa parte dos votantes, também estão respondendo ou são acusados de diversos processos de corrupção. Ou seja, corruptos julgando outros…

O nosso país, sempre foi uma vergonha política em todas as esferas. Jamais foi reconhecido que não pelo país da malandragem e da safadeza política. Mas esses últimos acontecimentos, tem reforçado e muito essa vergonhosa tônica. Se Dilma for cassada, o vice Temmer assume. Logo ele que sempre assinou com o governo e com as possíveis irregularidades que hoje ele diz condenar. Se ele, também for afastado, pois também cai em suas costas diversas acusações, assumiria Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados e principal articulador deste processo de impedimento da presidente. O curioso, é que Cunha é acusado de receber propina de US$ 5 milhões e responderá pela prática de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no esquema de desvio de recursos da Petrobras. Caso ele não possa assumir, temos Renam Calheiros, presidente do Senado como a terceira opção. Seria simples se este também não tivesse várias acusações contra ele em escândalos de corrupção.  Entre eles, desvios de verbas da que já foi uma das maiores empresas do mundo, a Petrobrás. Aí você fala do segundo colocado das últimas eleições, que também é acusado de receber propina nos mesmos moldes dos outros dois últimos citados, Aécio Neves. Lula? Esse também é acusado de usar verbas federais na aquisição de móveis e afins, com dinheiro de propina.

brasilia009

Moral da história, somos governados por corruptos e continuaremos sendo… A briga não deveria ser para tirar A ou B e sim para varrer de vez com esses bandidos engravatados. Novas eleições onde nenhum desses pudesse participar, seria uma possível solução imediata. Mas como vivemos no Brasil, isso é a única coisa que não vai ocorrer.

Viva à democracia que beneficia apenas políticos corruptos! Viva ao país da maracutaia e do povo medíocre que se vende em época de eleições.

Desta vez até o futebol virou piada com corrupção na CBF. Até a máxima da fuga do povo voltando às atenções para o esporte bretão, virou lenda…

VIVA AO POVO BRASILEIRO! VIVA AO PAÍS FALIDO!

Carcaças de vários ônibus facilitam assaltos em rua escura em Itaguaí

Um morador postou fotos no grupo BOCA NO TROMBONE no Facebook, relatando a situação da rua Paraguai no Centro de Itaguaí. A rua que se localiza atrás da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Itaguaí.

Slide10

Os ônibus abandonados e queimados, tem servido de esconderijo para criminosos que praticam assaltos ao redor, aproveitando-se da escuridão da rua. A iluminação pública do local, como em ocorre em várias ruas da cidade é praticamente nula, mesmo tendo altos valores cobrados nas contas de luz dos moradores do município.

Slide7

Além de bandidos, os ônibus tem sido frequentados por usuários de drogas, causando mais um grave problema social e diversos outros para os moradores.

Slide9

                                                      Área interna de um dos ônibus

Se tenho VOZ, quero VEZ. Se tenho VEZ, quero VOZ. Maria da Penha Coluna Mulher

Brasil de lutas, conquistas e muitos retrocessos. O momento político é muito conturbado, mas é preciso caminharmos. Diz um dito popular: “se correr, o bicho pega; se ficar(estacionar), o bicho come”. Eu sugiro que andemos e andemos para um alvo.

Considerando que um governo democrático existe para servir o POVO,  temos garantido constitucionalmente  liberdade para discordar e para criticar o Governo. Não faz muito tempo, conquistamos o Sistema de Cotas ou Ação Afirmativa. Muitas têm sido as discussões acerca do Sistema, que é uma forma de reservar vagas em concursos públicos, mercado de trabalho e ainda em Universidades para determinados grupos, permitindo assim o acesso às instituições de ensino superior de negros, índios, deficientes, estudantes de escola pública e de baixa renda. Objetivamente, as bases da discussão do Sistema de Cotas para uns, funciona como redução do percentual da exclusão da minoria; para outros, é visto como uma segunda forma de discriminação. A discussão é saudável, pois demonstra que as classes discriminadas, denominadas “minoria” (aspas, porque não coloco os negros, nem os estudantes de escola pública e de baixa renda nesta classificação) estão EM AÇÃO. No mesmo nível de discriminação estão as MULHERES, e elas nunca foram minoria.

É notável que a participação da Mulher na sociedade tem se ampliado. Entretanto, a discriminação ainda perdura e isso faz com que elas continuem lutando por seus direitos e, sem dúvida, a grande batalha ainda está relacionada à sua ocupação nos espaços de poder do cenário brasileiro.

O poder ainda é um domínio ocupado pelos homens, ficando a representatividade feminina muito aquém das suas necessidades de conquistas. A conquista do direito de votar e de ser votada, que conta com pouco mais de 80 anos, foi apenas o início de uma luta pela ampliação de espaços para as mulheres. A conclusão que faço é: houve ganhos sim, mas em ritmo muito inferior ao que desejamos. O crescimento da participação da Mulher nas esferas de poder é lentíssimo.

 

Discorri preliminar e sucintamente sobre o Sistema de Cotas em nosso País, por entender existir uma similitude em relação à Política de Cotas para a participação da Mulher  no processo político brasileiro: as polêmicas. Desde 1997, a legislação eleitoral exige que 30% dos candidatos de cada partido sejam mulheres, mas infelizmente a lei é “driblada” e Partidos dirigidos pela discriminação costumam usar candidatas “laranja” sem qualquer perspectiva de querer participação política no processo democrático. Isso é a livre promoção da desigualdade de gênero em nosso sistema político. Fato é que nós, mulheres, somos pouco mais da metade da população brasileira e nossa participação na Política é minúscula. Ela gira em torno de 10% no Legislativo. Essa sub-representação feminina no Parlamento afeta direitos sociais da mulher. Certamente uma maior presença feminina na política impactaria muito na formulação de políticas públicas diferentes daquelas que são formuladas por homens. Precisamos de maior participação na política brasileira, que não pode mais ficar adstrita à uma cota de gênero injusta e vergonhosa.

 

Hoje, uma Proposta da Comissão Especial da Reforma Política tramita no Congresso Nacional. É a Proposta de Emenda à Constituição, denominada PEC 98/2015 que estabelece cotas para mulheres nos Legislativos municipais, estaduais e federal, exceto no Senado. No último dia 08, o Plenário do Senado aprovou, em segundo turno, a Proposta que prevê a reserva de 10% das cadeiras nas próximas eleições, 12% nas eleições seguintes e 16% nas que se seguirem. A PEC vai agora para a Câmara dos Deputados. Queremos mudança. Queremos a aprovação.

Nossa luta é histórica. Há muitos anos brigamos para ter uma participação mais significativa.

Mediante Decreto, a Presidente Dilma Rousseff convocou a 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres. A construção dessa Conferência Nacional que ocorrerá em Brasília no mês de março de 2016, está em pleno andamento em todas as regiões do Brasil. As Mulheres e suas organizações estão mobilizadas para a realização da Conferência no Distrito Federal, nos Estados e em seus Municípios. Com o tema “Mais direitos, Participação e Poderes para as Mulheres”, a Conferência Nacional será um importante momento para a consolidação de avanços conquistados nos últimos anos, também será oportunidade para definir-se os desafios para superação das desigualdades e para conquistarmos a tão sonhada equiparação de direitos. Vários Municípios brasileiros já estão realizando suas Conferências. As Conferências Estaduais iniciarão em 19/10 e irão até 19/12. Procure informações junto à Prefeitura de sua Cidade, ao Governo do seu Estado, aos Conselhos dos Direitos da Mulher e pelo site da Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República(SPM-PR) http://www.spm.gov.br/4a-conferencia-nacional-de-politicas-para-as-mulheres. Os desafios da Conferência nas palavras da Ministra Eleonora Menicucci, são: “avaliar o que tem sido feito em todas as esferas para assegurar às mulheres condições de vida digna e oportunidades iguais e discutir novos caminhos para as políticas existentes”.

Sua participação é fundamental. Não fique estacionada. Vá em busca do seu espaço. A ordem é avançar para conquistar e juntas construirmos um país cada vez melhor e com mais direitos para todas nós, mulheres brasileiras.

MULHERESUNIDASTRANSFORMAMVIDAS
Saudações vitoriosas.
Até à próxima semana.

Maria da Penha Pereira Rodrigues Advogada, Ativista Política e Palestrante

Maria da Penha Pereira Rodrigues
Advogada, Ativista Política e Palestrante

Um coração cansado. Por Luís Bomfim

  Hoje, mais uma vez acabei indo dormir tarde. Bem tarde!  Na falta de remédios que pudesse controlar minha pressão, achei por bem tomar uma dose mais exagerada de um ansiolítico que me fizesse dormir bem. O ter que acordar pela manhã não era a maior das preocupações. Mas acordei. E acordei com um gosto amargo na boca e na alma. Talvez tivesse morrido algumas vezes durante a noite, que nem percebi se foi longa ou curta. Foi noite apenas!
Como não poderia deixar de ser, ao acordar comecei a pensar, e pensar é a especialidade de meu cérebro até pelo menos o momento em que necessito dele para fazer qualquer trabalho, mas como não era o caso o pensamento fluía, pensando em consolar-me e até mesmo aceitar este mundo como ele é e não queria sequer cogitar de como devia ou carecia ser. Mas… Ah, que bom seria se Caim não invejasse Abel. Que bom seria se muitos de hoje com cara de apóstolos não tivessem o coração de carrascos. E entre esses meus pensamentos, lembrei-me de alguém que já disse que nós, os que estamos vivos, somos os mortos em férias. E assim, agarrado ao efêmero e devorando pão da humilhação e da tribulação, tentando tolerar-me, fui transportado para um tempo distante, quando o arco-íris surgia após a chuva e eu ia em busca do pote de ouro que estava em uma de suas pontas. Havia esperança!
O dia já amanhecera e ia alto o Sol quando resolvi levantar. E não sei se pela tristeza doendo ao querer do coração, todas as coisas ficaram tristes também, até o ar. E lembrei-me de um livro que li no tempo em que já me referi acima. Eu era ainda adolescente, ávido por conhecimento, por leitura, por justiça, por sonhos de um mundo em que os seres humanos pudessem viver com o orgulho de ser homem, de ser gente, como também sonhou Máximo Gorki. E ao lembrar-me desse livro pensei em começar um relato desses dias que tenho vivido ultimamente, tão diferentes de tudo que um dia naquele tempo podia considerar isso vida de ser humano digno do mundo novo que sonhei, lutei e pelo qual tantos sofreram e lutaram até à morte: onde a justiça, a vida, a liberdade e a sociedade prevista pelos profetas bíblicos e idealizada desde Platão por tantos filósofos e sistematizada por Karl Marx e Frederick Engels, e aperfeiçoada por Vladimir Lênin, primeiro presidente dos Comissários do Povo da URSS . Foi quando me veio mais fortemente à lembrança a data do dia 26 de setembro do ano 2013.
A princípio, pensei em começar uma crônica, que sempre quando começo nunca sei se vai terminar em conto, simples relato ou apenas reminiscência. Mas confesso que me lembrei de um dos personagens de um livro de relatos reais, sobre crianças judias, sobreviventes órfãos, que à medida que o Exército Vermelho ou os Partisãns (guerrilheiros) iam libertando os povos oprimidos pelo nazismo, eram recolhidas para serem cuidadas e tratadas de seus traumas. Dentre essas, uma começa relatando sua história com um conjunto de palavras que se tornaram uma das frases mais cruéis que se poderia ouvir de alguém, principalmente de uma criança. O pequeno Efraim, quando diz: “Naquele tempo, quando me mataram…” Ele não diz “quando atiraram em mim” ou “quando tentaram me matar”. É como se sua vida, a partir daquele “mataram-me” não tivesse continuidade, era uma nova vida, era como se ele, na realidade,  tivesse ressuscitado dos mortos.
Assim estava eu, ou talvez nem me sentindo ressuscitado, mesmo depois daquele 26 de setembro, quando os médicos, com a ajuda de Deus me fizeram permanecer vivo por uma semana, numa unidade de saúde sem a mínima condição daquela proeza. Ou, quem sabe,  mais exatamente depois daquele dois de outubro, quando após o cateterismo o médico viu que a solução era colocar um stent, para desentupir a “manilha”. A partir daquele dia não posso afirmar ter havido uma ressurreição, mas é como se tivesse passado a  ser um morto entre os vivos. Claro que aconteceram coisas maravilhosas. A solidariedade das pessoas, de gente que sequer conhecia; o início ou reinício de um romance que durou o tempo suficiente da convalescença, mas que serviu como sinal de que ainda poderia haver vida. Foi um tempo que a atitude de algumas pessoas foi suficiente para voltar a acreditar no ser humano, para voltar a me lembrar e ter orgulho de ser homem, lembrando das palavras de Gorki, que dizia que devemos procurar amar enquanto vivemos, “porque ainda não se encontrou nada melhor”  E não posso negar que isso foi muito e mais do que positivo, foi o que me bastou, além dos cuidados e do carinho dos meus filhos, para prosseguir.  É claro que a vontade de amar e ser amado e estar sendo correspondido, como um dia imaginei e imagino deva ser, fazia com que aquela sobrevida valesse a pena, por isso a idéia de  permanecer naquele estado de convalescença pra sempre, porque eu sabia que  “nada pesa tanto como o coração quando está cansado”.
Bom domingo para todos!

Corrupção no Futebol envolve ex presidente da CBF

Sete dirigentes da FIFA são detidos na Suíça por corrupção

 

Além dos sete, José Maria Marin, ex presidente da CBF

Além dos sete, José Maria Marin, ex presidente da CBF

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos, em uma manobra sem precedentes, coordenada com o FBI e a agência tributária, revelaram nesta quarta-feira em uma concorrida entrevista à imprensa no Brooklyn os detalhes da ação legal contra nove dirigentes da FIFA e cinco empresários implicados em uma trama de corrupção que durou 24 anos, formada para o enriquecimento com o futebol. As autoridades norte-americanas esperam que esse caso sirva para marcar um novo “começo” nas entidades que dirigem o esporte.

No total, foram arrolados 47 delitos contra os acusados, incluindo subornos, chantagens, fraude e conspiração para lavagem de dinheiro. Entre os acusados estão Jeffrey Webb e Jack Warner, atual e antigo presidente da Concacaf, a confederação que representa a FIFA na América do Norte, América Central e Caribe. O total da fraude chega a 150 milhões de dólares (450 milhões de reais), sob a forma de subornos para a obtenção de contratos vinculados aos direitos internacionais dos torneios e promoção em geral do esporte.

Loretta Lynch, que há poucas semanas estreou como procuradora-geral dos Estados Unidos, afirmou em coletiva de imprensa que se tratava de uma trama corrupta, com “raízes profundas”, que operou de modo sistemático “durante pelo menos duas gerações”. Afirmou ainda que os acusados “abusaram de seu poder e posição de confiança para se apropriarem de milhões de dólares em subornos e por meio de chantagem”. Em sua opinião, esse tipo de atitude causa danos enormes ao esporte.

As principais vítimas, disse ela, são as jovens ligas nos países em vias de desenvolvimento que se beneficiam das receitas geradas pelos direitos do futebol. E também centenas de milhões de seguidores desse esporte no mundo, que o apoiam. Por isso ela acredita que os responsáveis por essas práticas têm de ser submetidos agora à Justiça e espera que a ação legal envie uma clara mensagem. Pediu também à FIFA que faça uma supervisão “mais honesta”.

O futebol ganhou, desse modo, destaque no noticiário do dia nos EUA, mas não precisamente pelos motivos que se espera de um esporte que aspira a deixar de ser minoritário no país. Na coletiva de imprensa estiveram presentes cerca de 300 jornalistas e meia centena de câmeras. No ato participaram outros pesos-pesados do Governo norte-americano, como o novo diretor do FBI, James Comey, e o responsável pelas ações criminais da agência tributária, Richard Weber.

Na primeira hora da manhã, a pedido das autoridades norte-americanas, foram detidos em Zurique sete dos acusados de participar diretamente na trama ou como conspiradores, dirigentes da FIFA ou donos de empresas de marketing que se beneficiaram pessoalmente graças ao negócio desses direitos: Eduardo Li, Julio Rocha, Costas Takkas, Eugenio Figueredo, Rafael Esquivel e José María Marín. “Ninguém está acima da Lei”, repetiu o diretor do FBI. Em paralelo, foi inspecionada a sede da Concacaf em Miami.

Comey recordou que o futebol é o maior esporte do mundo e explicou que essa trama de corrupção atentava contra os princípios sobre os quais se sustenta. Lamentou especialmente que esse tipo de pagamento ilícito se tenha convertido em uma forma de fazer negócio no seio da FIFA. Como observou Weber, “os próprios líderes da organização enganaram os membros que se supunha que eles representassem”. “A corrupção, a evasão fiscal e a lavagem de dinheiro não podem ser os pilares de nenhum negócio”, acrescentou.

Charles Blazer, antigo secretário-geral da confederação americana, aparece citado como uma das seis pessoas que cooperaram com as autoridades para poderem esquematizar o caso e admitiu sua culpa na trama. Também José Hawilla, proprietário da empresa Traffic Group, com sede no Brasil. Além disso, as autoridades norte-americanas deixaram claro que as acusações anunciadas não devem ser vistas como o ponto final dessa investigação que assola o futebol.

A investigação por parte das autoridades norte-americanas se desenrolou durante 12 anos. Lynch espera agora que os detidos possam ser extraditados para ir a julgamento nos EUA. Ela garante que eles “serão submetidos a um julgamento justo”. Citou, mais especificamente, como os acusados usaram sua posição para “encher os bolsos” com eventos como a Copa América de 2016 e a Copa do Mundo na África do Sul.

Com essa trama, explicou, influenciaram em decisões que vão desde a transmissão de partidas pela televisão, a escolha dos lugares de realização de torneios e até a escolha de quem dirige a FIFA. “Em vez de promover o esporte, exploraram sua posição em troca de dinheiro de empresas que buscavam fazer contratos com a FIFA”, repetiu o promotor nova-iorquino Kelly Currie ao explicar o funcionamento do esquema fraudulento. Esses subornos foram pagos por meio de intermediários.

“Esta é a Copa do Mundo da Fraude e hoje mostramos a eles o cartão vermelho”, disse o responsável pela agência tributária, que afirmou que “os fãs desse esporte” não deveriam ter de se preocupar com a conduta corrupta dos diretores da FIFA”. Para Comey, o problema de fundo é que o cinismo que o caso mostrou domina o negócio do futebol, depois de décadas de suspeitas. Mas até agora eles não encontraram provas para poder agir.

Durante a madrugada, agentes suíços prenderam os envolvidos em seus quartos do hotel de cinco estrelas Baur aur Lac, um edifício de luxo com vista para os Alpes e o Lago de Zurique, onde os dirigentes se reúnem para seu encontro anual, que começa na sexta-feira e no qual haverá eleições para a presidência da FIFA.

“É um dia triste para o futebol”, disse Ali Bin Al Hussein. Depois de pedir as chaves na recepção, os agentes se dirigiram aos quartos para efetuar as prisões. O jornal diz que um alto cargo da FIFA (que não identificou) foi conduzido pelas autoridade a uma saída pelos fundos para deixar o hotel, permitindo-lhe levar a sua bagagem.

 

Começa o processo penal

O Ministério Público da Confederação Helvética abriu um processo criminal contra desconhecidos, cuja identidade não foi revelada, por suspeita de gestão desleal e lavagem de dinheiro relacionado com a escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022. Agentes da FIFA recolheram documentos e dados eletrônicos da sede principal da FIFA, em Zurique, confirmou a própria instituição em um comunicado.

As Copas do Mundo de 2018 e 2022 serão realizadas na Rússia e no Qatar, respectivamente, locais que foram escolhidos em uma cerimônia realizada em Zurique, em dezembro de 2010, e que na ocasião já tinham sido alvo de controvérsia por suspeitas de corrupção.

A Procuradoria anunciou na quarta-feira que o processo penal foi aberto em março “por suspeita de irregularidades na atribuição da Copa do Mundo de Futebol de 2018 e 2022″. Foi a própria FIFA que, em novembro 2014, apresentou uma queixa-crime contra desconhecidos ao promotor da Confederação”, razão pela qual o processo suíço se dirige contra desconhecidos e que a instituição FIFA participa como vítima”, explica a promotoria.

“O enriquecimento ilícito correspondente foi efetivado, ao menos em parte, na Suíça. Além disso, a sede da instituição vítima (FIFA) tem sede na Suíça. Por essas razões, foi aberto um inquérito por gestão fraudulenta”, acrescenta o comunicado. Além disso, a promotoria indica que “existem suspeitas de lavagem de dinheiro por meio de relações bancárias na Suíça”.

 

Entenda o escândalo

As autoridades suíças anunciaram que fariam sua própria investigação sobre o processo de escolha dos países-sede das Copas de 2018 (Catar) e 2022 (Rússia). A polícia suíça entrou na sede da Fifa, em Zurique, e apreendeu provas eletrônicas.

Por que isso é importante?

A Fifa é o órgão responsável pelo futebol mundial. Nos últimos anos, sofreu acusações de corrupção, particularmente no processo de escolha da sede do Mundial de 2022 – o vencedor foi o Catar.

Em dezembro de 2014, a Fifa decidiu não divulgar sua própria investigação de corrupção – que, segundo a entidade, disse que o processo de escolha foi isento. O autor do relatório, o americano Michael Garcia, renunciou ao cargo.

A Copa do Mundo gera bilhões de dólares em receita. As prisões e a investigação lançam dúvida sobre a transparência e honestidade do processo de escolha nos últimos torneios.

Como o Brasil aparece na investigação?

 

Três brasileiros estão implicados no esquema de corrupção, de acordo com o departamento de Justiça dos EUA.

Um dele é o ex-presidente da CBF José Maria Marin – a nota do Departamento de Justiça não detalha as suspeitas contra ele. A CBF se manifestou a respeito da investigação por meio de nota dizendo que “aguardará, de forma responsável, sua conclusão, sem qualquer julgamento que previamente condene ou inocente.”

A Justiça americana diz que José Hawilla, dono da Traffic Group, maior agência de marketing esportivo da América Latina, confessou os crimes. A Traffic é dona de direitos de transmissão, patrocínio e promoção de eventos esportivos e jogadores, além de empresas de comunicação no Brasil. Consultado pela reportagem, o advogado de J. Hawilla, José Luis de Oliveira Lima, afirmou que o dono da Traffic “apoia as investigações e prestou esclarecimentos devidos às autoridades americanas” e está em liberdade nos Estados Unidos.

 

O terceiro brasileiro investigado pelo FBI é José Lazaro Margulies, proprietário das empresas Valente Corp. e Somerton Ltd., ambas ligadas a transmissões esportivas.

A nota divulgada pela justiça norte-americana afirma ainda que investiga suposto pagamento e recebimento de suborno em um patrocínio “da CBF para uma grande empresa de roupas esportivas dos EUA”.

 

A Justiça americana também cita a Copa do Brasil, organizada pela CBF, como uma das competições em que poderia ter havido corrupção na negociação de direitos de transmissão e marketing.

A Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, não é citada especificamente no documento.

Como funcionaria o esquema?

A denúncia afirma que, de 1991 até o momento, autoridades da Fifa se envolveram em vários crimes, incluindo fraude, subornos e lavagem de dinheiro. A Justiça afirma que duas gerações de dirigentes usaram suas posições para fazer parcerias com executivos de marketing esportivo que impediam outros de ter acesso a contratos e mantinham os negócios para eles por meio do pagamento de propinas.

A maior parte dos esquemas, de acordo com o departamento de Justiça, envolve recebimento de propina de executivos de marketing para comercialização de direitos de mídia e marketing de diversas competições esportivas – entre eles Copa América, Libertadores e Copa do Brasil.

Quem são os acusados?

Foram presas figuras-chave do futebol na América Latina, América do Norte e Caribe.

Além dos brasileiros implicados, foi preso o presidente da Concacaf, Jeffrey Webb, visto com um provável sucessor do presidente da entidade, Joseph Blatter.

Uma outra figura-chave é Charles “Chuck” Blazer, ex-representante da Fifa nos EUA, que aparentemente se tornou informante do FBI. Ele confessou ser culpado e já devolveu US$ 1,9 milhão.

Blatter foi preso?

Josefh Blatter presidente da FIFA

Joseph Blatter presidente da FIFA

Não. O presidente da Fifa – e homem mais poderoso do futebol mundial – não está entre os citados nos indiciamentos dos Estados Unidos. Mas a justiça americana afirma que os envolvidos estavam a serviço da Fifa – da qual ele é presidente. Até agora, ele não se pronunciou. Blatter tem grandes chances de ser reeleito à Presidência da entidade na sexta-feira.

Recentemente, ele foi forçado a negar rumores de que estaria evitando viajar para os EUA porque temia ser preso.

Por que eles foram presos?

O FBI está investigando a Fifa há três anos. As investigações tiveram início por causa do processo de escolha dos países sedes das copas de 2018 e 2022 (Rússia e Catar), mas foi expandida para analisar os acordos da Fifa nos últimos 20 anos.

Slide4

A acusação do Departamento de Justiça dos EUA diz que a corrupção era planejada nos EUA, mesmo quando era efetuada em outros locais. O uso de bancos americanos para transferir dinheiro é uma peça-chave da investigação.

Por que a Suíça?

É a sede da Fifa – o registro da entidade como instituição de caridade faz com que pague impostos reduzidos.

A Suíça é conhecida como um país onde empresas pouco transparentes são bem-vindas, principalmente em relação a impostos. Mas seu acordo de extradição com os EUA é claro: pessoas envolvidas em crimes podem ser enviadas aos EUA.

Aparentemente, autoridades americanas aproveitaram o que o congresso anual da Fifa fez com que todos se reunissem em um país que não colocaria obstáculos à extradição.

Os suíços também parecem estar indo atrás da Fifa, com três investigações em curso – incluindo uma anunciada horas após as prisões, sobre a escolha das cidades-sede das próximas Copas.

Quanto dinheiro está envolvido?

Muito, supostamente.

A denúncia dos EUA alega a corrupção envolveu US$ 150 milhões, e isso não inclui outras transações pelo mundo. Um relatório anterior sobre corrupção no Caribe, que vazou, afirma que propinas de US$ 40 mil foram pagas a autoridades em envelopes cheios de dinheiro.

Quase toda a renda da Fifa vem da Copa do Mundo, o evento esportivo mais lucrativo do mundo – superando as Olimpíadas. A Copa do ano passado custou ao Brasil cerca de US$ 4 bilhões, e a Fifa lucrou mais de US$ 2 bilhões.

O custo das duas próximas Copas deve ser superior: a Copa do Catar deve custar mais que US$ 6 bilhões.

Só concorrer a sediar a Copa já tem um custo enorme: a federação inglesa gastou 21 milhões de libras para concorrer à Copa de 2018.

As Copas da Rússia e do Catar serão feitas em outros países?

Isso é improvável, mas não impossível.

A denúncia dos EUA aborda casos de corrupção no passado – a Copa de 2010 na África do Sul, por exemplo, é mencionada – mas não futuros. As investigações da Suíça devem ser mais frutíferas em relação a isso, mas seria preciso ter provas contundentes para fazer a eleição outra vez.

Mudar a Copa da Rússia seria difícil. Poucos países têm estádios, infraestrutura e dinheiro para sediar o evento em um prazo tão curto. A melhor opção seria a Alemanha, que sediou a Copa de 2006.

O Catar é bem mais vulnerável e foi inundado com denúncias e alegações de corrupção desde que foi escolhido como sede. Mas, mesmo depois de ter visto vários escândalos de corrupção, uma mudança inédita de um torneio de verão para inverno e um escândalo sobre mortes de trabalhadores migrantes, há chances de que eles ainda sediem a competição de futebol mais importante do mundo.

Mas, segundo o procurador americano Kelly T. Currie, a investigação não vai parar por aí.

“Após décadas, segundo a denúncia, de corrupção descarada, o futebol internacional organizado precisa de um novo começo – uma nova chance para suas instituições fazerem uma vigilância honesta e apoiarem um esporte amado pelo mundo. Deixe-me ser claro: essa denúncia não é o último capítulo da nossa investigação”, afirmou.

Em meio a escândalo da Fifa, Polícia Federal vai à empresa de Kleber Leite no Rio

Slide5

Em meio ao escândalo da Fifa que rendeu prisões na Suíça, agentes da Polícia Federal estiveram na empresa de Kleber Leite, a Klefer, nesta quarta-feira à noite, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O empresário, ex-presidente do Flamengo, não teve o seu nome citado diretamente, mas teria feito J. Hawilla, dono da Traffic, pagar propina à CBF pelo acordo dos direitos comerciais da Copa do Brasil entre 2015 e 2022, de acordo com relatório publicado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Os agentes permaneceram no local por mais de duas horas, chegaram por volta das 18h e saíram às 20h40. Foram dois carros da Polícia Federal, com um delegado e sete policiais, e um carro do Ministério Público, com dois procuradores. A empresa de marketing esportivo entregou os documentos que foram solicitados para a investigação e se colocou à disposição das autoridades.

Em uma nota oficial divulgada após a ação nesta noite, Kleber Leite se defendeu e negou as acusações de J. Hawilla contra ele. O empresário disse que se supreendeu com o noticiário e atacou o dono da Traffic, dizendo que ele deve ter tido a “cabeça e o caráter afetados por causa de uma grave doença”. Em uma delação premiada à Justiça norte-americana, Hawilla teria entregado e citado o nome de Kleber.

“Hoje, fui surpreendido pelo noticiário dando conta que por problemas com o fisco americano, e ante a possibilidade de ser preso, negociou com quem de direito, e através de uma delação premiada fez uma série de acusações, sendo uma delas a de que teríamos nós da Klefer, a exemplo dele, réu confesso, pago propina para a obtenção do contrato mencionado aqui. Jamais usamos deste expediente para obtenção de qualquer contrato ao longo dos 32 (TRINTA E DOIS!) anos de vida da Klefer. Talvez por isso, tenhamos um tamanho normal para uma empresa de Marketing Esportivo. Em segundo lugar, o valor pago à CBF é o maior indicador de que este foi o limite do investimento. Agora mesmo, ante a crise que vivemos, são grandes as dificuldades em se conseguir o equilíbrio desejado. Desafio a qualquer empresa de consultoria afirmar que o preço que é pago pela Klefer à CBF, pelos direitos pertinentes à Copa do Brasil, não seja mais do que justo. Os contratos e toda a documentação aqui mencionada, estão à disposição. Aqui, não há nada a temer. Soube que neste período, J. Hawilla passou por momentos difíceis em função de grave doença. Provavelmente, pelo que ouço e leio, a cabeça dele deve ter sido afetada. A cabeça, o caráter e, principalmente, o sentimento de gratidão. Lamentável!!! Que fim de vida… Para encerrar, acuso que recebemos na Klefer as visitas do Ministério Público e da Polícia Federal, em ato de cooperação com o Governo Americano, e que todos os documentos solicitados foram prontamente entregues. A Klefer, através de seus dirigentes, está inteiramente à disposição das autoridades”, diz a nota.

Fontes: ESPN Brasil, El País e TV Senado

Vazamento de água em Chaperó

DENÚNCIA

Na Rua São Paulo no Bairro Chaperó em Itaguaí a água esta jorrando desde setembro de 2014. Nesse vídeo feito por Beatriz Gomes ela diz que a Cedae já tem ciência do problema. Ainda segundo ela no mês de outubro foi até o local um grupo de homens da Cedae sem nenhum equipamento ou qualquer tipo de ferramenta, apenas amarraram o cano com uma borracha, devido ao calor extensivo houve o rompimento da borracha e assim a água vai se perdendo. Novamente a Cedae foi comunicada e disseram que iram mandar novamente um grupo pra estar consertando o vazamento e isso já tem um mês e quinze dias.

O Boca no Trombone entrou em contato com a Cedae e estamos aguardando o retorno da empresa sobre o problema.

PARA  IMPRIMIR E COMPARTILHAR ESSA E AS OUTRAS PUBLICAÇÕES NAS REDES SOCIAIS É SÓ CLICAR NO TITULO DA POSTAGEM E NA PARTE DE BAIXO DA MESMA VOCÊ VERÁ O SÍMBOLO DA REDE SOCIAL DESEJADA POR VOCÊ PARA COMPARTILHAR A NOTÍCIA.

Contato e descrição

]