Arquivo da tag: Assassinato

Ex candidato Miguelzinho é brutalmente assassinado em Seropédica

Município é um dos mais violentos no Estado em relação à política. Miguel Angelo Steffan de Souza, o ‘Miguelzinho Seropédica’, é o segundo morto político em Seropédica em menos de três semanas. O ex-candidato era forte opositor do atual prefeito e também denunciava crimes da milícia local.

O ex-candidato a prefeito de Seropédica, Miguel Angelo Steffan de Souza, de 51 anos, também conhecido como “Miguelzinho Seropédica”, foi assassinado a tiros na manhã deste domingo, enquanto conversava em uma padaria em Seropédica.

Ele é o segundo político morto em Seropédica em menos de três semanas. No dia 25 de outubro, Rafael de Siqueira Cardoso, também conhecido como “Rafael 39”, de 37 anos, foi assassinado a tiros, também em uma padaria. Empresário local do ramo de extração e transporte de minerais, Rafael havia sido candidato a vereador pelo PDT em 2016, ficando como primeiro suplente de sua coligação e assumindo em seguida temporariamente a Subsecretaria de Obras de Seropédica.

Miguel era um forte opositor do atual prefeito da cidade, Anabal (PDT), e usava suas redes sociais para denunciar supostos abusos e irregularidades da gestão. Sua última postagem foi neste sábado: “Governo contrata mas não paga! Dezenas de chefes de família estão sem levar o sustento para casa, pois o digníssimo gestor dessa zona chamada Prefeitura, não pagou aos humildes funcionários!”, escreveu ele. O ex-candidato também denunciava crimes da milícia que atua em Seropédica, embora evitasse usar a palavra.

Na ocasião da morte de “Rafael 39”, Miguel fez um post em suas redes sociais: “Deram fim de arquivo”. No post, ele explicou que o atual governo teria feito um acordo com Rafael para que “algum candidato eleito a vereador da base do governo” fosse “nomeado a secretário, abrindo assim uma vaga e fazendo com que Rafael deixasse de ser suplente para assumir o mandato”. No entanto, com o não cumprimento do acordo, Rafael acabou nomeado temporariamente como subsecretário de Obras de Seropédica e “subordinado a Pierre Alexandre (laranja do Waguinho e do Felipe)”, o que o teria deixado frustrado e o motivado a deixar o cargo. De acordo com o ex-candidato a prefeito, o assassinato então teria ocorrido porque “Rafael era o arquivo vivo de inúmeras coisas erradas dentro do governo”.

Miguelzinho foi candidato à prefeitura da cidade em 2016 pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB), terminando em terceiro lugar, com 7.65% dos votos. O vencedor foi Anabal, do PDT.

No mesmo ano da última eleição para a prefeitura da cidade, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, demonstrou preocupação com assassinatos envolvendo políticos e pré-candidatos às eleições da Baixada Fluminense, conforme mostrou reportagem do O DIA. Na ocasião, o ministro falou que é “preocupante a reiteração de crimes dessa natureza, razão pela qual esses homicídios devem ser investigados”.
A declaração do ministro aconteceu no contexto de 14 assassinatos políticos em 9 meses, dentre eles 12 por motivação política, segundo a Polícia Civil. A primeira daquela série de assassinatos foi a do vereador Luciano DJ, também em Seropédica. Ele seria vice na chapa de Miguel nas eleições do ano seguinte.
A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga o caso. Os agentes buscam imagens de câmeras de segurança da região que possam ajudar na identificação dos criminosos.

Ainda não há informações sobre a data e local de enterro de Miguel.

Matéria do jornal O Dia

Anúncios

Polícia investiga morte de homem no Arco Metropolitano

O crime teria acontecido na última quarta-feira (24)

 

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga a morte de Alexandre Maia e Chaves, de 52 anos, ocorrida na tarde da última
quinta-feira (24), no Arco Metropolitano, em Seropédica.

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima conduzia seu veículo pela rodovia quando um outro carro emparelhou com o seu e um dos ocupantes, armado,
ordenou que parasse. Após a parada, o criminoso se aproximou e, quando Alexandre fez menção de sair do carro, foi atingido por tiros. Os assassinos fugiram em
seguida.

A DHBF realizou perícia no local do crime e faz diligências para esclarecer os motivos e os autores do homicídio. Familiares de Alexandre postaram
mensagens de luto nas redes sociais para homenageá-lo. Uma irmã da vítima escreveu que sua família nunca mais será a mesma. Amigos também dedicaram
palavras para se despedir de Alexandre no Facebook.

Fonte: Jornal Atual

 

Candidato a vereador é assassinado em Seropédica

 

Além de candidato a vítima era policial militar

Um policial militar e candidato a vereador em Seropédica, na Baixada Fluminense, foi morto a tiros, na madrugada deste sábado, no bairro Boa Esperança. Além dele, um homem não identificado também foi morto e uma mulher, ferida.

PicsArt_1471720108567

O terceiro sargento Julio César Fraga Reis, de 38 anos, a mulher que o acompanhava e um amigo saíam de uma festa e, quando estavam a caminho do carro, foram interceptados por homens que estavam numa Tucson. Os bandidos dispararam vários tiros de calibre 40 e nove milímetros.

Júlio e o amigo morreram no local. A mulher foi ferida e socorrida para o Hospital de Seropédica. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

Julio César era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) São Carlos, Região Central do Rio, e candidato a vereador pelo PC do B. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que investiga o caso, trabalha com a hipótese de execução.

Assassinatos de políticos na Baixada Fluminense

Julio César Fraga Reis é o 13º político assassinado na Baixada Fluminense nos últimos nove meses. Na última quinta-feira, o também candidato a vereador Oswaldo da Costa Silva, “o ratinho”, foi morto a tiros no Centro de Nilópolis. Ratinho foi duas vezes vice prefeito do município. Ele se licenciou do cargo de secretário de meio ambiente para tentar uma cadeira na Câmara Municipal. Ano passado também em Seropédica, o vereador e DJ Luciano também foi assassinado quando saia de uma festa. Ele teve seu carro alvejado e morreu no local.

Com informações jornal Extra

 

Mistério na morte de Bruno Olivieri

Um homem de classe média, formado em direito e com uma família estruturada. Assim era a vida de Bruno Nicolau Maralhas Olivieri, morto na última semana. O rapaz vinha de uma rave em Seropédica, quando desapareceu na madrugada do último dia 21. Menos de 24 horas depois, o corpo de Bruno foi encontrado na Estrada do Guandu em Santa Cruz, com 3 tiros e nu, segundo informações da família. Ele não tinha inimigos segundo amigos e familiares. Bruno era calmo e dócil, como foi descrito nas redes sociais. Então o que ocorreu para seu corpo ser encontrado distante do local da festa e ainda mais distante de sua casa que era em Muriqui em Mangaratiba? Além disso o que explica estar nu e ser assassinado, já que levou 3 tiros?

Quem estava com Bruno na festa, até o momento não deu nenhuma informação que pudesse ajudar a desvendar o mistério da morte. O que intriga a família e a todos, é a estranheza do rapaz está só, e em um local que aparentemente nada tinha a ver com o evento que ele participava e ninguém que pudesse ajudar a esclarecer o ocorrido.  Até o momento o que se ouve, são boatos que Bruno saiu correndo pela mata completamente nu antes de morrer. Algo que soa estranho, para quem logo em seguida foi assassinado.

O pai de  Bruno Olivieri, Lourenço Thomaz Olivieri , apela para que as pessoas que saibam de alguma coisa, ou que tenham imagens que possam ajudar nas investigações, que não privem a família que após a dor da perda, aguarda por esclarecimentos.

O corpo foi enterrado no cemitério municipal de Itacuruçá, distrito de Mangaratiba no dia 23.

 

‘Um dia de cada vez’, diz postagem

Em uma de suas últimas postagens no Facebook, Bruno escreveu uma citação de Raul Seixas: “A semente foi plantada e o sonho vai continuar para sempre. Porque o sonho é o sonho da humanidade inteira, que sempre foi a liberdade, a paz. Por incrível que pareça até um chavão hippie, o amor, mas o amor mesmo”. E termina com as frases: “Liberte-se… Um dia de cada vez… até o reencontro”.

Slide3

A Divisão de Homicídios (DH), afirma que um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte.

Se você souber de algo que possa ajudar nesse mistério, entre em contato com a polícia, ou até mesmo conosco do Boca no Trombone. Uma família que já sofre pela perda, tem o direito de saber  o(s) responsável(s) pelo crime.

 

Irmão de ex-prefeito de Seropédica é encontrado morto à margem do Guandu

Equipes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense estão na área de extração de saibro que pertencia à vítima

Josuel de Andrade Antunes, de 58 anos, foi encontrado morto, na manhã desta quinta-feira, em sua saibreira (local onde se extrai argila, areia e pedregulhos), à margem do Rio Guandu, no quilômetro 41 da antiga Estrada Rio-São Paulo, a atual BR-465, no bairro Jardim das Acácias, em Seropédica. O homem é irmão de Gedeon de Andrade Antunes, ex-prefeito do município.

Equipes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizam perícia no local. Segundo o delegado Fábio Cardoso, titular da especializada, ainda não é possível dizer o que teria motivado a morte, no entanto, não é descartada a hipótese de que Josuel tenha sido assassinado.

Ex-Gaiola das Popozudas é assassinada dentro de casa em Nova Iguaçu no Rio

Amanda Bueno foi morta dentro de casa; companheiro foi preso

A dançarina Amanda Bueno, que já foi dançarina dos grupos de funk Jaula das Gostozudas e Gaiola das Popozudas, foi assassinada dentro de sua casa, na Baixada Fluminense, no Rio.

De acordo com o G1, agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) informaram que o companheiro de Amanda, Milton Severiano Vieira, 32, é o principal suspeito de ter cometido o crime. Ele foi preso no fim da noite.

A polícia disse que o crime ocorreu por volta das 17h30, na casa onde Amanda vivia com o companheiro; os vizinhos teriam ouvido uma discussão entre os dois, seguida de disparo de arma de fogo. O suspeito teria roubado o carro de um vizinho para fugir do local. O imóvel foi isolado para perícia e o corpo de Amanda levado para o Instituto Médico-Legal.

Ainda segundo o G1, agentes da DHBF informaram que o suspeito foi preso durante a fuga após ter capotado o carro. Ele foi levado ao Hospital da Posse, sob escolta policial. Segundo o delegado Fábio Cardoso, ele seria autuado em flagrante por crimes diversos, entre eles o de homicídio qualificado.

A dançarina ficou famosa durante os jogos da Copa do Mundo no Brasil, quando chegou a invadir um treino da seleção brasileira com a intenção de entregar um CD da Jaula das Gostozudas para o atacante Hulk.

Segundo o portal ‘G1’, vizinhos de Amanda chegaram a ouvir uma discussão poucos minutos antes do disparo. Ao jornal “Extra”, o delegado que investiga o caso contou que houve uma violenta discussão entre o casal porque Milton almoçou com uma ex e Amanda não gostou. “Ele bateu com a cabeça dela no chão. Bateu muito nela, deu coronhadas. Depois, deu rajadas de tiros com pistola. Em seguida ele entrou na casa, pegou a escopeta, que é uma arma de grosso calibre, e deu cinco tiros na cabeça da Amanda”, disse o delegado ao “Extra”.

Em seguida, o homem roubou o carro de um vizinho para tentar escapar, mas perdeu o controle da direção e capotou. Ele foi encaminhado para um hospital da região, onde ficaria sob escolta da polícia. Milton deve ser autuado por homicídio qualificado, entre outros crimes.

11137145_1379648895697240_5502099112246291658_n

Na manhã de quinta-feira, Amanda parecia estar bem. Postou uma foto em seu perfil no Facebook.

(Com informações G1)

Imagens divulgadas nesta sexta-feira (17) pela página no Facebook do Radar Costa Verde mostram o Momento em que a dançarina Amanda Bueno, de 29 anos, ex dançarina do grupo Gaiola das Popozudas é assassinada. Primeiro o assassino bate a cabeça da vitima contra o chão. Em seguida com ela desacordada, ele atira e mata a jovem.

Violência em Itaguaí

Slide2

 

Os corpos do dono da barraca e de seu filho

Muitos casos de assassinatos e tiroteios tem deixado a cidade em pânico. Ontem sábado dia 11, mais um triste episódio ocorreu. Segundo informações preliminares e obtidas por membros do grupo Boca no Trombone Itaguaí, foram 5 execuções no bairro Brisamar, que tem sido o local mais perigoso da cidade. Dentre essas execuções, um homem identificado como “Miguel” dono de uma barraca chamada ” Varandão do Miguel”,outro comerciante apellidado de “Batata” e seu filho chamado Lucas. Várias execuções tem ocorrido quase diariamente no local e vários momentos de intensos tiroteios, que já causaram interdições nas duas vias da Avenida Prefeito Isoldackson Cruz de Brito nos dias 07 e 08 de abril em uma operação policial que apreendeu drogas e armamentos: quatro pistolas, 46 frascos de loló, 92 sacos de cocaína, um simulacro de fuzil AK, 19 motocicletas e três carros foram alguns dos produtos encontrados junto com dois homens, que foram encaminhados à 50ª DP de Itaguaí.

Mais execuções: O corpo de um jovem, identificado apenas por Wallace, de 20 anos, foi encontrado no fim da tarde da quarta-feira (8), por pescadores dentro de um rio na localidade conhecida como “Rio da Guarda”, em Itaguaí.

Segundo testemunhas, além de Wallace que foi assassinado, outros dois jovens, todos moradores de Chaperó, foram levados por homens armados. De acordo com moradores do bairro, os três jovens foram surpreendidos por homens armados que estavam em um carro – de placa não identificada.

O governador Luiz Fernando Pezão, prometeu em campanha um batalhão para Itaguaí, porém até o momento não saiu do papel.