Arquivo da tag: 2018

Confira os locais de votação e endereços das seções em Itaguaí

Faltando poucos dias para as eleições, saber o local exato onde se vota com antecipação é fundamental

 

Confira os locais e endereços:

 

Consulte seu local de votação:

Em toda eleição paira aquela dúvida em muitos eleitores. Onde votarei nessa eleições? Contudo, consultar seu local de votação é muito simples e deve ser feito com antecedência para evitar transtornos. A consulta ao local de votação pode ser feita por meio do nome do eleitor ou do número do título eleitoral no site do TRE de cada estado. Por meio da opção Consulta por nome é possível verificar o número do título.

 

No Estado do Rio de Janeiro você pode realizar a consulta facilmente através das opções abaixo:

 

Consulta por nome

 

Consulta por título

 

Esses links o transportam diretamente para os campos que você deve preencher para resolver de uma vez por todas as dúvidas para exercer a sua cidadania.

 

Aplicativo e-título

 

Os eleitores que estão em dia com a Justiça Eleitoral e desejam atendimento apenas para impressão da segunda via do título podem ficar despreocupados, pois o e-Título substitui o documento na hora de votar.

 

Basta baixar o aplicativo, disponível para iPhone (iOS),smartphones (Android) e tablets. O aplicativo apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, basta que o eleitor insira seus dados pessoais.

 

O aplicativo foi atualizado e, a partir de agora, também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

 

É importante destacar a necessidade de preencher os dados pessoais exatamente como eles estão registrados no Cadastro Eleitoral, pois, na hora de preencher os dados no aplicativo, se houver preenchimento de alguma informação em discordância com aquela lançada no documento original, o sistema não validará o cadastro. Portanto, é preciso estar atento a esse importante detalhe.

 

Outra informação relevante é que, se o eleitor já tiver feito o recadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais) junto à Justiça Eleitoral, a versão do e-Título virá acompanhada da foto do eleitor, o que facilitará a identificação na hora do voto. Caso o eleitor ainda não tenha feito o recadastramento biométrico, a versão do e-Título será baixada sem a foto. Nesse caso, o eleitor está obrigado a levar outro documento oficial com foto para se identificar ao mesário durante a votação.

Anúncios

Botafogo é campeão Carioca 2018

Vasco é vice de novo e único time grande do Rio a não levantar taça nenhuma em 2018, sendo o grande derrotado do campeonato

 

Há coisas que só acontecem com o Botafogo. E quem disse que o clichê só vale para momentos ruins? Com pênalti não marcado, sofrimento até o último minuto e dois heróis estrangeiros, o Glorioso despachou o Vasco neste domingo, no Maracanã, e se sagrou campeão carioca em grande estilo. Joel Carli, aos 49 minutos do segundo tempo, garantiu o 1 a 0 no tempo normal e levou a decisão para os pênaltis. Aí, um roteiro que o torcedor alvinegro já se acostumou se repetiu: Gatito Fernandéz garantiu o troféu ao defender as cobranças de Werley e Henrique.

DESTAQUE

O ESPECIALISTA

Mais do que o alívio pelo gol de Carli no minuto final do tempo normal, o torcedor do Botafogo foi para a decisão por pênaltis confiante. Com Gatito Fernandez, havia quase que uma certeza de ao menos uma defesa na série contra o Vasco. E assim foi! Herói na Libertadores de 2017, o goleiro paraguaio manteve a média e defendeu as cobranças de Werley e Henrique, garantindo o troféu. Agora, são impressionantes dez defesas em 19 pênaltis com a camisa alvinegra.

A PRIMEIRA VEZ…

O título carioca foi ainda mais especial para Joel Carli. E não somente pelo gol decisivo marcado no lance final da partida. O troféu erguido no Maracanã foi o primeiro da carreira do zagueiro argentino de 31 anos. Antes de chegar ao Botafogo, ele tinha passado por Aldosivi, Deportivo Morón, Gimnasia La Plata e Quilmes, todos de seu país.

CUSTOU CARO

Com a vantagem do empate, o Vasco começou melhor a partida diante de um Botafogo ansioso, desperdiçou chance clara com Riascos, parecia ditar o ritmo, mas viu tudo mudar com a expulsão de Fabrício. Aos 36 do primeiro tempo, o lateral fez falta em Luiz Fernando e recebeu o vermelho direito, forçando sua equipe a praticamente só se defender nos 55 minutos seguintes. Zé Ricardo fechou o time, terminou o jogo com quatro zagueiros, mas foi castigado no minuto final.

PRIMEIRO TEMPO

Intensidade, expulsão e casa cheia. Vasco e Botafogo não primaram pela técnica, mas não faltaram ingredientes para valorizar o clima de final no Maracanã. Os primeiros 45 minutos foram marcados por equipes que se mandaram para o ataque como podiam. Em desvantagem, o Glorioso tentava adiantar a marcação e pressionar, oferecendo espaços para um adversário que entrou em campo com quatro laterais de ofício, abrindo o campo para explorar a velocidade dos contragolpes. Com a obrigação de fazer um gol, o Botafogo se mostrou ansioso em alguns lances, enquanto o Vasco criava as melhores oportunidades.

 

Riascos desperdiçou chance clara após vacilo de Gatito em chute de fora da área de Pikachu. Bem postado, os vascaínos conseguiam ditar o ritmo do jogo. Até que o panorama mudou com a expulsão de Fabrício. O lateral recebeu o vermelho direto após falta em Luiz Fernando, que teve que sair da partida, aos 36. Foi quando o Glorioso passou a encontrar mais espaços, principalmente pelos lados, mas faltou criatividade.

SEGUNDO TEMPO

Com um a mais, Alberto colocou o time no ataque: sacou Marcelo e apostou em Kieza. Na base do abafa, o Glorioso esboçou uma pressão, mas faltava criatividade. A solução foi apelar para o chuveirinho, mesmo diante de um adversário que terminou a partida com quatro zagueiros em campo. Quando os botafoguenses conseguiam finalizar, esbarravam em Martín Silva. O uruguaio interceptou cruzamentos e fez boas defesas em conclusões de Brenner e Kieza.

 

Em uma das bolas alçadas na área, polêmica: Galhardo puxou Carli pela camisa e o impediu de disputar a jogada. Muita reclamação dos alvinegros, mas nada marcado. Para Arnaldo Cézar Coelho, comentarista da TV Globo, pênalti claro. O Botafogo não desistia e seguia com bolas aéreas. E assim foi recompensado quando a torcida do Vasco já ameaçava gritos de campeão. Aos 49, após a expulsão de Valencia, bate-rebate na área culminou na finalização de Carli. Gol! E o título carioca foi para decisão por pênaltis.

Taças do Rio

Com o campeonato Carioca conquistado após um torneio confuso por seu regulamento, o Glorioso levantou a taça mais importante do estado. Antes, o Flamengo foi campeão da Taça Guanabara e o Fluminense campeão da Taça Rio. Restou ao Vasco ser o único time grande do Rio a terminar o Carioca de mãos vazias, sem sequer vencer um turno. Dos grandes o Vasco foi o grande perdedor este ano.

 

COMO FICA?

O Botafogo volta a ser campeão carioca depois de cinco anos e agora acumula 21 títulos da competição. Com 34, o Flamengo é o maior vencedor, seguido por Fluminense (31) e Vasco (24).

QUE VENHA O BRASILEIRÃO!

Campeão carioca, o Botafogo estreia no Campeonato Brasileiro na segunda-feira, dia 16, diante do Palmeiras, no Engenhão, às 20h (de Brasília) – antes, encara o Audax Italiano, quinta-feira, às 19h15, em Santiago, pela Copa Sul-Americana. Domingo, o Vasco recebe o Atlético-MG, às 16h, em São Januário.

Com Globoesporte.com

Horário de verão termina à meia-noite deste sábado

À meia-noite deste sábado (17), os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem atrasar seus relógios. É o fim do horário de verão, que entrou em vigor no dia 15 de outubro do ano passado, com o objetivo de reduzir o consumo de energia elétrica entre as 18h e as 21h nas três regiões. Segundo o Ministério de Minas e Energia, o volume energético  – e o respectivo valor monetário – poupado com a determinação deverá ser divulgado na próxima terça-feira (20).

 

Além do Distrito Federal, 10 unidades federativas precisarão adaptar seus ponteiros: Goiás; Mato Grosso; Mato Grosso do Sul; Minas Gerais; Paraná; Rio de Janeiro; Rio Grande do Sul; Santa Catarina; São Paulo e Espírito Santo. A população do Norte e do Nordeste não é afetada porque os estados da região não são incluídos no horário de verão.

 

Segundo balanço do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com essa providência, em 2013, o Brasil economizou R$ 405 milhões, ou 2.565 megawatts (MW). No ano seguinte, a economia baixou para R$ 278 milhões (2.035 MW) e, em 2015 caiu ainda mais, para R$ 162 milhões. Em 2016, o valor sofreu nova queda, para R$147,5 milhões.

 

Essa menor influência do horário de verão pode ser explicada pelo fato de que parcelas significativas das zonas sujeitas à medida têm intensificado o uso de equipamentos como ar-condicionado, como forma de aplacar o calor, elevando a demanda de energia elétrica. Ainda que já dispensem as lâmpadas incandescentes, substituindo-as por modelos mais econômicos.

 

No fim do ano passado, o governo federal sinalizou para a possibilidade de abolir o horário de verão, por não haver consenso quanto à relação com a economia de energia elétrica. Apesar disso, acabou apenas abreviando o período 2018/2019 em duas semanas, a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para facilitar a apuração dos votos das eleições, pois o então presidente do órgão, ministro Gilmar Mendes, argumentou que essa alteração facilitaria, entre os estados com fusos horários diferentes, o alinhamento de ritmo na apuração dos votos das eleições. Com isso, o horário de verão de 2018 passará a ser adotado no primeiro domingo de novembro.

 

“A avaliação dos atuais impactos na redução do consumo e da demanda de energia elétrica, contida nos estudos realizados neste ano de 2017 pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) em conjunto com o Ministério de Minas e Energia, mostra que a adoção do horário de verão traz atualmente resultados próximos da neutralidade para o sistema elétrico”, avaliou a pasta em nota divulgada em outubro do ano passado.

Fonte: EBC Brasil

Flamengo bate São Paulo e se torna tetracampeão da Copinha

Rubro-Negro aguenta pressão, goleiro Yago se destaca e fatura título invicto no Pacaembu

O Flamengo é tetracampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018. O Rubro-negro bateu o São Paulo, em pleno Pacaembu, por 1 a 0, e dois anos depois do seu último título, faturou novamente o campeonato de base mais importante do Brasil.

Nem o torcedor do Flamengo mais otimista imaginava um começo de primeiro tempo tão bom. Logo aos 2 minutos de jogo, Pepê cobrou escanteio no meio da área. Wendel, livre, subiu bem para abrir o placar no Pacaembu. O melhor lance do São Paulo veio logo após o gol sofrido. Aos 8 minutos, Toró aproveitou a sobra dentro da área e tirou de Yago Darub, mas a bola bateu na trave antes de sair. Quase o empate tricolor.

O segundo tempo começou com o São Paulo pressionando. Aos 15 minutos, Toró chamou Bernardo para dançar e cruzou. Dantas desviou a bola, que ficou com Yago. Aos 29 minutos a pressão continuou, Yago salvou o Flamengo depois de bom cabeceio de Gabriel. Aos 52 minutos o Tricolor paulista quase chegou ao empate de cabeça mas a bola foi pra fora, um susto para a torcida flamenguista.

 

O São Paulo tentou muitas bolas alçadas na área do Flamengo, mas em todas as oportunidades o goleiro Yago brilhou, fez boas defesas e segurou o resultado que deu o título para o time carioca pela quarta vez em sua história.

GALERIA DE FOTOS DO CAMPEÃO!

Previsão de salário mínimo para 2018 cai para R$ 969

Quem paga o “pato” e as contas? O povo…sempre

 

A revisão das projeções econômicas para 2018 levou o governo a reduzir o salário mínimo para o próximo ano. O valor de R$ 979 que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) passará para R$ 969 durante a elaboração do Orçamento.

A redução ocorreu por causa da queda na projeção de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2017. No fim de julho, o governo tinha revisado a estimativa para a inflação oficial de 4,3% para 3,7%.

Por lei, até 2019, o salário mínimo será definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), indicador próximo ao IPCA, do ano anterior. Como o PIB recuou 3,6% em 2016, a variação negativa não se refletirá no salário mínimo de 2018.

De acordo com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o valor do salário mínimo pode mudar até o início do próximo ano. Segundo ele, o Orçamento trabalha apenas com estimativas. “O salário mínimo só será conhecido em janeiro. Até lá, várias coisas podem mudar”, declarou.

Veja a tabela com os valores do salário minimo no país nos últimos anos.

Quanto é o salário mínimo em cada país?

 

Em um estudo feito em 2015,  quando o valor do mínimo no Brasil era de R$ 778,00 a OECD, divulgou dados com valores de salários mínimos praticados em diversos países. Dos 34 integrantes da organização, 26 tem legislações que garantem um valor mínimo pago aos trabalhadores e que serve de base para cálculos de outros pagamentos de horas trabalhadas.

Confira a lista com alguns dos salários pelo mundo afora no ano de 2015

Austrália: R$ 5.006,60

Irlanda: R$ 4.079,80

França: R$ 4.324,32

Nova Zelândia: R$ 3.962,24

Alemanha: R$ 3.773,28

Canadá: R$ 3.768,04

Reino Unido: R$ 3.705,08

Estados Unidos: R$ 3.285,24

Japão: R$ 2.896,88

Espanha: R$ 2.818,16

Grécia: R$ 2.319,60

Portugal: R$ 2.314,36

Turquia: R$ 1.831,52

República Tcheca: R$ 1.490,40

Chile: R$ 1.165,04

México: R$ 528,16