Câmara abre Comissão Processante para apurar verbas não utilizadas na saúde

A Câmara Municipal de Itaguaí abriu mais uma Comissão Especial Processante (CEP) para apurar atos do poder Executivo. Desta vez será investigada a suposta não utilização de verbas da saúde pelo prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB). A aceitação da denúncia aconteceu na 16ª Sessão ordinária, realizada terça-feira (09/04).

De autoria do vereador Gil Torres (Podemos), o pedido de abertura de Comissão Processante se justifica em virtude do “abandono, omissão, negligência e descaso em que se encontra a saúde pública municipal”. Conforme defendeu o vereador, as evidências do descaso foram presenciadas por ele durante esses dois anos da gestão de Charlinho. Gil é presidente da Comissão de Saúde e realiza diligências frequentes nas unidades de saúde do município. O denunciante afirmou que alertou pessoalmente o chefe do poder Executivo e seus subordinados diversas vezes sobre a situação em que se encontrava o serviço de saúde pública em Itaguaí.

Ao solicitar a abertura da CEP o autor pedia que ao término do trabalho da comissão fosse cassado o mandato do prefeito Charlinho em decorrência dos casos de “irregularidades, omissão, negligência e outras infrações e crimes cometidos pelo poder Executivo”. No documento, o autor afirma que “é de conhecimento que há dinheiro disponível no Fundo de Saúde Municipal” e citou a Constituição ao afirmar que a saúde é direito de todos. O vereador ratificou que a situação chegou a “um ponto lastimável, intolerável e inaceitável”.

O recebimento da denúncia foi aprovado pelo plenário com os votos contrários dos vereadores Robertinho (MDB), Minoro Fukamati (PSD), Carlos Kifer (PP), Noel Pedrosa (Avante), Sandro da Hermínio (Avante) e Haroldo Jesus (PSDB). Após abertura da CEP foi realizado um sorteio para definir os membros que integrarão a comissão. Os sorteados foram os vereadores André Amorim (PR), Minoro Fukamati e Ivan Charles (PSB). Após pausa de cinco minutos para a comissão se reunir para definir quais dos membros seriam o presidente e o relator, o chefe do Legislativo, vereador Dr. Rubem Ribeiro (Podemos), divulgou que foi escolhido como presidente o vereador Ivan Charles e como relator o vereador André Amorim.

Como presidente da comissão, o vereador Ivan Charles convidou a todos os vereadores para a primeira reunião da CEP, que foi realizada na manhã do dia seguinte (10).

Fonte: Câmara Municipal de Itaguaí

Anúncios

Cefet entre eles de Itaguaí mantém suspensão de expediente nesta quarta

Chuvas ainda podem ocorrer até a tarde de quarta-feira. Todo o Rio permanece em estado de atenção

Em virtude das fortes chuvas, a Direção Geral do Cefet/RJ informou no começo desta noite de terça-feira, que as aulas e o expediente de amanhã (para servidores e terceirizados), 10/04/19, permanecerão suspensos nos campi da grande Rio: Maracanã, Itaguaí, Maria da Graça e Nova Iguaçu, devendo retornar suas atividades no dia 11/04. Nos demais campi, o funcionamento será normal.

As fortes chuvas ainda não cessaram e todo o Rio de Janeiro permanece em estado de atenção.

Santa Cruz e Campo Grande tem maior índice de alagamentos da Zona Oeste

Ponte na Avenida Padre Guilherme Decaminada ameaça desabar devido as fortes chuvas

Asfalto ameaça ceder na Decaminada

Ponte prestes a desabar

Os bairros de Santa Cruz, Campo Grande e Sepetiba estão com todas as ruas praticamente debaixo d’água. Muitos moradores perderam tudo

O Rio Piraquê transbordou em Jardim Maravilha em Guaratiba e alagou todas as ruas do local.

Uma ponte desabou no Antares na madrugada.

Rua Engenheiro Gastão Rangel durante a madrugada

Morador do Rola registra estado das ruas no local.

Jesuítas em Santa Cruz

Um homem conhecido como Leandro de 40 anos, morreu eletrocutado no Cesarão em Santa Cruz. Ele tentou desobstruir um bueiro e recebeu a descarga elétrica. Três corpos foram encontrados em Botafogo, uma senhora e sua neta e um homem em Jardim Maravilha que ainda não foi identificado também foram vítimas. Ao todo oito pessoas morreram até agora.

Ponto de arrecadação para vítimas das enchentes

Recolhimento dos seguintes itens para ajudar as famílias que perderam seus bens. Segue os itens para doação:

▪Água potável
▪Fraldas
▪Roupa de cama
▪Toalhas banho e rosto
▪Roupas de crianças
▪Alimentos não perecíveis

As doações podem ser entregues na Matriz de São José localizada na Av. João XXIII, 222, Santa Cruz. Tel: 3354-7788.

Campo Grande

Plantão das Pastorais Sociais na Paróquia Nossa Senhora das Graças:

*Até às 21h.*

Estamos acolhendo demandas e materiais para doação às visitas do temporal em nossas comunidades.

Materiais:
● Roupas (adulto e criança)
● Água potável
● Alimentos não perecíveis
● Material de higiene pessoal
● Material de limpeza
● Fralda infantil (M e G prioritária)
● Roupas de cama
● Toalhas de banho e rosto

Paróquia Nossa Senhora das Graças, Rua Benedito Lacerda, Q.2, Lt.11, Vila Nova, Campo Grande. (21) 3394-3383.

Governador decreta ponto facultativo em toda Região Metropolitana do Estado do Rio

As faculdades públicas, Faetec e todos os órgãos de ensino estaduais tiveram as aulas suspensas

O governador Wilson Witzel decretou na manhã desta terça-feira 09/04 ponto facultativo em toda a região Metropolitana do Estado. A cidade de Itaguaí também faz parte dessa região. Os serviços essenciais continuam funcionando normalmente. O motivo dessa decretação, foi devido às fortes chuvas que atingem todo o Estado.

O Tribunal de Justiça também decretou ponto facultativo. Pelo artigo 66, II da lei de organização judiciária, quando o governador decreta ponto facultativo não há expediente no TJ. Com a Lei Complementar nº 158, de 26 de dezembro de 2013, duas cidades foram incorporadas pela RMRJ. Agora, compõem essa região Metropolitana os seguintes municípios: Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi,Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica, Tanguá, Itaguaí, Rio Bonito, Cachoeiras de Macacu e Petrópolis.

Prefeitura de Itaguaí suspende aulas devido às fortes chuvas

A prefeitura Municipal de Itaguaí suspendeu as aulas nesta terça-feira devido as fortes chuvas que assolam todo o Estado do Rio de Janeiro. Muitos funcionários não conseguiram chegar aos postos de trabalho e muita gente se encontra ilhada na cidade. Muitos pais não mandaram seus filhos às escolas devido aos riscos.

Ruas de escolas em Itaguaí completamente alagadas

Muitas escolas do município terão redução de alunos e professores que não estão conseguindo chegar ao trabalho devido às fortes chuvas

Apesar da prefeitura de Itaguaí não informar sobre a situação em relação às aulas na cidade, muitos pais de alunos não levarão seus filhos às escolas como está sendo divulgado por eles nas redes sociais e em grupos pelo aplicativo Whatsapp devido as fortes chuvas que atingem todo o Estado. Os profissionais também estão com muita dificuldade para chegar aos locais de trabalho. E isso acarretará problemas para que haja aula normalmente nesta terça.

A rua da Escola Municipal Oscar José de Souza está completamente alagada. Segundo informações de servidores da unidade as aulas foram suspensas. Todo o bairro que cerca a unidade está com valões prestes a transbordar.

Rua da creche municipal Euclides Borges em Brisamar

Bairro Engenho

No bairro do Engenho, muitas ruas alagadas impedem o tráfego de carros e pessoas. Muitos alunos não irão para as escolas devido ao risco. País se mobilizam para que não haja ainda mais problemas.

Escolas estaduais e do Município do Rio suspendem aulas nesta terça

Rede municipal e estadual tiveram as aulas suspensas nesta nesta terça devido as fortes chuvas

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou a suspensão das aulas nas escolas da rede pública municipal nesta terça-feira (9). Reunido com secretários e assessores na sala de crise do Centro de Operações Rio (COR) para comandar as ações de reação dos órgãos municipais ao forte temporal que atingiu a cidade na noite desta segunda, Crivella destacou o planejamento e as iniciativas da Prefeitura que evitaram perdas de vidas em meio à chuva atípica e muito acima do volume esperado.

“Tocamos 34 sirenes em 21 comunidades, as pessoas foram alertadas a tempo, e não tivemos vítima nenhuma até agora. Todas as nossas equipes ficaram de alerta, e todos nós estamos também controlando a cidade por cameras, no COR. Tivemos alagamentos e mandamos equipamentos para diversos pontos da cidade: Mergulhão Billy Blanco, Avenida das Américas, Armando Lombardi, Abelardo Bueno, Praça Sibélius, Jardim Botânico. E tivemos bolsões também por toda a Zona Sul. A gente teve uma chuva forte, de 152mm, nas últimas quatro horas, na Rocinha, e 162mm em Copacabana. Isso é uma chuva completamente atípica. A gente sempre tem previsão de chuva forte, mas não assim. A gente teve 152mm em quatro horas, mais do que a média de abril inteiro”.

Crivella destacou também que a Prefeitura mantém contato com o Corpo de Bombeiros para fazer o atendimento em episódios como quedas de árvores e falta de luz, porque é preciso que a rede elétrica seja desligada para os funcionários dos órgãos municipais agirem nesses casos.
É muito difícil, quando a chuva é forte como foi esta noite, que a gente consiga evitar todo esse caos, mas a Prefeitura está atenta, com todas as suas equipes na rua. E espero que durante madrugada a gente consiga voltar à normalidade”, acrescentou o prefeito.

O planejamento para fechar vias que representam risco – e que em outras ocasiões registraram inicidentes graves na chuva – também foi um ponto destacado por Crivella:
“Tivemos o planejamento de fechar o Alto da Boavista, fechar a Avenida Niemeyer. Nós tivemos um desabamento lá (na Niemeyer) e não tivemos vítimas. Isso tudo graças ao planejamento da Prefeitura, essaltou.
Para a terça-feira, dia seguinte ao temporal, Crivella fez recomendações aos moradores da cidade:
“A recomendação é que se evite a Avenida Niemeyer. Vamos trabalhar a madrugada toda lá, mas é bem provável que pela manhã ela ainda não esteja liberada, e sim só na parte da tarde. A Linha Amarela deve estar liberada, a Linha Vermelha também, na Avenida Brasil não tivemos muitos problemas, e esses são os eixos principais da cidade. As pessoas deve evitar sair esta noite, o trânsito está caótico, sobretudo na Zona Sul, com vários alagamentos. Mas amanhã devem funcionar normalmente o metrô, a rede de trens e as linhas de ônibus que trazem a população da Zona Oeste ao Centro da cidade. Na Grajaú-Jacarepaguá não tivemos problemas, de tal maneira que a Zona Sul é que deve ser evitada amanhã, sobretudo aqueles que usam a Niemeyer”.

Crivella reafirmou que os órgãos municipais estão trabalhando firmemente para devolver a normalidade à cidade após o temporal:
“Toda a Prefeitura está mobilizada: Rio-Águas, Rioluz, Conservação, Comlurb, Cet-Rio, Guarda Municipal e Geo-Rio também. Esperamos que durante toda a noite a gente consiga contornar todos os nossos incidentes. Certamente a água vai escoar, vamos rebocar os carros que não puderem ter o motor acionado e amanhã o trânsito estará liberado”, informou o prefeito.

As escolas estaduais também suspenderam as aulas hoje.