Bolsonaro é eleito ‘Corrupto do Ano’ por mídia internacional

Grupo diz que o mandatário brasileiro “venceu por pouco” o chefe da Casa Branca, Donald Trump, e o líder da Turquia, Recep Erdogan. Principais pontos que levaram ao “prêmio” , foram os escândalos das rachadinhas de seu filho Flávio, o outro filho Carlos por motivo similar e dos depósitos de Queiroz

O presidente Jair Bolsonaro foi eleito ‘Pessoa Corrupta do Ano’ pelo Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), um consórcio internacional que reúne jornalistas investigativos e centros de mídia independente. Em comunicado, o grupo diz que o mandatário brasileiro “venceu por pouco” o chefe da Casa Branca, Donald Trump, e o líder da Turquia, Recep Erdogan, devido a seu suposto papel na promoção do crime organizado e da corrupção.

“Eleito após o escândalo da Lava Jato como candidato anticorrupção, Bolsonaro se cercou de figuras corruptas, usou propaganda para promover sua agenda populista, minou o sistema de justiça e travou uma guerra destrutiva contra a região da Amazônia que enriqueceu alguns dos piores proprietários de terras do país”, afirma o OCCRP.

O consórcio destaca a denúncia contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, no caso das “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), quando ele era deputado estadual. Além disso, ressalta as investigações contra o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), o filho zero dois do presidente, também por um suposto esquema de repartição de salários de assessores, o dinheiro depositado por Fabrício Queiroz e sua esposa, Márcia de Aguiar, na conta bancária da primeira-dama Michelle Bolsonaro e as acusações contra o próprio presidente.

“A família de Bolsonaro e seu círculo íntimo parecem estar envolvidos em uma conspiração criminosa em andamento e têm sido regularmente acusados de roubar do povo”, diz Drew Sullivan, editor do OCCRP. “A destruição contínua da Amazônia está ocorrendo por causa de escolhas políticas corruptas feitas por Bolsonaro. Ele encorajou e alimentou os incêndios devastadores”, afirma Rawan Damen, diretor do Arab Reporters for Investigative Journalism e um dos jurados do prêmio.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, também já venceram a premiação.

Fonte: Terra

Câmara encerra legislatura com aprovações das emendas a L.O e discursos de despedidas

Vereadores em fim de mandato fizeram discursos emocionados e todos os presentes se mostraram favoráveis ao novo governo. Tradição de acréscimo de 50% ao Poder Executivo foi mantido e Vereador Gil Torres em discurso achou viável essa manutenção e reforçou que se no governo Charlinho o trâmite foi o mesmo, apesar de ter sido um governo incompetente, o atual que tem se esforçado merece esse apoio. Sandro da Hermínio foi outro favorável e elogiou a disposição para trabalhar que o prefeito Rubem Ribeiro tem demonstrado, e encerrou dizendo que isso é um claro apoio da Casa ao novo prefeito.

Em 30 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone Itaguaí

Itaguaí – Na noite desta terça-feira (29/12/2020) a Câmara Municipal de Itaguaí realizou a última Sessão Plenária do ano, encerrando assim a legislatura 2017/2020. O plenário aprovou a Lei Orçamentária e as emendas de autoria dos vereadores.
Dos 17 vereadores que compõe a Câmara Municipal de Itaguaí atualmente, apenas o vereador Nisan Cesar (PTB) não estava presente. Os vereadores recém eleitos Fabinho Taciano (PRTB), Jocimar do Cartório (PTC) e Guilherme Farias (PL) foram convidados pelos vereadores a adentrarem ao plenário e participar da Sessão.

O plenário aprovou o parecer da Comissão de Finanças Controle Orçamento e Prestação de Contas (CFOCPC) que opinou favoravelmente a proposta de Lei Orçamentária de autoria do Poder Executivo. A Casa votou por unanimidade autorizando o percentual de 50% de crédito suplementar ao Chefe do Poder Executivo.
O vereador Vinicius Alves (PRB), relator do parecer da CFOCPC, lembrou que o plenário seguiu uma linha coerente com base nos anos anteriores ao liberar a mobilidade orçamentária por acreditar no trabalho, na boa intenção e na qualidade de gestão do prefeito Rubem Ribeiro (Podemos). O vereador Genildo Gandra (PL) recordou que é tradição na Casa aprovar o orçamento do primeiro ano de mandato dando os 50% de crédito suplementar para que o governo tenha condições de fazer os ajustes necessários.

André Amorim (PSC) justificou seu voto pela manutenção do percentual de remanejamento previsto no projeto do Executivo.
— Eu fui um dos responsáveis, ao meu ver, junto com quase unanimidade da Câmara, por tirar o que entendemos por ser o governo mais corrupto da história de Itaguaí nos últimos tempos. Eu preciso acreditar, embora eu e o vereador Waldemar tenhamos sido candidatos a prefeito, preciso acreditar na gestão que eu, de certa forma, ajudei a colocar lá com o meu voto de vereador — discursou André Amorim.

O vereador Valter Almeida (Podemos), eleito vice-prefeito, discursou que o resultado dessa votação reflete o mesmo espírito de crédito e esperança no governo Rubão que ele tem observado nas ruas. O vereador Haroldo Jesus (PV) também defendeu a aprovação dos 50% de crédito suplementar que consta na proposta do governo. O edil discursou que o prefeito Rubem merece o voto de confiança do plenário e que seria importante dar toda a oportunidade para que ele realize um bom governo.

O vereador Gil Torres (PSL) também se manifestou favorável a aprovação do crédito suplementar previsto no projeto do Executivo e lembrou que no primeiro mandato da atual legislatura a Câmara concedeu os 50% para o governo Charlinho.
— Em 2016 para 2017 foi dado os 50% para o ex-prefeito incompetente, Charlinho. Por quê não dar agora, para um prefeito que está mostrando ser competente, está mostrando cuidar da população, que está mostrando cuidar da cidade? Eu acho que ele merece sim esses 50%, merece a oportunidade — defendeu Gil Torres, que afirmou ainda que a prerrogativa dos vereadores de fiscalizar o trabalho do Executivo é a certeza de que a manutenção do percentual de crédito suplementar não significa “carta branca”.

O vereador Sandro da Hermínio também se manifestou favorável e comentou sobre a disposição para trabalhar que o prefeito Rubem Ribeiro tem demonstrado. Sandro definiu a manutenção do percentual como uma sinalização da Câmara para o governo de crédito na nova gestão. O vereador Carlos Kifer (PP) elogiou e parabenizou o plenário da Câmara por ter chegado a um entendimento com debate e diálogo.

O presidente Noel Pedrosa (PSL) também elogiou os colegas por terem chegado a um entendimento através do diálogo e parabenizou a decisão do plenário pela manutenção do percentual de suplementação e afirmou que as rivalidades políticas se acabaram com o resultado das eleições.
— Eu acho que o prefeito merece os 50% porque a Prefeitura ainda se encontra com muitos problemas por causa da gestão passada e precisa ser colocado tudo em ordem. Lá na frente essa Casa vai decidir se vai manter ou se vai tirar, mas neste momento o justo e o certo é dar a oportunidade de o novo prefeito trabalhar e reconstruir essa cidade — discursou o Presidente Noel Pedrosa.
Despedidas

A última Sessão Plenária da legislatura 2017/2020 foi marcada pela aprovação da Lei Orçamentária, pela aprovação das últimas matérias que ainda restavam em tramitação e pelos discursos de despedida e agradecimento realizados pelos Edis.
Os vereadores aproveitaram a oportunidade para fazer um balaço do mandato e agradecer aos colegas e servidores da Casa que colaboraram para execução dos trabalhos legislativos nesses 4 anos de mandato legislativo.

O vereador Waldemar Ávila (PDT) agradeceu a oportunidade de exercer o trabalho legislativo representando a população e contribuindo com a sua geração através da política. Waldemar pediu que Deus abençoe os colegas que se reelegeram e desejou a todos um bom mandato. O edil definiu a aprovação da Lei do Alvará por tempo indeterminado como um dos maiores legados do seu mandato.

O Presidente da Casa, vereador Noel Pedrosa, fez um discurso emocionado em que agradeceu a Deus por tê-lo ajudado ao longe desses dois mandatos. O chefe do Legislativo afirmou que fez amigos na Casa e que teve a honra e o prazer de estar ao lado de grandes vereadores, bem como de vereadores novos que desempenharam um belíssimo trabalho. Como gestor da Casa Legislativa, Noel comentou sobre a honra em ter conhecido funcionários efetivos que contribuíram muito para a gestão, bem como sua assessoria e todos os demais assessores da Casa.
Em seu balanço o Presidente lembrou que entrou para o seu primeiro mandato com 27 anos e encerra o segundo com 36 anos e orgulhoso por ter ocupado quase todos os cargos. Noel encerrou sua fala manifestando sua satisfação e sua honra por ter trabalhado e feito amigos durante o período em que esteve na Casa.

O vereador André Amorim agradeceu a cada servidor, vereador e aos seus assessores. O edil enalteceu o poder do diálogo e discursou defendendo que quem faz o poder Legislativo é a soma de cada vereador e deixou esse ensinamento para os novos vereadores eleitos.
O vereador Ivan Charles (PL) fez um discurso agradecendo aos seus eleitores, sua família e seus assessores. Em seu balanço Ivan lembrou que foram 36 de sua autoria leis aprovadas pela Casa e agradeceu aos funcionários da Casa e colegas parlamentares. Ivan encerrou desejando um bom mandato aos colegas eleitos.

O vereador Carlos Kifer discursou agradecendo a todos os funcionários e afirmou que sai da Casa com a cabeça erguida e deixa seu filho, o vereador eleito Guilherme Faria, com muito orgulho. O edil desejou que o Prefeito Rubem faça um bom trabalho e afirmou que sai com a certeza, a honra e a satisfação por ter feito amigos na Casa.

Fonte: Câmara Municipal de Itaguaí

Após anunciar em live no último sábado, prefeito de Itaguaí adota novas medidas contra a Covid-19 na cidade

Conforme havia antecipado à live Sem Censura de apresentação de Bruno Marques com associações do blog Boca no Trombone Itaguaí de Júlio Andrade e do grupo funcionalismo público de Danilo Aguiar, prefeito Rubem Vieira emitiu novo documento contra a doença na cidade. O Decreto tem validade de hoje até 6 de janeiro de 2021. Entre as medidas, está uma maior fiscalização ao comércio por medidas de combate à doença com máscaras e álcool gel 70% para funcionários e clientes, além do limite de 50% da lotação da rede hoteleira e da proibição de festas (mesmo em danceterias e casas noturnas) e queima de fogos em áreas privadas e públicas da cidade, incluindo praias. Multa ao comércio que desobedecer regras pode variar de r$ 848, 00 a r$ 1.696,00. Pessoas físicas que não utilizarem máscaras tapando boca e nariz podem ser multadas com valores entre r$ 127,00 a r$ 254,00.

Em 30 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone Itaguaí

Itaguaí – A prefeitura Municipal de Itaguaí emitiu um novo decreto nesta quarta-feira (30), sobre medidas de combate à pandemia de Covid-19 para o fim de 2020 e começo de 2021 na cidade.

O decreto n° 4.541, está publicado no jornal oficial de 29/12. A recomendação à população é para que fiquem em casa no dia 31.

Conforme já havia antecipado à live Sem Censura de apresentação de Bruno Marques, com associações do blog Boca no Trombone Itaguaí de Júlio Andrade e ao grupo funcionalismo público de Danilo Aguiar, o prefeito Rubem Vieira do Podemos teve a necessidade dessas novas ações, devido a desobediência tanto do comércio, quanto da população as medidas sanitárias e restritivas necessárias ao combate à Covid-19.

As restrições são válidas a partir desta quarta-feira, 30 de dezembro de 2020 e vão até 06 de janeiro de 2021. E o descumprimento pode ser passível de multas: tanto para pessoas, como para as empresas. A multa aos estabelecimentos que desobedecerem as regras pode variar de R$ 848,00 a R$ 1.696,00. Já para pessoas físicas que não utilizarem máscaras tapando boca e nariz ou o não uso delas, podem variar entre R$ 127,00 a R$ 254,00.

Entre as restrições, está a proibição de queima de fogos em áreas públicas ou privadas, inclusive as praias e praças. O decreto estabelece ainda, a obrigatoriedade do uso de máscaras para circulação em espaços públicos e privados em vias públicas e em transportes coletivos.

Foto de arquivo

Entre algumas restrições estão:

• As entidades e órgãos públicos permanecerão em funcionamento, sendo proibida a realização de confraternizações e festas de fim de ano nas unidades administrativas.

• Fica proibida a realização de queimas de fogos de artifício em área pública ou privada.

• Fica proibida a realização de luau e a instalação de tendas, barracas ou similares nas praias do Município.

• Fica proibido o funcionamento de casas noturnas, danceterias e boates.

• Fica proibida a realização de baile, forró, pagode, funk, rave, resenha e outras festas que promovam aglomeração de pessoas, em vias e logradouros públicos, restaurantes, bares, quiosques, clubes, fazendas, sítios, chácaras, terrenos e outras propriedades privadas.

• Fica estabelecido que bares, restaurantes, lanchonetes, padarias, quiosques e demais estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar (AFL) poderão funcionar das 6 horas às 0:00 horas, com atendimento ao público limitado a 50% (cinquenta por cento) da capacidade de lotação, assegurado o distanciamento mínimo de 1,50m (um metro e meio) entre pessoas em filas, corredores ou trajetos, de 2m (dois metros) entre as mesas e de 1m (um metro) entre cadeiras de mesas diferentes.

Foto de arquivo

Decreto

Assista a live com o prefeito de Itaguaí quando quiser clicando aqui

Festança de Neymar de 5 dias gera insatisfação em moradores de Mangaratiba

Jogador alugou mansão no resort onde tem uma casa que está em reforma. Festa é para 500 convidados. Prefeitura de Mangaratiba diz não ter sido notificada sobre o evento

Em 27 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone

Mangaratiba – O jogador Neymar promove desde o sábado (26) uma festa para cerca de 500 convidados em sua mansão, em Mangaratiba, na Região da Costa Verde do Rio de Janeiro.

A CNN confirmou que apesar das orientações para o isolamento social, a festança terá duração de cinco dias, com programação de shows de vários artistas e só terminará dia 1° de janeiro. A repercussão da festa na cidade está gerando grande insatisfação de moradores, que estão se pronunciando nas redes sociais.

Um funcionário do condomínio contou que o evento está movimentando o local com entrada e saída de pessoas o tempo todo.

Foto divulgação / Condomínio Portobello Resort & Safari

Em nota, a prefeitura de Mangaratiba informou que “se o evento está acontecendo, não é com o aval da prefeitura de Mangaratiba.”

A assessoria de imprensa de Neymar nega a festa, mas a CNN confirmou com a assessoria do grupo de pagode “Vou pro Sereno” a apresentação deles no evento particular de Neymar. À CNN, fontes afirmam que o jogador proibiu a entrada de celulares na festa para evitar que imagens internas fossem divulgadas em redes sociais e também instalou isolamento acústico nas paredes de parte da casa para evitar a reclamação de vizinhos.

O condomínio está localizado numa área afastada do centro da cidade. A mansão de Neymar tem terreno de 10 mil metros quadrados, possui seis suítes, heliponto, quadra de tênis, espaço gourmet, adega subterrânea climatizada com capacidade para três mil garrafas, spa com jacuzzi aquecida, sauna a vapor, sala de massagem, sistema de som integrado, uma moderna academia e vaga para lancha de grande porte.

Foto divulgação / Condomínio Portobello Resort & Safari

A festa promovida pelo jogador do Paris Saint-Germain já repercute internacionalmente e também tem impacto na rede hoteleira da cidade de Mangaratiba. Hotéis e pousadas registraram uma alta na taxa de ocupação, o que não vem acontecendo em tempos de pandemia.

Uma fonte do condomínio, onde está localizada a propriedade de Neymar, conta que desde sábado, dia 26, há grande movimentação de carros entrando na casa do jogador. Alguns convidados também estão deixando os carros estacionados em um hotel de luxo vizinho ao condomínio do atleta.

Em nota, a prefeitura de Mangaratiba afirmou que “não foi oficialmente notificada da festa e que um evento para 500 pessoas deveria, ao menos, ter sido avisado aos órgãos responsáveis do município.”

Uma fonte do governo de Mangaratiba listou erros que acontecem diante da atitude do jogador Neymar em promover uma festança em meio à pandemia.
Não há como legislar em um evento particular, mas se o Neymar faz uma festa aqui (Mangaratiba), ele está ferindo seriamente princípios sanitários, os decretos em vigor e as recomendações da prefeitura para se realizar festas em residências com apenas pequenos núcleos familiares. A população está insatisfeita com a festa e com a repercussão envolvendo o nome da cidade. O evento é um desrespeito sanitário, absurdo total”, explicou a fonte.

A prefeitura de Mangaratiba informou que a cidade tem 44 mil habitantes e conta apenas com um hospital público e três unidades básicas de saúde. O município da Costa Verde do estado tem recomendações para a população local e turistas como, uso obrigatório de máscara, manter distanciamento e evitar qualquer tipo de aglomeração e o bom senso para a não realização de eventos, ainda que em propriedade privada durante o momento de pandemia em que o estado registra 24.905 mortes e 420.075 casos confirmados de pessoas contaminadas com a Covid-19.
A Secretaria de Saúde de Mangaratiba informou que a taxa de ocupação de leitos para Covid-19 no Hospital Municipal Victor de Souza Breves neste domingo (27), está em 11%.

Em nota, a prefeitura também disse que está somando esforços para controlar a propagação da doença no município, e vem investindo na realização de barreiras sanitárias, ações de conscientização e ampliação da testagem da população, que hoje está em 58%. “Também estamos ampliando as ações de fiscalização da Vigilância Sanitária em comércios, igrejas e estabelecimentos diversos”, diz o comunicado.

A nota também ressalta que: “Vale lembrar que, com o objetivo de salvar vidas, evitar um colapso no sistema de saúde e novos casos de Covid-19, a prefeitura cancelou todos as festividades de Réveillon e que irá retornar com as barreiras de bloqueio de acesso ao município.”

Do dia 29 dezembro a 4 de janeiro, a prefeitura de Mangaratiba vai instalar barreiras sanitárias nos acessos. Só será permitida a entrada de moradores da cidade ou hóspedes que estiverem estadia comprovada.

Fonte: CNN

Boato faz servidores lotarem setor de protocolo da prefeitura de Itaguaí em busca de valores de insalubridade

Em resposta ao blog, prefeitura relata que não estabeleceu prazo algum para entrada em pedidos de insalubridade e não se faz necessário comparecimento ao setor de protocolo.

Em 23 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone

Itaguaí – Durante essa semana dezenas de servidores públicos de Itaguaí, compareceram ao setor de protocolo da prefeitura. Todos foram ao setor dar entrada em pedidos para recebimento de valores referentes a insalubridade.Segundo relatos nas redes sociais, a data limite era dia 29 de dezembro para que esses pedidos fossem aceitos.

Foto das redes sociais da fila no setor de protocolo da prefeitura Municipal de Itaguaí

O blog Boca no Trombone Itaguaí procurou a prefeitura que desmentiu essa informação. O governo municipal informou que não estabeleceu prazo algum para entrada em pedidos de insalubridade. Sendo assim, não se faz necessário o comparecimento ao setor de Protocolo da administração municipal. Por fim, enfatizou que todas as informações sempre serão publicadas nos canais oficiais do órgão.

Segue nota na íntegra

“A Prefeitura de Itaguaí tranquiliza os servidores e informa que não estabeleceu prazo algum para entrada em pedidos de insalubridade. Assim, não se faz necessário o comparecimento ao setor de Protocolo da administração municipal.
O Poder Executivo Municipal afirma também que qualquer informação não oriunda de fontes oficias como o Jornal Oficial, o site da prefeitura ou suas páginas nas redes sociais, se configura como falsa e tem por objetivo perturbar a ordem administrativa.”

Em diplomação prefeito de Itaguaí agradece os votos obtidos nas eleições

Cerimônia ocorreu na sede do TRE na última semana em Itaguaí e seguiu todos os trâmites de segurança sanitária. Prefeito terá grandes desafios num governo ainda repleto de fiéis escudeiros do ex-prefeito Charlinho e sua esposa

Em 22 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone

Itaguaí – Na manhã da última quarta-feira (16/12), o prefeito eleito de Itaguaí, Rubem Vieira do Podemos, foi diplomado na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), localizada no shopping Pátio Mix.

Além do prefeito Rubem, também compareceram para receber seus diplomas o vice-prefeito Valtinho Almeida e os onze vereadores eleitos.

A cerimônia, que teve início às 11 horas, precisou seguir todos os protocolos de segurança de combate ao coronavirus. Os diplomaveis aguardaram do lado de fora do TRE e eram chamados um a um. Antes de adrentarem o recinto de assinatura dos diplomas, todos tiveram suas mãos higienizadas com álcool em gel.

Não houve discursos. Apenas uma foto com o documento assinado.

Vale lembrar que o prefeito Rubem Vieira ainda se recuperava da covid-19.

Em agradecimento, Rubem assumiu o compromisso com cada voto recebido.

Esta manhã foi muito especial pra mim. Hoje fui diplomado Prefeito. A cerimônia foi na sede do Tribunal Regional Eleitoral junto com o vice-prefeito Valtinho Almeida e os 11 vereadores eleitos. Por conta da pandemia não houve discursos nem festa, mas pra mim foi o suficiente. O importante agora é fazer valer a pena o voto de cada cidadão que acreditou em mim. Meu coração está alegre pela oportunidade que Deus me deu de fazer Itaguaí grande novamente! A Deus toda a honra e toda a glória! Que Deus abençoe a você, que Deus abençoe a nossa Itaguaí“, disse o prefeito.

DESAFIO – Fiéis escudeiros de Charlinho ainda atuam em pontos estratégicos

Rubem Vieira pega uma prefeitura acostumada a ter dezenas de denúncias de casos de corrupção e perseguições aos servidores públicos, em especial no governo cassado de Carlo Busatto Júnior, o Charlinho. A tarefa não será fácil para o gestor que já havia assumido o governo com o Impeachment do ex-prefeito em julho deste ano. Nos bastidores, a situação não será muito fácil, pois há ainda secretarias repletas de fiéis escudeiros dos Busattos, como a secretaria municipal de educação, tanto na sede do órgão, quanto nas direções escolares, coordenações itinerantes e dezenas de desvios de função de agentes administrativos para a função de secretário escolar.

Resta saber se a partir de 02 de janeiro, quando de fato começam os trabalhos, esse cenário será modificado pelo prefeito eleito, que corre o risco de ter informações de sua atuação nas mesas do ex-governantes diariamente como ocorreu e muito nos governos de Weslei Pereira e Luciano Mota. Quando haviam fiéis ao clã Busatto em pontos estratégicos do governo.

Prefeito Marcelo Crivella é preso no Rio suspeito de corrupção

Investigação aponta existência de um ‘QG da Propina’ na gestão municipal. Afastado do mandato pela Justiça, Crivella diz que é vítima de ‘perseguição política’ e que espera ‘justiça’. Prefeito é super aliado do presidente Bolsonaro e usa o nome de Deus para mascarar possiveis envolvimentos em graves casos de corrupção. Crivella também é fiel escudeiro de Bispo Macedo da igreja Universal e durante a campanha dizia que Eduardo Paes seria preso. Contudo, quem foi para o xilindró foi ele.

Rio de Janeiro – O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi preso na manhã desta terça-feira (22) em uma ação conjunta entre a Polícia Civil e o Ministério Público do RJ.

A investigação aponta a existência de um “QG da Propina” na Prefeitura do Rio. No esquema, de acordo com as apurações do MP, empresários pagavam para ter acesso a contratos e para receber valores que eram devidos pela gestão municipal.

A desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita, que autorizou a prisão, afirma que Crivella comanda uma organização criminosa que atuava na prefeitura. Ela determinou o afastamento do prefeito, que encerraria o mandato daqui a 9 dias. Quem assume interinamente é o vereador Jorge Felippe (DEM), presidente da Câmara Municipal. Eduardo Paes toma posse no dia 1º de janeiro.

Além de Crivella, foram presos também:

– Rafael Alves, empresário apontado como operador do esquema;
– Fernando Moraes, delegado aposentado;
– Mauro Macedo, ex-tesoureiro da campanha de Crivella;
– Adenor Gonçalves dos Santos, empresário;
– Cristiano Stockler Campos, empresário.

O ex-senador Eduardo Lopes também é alvo da operação. Ele não foi encontrado em sua casa no Rio porque estaria em Belém. Lopes herdou mandato de Crivella no Senado e foi secretário de Pecuária, Pesca e Abastecimento do governador afastado Wilson Witzel.

Todos os alvos da operação foram denunciados pelo MP pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e corrupção passiva.

Os presos vão passar por uma audiência de custódia às 15h, no Tribunal de Justiça, para que a legalidade do procedimento seja avaliada, conforme determinou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.

O delegado aposentado Fernando Moraes está com sintomas de Covid-19 e, por isso, não foi levado para a Delegacia Fazendária como os outros presos. Ele está na Polinter, também na Cidade da Polícia.

Crivella foi preso em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, por volta das 6h. Ele foi levado diretamente para a Cidade da Polícia, na Zona Norte. Antes de entrar na Delegacia Fazendária, ele disse que foi o prefeito que mais combateu a corrupção e que espera por “justiça”.

“Lutei contra o pedágio ilegal, tirei recursos do carnaval, negociei o VLT, fui o governo que mais atuou contra a corrupção no Rio de Janeiro”, disse Crivella. Questionado sobre sua expectativa a partir de sua prisão, o prefeito se restringiu a responder: “justiça”.

Crivella teve apoio irrestrito do presidente da República Jair Bolsonaro nas eleições municipais. Ambos usam o nome de Deus para discursos e ações frente as ações de seus governos. O presidente aliás tem seu filho Flávio Bolsonaro envolvido em dezenas de casos de corrupção, entre eles de fazer a tal “rachadinha” e de enriquecimento ilícito. As ações do presidente da República através de ligações com órgãos judiciários, induzem a possíveis tentativas de blindar as investigações contra seus filhos.

Pego de pijamas

Ao chegar à Delegacia Fazendária, o advogado de defesa Alberto Sampaio disse que Crivella ficou surpreso com a prisão e foi pego ainda de pijamas em casa, já que tinha acabado de acordar. O advogado, no entanto, não quis gravar entrevista com a imprensa.

A prisão de Crivella acontece 9 dias antes de terminar o seu mandato. Como o vice-prefeito dele, Fernando McDowell, morreu em maio de 2018, quem assume a prefeitura enquanto o prefeito estiver preso é o presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Felippe (DEM).

QG da Propina’

A ação é um desdobramento da Operação Hades, que foi deflagrada em março e investiga um suposto ‘QG da Propina’ na Prefeitura do Rio.

As investigações, iniciadas no ano passado, partiram da colaboração premiada do doleiro Sérgio Mizrahy. Ele foi preso na Operação Câmbio, Desligo, um desdobramento da Lava Jato no Rio.

No depoimento, Mizrahy chama um escritório da prefeitura de “QG da Propina” e diz que o operador do esquema era Rafael Alves.

Rafael não possui cargo na prefeitura, mas tornou-se um dos homens de confiança de Crivella por ajudá-lo a viabilizar a doação de recursos na campanha de 2016.

Depois da eleição, o empresário colocou o irmão Marcelo Alves na Riotur e, segundo o doleiro, montou um “QG da Propina”.

Na decisão que acarretou na prisão dos denunciados, a desembargadora diz que a troca de vantagens e o recebimento de propinas por parte dos membros do citado grupo criminoso se estendeu pelas mais variadas pastas, atingindo cifras milionárias.

Mizrahy afirma que empresas que tinham interesse em fechar contratos ou tinham dinheiro para receber do município procuravam Rafael, com quem deixavam cheques. Em troca, ele intermediaria o fechamento de contratos ou o pagamento de valores que o poder municipal devia a elas

Marcelo Alves foi exonerado da Riotur dias depois da operação, em 25 de março.

Os mandados desta terça foram cumpridos pela Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (CIAF) da Polícia Civil e do Grupo de Atribuição Originária Criminal da Procuradoria-Geral de Justiça (Gaocrim), do MPRJ. A decisão é da desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita.

Em algumas mensagens interceptadas durante as investigações, Rafael Alves chegou a dizer que fez o irmão se tornar presidente da Riotur. Além disso, afirmou possuir a “caneta”, sugerindo dar as ordens na prefeitura do Rio, nomeando quem quisesse para cargos e escolhendo as empresas que iriam fazer contratos com o município.

Segundo os investigadores, foi a partir dessa influência que surgiu o esquema de propina e extorsão de empresários que queriam fazer contratos com a prefeitura.

As investigações apontaram que empresas que tinham interesse em fechar contratos ou tinham dinheiro para receber do município entregavam cheques a Rafael Alves. A partir da propina, o empresário facilitaria a assinatura dos contratos e o pagamento das dívidas.

O ex-delegado Fernando Moraes, também preso na operação, foi citado em trocas de mensagens entre Rafael Alves e o ex-senador Eduardo Lopes. Ele ficou famoso quando chefiou a Divisão Antissequestro do Rio. Após se aposentar, chegou a se tornar vereador na cidade. Atualmente ele faz parte do Conselho Diretor da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp).

O empresário Adenor Gonçalves dos Santos era dono das universidades Gama Filho e Universidade e apontado pela polícia como o responsável por levar as duas instituições à falência. Ele chegou a ser investigado por suspeita de corrupção envolvendo cerca de R$ 100 milhões.

Intimidade com o prefeito

O empresário Rafael Alves esbanjava muita intimidade com o prefeito Crivella. Eles eram vistos caminhando juntos próximo ao condomínio onde mora o prefeito. Trocas de mensagens que vieram à tona quando foi deflagrada a Operação Hades mostraram que ele conversava com o prefeito a todo instante e que marcavam jantares e encontros frequentes.

Também durante a primeira fase da operação, um vídeo mostrou um delegado atendendo a uma suposta ligação do prefeito Crivella para o celular do empresário Rafael Alves. O relatório afirma que na tela do celular apareceu a identificação da pessoa que estava ligando: “Prefeito Crivella Novo 2”.

O delegado atendeu a chamada e identificou a voz do interlocutor como sendo do prefeito Marcelo Crivella, que disse: “Alô, bom dia Rafael. Está tendo uma busca e apreensão na Riotur? Você está sabendo?”.

Na operação desta terça-feira, outro mandado é cumprido contra Rafael Alves no Porto do Frade, em Angra dos Reis, no Sul Fluminense, para apreender uma lancha de 77 pés que pertence a ele.

Com G1

Bolsonaro visita Angra causa aglomeração, abraça simpatizantes e não usa máscara

Antes presidente visitou Itaguaí. Já em Angra dos Reis, ele visitou loja de sua ex-funcionária fantasma em Angra e se queixou de derrota de Wal do Açaí na eleição. Em nenhum momento Bolsonaro usou máscara, mesmo com a grave situação que se encontra o Estado do Rio de Janeiro em crescimento do número de infectados por Covid-19

Em 11 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone

Angra dos Reis – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, no início da tarde desta sexta-feira (11). Ele foi a cidade para almoçar com o prefeito Fernando Jordão (MDB) no Colégio Naval, que fica no Centro. O assunto do encontro não foi divulgado.

O compromisso estava marcado para 13h e não constava na agenda oficial do presidente. A assessoria da prefeitura informou que foi um convite informal feito por Fernando Jordão. Bolsonaro chegou a Angra de helicóptero, por volta de 12h50 acompanhado de sua comitiva.

O almoço contou com a presença do Ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e da deputada estadual Célia Jordão, esposa do prefeito de Angra

Após o encontro, o presidente seguiu de helicóptero até sua casa, na Vila Histórica de Mambucaba. ele apareceu na janela e acenou para moradores.

Após isso o presidente visitou a loja de Walderice da Conceição, a Wal do Açaí, investigada sob suspeita de ser funcionária fantasma de seu antigo gabinete na Câmara dos Deputados.

Na visita de cerca de 40 minutos à Vila Histórica de Mambucaba, onde tem casa de veraneio, Bolsonaro também se queixou com moradores da derrota de Wal na candidatura a uma cadeira na Câmara Municipal de Angra.

Ao ser abordado por um morador, que pedia uma obra na região, ele disse: “Pede para o vereador que vocês votaram aí”. Depois, orientou que procurassem Edenilson Nogueira, marido de Wal.

Em seguida, ele caminhou sem máscara pela rua, abraçou, cumprimentou apoiadores e pousou para fotos, causando aglomeração. Bolsonaro não usou máscaras em nenhum destes momentos. Assim como ele a grande maioria das pessoas também não usavam máscaras. A segunda onda de Covid-19 tem atingido todo o estado e 75% dos municípios estão em áreas de alto risco para a doença.

Bolsonaro deixou a região da Costa Verde de helicóptero, por volta das 15h30.

De manhã, antes de ir para o município da Costa Verde, o presidente participou de uma cerimônia em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio, em comemoração ao Dia do Marinheiro. Também estiveram presentes o governador em exercício do Estado do Rio, Cláudio Castro, e o ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.
Durante o evento, que aconteceu no Complexo Naval de Itaguaí, foi lançado ao mar um submarino convencional.

Todas as imagens e o vídeo foram extraídos das redes sociais.

Com G1

Mapa de risco do Estado classifica Itaguaí e Seropédica como áreas de alto risco para a Covid-19

Segunda onda da doença atinge 75% de todo o Rio de Janeiro de forma mais intensa. Regiões Metropolitana I e II e Noroeste passam a ser classificadas com bandeira vermelha, cuja recomendação é de suspensão das atividades econômicas não essenciais. A capital do Rio e governo do Estado anunciaram novas medidas para conter avanço da doença, mas epidemiologista avalia que elas são ‘insuficientes’.

Em 11 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone

Rio de Janeiro – O mapa de risco elaborado pelo governo do Rio mostra que 75% da população do estado — pessoas que moram nas regiões Metropolitana I e II e Noroeste — está em locais considerados de alto risco para o coronavírus (bandeira vermelha). O dado é da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 e foi divulgado nesta quinta-feira (10).

Com a mudança, o estado passa a ser classificado com a bandeira laranja, de risco moderado — antes a classificação era de bandeira amarela, de baixo risco (veja abaixo como é feita a classificação).

As regiões da Baía da Ilha Grande, Baixada Litorânea e Serrana, que juntas concentram 12% da população do RJ, também estão classificadas em risco moderado, o que abrange os municípios de Angra dos Reis e Mangaratiba.

As demais regiões do RJ — Médio Paraíba, Centro-Sul e Norte — continuam com baixo risco (bandeira amarela).

Na edição anterior do mapa, de 27/11, apenas a Região Metropolitana II apresentava alto risco (bandeira vermelha). Já as regiões Metropolitana I, Baía da Ilha Grande e Médio Paraíba tinham risco moderado, com bandeira laranja. O restante do estado estava classificado em baixo risco para a Covid-19 (bandeira amarela). Veja no fim desta reportagem a evolução do Mapa de Risco no RJ.

O estado do Rio registrou, nesta quinta, mais de 100 mortes e 3 mil casos da Covid-19 pelo terceiro dia seguido, segundo balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. Os altos números vêm sendo uma constante do mês de dezembro. Ao todo, o RJ já registrou 23.546 óbitos e 381.644 casos da Covid-19.

Itaguaí e Seropédica

Com essa divulgação, municípios como Itaguaí e Seropédica são considerados locais de alto risco para a Covid-19 nesta segunda onda da doença. Devendo assim ter medidas de restrição em áreas não essenciais, incluindo o comércio. Para epidemiologista, serviços não essenciais devem ser fechados até uma diminuição no contágio da doença.

Veja como é composta algumas regiões do Estado

Região Metropolitana I é composta pelos municípios do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Magé, São João de Meriti, Belford Roxo, Nilópolis, Mesquita, Nova Iguaçu, Queimados, Japeri, Seropédica e Itaguaí, tendo o município do Rio de Janeiro como pólo regional.

Região Metropolitana II do Rio de Janeiro é formada por sete municípios, re- presenta 6,18% do território do estado e 11,89% da população estadual. Integram a Região, os municípios de Itaboraí, Maricá, Niterói, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim e Tanguá.

Região Noroeste do estado é composta pelas cidades de Itaperuna, Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula, Varre-Sai, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Cambuci, Itaocara, Miracema e São José de Ubá.

Baía da Ilha Grande é formada pelos municípios de Angra dos Reis e Paraty

Novas medidas para a capital do Estado, Rio de Janeiro já foram anunciadas

Nesta quinta, a Prefeitura do Rio anunciou novas medidas para conter o contágio do novo coronavírus. As regras foram definidas após uma reunião com o prefeito Crivella, o governador Cláudio Castro e os secretários de Saúde municipal e estadual.

O dia em que as medidas entrarão em vigor ainda não foi confirmado.

Confira o que muda na cidade do Rio de Janeiro

• Escalonamento dos horários de funcionamento da indústria (a partir das 7h); dos serviços (a partir das 9h); e do comércio (a partir das 11h), para evitar aglomeração nos transportes públicos.

• Proibição de estacionamento na orla nos fins de semana e feriados;

• Cancelamento das áreas de lazer nas orlas de Copacabana, Ipanema e Leblon e no Aterro do Flamengo aos domingos e feriados (as pistas, portanto, não serão fechadas ao trânsito de veículos);

• Proibição do uso de áreas comuns de lazer em condomínios, onde não são usadas máscaras, como saunas e piscinas.

• Permissão para shoppings e Centros Comerciais ficarem abertos 24 horas, para evitar aglomerações nos meios de transporte – essa medida já tinha sido anunciada.

Medidas são insuficientes’, diz epidemiologista

Em entrevista ao Bom Dia Rio nesta sexta (11), o epidemiologista e diretor de pesquisa do Hospital do Fundão, Roberto Medronho, disse que as novas medidas são “insuficientes” para conter o avanço da doença no estado.

Nós esperávamos que fossem decretadas medidas um pouco mais avançadas do que essa. A única forma de nós controlarmos a pandemia é com as medidas farmacológicas e essas medidas decretadas agora ainda estão muito insuficientes”, disse Medronho.

A demanda por leitos está crescendo cada vez mais e nós precisamos refletir sobre este comportamento que toda a sociedade está tendo e também os governantes”.

Para o especialista, o escalonamento, apesar de ajudar a conter a doença, não deve resolver o problema.

O escalonamento que nós pedimos na nossa técnica lançada recentemente é muito bem-vindo. Esta é uma medida objetiva, tendo em vista que nenhum governante conseguiu fazer com o que o transporte público fosse mais, digamos, confortável e menos perigoso para os usuários, entretanto, muito insuficiente”.

Entenda a classificação

Cada bandeira representa um nível de risco e um respectivo conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).

Na classificação em bandeira vermelha, além das medidas da bandeira laranja, a recomendação é suspender as atividades econômicas não essenciais; e definir horários diferenciados nos setores econômicos para reduzir aglomerações nos sistemas de transporte público.

A bandeira laranja indica que precisam ser cumpridas todas as medidas de distanciamento social já adotadas na bandeira amarela, além de medidas adicionais, como: suspensão de atividades escolares presenciais; proibição de qualquer evento com aglomeração; adoção de distanciamento social no ambiente de trabalho; avaliação da suspensão de atividades econômicas não essenciais, com limite de acesso e tempo de uso dos clientes; e avaliação da adequação de horários diferenciados nos setores econômicos para reduzir aglomerações nos sistemas de transporte público.

Veja abaixo a evolução do Mapa de Risco da Covid-19 no RJ:

Com Bom dia Rio e G1

Seropédica entra em bandeira vermelha por Covid-19 e Mangaratiba em bandeira amarela

Apesar das cores serem diferentes, o regime de adoção das bandeiras representa alto risco em ambos os municípios. Veja a quantidade de casos confirmados e a taxa de letalidade também para Itaguaí, Angra dos Reis e em todo estado do Rio de Janeiro

Em 09 de dezembro de 2020
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone

Rio de Janeiro – A alta em casos confirmados e óbitos no município de Seropédica nos casos de Covid-19, fizeram a secretaria de saúde da cidade adotar a bandeira vermelha, o que para o local representa alto risco de contágio da doença. A taxa de letalidade em Seropédica está em 7,54%, o que representa um altíssimo risco de óbitos no município. A cidade registra ao todo 1.048 casos e 79 mortes.

Classificação de risco por cores de bandeira em Seropédica

Documentos e Informações de Seropédica sobre a Covid-19

Mangaratiba

Já o município de Mangaratiba que também adota as bandeiras como parâmetros do estado da doença na cidade, está em bandeira amarela. O que representa uma situação grave. Os números subiram e muito na última semana e obrigaram a prefeitura a adotar medidas restritivas e recuar nas flexibilizações.

Ao todo são 1.629 casos confirmados e 45 óbitos e a taxa de letalidade é de 2,76%.

Entenda como funciona as cores das bandeiras em Mangaratiba

As cores indicam os níveis de restrição e do número de casos e óbitos na cidade. Cada uma corresponde a um cenário diferente:

I – Bandeira Branca – Situação de Alerta;1

II – Bandeira Verde – Situação de Alerta Máximo;

III – Bandeira Azul – Situação Atenção Máxima;

IV – Bandeira Amarela – Situação Grave;

V – Bandeira Vermelha – Situação de Altíssimo Risco

Angra dos Reis

Em Angra até o momento, já são 231 óbitos e 7.775 casos confirmados. Em uma semana houve um aumento superior a 300 casos e mais 04 novos óbitos de Covid-19 no município.

Itaguaí

Em Itaguaí pelo site da prefeitura, a divulgação é confusa e costumeiramente não atualizada. Para se ter uma idéia, a secretaria de saúde apesar de informar que a atualização é de 09 de dezembro, a última atualização dos números tem como dados mais recentes o dia 07 de dezembro e a data anterior em 03 de dezembro. Ou seja, o trabalho de divulgação não é diário e o painel é confuso. Já sobre o risco de contágio em Itaguaí o cálculo mais recente é tem como última atualização o dia 01 de dezembro, a mais de uma semana.

Acompanhe o painel da secretaria de saúde clicando aqui.

Sendo assim, para acompanhar um boletim menos complexo, o blog Boca no Trombone Itaguaí buscou informações da cidade no site Brasil.io, com dados oficiais de todos os municípios do País. Pelo portal, o município tem registrados 3.049 casos com 151 óbitos, além de uma taxa de letalidade de 4,95%.

Já pela secretaria de saúde da cidade são 3.228 casos confirmados e 152 óbitos e a taxa de letalidade em 4,7%.

Estado do Rio de Janeiro

Em todo o estado do Rio até o momento são
374.753 casos, 23.270 óbitos e a taxa de letalidade é de 6,2%.

Brasil

O País é o segundo no mundo em número de mortes e o terceiro em número de casos da doença. Até o momento são 6.674.999 (milhões) de casos e 178.159 (mil) óbitos.