Arquivo da categoria: Vacinação

Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado em todo o país

Mais de 41 mil postos de saúde devem ficar abertos ao longo do dia, inclusive em Itaguaí

O Dia D de mobilização contra a gripe ocorre amanhã (4) em todo o país. A previsão, de acordo com o Ministério da Saúde, é que mais de 41 mil postos de saúde permaneçam abertos em todos os estados ao longo do dia. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no último dia 10 e prossegue até 31 de maio. A meta é imunizar pelo menos 90% de cerca de 59,5 milhões de pessoas.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Por meio de nota, o ministério informou que o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

Vacina Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, até o dia 30 de abril, 12,2 milhões de pessoas haviam sido imunizadas. O número representa 21% do total de grupos que devem receber a dose. O público com maior cobertura, até o momento, é o de puérperas, com 38,8%, seguido pelas gestantes (33,4%); indígenas (27,6%); crianças (26,4%); idosos (21,5%); trabalhadores de saúde (17,1%) e professores (14,2%).

“Neste ano lançamos o movimento Vacina Brasil e não só para a vacina da gripe, mas como uma oportunidade para todos atualizarem as suas cadernetas de vacinação. Amanhã é o dia D, um dia de grande mobilização e estamos fazendo um trabalho para aumentar os índices de vacinação no estado de São Paulo também”, disse hoje o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Mandetta segue no final da tarde de hoje (3) para o Rio de Janeiro, onde vai acender as luzes do Cristo Redentor. O ministro acompanha o Dia D na parte da manhã em Copacabana, e à tarde retorna para São Paulo para visitar uma Unidade Básica de Saúde da capital pauslita.

No Rio

A meta no estado do Rio de Janeiro é vacinar cerca de 4,8 milhões de pessoas. “E a gente espera atingir, no mínimo, 90% dessa população”. As vacinas estão disponíveis. A campanha está sendo desenvolvida nos 92 municípios, incluindo o Dia D. São 14 mil profissionais trabalhando em 1.845 postos de saúde, informou o subsecretário estadual de Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro revelam que já foram imunizadas 15% das pessoas, entre gestantes e crianças de seis meses a menores de seis anos de idade.

O estado teve baixa transmissão de gripe neste ano, ao contrário de outros estados. “Não houve nenhum óbito por influenza confirmado no Rio de Janeiro. Esse é um dado positivo mas, por outro lado, há um desafio maior que é sensibilizar as pessoas sobre a necessidade da vacinação, para manter essa baixa transmissão”, disse Chieppe.

Colaboraram Ludmilla Souza e Alana Gandra* – Repórteres da Agência Brasil

Matéria modificada às 16h30 para acréscimo de informações

Fonte: Ministério da Saúde e Agência Brasil

Anúncios

Campanha de vacinação contra gripe foi iniciada nesta segunda

Idosos, professores e profissionais da saúde já podem se vacinar. Meta é vacinar 58 milhões de pessoas.

Por G1

O Ministério da Saúde iniciou nesta segunda-feira (22) a segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe. A primeira fase teve como público-alvo crianças e gestantes, que ainda podem procurar as unidades de saúde para se vacinar.

A partir desta segunda podem se vacinar:

● Trabalhadores de saúde

● Povos indígenas

● Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)

● Idosos (a partir dos 60 anos)

● Professores

● Pessoas portadoras de doenças crônicas e outras categorias de risco clínico

● População privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa e funcionários do sistema prisional

A meta é imunizar 58,6 milhões de pessoas até o dia 31 de maio, quando a campanha será encerrada.

Este ano serão distribuídas 63,7 milhões de doses da vacina. Ao todo, 41,8 mil postos de vacinação estarão funcionando no país, com o envolvimento de 196,5 mil profissionais e a utilização de 21,5 mil veículos (terrestres, marítimos e fluviais).
As vacinas são disponibilizadas gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos municípios para o público-alvo.
O ‘Dia D’, mutirão para todos os grupos de risco, será no dia 04 de maio.

Meta

No ano passado, o grupo prioritário não atingiu a meta de 90% de cobertura. Segundo o Ministério da Saúde, a meta este ano permanece 90% de cada um dos grupos prioritários e a escolha dos grupos que receberão a vacina segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).
Essa definição também é baseada em estudos epidemiológicos e no comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe.

Mortes

Segundo dados do ministério, até 23 de março, foram registrados 255 casos de influenza em todo o país, com 55 mortes. O subtipo predominante no país até o momento é influenza A H1N1, com 162 casos e 41 mortes registrados.
A campanha se concentra neste período do ano porque a queda das temperaturas no outono e no inverno tende a aumentar as aglomerações de pessoas em lugares fechados e sem ventilação. São maiores também os riscos de se pegar a doença, pois a contaminação ocorre principalmente por meio do contato com outras pessoas doentes.
A gripe diminui a imunidade da pessoa gripada e pode levar a infecções virais ou bacterianas. Em casos extremos, pode levar à morte.

A vacina não causa a gripe. Ela permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação sem ficar doente.

Angra dos Reis começa vacinação contra sarampo e poliomielite

Crianças entre um e cinco anos de idade formam o público-alvo. Todos devem se vacinar, mesmo aqueles que já tomaram uma ou mais doses

Teve início hoje (6) a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo e a Poliomielite. A ação vai até o dia 31 de agosto, imunizando crianças com idade entre um e cinco anos. A Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Saúde, promove a vacinação em unidades de saúde em todos os distritos do município, inclusive na Ilha Grande, sempre de 8h30 às 16h. O Ministério da Saúde alerta sobre a importância da vacina considerando a volta do sarampo no Brasil e a ameaça de poliomielite.
Todas as crianças entre um e cinco anos de idade devem ser vacinadas, mesmo aquelas que já tenham tomado uma ou mais doses. Para crianças que já tomaram a vacina contra a poliomielite é aplicada apenas a vacina oral, a famosa “gotinha”. Os pais ou responsáveis devem ficar atentos, pois não podem se vacinar aqueles que tenham tomado alguma outra vacina nos últimos 30 dias.
– Tanto o sarampo quanto a poliomielite são doenças graves e contagiosas, que podem matar e deixar sequelas graves. A vacina, além de ser um direito das crianças e um dever dos pais, é a única maneira de combater e prevenir estas doenças – explicou o diretor de Saúde Coletiva de Angra dos Reis.

Confira abaixo a lista das unidades que realizam a vacinação:

1º Distrito:

CEM Centro;
Carioca;
Morro da Cruz;
Santo Antônio;
Balneário;
Praia do Anil;
Santa Casa;
Sapinhatuba I;
Sapinhatuba II;
Sapinhatuba III;
Perez;
Morro da Caixa D’água ( funciona dentro do Cem Centro).

2º Distrito:

CEM Japuíba;
Nova Angra I;
Areal I;
Areal II;
Belém;
Gamboa;
ESF Japuíba;
Encruzo da Enseada;
Campo Belo 1 e 3;
Banqueta;
Serra D’água;

3º Distrito:

Camorim Pequeno;
Camorim Grande I e II( compartilham a mesma sala de vacina) ;
Jacuecanga (ESF 1,2,3, e SPA);
Monsuaba;
Caputera;
Cantagalo;
Portogalo;
Petrobras.

4º Distrito:

Bracuhy;
Vila Histórica;
Boa Vista;
Hospital Praia Brava;
Frade I e II;
SPA Frade;
Frade Praias;
Frade Morro da Constância;
Frade V;
Módulo I;
Módulo II;
Módulo III;
Módulo IV;
Módulo VI;
SPA Perequê.

5º Distrito:

Abrãao;
Marítima;
Provetá;
Araçatiba;
Enseada das Estrelas.

Fonte: Prefeitura de Angra dos Reis

Sarampo serve de alerta sobre vacinas em adultos

Quatro imunizações são obrigatórias, entre 20 e 59 anos e estão disponíveis em todos os postos de saúde

No momento em que as secretarias de Saúde do Rio analisam mais de 15 casos suspeitos de sarampo, sendo um já confirmado em adulto, a imunização, principalmente após a maioridade, acende um alerta. Portanto, se você nem se lembra qual foi a última vez em que viu o seu Cartão de Vacinação, está na hora de procurar. Na faixa entre 20 a 59 anos, quatro vacinas são obrigatórias e estão disponíveis nos postos de saúde.

A famosa ‘antitetânica’ é uma das mais esquecidas. Essa imunização é feita a partir da infância, mas muitos não se lembram de que ela deve ser reforçada a cada dez anos. “Geralmente a pessoa só lembra quando se machuca. A mulher é lembrada pelo obstetra ao engravidar e o homem faz ao ingressar nas Forças Armadas. Mas é importante ficar atento e fazer os reforços no tempo certo”, explicou a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Cristina Lemos.

Na infância, é dada a tríplice antibacteriana, que protege contra coqueluche, difteria e tétano. Na idade adulta, o reforço dado é a dupla adulto, contra difteria e tétano. Além da dose padrão a cada dez anos, existe a possibilidade de ser dado um reforço em caso de ferimentos (punções e cortes). A necessidade ou não da vacina deve ser avaliada por um médico. O tétano é uma doença infecciosa grave e pode ser fatal.

“Nós já tomamos todas as vacinas. Só estava faltando a tríplice. Agora estamos mais tranquilos e protegidos”, disse Nivia Glória, que foi ao Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, no fim de semana, acompanhada do marido, Diogo Santos, de 37 anos, e do filho de 1 ano. “É uma questão de consciência e cidadania. Se a gente não nos proteger, quem vai? Agora todos os cartões de vacinação da família estão em dia”, destacou Leonardo Correia, 38, ao lado da mulher e dos dois filhos de 7 e 11 anos.

Na lista de vacinas importantes, a Hepatite B também deve ser prioridade na fase adulta. “Isso porque a recomendação é que sejam dadas três doses da vacina, o que nem sempre é feito”, explicou Cristina. A doença é sexualmente transmissível. Caso o esquema de vacinação não tenha sido completado na infância, é importante colocar em dia assim que possível.

A volta do sarampo ao Brasil, que estava erradicada desde 2015, aumentou a procura por informações sobre como se prevenir. Entre os casos em análise no Rio, estão adultos, como os quatro alunos da UFRJ que ficaram doentes no mês passado. A imunização, neste caso, está a tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. Para quem nunca foi vacinado, são duas doses até 29 anos e uma dose entre 30 a 49. A vacina não é dada para adultos com mais de 49 anos por razões imunológicas. Ainda na conta de prevenção, está a febre amarela, que é distribuída em dose única.

Como o calendário de imunização é mais intenso na infância, é comum que os adultos percam seus cartões de vacinação. Nesse caso, segundo a superintendente, o primeiro passo é recuperá-lo. “É importante resgatar essas informações, tentar lembrar em qual posto de saúde foi atendido”, explicou. “Se a pessoa não tiver comprovação, deve fazer o esquema básico de vacinação todo de novo. E a vacina é um medicamento, causa reações adversas, é melhor não ficar fazendo sem necessidade”, completou.

Fonte: O Dia

Primeiro dia de vacinação contra a gripe tem boa procura em Itaguaí

Meta do município é vacinar 90% do grupo prioritário

Fotos: Rui Okada

A Secretaria de Saúde de Itaguaí iniciou nessa terça-feira (24/4) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Durante todo o dia a procura nas unidades incluídas na programação (ver abaixo) foi grande. A meta para esse ano é vacinar 90% do grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

“O primeiro dia sempre tem uma boa procura. Isso mostra que a população está consciente da importância da vacinação. Ano passado o município foi o primeiro do Estado a atingir a meta de imunização. A gente vem trabalhando para repetir o sucesso em 2018”, destacou a coordenadora de Imunização, Nubia Grazziela.

No posto da Vigilância em Saúde, no Centro, a vacinação aconteceu de forma tranquila. Moradora de Itaguaí, Esmeralda Sabino de Lima, 65 anos, aproveitou para se imunizar contra a gripe logo no primeiro dia.

“Sempre que tem campanha procuro me vacinar o quanto antes. É difícil eu ficar gripada, mas não podemos brincar com a saúde”, disse Esmeralda.

A campanha de vacinação contra a gripe vai até 1º de junho. No dia 12 de maio será realizado o Dia D.

Devem tomar a vacina contra a gripe

Crianças de seis meses a cinco anos; gestantes; mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias; pessoas com mais de 60 anos; profissionais da saúde; professores da rede pública e particular; população indígena; portadores de doenças crônicas, como diabetes, asmas e artrite reumatoide (com prescrição médica); Indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia (com prescrição médica); e portadores de trissomias, como síndrome de Down e de Klinefeite (com prescrição médica).

A coordenadora de imunização Nubia Grazziela faz um alerta para dois grupos prioritários: crianças de seis meses a cinco anos e gestantes.

“Em relação às crianças, temos que frisar que a vacinação é realizada em duas doses, mas muitos pais ou responsáveis esquecem de retornar com o menor de idade para tomar a segunda dose. No caso das gestantes, não há necessidade de autorização médica”, explica a coordenadora.

Influenza

A influenza é uma doença respiratória infecciosa que pode causar complicações, principalmente em indivíduos que se encontram no grupo prioritário que ainda não estejam imunizados.

Relação dos postos – Programação

Clínica da Família – Quinta-feira

ESF Chaperó – Quarta e Quinta-feira

ESF Mazomba – Terça e Quinta-feira

ESF Odenit Maia – Segunda, Quarta, Quinta e Sexta-feira

ESF Coroa Grande – Segunda a Sexta

UBS Califórnia – Terça e Quarta-feira

UBS Chaperó – Terça e Quinta-feira

UBS Mangueira – Terça e Sexta-feira

UBS Monte Serrat – Quinta-feira

UBS Vista Alegre – Segunda e Quarta-feira

UBS Vila Margarida – Segunda e Quarta-feira

Vigilância em Saúde – Segunda a Sexta-feira

É importante lembrar que cada unidade de saúde possui sala de vacina funcionando em horário específico. A população deve se informar na unidade mais próxima de casa.

Fonte: Prefeitura de Itaguaí

ITAGUAÍ INICIA HOJE CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE

A mobilização acontecerá até o dia 1º de junho em 12 unidades de saúde

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, causador da gripe, terá início nesta terça-feira (24/4) em Itaguaí. A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizará 12 postos para imunização da população. A vacina disponibilizada pelo governo federal é a trivalente, que previne a contaminação pelos vírus A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B.

Devem tomar a vacina contra a gripe: Crianças de seis meses a cinco anos; gestantes; mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias; pessoas com mais de 60 anos; profissionais da saúde; professores da rede pública e particular; população indígena; portadores de doenças crônicas, como diabetes, asmas e artrite reumatoide (com prescrição médica); Indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia (com prescrição médica); e portadores de trissomias, como síndrome de Down e de Klinefeite (com prescrição médica).

 

A campanha de vacinação contra a gripe vai até o dia 1º de junho.

 

Influenza

 

A influenza é uma doença respiratória infecciosa que pode causar complicações, principalmente em indivíduos que se encontram no grupo prioritário que ainda não estejam imunizados.

 

Relação dos postos

Clínica da Família – Quinta-feira

ESF Chaperó – Quarta e Quinta-feira

ESF Mazomba – Terça e Quinta-feira

ESF Odenit Maia – Segunda, Quarta, Quinta e Sexta-feira

ESF Coroa Grande – Segunda a Sexta

UBS Califórnia – Terça e Quarta-feira

UBS Chaperó – Terça e Quinta-feira

UBS Mangueira – Terça e Sexta-feira

UBS Monte Serrat – Quinta-feira

UBS Vista Alegre – Segunda e Quarta-feira

UBS Vila Margarida – Segunda e Quarta-feira

Vigilância em Saúde – Segunda a Sexta-feira

 

É importante lembrar que cada unidade de saúde possui sala de vacina funcionando em horário específico. A população deve se informar na unidade mais próxima de casa.

Tire suas dúvidas clicando aqui

Itaguaí tem Dia D contra febre amarela neste sábado (27)

População poderá se vacinar em 12 pontos de atendimento, das 8h30 às 16h

O Dia D de vacinação contra a febre amarela acontece neste sábado (27/1), em 12 postos de Itaguaí definidos pela Secretaria de Saúde do município. A população poderá se imunizar a partir das 8h30 até às 16h. A mobilização tem como objetivo chamar a atenção dos moradores para a importância de se vacinar contra a doença.

“Todos aqueles que forem a uma unidade de saúde para serem vacinados devem levar um documento de identidade com foto, em caso de criança a certidão de nascimento”, orienta a coordenadora de vacinas, Núbia Graziella.

 

 

Contraindicações

 

A vacina da febre amarela não deve ser tomada por:

 

Pessoas com alergia a ovo

 

– Mulheres em qualquer fase de gestação

 

– Mulheres amamentando bebês com idade abaixo de 09 meses

 

– Pacientes em tratamento com radioterapia/quimioterapia

 

– Pacientes que fazem tratamento com corticóides

 

– Pacientes submetidos a tratamento com imunossupressores

 

– Pacientes portadores de doenças autoimunes

 

– Bebês com idade abaixo de 09 meses

 

– Pacientes que já tomaram a vacina anteriormente

 

– Pacientes portadores de doenças hepáticas, hematológicas, renais e neoplásicas

 

– Pacientes portadores de HIV/AIDS (apenas com avaliação médica)

 

– Idosos (apenas com avaliação médica)

 

 

 

Locais de vacinação para o Dia D

 

– Vigilância em Saúde (Rua Reverendo Otávio Luiz Vieira, 262 – Centro)

 

– Posto Centro (Rua Gilson Braga, s/nº – Centro)

 

– Clínica da Família (Rua Visconde de Mauá, s/nº – Ibirapitanga)

 

– UBS Chaperó (Estrada do Chaperó, 21 – Gleba A – Chaperó)

 

– UBS Vista Alegre (Estrada do Teixeira, s/nº – Qd: 52 Lt: 14/15)

 

– UBS Califórnia (Rua Nossa Senhora das Graças, s/nº – Qd: 120 Lt: 02/03 – Califórnia)

 

– UBS Vila Geny (Rodovia Rio Santos BR 101, s/nº – Qd: 13 Lt: 22, 23 e 24 – Nossa Senhora das Graças)

 

– UBS Monte Serrat (Rua Kaisser Abraão, s/nº – Qd: 09 – Loteamento Progresso)

 

– ESF Odenit Maia (Rua Estados Unidos, s/nº – Jardim América)

 

– ESF Santa Cândida (Rua Pajé, 01 – Santa Cândida)

 

– ESF Mazomba (Estrada de Mazomba, 700 – Mazomba)