Arquivo da categoria: Utilidade pública

Operação cumpre mandados contra esquema que teria desviado R$ 4 milhões da Prefeitura de Seropédica

Entre os alvos dos 26 mandados de busca e apreensão estão o ex-prefeito Anabal Barbosa de Souza, a esposa, ex-secretária de Educação, e o filho dele, apontado pelas investigações como o cabeça do esquema.

Por Leslie Leitão e Luana Alves, Bom Dia Rio

Seropédica – A Polícia Civil realiza uma operação na manhã desta segunda-feira (3) para cumprir 26 mandados de busca e apreensão contra pessoas que estariam envolvidas em um esquema de fraudes em contratos da Prefeitura de Seropédica, na Baixada Fluminense.

Os desvios aconteceram quando a cidade estava em estado de calamidade, entre fevereiro e setembro de 2017.

Entre os alvos estão o ex-prefeito Anabal Barbosa de Souza e a esposa, que era secretária de Educação, Cultura e Esporte. A ação também acontece na casa do filho dele, Wagner Oliveira de Souza, apontado pelas investigações da Delegacia de Defraudações (DDEF) como o operador do esquema fraudulento. Na casa dele, os agentes apreenderam duas armas e uma quantidade de dinheiro que ainda não foi calculada.
Segundo as investigações, durante o período de calamidade foram firmados 14 contratos pela Prefeitura de Seropédica com altos valores e dispensa de licitação. De acordo com a polícia, as empresas apresentavam atividades incompatíveis com os serviços contratados.

O valor desviado dos cofres públicos é de cerca de R$ 4 milhões, segundo os investigadores. O desvio teria repercutido diretamente nos serviços públicos prestados pelo poder municipal, gerando falta de merenda e falta de insumos hospitalares em unidades da cidade.
Os envolvidos vão responder pelos crimes de peculato, corrupção passiva, tráfico de influência, irregularidades em dispensa de licitação e organização criminosa.

Fonte: G1

Instituto Casa do Pai abre inscrições para profissionais de educação física em Itaguaí

Professor da seleção brasileira de ginástica aeróbica ministrará a seleção de candidatos

Em 29 de abril de 2021 / Júlio Andrade

Itaguaí – O Instituto Casa do Pai, localizado no prédio do Centro Social Urbano (CSU) em Itaguaí, está oferecendo uma ótima oportunidade para profissionais de educação física da cidade. Ministrado pelo técnico da seleção brasileira de ginástica aeróbica, Ramiro Lima, o curso de seleção para vaga de professor de ginástica aeróbica será ofertado no dia 02 de maio, domingo, de 10h às 13h no CSU, localizado na Rua Prefeito José Maria de Britto, 201 – Monte Serrat no Centro de Itaguaí. A finalidade é desenvolver o projeto de educação aeróbica para crianças da cidade.

Se você se interessou Inscreva-se aqui

Maiores informações :(21) 98681-5000.

Prefeitura de Itaguaí vacinará pessoas de 18 a 59 anos e que tenham comorbidades contra a Covid-19

Grávidas e puérperas com comorbidades, pacientes renais crônicos e pessoas com Síndrome de Down de 18 a 59 anos já podem ser vacinados

Em 28 de abril de 2021 / Júlio Andrade

Itaguaí – A prefeitura de Itaguaí, através da secretaria de saúde da cidade, divulgou que à partir desta quinta-feira, 29 de abril, dará início a vacinação contra a Covid-19 para grávidas e puérperas com comorbidades, pacientes renais crônicos e pessoas com Síndrome de Down com idades de 18 a 59 anos, bem como para quem tem 59 anos ou mais e que fazem parte do grupo de risco, como diabéticos, obesos, cardiopatas, quem sofre de hipertensão arterial entre outros.

O atendimento será feito das 08h às 12h, nas UBSs e ESFs da cidade.

▶️É necessário levar laudo médico;
▶️Comprovante de residência;
▶️Cartão do SUS ou CPF;
▶️É recomendado levar cartão de vacinação.

Na ausência de atestado médico serão aceitas: cópias das três últimas receitas e laudo do exame que comprove a comorbidade.

Prefeituras de Itaguaí e Seropédica intensificam vacinação contra a Influenza

Campanha continua e público alvo são profissionais de saúde, crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e puérperas nesta primeira fase

Em 23 de abril de 2021 / Julio Andrade

Itaguaí e Seropédica – As prefeituras de Itaguaí e Seropédica, darão prosseguimento à vacinação contra a Influenza em seus territórios. Desde o começo da semana, ambos os municípios já iniciaram a campanha de vacinação.

Em Itaguaí, à partir da próxima segunda-feira, de 26 a 30 de abril, a Prefeitura de Itaguaí, por meio da Secretaria de Saúde, dará continuidade à campanha de vacinação contra a influenza.

A imunização acontecerá das 13h às 16h, nas Unidades de Saúde e Estratégia de Saúde da Família, e serão vacinados profissionais de saúde, crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e puérperas.

É necessário levar cartão de vacinação!

Em Seropédica, já um calendário definido com a primeira e a segunda fase.

Prefeitura libera Porto de Itaguaí após acordo para monitoramento pelo Inea

Em 17 de abril de 2021 / Conteúdo Estadão / Júlio Andrade

Itaguaí – A prefeitura de Itaguaí, município do Rio de Janeiro, liberou a operação do Porto de Itaguaí, interditado ontem, 16, após diversos crimes ambientais praticados pela CSN Tecar e pelo Porto Sepetiba Tecon, que operam no local. As empresas são acusadas de descarte irregular de minério de ferro na Baía de Sepetiba.

A liberação veio depois de um acordo entre a prefeitura e o Instituto Nacional do Ambiente (Inea) para que o órgão ambiental assuma as ações de fiscalização da adequação ambiental da CSN Tecar e da Sepetiba Tecon . As multas, que somam R$ 5,4 milhões, foram mantidas e serão apuradas em processo administrativo no órgão ambiental municipal, informou a prefeitura em nota.

“O Inea reconheceu a legalidade das autuações feitas pela prefeitura, e afirmou que seguirá todas as medidas de controle estabelecidas e toda a fiscalização será realizada com base no relatório e parecer técnico da secretaria municipal do ambiente e sustentabilidade”, disse em nota.

A Prefeitura de Itaguaí, havia interditado ontem, nesta sexta-feira (16), o Porto de Itaguaí, um dos maiores do país, por crimes ambientais.
Segundo a prefeitura, o lançamento irregular de minério de ferro na Baía de Sepetiba está contaminando os peixes — e esse pescado com resíduos está sendo consumido pela população.

Segundo a prefeitura, a CSN Tecar e a Sepetiba Tecon, que operam no terminal, cometeram pelo menos oito crimes ambientais

Leia mais:

Prefeitura interdita Porto de Itaguaí por crimes ambientais

Vacinação de profissionais de educação na cidade do Rio é adiantado e começa já amanhã

Podem se vacinar professores e profissionais lotados em unidades da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Estado de Educação, Faetec, CAp-Uerj ou instituições federais da cidade do Rio de Janeiro.

Em 16 de abril de 2021

A Prefeitura do Rio começa neste sábado (17/04) a vacinação contra COVID-19 de profissionais da educação básica que estão atuando presencialmente nas unidades de ensino municipais, estaduais e federais da cidade. Isso será possível graças a novas remessas de imunizante que chegaram.

🗓 Serão vacinados, já neste sábado (17/4), das 8h ao meio-dia, professores e profissionais da educação com 55 anos ou mais que trabalham diretamente nas unidades de ensino.

🗓 No próximo sábado, dia 24/4, serão vacinados os profissionais com 50 anos ou mais.

👉 A vacinação ocorre em todos os postos da Prefeitura do Rio, como as Clínicas da Família.

👉 Podem se vacinar professores e profissionais lotados em unidades da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Estado de Educação, Faetec, CAp-Uerj ou instituições federais da cidade do Rio de Janeiro.

👉 É preciso levar os dois últimos contracheques e documento de identificação com foto.

As aulas presenciais na cidade do Rio de Janeiro já ocorrem desde a semana passada.

“Priorizar a educação e retomar a rotina das nossas crianças o mais rápido possível é uma questão de responsabilidade”, diz o governo.

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro

Prefeitura interdita Porto de Itaguaí por crimes ambientais

O município afirma que a CSN Tecar e a Sepetiba Tecon são responsáveis pelo descarte de materiais, como minério de ferro, na Baía de Sepetiba. A licença ambiental está vencida desde 2012.

Em 16 de abril de 2021 por G1

Itaguaí – A Prefeitura de Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio, interditou nesta sexta-feira (16) o Porto de Itaguaí, um dos maiores do país, por crimes ambientais. O fechamento é por tempo indeterminado.
Segundo a prefeitura, o lançamento irregular de minério de ferro na Baía de Sepetiba está contaminando os peixes — e esse pescado com resíduos está sendo consumido pela população.

Segundo a prefeitura, a CSN Tecar e a Sepetiba Tecon, que operam no terminal, cometeram pelo menos oito crimes ambientais, como:

● descarte de materiais de forma irregular;

● lançamento de minério de ferro sem tratamento na Baía de Sepetiba;

● acondicionamento de produtos químicos de forma inadequada;

● dispersão de partículas de minério de ferro e carvão no ar;

● presença de resíduo de minério aquoso no solo.

Lama de minério de ferro no Porto de Itaguaí — Foto: Reprodução

Lama de minério de ferro no Porto de Itaguaí — Foto: Reprodução

A CSN Tecar é o braço exportador de minério e carvão da CSN, e a Sepetiba Tecon é responsável pelo escoamento de materiais via contêiner. Cerca de 85% do minério de ferro do país é escoado por Itaguaí.

A prefeitura afirma que a CSN operava com a licença ambiental vencida há nove anos, desde 2012.
Além da interdição, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente impôs uma multa de R$ 2,3 milhões para reparar a poluição do solo, da água e do ar na cidade.

Nós não estamos querendo prejudicar o desenvolvimento econômico, mas fazer com que ele aconteça de um modo sustentável. Da forma como estão operando, não podemos permitir”, disse Shayene Barreto, secretária de Meio Ambiente.

Prefeitura de Itaguaí encontrou canaletas obstruídas no terminal da CSN — Foto: Reprodução

Prefeitura diz ter base legal

A Prefeitura de Itaguaí afirma ter o poder para interditar, baseada na Lei Municipal 3.296/2021, que garante no Artigo 7º “exercício do poder de polícia em relação a atividades causadoras de poluição e impacto ambiental e imposição das sanções administrativas estabelecidas em Lei, independentemente de a concessão de licença ter sido feita ao empreendimento ou atividade por órgãos ambientais estaduais ou federais”.
Shayene acrescentou que o município apresentou uma lista de adequações para que a operação seja retomada.

Resposta das empresas

As empresas dizem estarem surpresas com a decisão e que vão se adequar as determinações.

Tonel vazando no terminal da CSN em Itaguaí — Foto: Reprodução

Tanque na CSN entupido e com larvas — Foto: Reprodução

Calendário de vacinação unificado contemplará educadores de Itaguaí, Rio de Janeiro, Maricá e Niterói já em abril

Além dos educadores, profissionais de limpeza urbana e das forças policiais e de salvamento estão no grupo de prioridades. Perspectiva é vacinar todos os profissionais e população acima de 45 anos até o final do mês de maio.

Em 14 de abril de 2021 / JúlioAndrade

Rio de Janeiro – Em sua página no Facebook, a Prefeitura do Rio anunciou os critérios de priorização da vida e, junto às prefeituras de Niterói, Maricá e Itaguaí, unificou o calendário de vacinação contra a Covid-19 nos quatro municípios. Os grupos que começam a ser vacinados em 26/04 são os que estão sob maior risco de vida, segundo o órgão.

Após os maiores de 60 anos receberem a 1ª dose, então, a vacinação seguirá com os grupos prioritários e, dentro de cada um, será utilizado também critério de idade. A previsão é vacinar até o dia 29/05 todas as pessoas com 45 anos ou mais que se encaixam nos seguintes grupos 👇🏽

– Pessoas com comorbidades
– Pessoas com deficiência permanente

– Trabalhadores em atividade:
– da Saúde
– da Educação
– de serviços de limpeza urbana
– das forças policiais e de salvamento.

Com a unificação e pelo andamento da vacinação nos quatro municípios, já há quase que uma garantia que até julho esses profissionais estejam imunizados em sua totalidade, o que permitiria por exemplo o retorno às aulas presenciais em Itaguaí, caso até lá o sistema híbrido adotado no Rio não seja implementado também na cidade.

Live explica em detalhes sobre essa unificação e vacinação dos educadores

Municípios de São Paulo já estão vacinando educadores

No Estado de São Paulo, a vacinação contra a Covid-19 para os educadores começou na última segunda-feira. Veja alguns exemplos:

Jundiaí – São Paulo

Teve início na última segunda-feira (12), no Complexo Educacional, Cultural e Esportivo (CECE) Francisco Dal Santo (Vila Rami) em Jundiaí, São Paulo, a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais de Educação, com idade a partir de 47 anos, que atuam presencialmente e diretamente com os alunos. A aplicação foi realizada pela Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS). A aplicação para esse público prossegue até quarta-feira (14), a partir de agendamentos e apresentação de documentação necessária.

Baixada Santista

Na Baixada Santista, que contempla os municípios de Santos, Itanhaém, Guarujá, Cubatão, Bertioga, Mongaguá, São Vicente e Peruíbe, além dos professores, também serão imunizados outros trabalhadores que atuam no ambiente escolar, como merendeiras, faxineiras, secretários da escola, coordenadores pedagógicos, diretores, vice-diretores e cuidadores. Todos os profissionais devem ter mais de 47 anos e estarem atuando na área. A medida que a vacinação ocorre, a faixa etária vai sendo gradativamente reduzida.

Minas Gerais

Em Minas Gerais o governador Romeu Zema do Novo, formalizou um pedido ao Ministério da Educação para que a comunidade escolar seja incluída como grupo prioritário no Plano Nacional de Imunização contra a COVID-19. O ofício foi enviado na sexta-feira (9/4).

Rio de Janeiro

Já no Estado do Rio de Janeiro, a justiça restabeleceu a prioridade para professores e policiais na vacinação. Uma liminar havia sido concedida no último dia 5 de abril e nela determinava a retirada dos professores do grupo. O pedido de retirada dos professores das prioridades foi feito numa ação movida pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que pediram a adoção de critérios previstos em nota técnica do Ministério da Saúde.

Porém, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), Henrique Carlos de Andrade Figueira, restabeleceu a validade do decreto estadual que incluiu professores e policiais entre os integrantes de grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19.
Segundo ele, é preciso “acatar a análise do poder executivo local, que tem legitimação concorrente para adotar planos de ação para o enfrentamento da peste.”
Para o presidente do TJ-RJ, a liminar extrapolava “o limite de atuação do Poder Judiciário ao decidir de forma unilateral com base em informações de somente uma das partes em grave ofensa ao contraditório e ampla defesa, produzindo grave lesão à saúde pública por ignorar a orientação técnica dos órgãos públicos estaduais.”
Em nota, a Defensoria Pública do Rio de Janeiro afirmou que vai recorrer da decisão do presidente do Tribunal de Justiça fluminense.

Vacinação contra a H1N1 em todo Estado começa amanhã

Imunização deveria ter começado na segunda (12), mas só vai ter início mesmo amanhã quarta (14). Secretaria de Saúde disse que preferiu priorizar a distribuição das vacinas contra a Covid-19. Tira suas dúvidas sobre a vacina mediante a vacina contra a Covid-19. Seropédica já começa a vacinar nesta quarta contra a Influenza. Vacinação contra a Covid-19 continua ocorrendo em todo estado. Veja o calendário de quarta para Itaguaí, Seropédica e Rio de Janeiro.

Em 13 de abril de 2021 / Júlio Andrade

Rio de Janeiro – O Ministério da Saúde lançou, nesta segunda-feira (12), a Campanha Nacional contra a vacinação, mas no Rio de Janeiro, o governo do estado adiou para quarta-feira (14) o início dos trabalhos.

A secretaria estadual de Saúde disse que decidiu priorizar a distribuição das vacinas contra a Covid-19 e, segundo o secretário, nesta terça-feira (13), as 500 mil doses de vacina contra a gripe vão ser distribuídas pelos 92 municípios.

Alguns municípios chegaram a anunciar que começariam a vacinação contra a gripe na segunda. No entanto, as cidades não receberam as doses, como foi o caso de Nova Iguaçu.

A Prefeitura de Duque de Caxias informou que também não recebeu as vacinas.
Ainda não há uma explicação para o atraso. O Governo do Estado confirmou apenas que a vacinação começará na quarta.

Seropédica

O município de Seropédica começa a imunização já amanhã cedo e já divulgou o calendário.

Três etapas

A expectativa é que sejam imunizadas 6,8 milhões de pessoas, o que corresponde a 90% dos grupos prioritários, como crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, entre outros.
A vacinação será feita em três etapas:

Primeira fase: crianças maiores de 6 meses e menores de 6 anos (até 5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde;

Segunda etapa: idosos com 60 anos ou mais e professores;

Terceira etapa: pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiros urbanos e de longo curso, trabalhadores portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Vacinação H1N1 e vacinação Covid-19 como tomar as duas?

Caso o público-alvo da imunização contra a gripe tenha recebido a vacina da Covid-19, deve aguardar para receber a dose contra o H1N1 respeitando o intervalo de, no mínimo, 14 dias após o recebimento da segunda dose.

Posso tomar junto com a vacina contra o novo coronavírus?

Não. Como não existem estudos da aplicação conjunta das duas vacinas, a recomendação do Ministério da Saúde é que exista um intervalo de 14 dias entre a aplicação dos dois imunizantes. “Não há nada dizendo que existe perigo, mas, na ausência de estudos, o mais recomendado é que se respeite esse intervalo entre vacinas”, explica Isabella Ballalai, vice-presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações).

Segundo ela, a recomendação é que, se existe uma chance de tomar a vacina contra o novo coronavírus em breve, ela seja priorizada. “Mas as duas doenças são graves e podem levar à morte, portanto, é importante que a vacina da gripe seja aplicada após o intervalo indicado”, alerta a especialista.

Qual a tecnologia da vacina da gripe?

A vacina da gripe contém o vírus inativado (no caso, o influenza e alguns subtipos) que, ao entrar em contato com as células do nosso corpo, provoca uma resposta imunológica, criando anticorpos para esse patógeno. Se o vírus tentar infectar o organismo, essa defesa é reativada por meio da memória do sistema imunológico, eliminando a ameaça antes que ela provoque a doença.

O H1N1 é um subtipo do influenza considerado bastante perigoso —ele é conhecido por provocar complicações como pneumonia, especialmente em grupos de risco como idosos, gestantes e crianças pequenas.

Além dele, a vacina da gripe na rede pública é a trivalente e inclui cepas de outros dois subtipos do influenza: o H3N2 e um subtipo de influenza B (Victoria). Na rede privada, a vacina comercializada é a tetravalente e inclui uma cepa a mais do vírus influenza B.

Vale lembrar ainda que, como o influenza tem uma alta taxa de mutação, a vacina precisa ser reaplicada todos os anos com o tipo mais prevalente no período de observação epidemiológica.

Ela protege contra o novo coronavírus?

Não. A vacina da gripe protege apenas contra o vírus influenza (e alguns subtipos mais comuns). Não há nenhuma evidência científica até agora que indique que o corpo tem uma resposta imunológica ao novo coronavírus por conta da vacina da gripe.

Quais as recomendações para tomar a vacina de forma segura?

As estratégias da campanha de 2020, que aconteceu também em plena pandemia, ainda valem: tentar evitar horários de pico, levar apenas um acompanhante (se for necessário) e ainda manter o distanciamento social, o uso de máscara (se possível, as melhores são as tipo PFF2/N95) e álcool em gel.

Estou gripado. Posso tomar vacina da gripe?

Em tempos de novo coronavírus, não. “Em situações normais, se o indivíduo não estiver com febre alta, mesmo resfriado ou gripado poderia, sim, tomar a vacina”, explica Isabella Ballalai. De acordo com a especialista, no entanto, no contexto da pandemia, é melhor suspender a aplicação visando reduzir as chances de transmitir o novo coronavírus durante a ida até o posto de vacinação, caso você esteja contaminado e não saiba.

Nos casos de quem está com covid-19, o Ministério da Saúde recomenda adiar a vacinação por pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas.

A vacina da gripe pode dar reação? Ela tem efeitos colaterais?

É bastante comum ouvir falar que a vacina da gripe deixou a pessoa doente. Isso não é verdade. “A vacina não provoca a doença”, afirma Isabella Ballalai.
De acordo com ela, o mais comum é que o local da aplicação fique dolorido. Inchaço e vermelhidão também são comuns. Há ainda a possibilidade de febre baixa, especialmente em crianças pequenas, mas os sintomas costumam desaparecer em até 48 horas.

Além disso, a vacina da gripe é uma das mais seguras atualmente e não há efeitos colaterais conhecidos por conta da aplicação do imunizante.

Com G1 e Uol

Calendário de vacinação contra a Covid-19

Itaguaí

Seropédica

Rio de Janeiro

Justiça do RJ restabelece prioridade para professores e policiais na vacinação

Liminar concedida no último dia 5 determinava a retirada dos professores do grupo. O pedido de retirada dos professores das prioridades foi feito em ação movida pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que pediram a adoção de critérios previstos em nota técnica do Ministério da Saúde.

Rio de Janeiro – O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), Henrique Carlos de Andrade Figueira, restabeleceu a validade do decreto estadual que incluiu professores e policiais entre os integrantes de grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19.
Em liminar concedida no último dia 5, o juiz Wladimir Hungria, da 5ª Vara de Fazenda Pública, determinara a retirada dos professores do grupo e limitou a vacinação de policiais e outros integrantes de forças de segurança aos profissionais envolvidos no combate direto à pandemia.

O pedido de retirada das prioridades foi feito em ação movida pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que pediram a adoção de critérios previstos em nota técnica do Ministério da Saúde.
Na decisão tomada nesta sexta-feira (9), o desembargador Figueira afirmou que devem prevalecer “os critérios adotados pelo Executivo, a quem incumbe escolher as medidas para o combate à pandemia”.

Segundo ele, é preciso “acatar a análise do poder executivo local, que tem legitimação concorrente para adotar planos de ação para o enfrentamento da peste.”
Para o presidente do TJ-RJ, a liminar extrapolava “o limite de atuação do Poder Judiciário ao decidir de forma unilateral com base em informações de somente uma das partes em grave ofensa ao contraditório e ampla defesa, produzindo grave lesão à saúde pública por ignorar a orientação técnica dos órgãos públicos estaduais.”
Em nota, a Defensoria Pública do Rio de Janeiro afirmou que vai recorrer da decisão do presidente do Tribunal de Justiça fluminense.

Fonte: CNN