Arquivo da categoria: Utilidade pública

Posto de Saúde Central de Itaguaí é assaltado pela quinta vez este ano

Assista o vídeo feito por uma paciente, onde ela desabafa sobre a situação de Itaguaí. Sala para exames íntimos femininos (colposcopia), foi destruída

Itaguaí é uma vergonha administrativa generalizada. A saúde que já é um caos pela desastrosa administração municipal, acarreta com mais um local público assaltado. Segundo o Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Itaguaí (Muspi), o posto Central e principal posto da cidade, foi assaltado pela quinta vez em menos de vinte dias. Os bandidos entraram no final de semana, quando o local estava vazio e destruiram a sala de colposcopia e o aparelho, inviabilizando o exame preventivo de milhares de mulheres. O exame de colposcopia, é um exame realizado pelo ginecologista (ou a mando dele) para avaliar a vulva, vagina e colo do útero de maneira detalhada. Nele, é utilizado o colposcópio, uma espécie de binóculo que ilumina e amplia a visão da região.

Não há nenhum sistema interno de vigilância, bem como nenhum segurança no local. As câmeras que existiam, assim como em diversos outros setores públicos da cidade, não mais funcionam pela simples falta de manutenção.

Segundo o Muspi, a prefeitura pretende tercerizar a segurança publica se aproveitando da suposta onda de furtos nas estruturas publicas. Ainda segundo o sindicato 3 equipamentos públicos foram saqueados só nesse final de semana.
Centro de Referência Especializado à População em Situação de Rua, ( Centro Pop), saqueado pela 3°vez este ano, Caps Ad saqueado, além do
Posto do Centro saqueado pela 5°vez

Enviamos um email para a assessoria de imprensa da prefeitura de Itaguaí para falar sobre o caso, mas, como tem ocorrido em todos os acontecimentos relacionados a assaltos nas repartições públicas da cidade, não tivemos retorno.

Anúncios

Divulgado calendário PIS/PASEP 2018/2019

Saques podem ser feitos à partir do dia 26 deste mês

O novo calendário de pagamentos do abono salarial do PIS/Pasep 2018/2019 (ano-base 2017) foi divulgado pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat)

, na última terça- feira 26. A estimativa da pasta é de que sejam destinados R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões de trabalhadores.

De acordo com o calendário, os trabalhadores da iniciativa privada, vinculados ao PIS, vão receber o benefício de acordo com o mês de nascimento. Os que fazem aniversário de julho a dezembro, terão o benefício disponível ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho, poderão realizar os saques em 2019. Confira a tabela:

Para os funcionários públicos, as datas seguem o final da inscrição no programa. Quem tem final de zero a quatro, terá o dinheiro disponível ainda neste ano. Já os com final de 6 a 9 sacam em 2019. Em qualquer situação, o dinheiro ficará à disposição do trabalhador até 28 de junho de 2019, prazo final para o recebimento.

Quem tem direito?

O PIS é sacado na Caixa e o Pasep no Banco do Brasil. Os correntistas destes bancos terão o benefício creditado em conta. O valor que cada trabalhador tem para receber é proporcional ao número de meses trabalhados no ano passado.

Tem direito ao abono salarial quem trabalhou formalmente por pelo menos um mês em 2017 com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, é preciso estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Quando posso sacar meu dinheiro?

A partir da assinatura dos atos pelo presidente da República, Michel Temer, os saques terão início na próxima semana dia 26, de acordo com o presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli.

Impacto econômico

Diante da medida, a equipe econômica do Governo do Brasil espera uma injeção de R$ 39,3 bilhões na economia neste ano. De acordo com o Ministério do Planejamento, cerca de 28,7 milhões de pessoas serão beneficiadas com os saques. A expectativa é que isso ajude a aquecer a atividade econômica e a ajudar o País a crescer mais.

Como checar meu saldo?

Para cotistas que quiserem checar o saldo que possuem no fundo, basta consultar os sites daCaixa Econômica e do Banco do Brasil – este último também possibilita consultas por meio dos terminais de autoatendimento.

Como retiro meu dinheiro?

Beneficiários que tiverem conta corrente nesses bancos terão o depósito feito automaticamente. Caso contrário, os demais cotistas poderão realizar saques diretamente nas agências bancárias. O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, recomendou, contudo, para que os cotistas esperem até agosto para retirar os valores. Isso porque os valores sofrerão reajuste em julho, aumentando o valor a ser sacado. Quem não quiser aguardar poderá sacar o que tem direito normalmente.

Sarampo serve de alerta sobre vacinas em adultos

Quatro imunizações são obrigatórias, entre 20 e 59 anos e estão disponíveis em todos os postos de saúde

No momento em que as secretarias de Saúde do Rio analisam mais de 15 casos suspeitos de sarampo, sendo um já confirmado em adulto, a imunização, principalmente após a maioridade, acende um alerta. Portanto, se você nem se lembra qual foi a última vez em que viu o seu Cartão de Vacinação, está na hora de procurar. Na faixa entre 20 a 59 anos, quatro vacinas são obrigatórias e estão disponíveis nos postos de saúde.

A famosa ‘antitetânica’ é uma das mais esquecidas. Essa imunização é feita a partir da infância, mas muitos não se lembram de que ela deve ser reforçada a cada dez anos. “Geralmente a pessoa só lembra quando se machuca. A mulher é lembrada pelo obstetra ao engravidar e o homem faz ao ingressar nas Forças Armadas. Mas é importante ficar atento e fazer os reforços no tempo certo”, explicou a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Cristina Lemos.

Na infância, é dada a tríplice antibacteriana, que protege contra coqueluche, difteria e tétano. Na idade adulta, o reforço dado é a dupla adulto, contra difteria e tétano. Além da dose padrão a cada dez anos, existe a possibilidade de ser dado um reforço em caso de ferimentos (punções e cortes). A necessidade ou não da vacina deve ser avaliada por um médico. O tétano é uma doença infecciosa grave e pode ser fatal.

“Nós já tomamos todas as vacinas. Só estava faltando a tríplice. Agora estamos mais tranquilos e protegidos”, disse Nivia Glória, que foi ao Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, no fim de semana, acompanhada do marido, Diogo Santos, de 37 anos, e do filho de 1 ano. “É uma questão de consciência e cidadania. Se a gente não nos proteger, quem vai? Agora todos os cartões de vacinação da família estão em dia”, destacou Leonardo Correia, 38, ao lado da mulher e dos dois filhos de 7 e 11 anos.

Na lista de vacinas importantes, a Hepatite B também deve ser prioridade na fase adulta. “Isso porque a recomendação é que sejam dadas três doses da vacina, o que nem sempre é feito”, explicou Cristina. A doença é sexualmente transmissível. Caso o esquema de vacinação não tenha sido completado na infância, é importante colocar em dia assim que possível.

A volta do sarampo ao Brasil, que estava erradicada desde 2015, aumentou a procura por informações sobre como se prevenir. Entre os casos em análise no Rio, estão adultos, como os quatro alunos da UFRJ que ficaram doentes no mês passado. A imunização, neste caso, está a tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. Para quem nunca foi vacinado, são duas doses até 29 anos e uma dose entre 30 a 49. A vacina não é dada para adultos com mais de 49 anos por razões imunológicas. Ainda na conta de prevenção, está a febre amarela, que é distribuída em dose única.

Como o calendário de imunização é mais intenso na infância, é comum que os adultos percam seus cartões de vacinação. Nesse caso, segundo a superintendente, o primeiro passo é recuperá-lo. “É importante resgatar essas informações, tentar lembrar em qual posto de saúde foi atendido”, explicou. “Se a pessoa não tiver comprovação, deve fazer o esquema básico de vacinação todo de novo. E a vacina é um medicamento, causa reações adversas, é melhor não ficar fazendo sem necessidade”, completou.

Fonte: O Dia

Colégio estadual Maria de Britto é assaltado em Itaguaí

Alunos tiveram seus celulares roubados e um professor foi ameaçado. Escolas municipais tem sofrido também com assaltos e violência. Mas diferente da prefeitura de Itaguaí e dirigentes escolares da cidade, direção e secretaria do Estado passaram os detalhes do ocorrido e das providências que serão adotadas

Jornal Atual

O Colégio Estadual José Maria de Brito, localizada na Avenida Deputado Octavio Cabral em frente ao terminal rodoviário, em Itaguaí, foi assaltado na tarde de ontem (10).

Segundo informações da diretora da instituição, Zélia Maria Corrêa, um homem armado invadiu o local, fez a secretária de refém e ordenou que ela o levasse para uma das salas de aula onde estavam os alunos, que tiveram seus celulares roubados pelo suspeito. “Foi um momento de terror, alunos e professores estão bastante assustados. Peço que os pais dos alunos prestem queixa na delegacia.”

Ainda de acordo com a diretora, o suspeito estava muito alterado e chegou a ameaçar um dos professores. O crime aconteceu por volta de 13h30 da tarde. Após roubar os celulares o criminoso fugiu com um comparsa que o esperava do lado de fora em uma moto. A diretora disse que após roubo acionou a Polícia Militar que mandou uma viatura para o local. Ela disse ainda que comunicou o fato na Corregedoria Regional Metropolitana VI e registrou a ocorrência na 50ª DP( Itaguaí).

Os pais dos alunos ficaram revoltados com situação, e cobraram mais segurança por parte das autoridades, já que a escola está localizada numa das principais vias do município e não tem segurança,nem porteiro, ficando vulnerável a esse tipo de crime.

ASSALTOS NA REDE MUNICIPAL

Não é de hoje que a falta de segurança e o descaso do poder público assola as escolas municipais de Itaguaí. Pais, professores e estudantes da rede municipal de Itaguaí sofrem com uma rotina de medo. Assaltos em escolas têm sido comuns em horário de aula. Na semana passada, criminosos invadiram o prédio e arrombaram portas e janelas da Creche Municipal Estrela do Céu.

Segundo informações da diretora da instituição, Zélia Maria Corrêa, um homem armado invadiu o local, fez a secretária de refém e ordenou que ela o levasse para uma das salas de aula onde estavam os alunos, que tiveram seus celulares roubados pelo suspeito. “Foi um momento de terror, alunos e professores estão bastante assustados. Peço que os pais dos alunos prestem queixa na delegacia.”

Ainda de acordo com a diretora, o suspeito estava muito alterado e chegou a ameaçar um dos professores. O crime aconteceu por volta de 13h30 da tarde. Após roubar os celulares o criminoso fugiu com um comparsa que o esperava do lado de fora em uma moto. A diretora disse que após roubo acionou a Polícia Militar que mandou uma viatura para o local. Ela disse ainda que comunicou o fato na Corregedoria Regional Metropolitana VI e registrou a ocorrência na 50ª DP( Itaguaí).

Os pais dos alunos ficaram revoltados com situação, e cobraram mais segurança por parte das autoridades, já que a escola está localizada numa das principais vias do município e não tem segurança,nem porteiro, ficando vulnerável a esse tipo de crime.

ASSALTOS NA REDE MUNICIPAL

Não é de hoje que a falta de segurança e o descaso do poder público assola as escolas municipais de Itaguaí. Pais, professores e estudantes da rede municipal de Itaguaí sofrem com uma rotina de medo. Assaltos em escolas têm sido comuns em horário de aula. Na semana passada, criminosos invadiram o prédio e arrombaram portas e janelas da Creche Municipal Estrela do Céu.

Fonte: Jornal Atual de Itaguaí

Polícia identifica suspeito de ter cometido chacina em Mangaratiba

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que Robson Barbosa dos Reis, o Robinho, de 35 anos, é o principal suspeito pelas mortes de seis pessoas, na madrugada de terça (3), em Mangaratiba, na região metropolitana do Rio. O Portal dos Procurados do Disque Denúncia divulgou cartaz com recompensa de R$ 1 mil por informações que levem a captura de Robinho.

Na chacina, os criminosos só pouparam um bebê de sete meses. As vítimas, que seriam da mesma família e com idades variando entre 16 e 37 anos, foram assassinadas dentro de casa no bairro Parque Bela Vista. Uma adolescente de 15 anos, que não estava na casa, também escapou de ser assassinada pelo grupo. O alvo da chacina seria Bruno Souza dos Santos, de 19 anos, uma das vítimas. Os outros teriam sido mortos por “queima de arquivo”.

De acordo com a Polícia Civil, os mortos foram identificados como Bruno de Souza dos Santos, mais conhecido como Índio, de 19 anos; Michele Nunes da Silva, de 37; Rayane Nunes da Silva Garcia, de 22; Rafael da Silva da Motta, de 18; Jonathan Nunes Muniz, de 16; e Claudemir Pinto Francelino, de 33.

Crime de traficantes

Para a polícia, a hipótese mais provável é que o crime tenha sido praticado por traficantes. Segundo o delegado Rodrigo Coelho, a motivação seria o fato de Bruno estar vendendo drogas de forma independente, sem prestar contas para o chefe do tráfico local. A polícia ainda informou que a ficha criminal de Bruno tinha, entre outros crimes, indiciamento por tráfico de drogas e porte de armas.

Robinho apresenta diversos indiciamentos por tráfico de drogas e corrupção ativa. Segundo o delegado da 165ª Delegacia Policial (Mangaratiba), Anderson Ribeiro Pinto, Robinho tem um mandado de prisão pelo crime de associação para a produção e tráfico, expedido pela Vara Única da Comarca de Mangaratiba.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização do suspeito, pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.

Agência Brasil

Após decisão da justiça “Expo Itaguaí 2018” se torna inviável de ocorrer

Com a decisão e metade dos cachês dos artistas já pagos e sem garantias dos outros 50%, Anitta, Luan Santana e Cia ficam distantes da cidade. Quase um milhão jogado no ralo e prejuízos por contratação de outros serviços. Prefeito é visto supostamente no MP, em nota divulgada, a prefeitura disse que vai recorrer da decisão.

Matéria abaixo do Jornal Atual de Itaguaí

De acordo com a Justiça, prioridade do governo Charlinho, de optar por festa em tempo de crise, afronta o interesse público ao violar direitos dos cidadãos

IMPEDIMENTO Sempre aguardada com grande expectativa pela população da cidade e região, a Expo Itaguaí não terá uma edição esse ano, apesar de todos os preparativos anunciados pela Prefeitura de Itaguaí, incluindo o convite a artistas do primeiro time do show business nacional, num evento orçado em R$ 6.199.316,67. Acatando liminar objeto de ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, o juiz Richard Robert Fairclough, da Comarca de Itaguaí, decidiu suspender qualquer pagamento destinado ao evento, o que compromete a sua realização já nesta quarta-feira (4).

Na verdade, a decisão do juiz da Comarca de Itaguaí impede os pagamentos relacionados à realização da festa, o que, na prática, inviabiliza a sua realização. Em sua decisão o magistrado analisa que diante do sucateamento de setores sensíveis do município, há ilegalidade no pagamento antecipado de contratos. Além disso, o juiz sustenta que a realocação de despesas do evento para a conta da Secretaria Municipal de Eventos se deu em valor acima dos limites permitidos pela Lei Orçamentária Anual do município, contrariando, inclusive, um parecer do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, que recomendava o contingenciamento de despesas.

Em seu despacho, o juiz prossegue classificando como pública e notória a trágica situação financeira do município de Itaguaí, com reflexo direto no pagamento dos servidores, nas escolas, e principalmente na rede de saúde municipal. Para sustentar suas ponderações, ele acentua que tais denúncias foram evidenciadas amplamente pela mídia. Ele cita ainda a decretação do estado de calamidade financeira no município, o que por si só recomendaria maior critério nas despesas e a priorização de necessidades sociais essenciais.

O titular da Comarca de Itaguaí sugere a necessidade imperiosa de verificar a fundo a origem das receitas destinadas à festa, de modo a compatibilizá-las com os gastos dela decorrentes, incluindo aí se há legalidade na destinação dos royalties para despesas correntes. Mesmo assim, ele salienta que inicialmente não parece adequada a destinação da receita, tampouco a realocação de despesas da forma como foi realizada. O juiz assegura ainda que foge à regra a antecipação do pagamento realizado antes da liquidação, apesar de os contratados serem pessoas de boa fé.

Para juiz, administrador deve focar interesse público

Além dos aspectos técnicos, financeiros e orçamentários que a realização da Expo 2018 envolve, o magistrado alerta que é necessário verificar se a opção de despesas pelo governo Charlinho foi adequada com a finalidade pública. “A discricionariedade não é uma carta em branco nas mãos do administrador. Toda atuação pública deve ter por norte o interesse público, mormente os direitos individuais e sociais básicos, dentre os quais destacamos a salário (alimentação e dignidade), educação e saúde, sob pena de sairmos do campo da discricionariedade, necessária e licita, e passarmos para a arbitrariedade, obscura e ilegal”, sentenciou ele no despacho.

Desobediência pode gerar multa

Considerando que há razões suficientes para acolher o pedido liminar, o juiz conclui a decisão acrescentando que na preservação do que é público, impõe-se cautela e seriedade, determinando que a Prefeitura de Itaguaí se abstenha de realizar qualquer pagamentos decorrente de despesas relacionadas a Expo Itaguaí 2018 , sob pena de multa no valor de 30% do valor pago, recaindo sobre a autoridade administrativa que autorizar/determinar o pagamento. Essa decisão, segundo o juiz, leva em conta o fato de que se deve preservar a destinação correta das receitas municipais, evitando que ela seja prejudicada caso, no futuro, seja constatada alguma irregularidade. Esse futuro tem um novo capítulo no dia 31 de julho de 2018, quando designou audiência para tratar do assunto.

Condenação ainda não cumprida

O atropelo que Charlinho enfrenta agora com a decisão do Ministério Público de impedir gastos com a Expo 2018 é mais um capítulo de uma história marcada por trombadas com os preceitos legais. Um dos episódios mais marcantes de seu currículo nada abonador é a condenação a 14 anos de prisão, em decisão de 2016 do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, pelos crimes de fraude em licitação, corrupção passiva e associação criminosa.

Na ocasião, os desembargadores acataram denúncia do Ministério Público Federal de que Charlinho favoreceu empresas e aceitou propina para aquisição de ambulâncias em Itaguaí e Mangaratiba. Ainda de acordo com o MPF, entre os anos de 2000 e 2006, Charlinho fraudou licitações, superfaturou preços, além de omitir publicações na imprensa oficial e exigir marcas específicas de veículos.

Fonte Jornal Atual

Charlinho no MP

Uma foto enviada ao nosso blog via Whatsapp, mostra o prefeito aparentemente no saguão da sede do Ministério Público. Em nota agora por volta das nove da noite, a prefeitura alegou que vai requerer ao Judiciário reconsideração para que a administração do município possa realizar pagamentos decorrentes de despesas relacionadas à Expo Itaguaí 2018.

A Prefeitura ainda alegou que o valor previsto de gastos com a Expo Itaguaí 2018 será de R$ 1.890.000,00 e finalizou dizendo que todas as informações sobre a realização da Expo Itaguaí 2018 serão fornecidas através do site e das redes sociais da Prefeitura.

Hospital São Francisco é fechado por falta de respirador mecânico

Superlotação seria outra causa para fechamento. Em nota prefeitura desmente informação

O hospital Municipal São Francisco Xavier em Itaguaí, único na cidade, fechou as portas nesta quinta-feira 28/06 para atendimentos emergeciais. Segundo um ofício enviado pela diretora médica do hospital, a doutora Vanessa Barbosa ao corpo de bombeiros e Samu, a unidade hospitalar teria suas atividades suspensas nesta quinta por falta de ventilador mecânico (respirador mecânico) e por superlotação de pacientes em estado grave. Com isso, a direção queria evitar que pacientes que necessitassem de atendimentos emergenciais fossem levados ao hospital. O ofício é assinado pela diretora da unidade e sua veracidade é inquestionável, já que os órgãos que receberam tal documento,confirmaram sua entrega. Não é a primeira vez que o local tem sua emergência fechada. Em outras oportunidades tanto em 2017 quanto em 2018, a unidade teve suas atividades suspensas. Sempre por falta de materiais básicos.

Mesmo assim e através de nota, a Prefeitura de Itaguaí classificou tal informação como mero boato das redes sociais e atestou que o Hospital Municipal São Francisco Xavier encontra-se funcionando normalmente.

O abandono é evidente. Doenças gravíssimas podem ser contraídas por quem acessa o hospital . Pombos circulam e defecam por vários locais na unidade. Vazamentos, umidade e acima de tudo muita sujeira é facilmente detectada. O lixo hospitalar aliás, continua exposto sem qualquer tipo de cuidado. O curioso é que mesmo sem evidências e perícias, por muito menos o governo queria incinerar milhares de uniformes escolares. Alegando fezes de morcegos e ratos. Mas ao que parece, a mesma preocupação não ocorre com o hospital. Justo um local onde a saúde deveria ser prioritário.

Vale ressaltar que milhões em verbas federais para serem investidas na saúde do município chegam frequentemente à cidade desde 2017. Em meio ao caos total na saúde municipal, a prefeitura gasta milhões na “Expo Itaguaí,” verbas públicas que poderiam ser investidas em setores que vivem situações dramáticas como a do único local para atendimentos emergenciais.

Resta saber se o conto de fadas do governo Charlinho prefere ter como personagem principal o Lobo Mau ou o Pinóquio.