Arquivo da categoria: Transporte

Pais fazem protesto e acampam em escola por transporte escolar

Prefeitura responde ao Boca sobre a falta de transporte marítimo e promete soluções

 

 

Estamos de olho – Pais de alunos cansados de esperar por uma solução para o transporte escolar de seus filhos, decidiram na manhã de ontem quarta-feira (18/040, acampar dentro da escola Municipal Elmo Batista. A reivindicação é devido ao não fornecimento de transporte escolar para seus filhos que são residentes das ilhas Quatiquara, ilha dos Martins e ilha do Boi em Itaguaí. Tal transporte que é direito dos estudantes, não está ocorrendo desde o começo do ano letivo. Os alunos dessas ilhas, sempre tiveram o transporte através de embarcações para que pudessem estudar na escola mais próxima de suas residências, a escola Municipal Elmo Batista, localizada na Ilha da Madeira. Segundo os pais, apenas no primeiro dia de aula houve o transporte, sendo suspenso sem qualquer aviso. Eles, foram até a secretaria de educação da cidade em fevereiro  e relataram que a secretária de educação Andreia Busatto, disse que o processo para o transporte marítimo estava ainda em processo licitatório, mas que até o final de março tudo estaria resolvido, algo que ainda não ocorreu. Com a falta do transporte, os pais gastam do próprio bolso, ou pedem carona em barcos para conseguirem manter os seus filhos estudando, ficando todos aguardando dentro da escola o final do dia letivo para levarem seus filhos para casa.

 

 

 

Resposta da prefeitura de Itaguaí

 

O blog Boca no Trombone Itaguaí, entrou em contato com a prefeitura que em nota relatou que o serviço foi temporariamente suspenso porque a empresa contratada pelo governo anterior, em 2016, para realizar o transporte marítimo de alunos não possuía a documentação legal para receber pelo pagamento dos serviços prestados. Informou também que está em andamento um processo licitatório para a contratação da empresa que fará o transporte  dos alunos. E que em breve, o serviço será normalizado. Enquanto isso, a equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação está tomando as providências cabíveis para que os estudantes residentes na Ilha da Madeira não sejam prejudicados nos estudos.

Além disso, a prefeitura disse estar verificando junto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e à Capitania dos Portos a possibilidade de ser utilizado temporariamente o barco daquela secretaria para transportar os alunos.

 

Leia a nota na íntegra

“A Prefeitura de Itaguaí esclarece que o serviço foi temporariamente suspenso porque a empresa contratada pelo governo anterior, em 2016, para realizar o transporte marítimo de alunos não possuía a documentação legal para receber pelo pagamento dos serviços prestados à Prefeitura.

A Prefeitura informa que está em andamento um processo licitatório para a contratação da empresa que fará o transporte  dos alunos. Em breve, o serviço será normalizado. Enquanto isso, a equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação está tomando as providências cabíveis para que os estudantes residentes na Ilha da Madeira não sejam prejudicados nos estudos.

Além disso, estamos verificando junto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e à Capitania dos Portos a possibilidade de utilizarmos temporariamente o barco daquela secretaria para transportarmos com segurança os nossos alunos.”

 

Anúncios

Passagem em nível na Estrada Ari Parreiras será interditada para manutenção

Interdição começa às 22 horas deste domingo

 

Quem transita pelo bairro Engenho, em Itaguaí/RJ, precisa ficar atento ao período de 15 a 19 de abril. Isto porque a passagem em nível Ary Parreiras estará interditada das 22h do Domingo (15/4) até às 10h da quinta-feira (19/4). O motivo é a manutenção da linha férrea no local para garantir as melhores condições de segurança para a comunidade que utiliza a travessia e para os trens da MRS.

 

Além da troca de dormentes e trilhos, o serviço também trará melhorias para os pedestres e motoristas, tendo em vista que haverá pavimentação asfáltica e revitalização da sinalização vertical (placas) e horizontal (pintura). Para a realização dessas melhorias, no dia 20, a passagem em nível poderá ser usada apenas no esquema pare e siga, enquanto o serviço é finalizado.

 

ORIENTAÇÕES

 

O acesso, pela passagem em nível, à Rodovia Rio-Santos será interditado. O motorista que estiver trafegando pelo local deverá utilizar as rotas alternativas, uma delas é a passagem em nível Amendoeiras, localizada na Estrada Teixeiras.

 

 

Outra opção é o viaduto conhecido como Tobogã, localizado na Avenida Prefeito Isoldackson Cruz de Brito.

 

Pedestres poderão utilizar a passagem de acordo com as orientações dos vigilantes presentes no local ou então utilizar as passagens para pedestres mais próximas.

 

Informações MRS logística e foto de capa Rui Okada Prefeitura de Itaguaí

 

Trânsito altera sentido de ruas no Centro de Itaguaí a partir deste sábado

Os motoristas que utilizam as ruas Léa Cabral da Cunha e Oscar Cardoso Vieira Braga, no Centro de Itaguaí, devem ficar atentos às mudanças que serão promovidas pela Secretaria Municipal de Transportes, Trânsito e defesa Civil a partir deste sábado (17/3). As vias terão o sentido invertido, permitindo assim uma melhor locomoção naquela área.

Além da alteração de sentido das ruas, a subsecretaria de Trânsito também fará mudanças nos pontos de ônibus da Estrada Ari Parreiras. Agentes vão orientar motoristas e passageiros nesse período de adaptação. Após 15 dias, serão aplicadas multas a quem desrespeitar a resolução.

A medida visa melhorar o fluxo nessas vias, principalmente no horário de entrada e saída de escolas.

Mudanças

Rua Léa Cabral da Cunha – Sentido invertido

Rua Oscar Cardoso Vieira Braga – Sentido invertido

Fonte: Prefeitura de Itaguaí

Alunos sofrem por falta de carteiras escolares e uniformes em Itaguaí

Calor, insegurança, falta de professores e estruturas precárias fazem de 2018 um dos piores anos na vida dos estudantes municipais

Os alunos das escolas do município de Itaguaí estão vivenciando em 2018 um dos piores cenários já vistos na educação da cidade. Chega a ser quase impossível listar na íntegra todos os problemas encontrados. Em quase todas os problemas são comuns como falta de carteiras escolares, falta de uniformes, falta de mesas para professores, falta de segurança, vazamentos com infiltrações no teto de muitas, banheiros em estado precário, mato alto nas escolas entre elas nas de área rural e falta de transporte para muitos alunos, dentre esses estudantes residentes nas ilhas da Quatiquara, Martins e Ilha do Boi, que necessitam do transporte marítimo até a escola Municipal Elmo Batista Coelho na Ilha da Madeira e que não são atendidos pelo transporte desde o ano passado. Os alunos também têm ficado sem aulas, devido à carência de professores de Matemática, Português e outras matérias importantes a serem cursadas e frequentemente tem saído mais cedo ou nem tido aulas por esse motivo.

                                 Alunos fazem as pernas de mesas de apoio para escreverem

                                                  Professora usa caixotes improvisados como mesa

                                Quadro escolar solto e salas de aula sem portas. Cenário tem sido comum

                             Buraco no solo na área externa da Escola Otoni Rocha pode causar acidentes

Carteiras quebradas amontoadas em banheiros da quadra de uma das escolas mostram o cenário de abandono

       Paredes sem ventiladores. Salas de aula tem tido como este algo comum nas unidades de ensino

 

Risco de vida para alunos

As escolas rurais, entre elas Taciano Basílio e Santa Rosa, unidades que o governo queria interromper as atividades neste ano, estão rodeadas de mato alto. Na localidade da Serra do Caçador, bairro Saco da Prata onde funciona a Taciano, existem diversos animais de grande porte, entre eles cobras venenosas, que com o mato alto se aproximam cada vez mais da escola. Os estudantes e servidores são obrigados a conviver com o alto risco de serem vitimados com a picada de uma dessas peçonhentas, já que o acesso a região é dificil e o veneno de uma dessas cobras mata em poucas horas, tempo insuficiente para a busca de tratamento contra esse mal, já que Itaguaí não conta com o soro antiofídico, medicamento para tratar das picadas de cobras venenosas. Para se ter uma ideia, o tempo da escola até o Centro de Itaguaí é de uma hora e meia a duas horas, tempo que seria fatal para uma vitíma

 

Saiba mais sobre o risco de picadas de cobras venenosas e como funciona o tratamento clicando no link abaixo:

https://www.revistaplaneta.com.br/veneno-de-cobra-uma-toxina-que-pode-matar-ou-curar/

 

Falta de segurança

Como se não bastassem todos esses problemas, muitas unidades já sofreram com assaltos em 2017 e começo deste ano. Antes as escolas contavam com guardas municipais em suas dependências, já nos dias atuais eles não mais existem e bandidos tem aproveitado para invadir os locais e roubar alunos e funcionários.

Aluno especial sem atendimento nas unidades regulares

Outro problema é a falta de mediadores para os alunos com alguma deficiência, os nossos alunos especiais. Devido a carência de profissionais na rede, estes não tem atendimento de um professor que lhe conduza enquanto o outro profissional lida com toda a turma. Em salas de aula com cada vez mais alunos, um professor sozinho não consegue lidar com os alunos regulares e com os especiais, comprometendo ainda mais o já precário atendimento educacional.

Busca pelos direitos

Pais de alunos e servidores tem se mobilizado em idas constantes no Ministério Público para denunciar as mazelas da educação de Itaguaí. Diversos processos contra a atual administração estão na justiça, entre eles os de desvalorização dos profissionais que perderam entre direitos e remunerações 30% de seus ganhos em leis que ferem até a Constituição Federal, como o congelamento da revisão salarial anual dos educadores.

 

Resposta da Prefeitura

O Boca no Trombone Itaguaí entrou em contato com a Prefeitura que através da Secretaria de Educação e Cultura, esclareceu que abriu processo de licitação para adquirir novas carteiras e os uniformes para o ano letivo de 2018. No entanto, aguarda a finalização dos trâmites burocráticos. O governo ainda disse estar fazendo todos os esforços no intuito de melhor atender às necessidades das Unidades Escolares do município.

 

 

Procon-RJ vai adotar medidas para impedir taxa extra dos Correios para moradores

Agência Brasil

O Procon-RJ informou que está estudando medidas para impedir a cobrança extra dos Correios para envio de encomendas ao Rio de Janeiro, por causa da violência na cidade. A entidade repudiou a cobrança da taxa de R$ 3 para cada encomenda destinada aos moradores da cidade.

 

“Além de tratar os consumidores cariocas de maneira diferente, sem o devido amparo legal, a medida transfere para este consumidor uma responsabilidade que não é dele. O Setor Jurídico do Procon-RJ está estudando as medidas que serão adotadas para impedir essa cobrança”, informou a autarquia estadual.

 

Em nota publicada semana passada, os Correios informaram que a cobrança extra é necessária por causa da adoção de medidas para garantir a integridade dos empregados, das encomendas e das unidades dos Correios. “Conforme amplamente divulgado pelos veículos de comunicação, no Rio de Janeiro, a situação de violência chegou a níveis extremos, e o custo para entrega de mercadorias nessa localidade sofreu altíssimo impacto”, diz a nota.

 

Até o fechamento desta matéria, os Correios não haviam retornado os questionamentos da Agência Brasil sobre a previsão legal da cobrança extra.

 

Taxa entrou em vigor nesta terça

 

De acordo com os Correios, a taxa emergencial que entrou em vigor hoje 6 de março se aplica à cidade do Rio de Janeiro e região metropolitana. O reajuste é sobre os serviços de encomendas. Para o interior do estado e correspondências, não haverá essa cobrança.

 

Em nota, a empresa diz que essa taxa emergencial segue uma prática já adotada pelo mercado. “Devido ao elevado número de roubo de cargas, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC), em decisão com as transportadoras brasileiras, criou a Emex – Taxa de Emergência Excepcional, que vigora desde março de 2017 na região metropolitana do Rio de Janeiro”, informou.

Com Agência Brasil

Seções de submarino Riachuelo são transportadas para estaleiro em Itaguaí

Projeto visa também a construção de submarino brasileiro com propulsão nuclear

A Marinha do Brasil (MB) e a empresa Itaguaí Construções Navais (ICN) transferiram, neste final de semana, para o Estaleiro de Construção, na Ilha da Madeira, no Complexo Naval de Itaguaí, três seções unidas do S40 Riachuelo, o primeiro submarino convencional do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). O programa prevê outras três unidades convencionais e o primeiro submarino brasileiro com propulsão nuclear.

O trajeto, de cerca de cinco quilômetros, foi percorrido em 11 horas, começando na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), que também fica em Itaguaí. A operação logística exigiu um planejamento de meses e incluiu a retirada de trechos da rede elétrica.

Neste domingo, ocorreu a etapa mais complexa da operação, com interrupções pontuais do tráfego na BR-493, para dar passagem ao veículo especial (prancha móvel) de 320 rodas que transportou as 619 toneladas das três seções, com 39,86 metros de comprimento e 12,30 metros de altura.

As duas seções restantes do Riachuelo, pesando 487 toneladas e medindo 30 metros, serão, em breve, transferidas, separadamente, para o Estaleiro de Construção, onde o submarino entrará em montagem final, a fim de ser lançado ao mar no segundo semestre de 2018.

Fonte: Marinha do Brasil

IPVA 2018 – Veja datas e descubra os valores

São isentos de pagar o imposto os veículos com mais de 15 anos de fabricação, além de outros casos previstos em lei, como veículos adaptados para portadores de deficiência física, de aluguel e reboque etc.

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA RJ), já tem datas definidas para pagamentos.  Os motoristas tem a opção de pagar em uma única parcela ou parcelar em até 3 vezes o débito.

No Rio, O Detran disponibiliza todas as informações para serem consultadas de forma rápida e fácil através do site do órgão.   Nos atendimentos presenciais também é possível resolver as pendências e consultar o que precisamos, porém isto leva mais tempo.

Esse imposto é de responsabilidade, não só do Rio de Janeiro, como também de todos os estados brasileiros. A cobrança dele ocorre de forma anual, ou seja, uma vez por ano e os proprietários de veículos que não são isentos devem efetuar o pagamento desse imposto.

 

Veja as datas pelo final da placa

 

 

Como calcular o valor do IPVA de seu carro

O contribuinte deve multiplicar o valor venal que está na tabela pela alíquota referente ao veículo.

 

Por exemplo, se for automóveis de passeios e camionetas, inclusive flex, à gasolina ou a diesel — exceto utilitários — a alíquota é de 4,0%. Basta multiplicar 0,04 pelo valor venal referente ao veículo.

Lembrando que quem pagar o IPVA 2018 de forma integral terá um desconto de 3%, o mesmo concedido este ano. A data para pagamento da cota integral será a partir do dia 22 de janeiro, de acordo com o final da placa do veículo.

 

 

Formas de pagamento do IPVA 2018 RJ

 

Pagamento em cota única: O motorista pode receber um desconto de 10% no valor total da dívida. É necessário efetuar o pagamento dentro do prazo de vencimento estabelecido pelo Detran;

Pagamento parcelado: Esta forma de pagamento não tem nenhum desconto concedido, mas o cidadão poderá efetuar em 3 vezes, com valores iguais para cada parcela e sem incidência de juros.

Essas são as duas opções disponíveis e o cidadão precisa escolher qual delas vai utilizar para efetuar o pagamento do IPVA Rio de Janeiro. A emissão da guia de recolhimento online poderá ocorrer tanto para aqueles que desejam pagar à vista, como também para aqueles que desejam pagar parcelado.

 

Consulta IPVA 2018 RJ

Nada melhor para ter conhecimento sobre o seu veículo do que consultando o RENAVAM do mesmo. No próximo tópico deixamos as instruções sobre como isso pode ser realizado, mas antes gostaríamos de mencionar como o cálculo do valor do IPVA Rio de Janeiro é feito.

 

O valor do imposto é calculado em cima do veículo do proprietário e suas características. Além do valor do automóvel, aplica-se também uma alíquota para que o cálculo possa ocorrer. Todos os anos, esses dois dados passam por alterações e portanto, não tem valor padrão.

 

 

Como pagar o IPVA 2018 RJ

IPVA 2018 RJ

 

O processo de pagamento IPVA RJ requer atenção, ela deve ser voltada para o prazo estabelecido pelo Detran do estado, evitando assim a perda do desconto que sempre tem data fixa estabelecida e também onde efetuar o pagamento da guia de recolhimento.

 

A guia do imposto é um documento que pode ser obtido também pela internet ou pelos atendimentos presenciais, mas o próprio Detran costuma fazer o envio do boleto diretamente no endereço do cidadão.

 

Caso você precise obter a guia de recolhimento, siga as instruções abaixo veja como é simples o procedimento:

 

Passo 01 – Acesse o site http://www.fazenda.rj.gov.br e em seguida clique na opção “Cidadão” e depois “Emissão da guia de pagamento (GRD)”.

 

Passo 02  – Feito isso, o sistema vai te redirecionar para uma página do Bradesco onde você deverá informar os dados pedidos para obter o documento.

 

Passo 03 – Para fazer a emissão da guia será necessário informar o número do Renavam e os caracteres da imagem gerada na tela.

 

O cidadão poderá fazer a emissão da segunda via online do IPVA 2018 Rio de Janeiro tanto para pagamentos em conta única, como também para pagamentos parcelados. O sistema vai te dar essas duas opções e você deverá escolher aquela referente ao tipo de documento que deseja obter.

 

 Conclusão

O processo de resolução de pendências em órgãos públicos passou por significativas alterações nos últimos anos e hoje tem recursos para atender de forma mais rápida o cidadão que precisa usar constantemente os serviços.

 

Cabe ao cidadão utilizar as ferramentas que irão facilitar as suas vidas. Aqui deixamos as principais instruções sobre como você pode realizar isso. Não se preocupe com o fato de ter custos para isso, porque isso não se aplica aos órgãos públicos.

Veículos isentos de pagar IPVA por Estado pelo tempo de fabricação

Cabe ressaltar que os veículos isentos do IPVA não ficam isentos do DPVAT, devendo o proprietário acessar o site da seguradora Líder para imprimir a guia para pagamento no caso do Estado do Rio de Janeiro.

 

Boletos falsos – CUIDADO

Um novo golpe tem atingido proprietários de veículos no Estado. De acordo com a Secretaria de Estado de Fazenda, a estratégia dos fraudadores enviando falsos boletos para pagamento do IPVA 2018. No entanto, a pasta alerta aos contribuintes que não envia o documento para recolhimento do imposto, nem por e-mail ou correspondência física.

Segundo a Fazenda, a secretaria tem registrado ligações de contribuintes informando que estão recebendo boletos em suas residências ou através de links em e-mails. Por isso, a pasta pede que a população redobre a atenção neste período de vigência do pagamento do imposto.

Os únicos boletos oficiais são os gerados pelo banco Bradesco ou no portal da Fazenda. Em caso de dúvida, o contribuinte deve entrar em contato com a Ouvidoria da Secretaria de Estado de Fazenda, por meio dos contatos: (21) 2334-4764 / 2334-4770, ou pelo endereço eletrônico: ouvidoria@fazenda.rj.gov.br.

O calendário com as datas de vencimento do IPVA 2018 está disponível no site da Fazenda, em www.fazenda.rj.gov.br. Os boletos poderão ser gerados no site a partir do dia 10 de janeiro.

LINKS ÚTEIS:

http://odia.ig.com.br/economia/2017-12-26/governo-divulga-tabela-com-valores-de-veiculos-para-calcular-ipva-2018.html

https://oglobo.globo.com/rio/governo-divulga-tabela-com-valores-de-veiculos-para-calculo-do-ipva-2018-22229008

http://www.fazenda.rj.gov.br/sefaz/faces/menu_structure/legislacao/legislacao-estadual-navigation/coluna2/menu_legislacao_resolucoes/Resolucoes-Tributaria?_afrLoop=10525485070303633&_afrWindowMode=0&_afrWindowId=vwybdm5xl&_adf.ctrl-state=brzlrvq46_1

https://d37iydjzbdkvr9.cloudfront.net/arquivos/2017/12/26/valores-venais.pdf