Arquivo da categoria: Trânsito

Guia para pagamento do IPVA está liberado desde ontem quarta-feira

Imposto poderá ser pago em cota única ou em três parcelas. DPVAT terá boleto em separado

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro já disponibilizou desde quarta-feira, a Guia para Regularização de Débitos (GRD) para o pagamento do IPVA de 2018. O IPVA 2018 deverá ser pago em cota única ou em três parcelas mensais. A guia para pagamento pode ser emitida no site do Bradesco. Acesse  https://banco.bradesco/html/classic/index.shtm e vá na seção Emissão da GRD.

Em 2018, na guia de pagamento relativa à cota única e à primeira parcela, além do imposto, poderá constar a cobrança das taxas devidas ao Detran-RJ, como taxa de licenciamento anual e taxa de emissão do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Pagamento do DPVAT em separado

A partir deste ano, a cobrança do seguro obrigatório DPVAT não constará mais na GRD. A guia do seguro obrigatório deverá ser emitida em separado.

Para efetuar o pagamento, o contribuinte deve emitr o boleto próprio no site da Seguradora Líder, que administra o seguro DPVAT, no endereço https://pagamento.dpvatsegurodotransito.com.br .O boleto pode ser pago em qualquer banco conveniado à seguradora.

 

Anúncios

IPVA 2018 – Veja datas e descubra os valores

São isentos de pagar o imposto os veículos com mais de 15 anos de fabricação, além de outros casos previstos em lei, como veículos adaptados para portadores de deficiência física, de aluguel e reboque etc.

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA RJ), já tem datas definidas para pagamentos.  Os motoristas tem a opção de pagar em uma única parcela ou parcelar em até 3 vezes o débito.

No Rio, O Detran disponibiliza todas as informações para serem consultadas de forma rápida e fácil através do site do órgão.   Nos atendimentos presenciais também é possível resolver as pendências e consultar o que precisamos, porém isto leva mais tempo.

Esse imposto é de responsabilidade, não só do Rio de Janeiro, como também de todos os estados brasileiros. A cobrança dele ocorre de forma anual, ou seja, uma vez por ano e os proprietários de veículos que não são isentos devem efetuar o pagamento desse imposto.

 

Veja as datas pelo final da placa

 

 

Como calcular o valor do IPVA de seu carro

O contribuinte deve multiplicar o valor venal que está na tabela pela alíquota referente ao veículo.

 

Por exemplo, se for automóveis de passeios e camionetas, inclusive flex, à gasolina ou a diesel — exceto utilitários — a alíquota é de 4,0%. Basta multiplicar 0,04 pelo valor venal referente ao veículo.

Lembrando que quem pagar o IPVA 2018 de forma integral terá um desconto de 3%, o mesmo concedido este ano. A data para pagamento da cota integral será a partir do dia 22 de janeiro, de acordo com o final da placa do veículo.

 

 

Formas de pagamento do IPVA 2018 RJ

 

Pagamento em cota única: O motorista pode receber um desconto de 10% no valor total da dívida. É necessário efetuar o pagamento dentro do prazo de vencimento estabelecido pelo Detran;

Pagamento parcelado: Esta forma de pagamento não tem nenhum desconto concedido, mas o cidadão poderá efetuar em 3 vezes, com valores iguais para cada parcela e sem incidência de juros.

Essas são as duas opções disponíveis e o cidadão precisa escolher qual delas vai utilizar para efetuar o pagamento do IPVA Rio de Janeiro. A emissão da guia de recolhimento online poderá ocorrer tanto para aqueles que desejam pagar à vista, como também para aqueles que desejam pagar parcelado.

 

Consulta IPVA 2018 RJ

Nada melhor para ter conhecimento sobre o seu veículo do que consultando o RENAVAM do mesmo. No próximo tópico deixamos as instruções sobre como isso pode ser realizado, mas antes gostaríamos de mencionar como o cálculo do valor do IPVA Rio de Janeiro é feito.

 

O valor do imposto é calculado em cima do veículo do proprietário e suas características. Além do valor do automóvel, aplica-se também uma alíquota para que o cálculo possa ocorrer. Todos os anos, esses dois dados passam por alterações e portanto, não tem valor padrão.

 

 

Como pagar o IPVA 2018 RJ

IPVA 2018 RJ

 

O processo de pagamento IPVA RJ requer atenção, ela deve ser voltada para o prazo estabelecido pelo Detran do estado, evitando assim a perda do desconto que sempre tem data fixa estabelecida e também onde efetuar o pagamento da guia de recolhimento.

 

A guia do imposto é um documento que pode ser obtido também pela internet ou pelos atendimentos presenciais, mas o próprio Detran costuma fazer o envio do boleto diretamente no endereço do cidadão.

 

Caso você precise obter a guia de recolhimento, siga as instruções abaixo veja como é simples o procedimento:

 

Passo 01 – Acesse o site http://www.fazenda.rj.gov.br e em seguida clique na opção “Cidadão” e depois “Emissão da guia de pagamento (GRD)”.

 

Passo 02  – Feito isso, o sistema vai te redirecionar para uma página do Bradesco onde você deverá informar os dados pedidos para obter o documento.

 

Passo 03 – Para fazer a emissão da guia será necessário informar o número do Renavam e os caracteres da imagem gerada na tela.

 

O cidadão poderá fazer a emissão da segunda via online do IPVA 2018 Rio de Janeiro tanto para pagamentos em conta única, como também para pagamentos parcelados. O sistema vai te dar essas duas opções e você deverá escolher aquela referente ao tipo de documento que deseja obter.

 

 Conclusão

O processo de resolução de pendências em órgãos públicos passou por significativas alterações nos últimos anos e hoje tem recursos para atender de forma mais rápida o cidadão que precisa usar constantemente os serviços.

 

Cabe ao cidadão utilizar as ferramentas que irão facilitar as suas vidas. Aqui deixamos as principais instruções sobre como você pode realizar isso. Não se preocupe com o fato de ter custos para isso, porque isso não se aplica aos órgãos públicos.

Veículos isentos de pagar IPVA por Estado pelo tempo de fabricação

Cabe ressaltar que os veículos isentos do IPVA não ficam isentos do DPVAT, devendo o proprietário acessar o site da seguradora Líder para imprimir a guia para pagamento no caso do Estado do Rio de Janeiro.

 

Boletos falsos – CUIDADO

Um novo golpe tem atingido proprietários de veículos no Estado. De acordo com a Secretaria de Estado de Fazenda, a estratégia dos fraudadores enviando falsos boletos para pagamento do IPVA 2018. No entanto, a pasta alerta aos contribuintes que não envia o documento para recolhimento do imposto, nem por e-mail ou correspondência física.

Segundo a Fazenda, a secretaria tem registrado ligações de contribuintes informando que estão recebendo boletos em suas residências ou através de links em e-mails. Por isso, a pasta pede que a população redobre a atenção neste período de vigência do pagamento do imposto.

Os únicos boletos oficiais são os gerados pelo banco Bradesco ou no portal da Fazenda. Em caso de dúvida, o contribuinte deve entrar em contato com a Ouvidoria da Secretaria de Estado de Fazenda, por meio dos contatos: (21) 2334-4764 / 2334-4770, ou pelo endereço eletrônico: ouvidoria@fazenda.rj.gov.br.

O calendário com as datas de vencimento do IPVA 2018 está disponível no site da Fazenda, em www.fazenda.rj.gov.br. Os boletos poderão ser gerados no site a partir do dia 10 de janeiro.

LINKS ÚTEIS:

http://odia.ig.com.br/economia/2017-12-26/governo-divulga-tabela-com-valores-de-veiculos-para-calcular-ipva-2018.html

https://oglobo.globo.com/rio/governo-divulga-tabela-com-valores-de-veiculos-para-calculo-do-ipva-2018-22229008

http://www.fazenda.rj.gov.br/sefaz/faces/menu_structure/legislacao/legislacao-estadual-navigation/coluna2/menu_legislacao_resolucoes/Resolucoes-Tributaria?_afrLoop=10525485070303633&_afrWindowMode=0&_afrWindowId=vwybdm5xl&_adf.ctrl-state=brzlrvq46_1

https://d37iydjzbdkvr9.cloudfront.net/arquivos/2017/12/26/valores-venais.pdf

 

Petrobrás eleva preço da gasolina em 1,8% a partir de terça-feira

Paralelamente, a petroleira irá reduzir as cotações do diesel em 0,2%

De novo. A Petrobrás vai elevar os preços da gasolina em 1,8 por cento nas refinarias a partir de terça-feira, informou a estatal nesta segunda-feira em comunicado no seu site.

Paralelamente, a petroleira irá reduzir as cotações do diesel em 0,2 por cento.

Os reajustes fazem parte da nova sistemática de formação de preços da empresa, em vigor desde julho e que prevê alterações quase que diários para os valores.

Essa será a sétima vez no ano que a gasolina terá aumento no país. O que mais chama atenção é que a gasolina brasileira é vendida a preços mais baratos em países vizinhos como Paraguai e Bolívia. Aqui os preços são abusivos devido aos altos índices de impostos cobrados pelo governo. ISSO É BRASIL.

Acidente envolvendo nove carros interditou a Rio – Santos no começo da tarde

Um acidente que ocorreu no começo da tarde (08) na Rio – Santos na altura da entrada da Casa da Moeda em Itaguaí, deixou o trânsito interditado por algumas horas na via. Ainda não se tem informações das causas  da imensa colisão. Algumas testemunhas relataram ter sido imprudência de um dos motoristas dos caminhões envolvidos. As primeiras informações dão conta que as vitimas tiveram apenas ferimentos leves. Ao todo nove veículos se envolveram no acidente.

Motorista poderá consultar a identificação do agente responsável pela multa de trânsito

Contran emitiu uma resolução que vai liberar as informações dos agentes de trânsito na internet

Quem for multado e quiser identificar o agente de trânsito que aplicou a penalidade poderá buscar essa informação na internet. Listas com os códigos e nomes dos agentes e autoridades de trânsito que atuam na fiscalização e são responsáveis pelas anotações das infrações deverão estar disponíveis online para pesquisa.

A determinação conta da Resolução 709 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada na edição desta segunda, dia 30 de outubro, do Diário Oficial da União (DOU).

A lista deve ficar disponível no portal de cada órgão que compõe o Sistema Nacional de Trânsito. A resolução prevê também que sejam publicadas na internet cópias dos convênios de fiscalização de trânsito firmados pelos órgãos e entidades executivas de trânsito.

De acordo com o Contran, o intuito das medidas é ampliar a transparência nos processos de infração de trânsito, bem como a garantir a ampla defesa. A resolução entra em vigor a partir da publicação no DOU.

A Agência Brasil procurou o Contran para saber como será a indentificação do agente que aplicou a multa, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Regulamentação

Outra resolução publicada nesta segunda (30) regulamenta e unifica os procedimentos para que a multa seja aplicação a pessoa jurídica proprietária do veículo quando o condutor que cometeu a infração não for identificado.

A Resolução 710, que entra em vigor em 30 dias, regulamenta o parágrafo oitavo do Artigo 257 do Código Brasileiro de Trânsito e determina que a notificação da penalidade tenha registrada a identificação do órgão de trânsito que aplicou a penalidade, o nome da pessoa jurídica proprietária do veículo, descrição da penalidade e valor da multa, entre outras informações.

(com Agência Brasil)

Motorista que estourar limite de 20 pontos perderá carteira por pelo menos seis meses

Antes, a punição mínima era de um mês. Mudança valerá a partir desta quarta-feira (1º)

O motorista que estourar 20 pontos em multas de trânsito perderá a Carteira Nacional de Habilitação (CHN) agora pelo prazo mínimo de seis meses. A regra valerá a partir desta quarta-feira (1º de novembro). Antes, a punição inicial era de apenas um mês. O tempo máximo continua de 12 meses.

A mudança de prazos foi estabelecida em uma lei federal aprovada em novembro do ano passado. Se o motorista é reincidente, o limite mínimo de punição passou para oito meses — até agora, era de seis meses. A mudança na lei vale apenas para infrações cometidas a partir do dia 1º de novembro de 2016. Isso porque a punição ocorre para motoristas que atingem 20 pontos em multas no intervalo de 12 meses.

Quando a pontuação é alcançada, o infrator é notificado pelo Detran sobre a instauração do processo. Quanto a permissão de dirigir é revogada, o condutor precisa ir até um posto do departamento de trânsito e entregar o documento, que é devolvido só após o prazo de suspensão correr e depois que o motorista apresenta um certificado de conclusão de um curso de reciclagem.

 

Suspensão

Punição: motorista perde o direito de dirigir por tempo determinado

Quando é aplicada: quando o motorista alcança 20 pontos ou mais no período de 12 meses ou em casos de infrações como dirigir embriagado, conduzir em velocidade acima de 50% do limite da via ou participar de racha.

Como a carteira é recuperada: o condutor entrega a CNH, aguarda o fim do período da punição e se submete a um curso de reciclagem.

Como é o procedimento administrativo de suspensão

1 – O motorista soma 20 pontos ou mais na CNH ou comete infração que prevê suspensão (dirigir embriagado, velocidade acima do 50% permitido ou racha). Após os recursos das infrações, abre-se o processo para suspender o direito de dirigir.

2 – O condutor tem prazo de 15 dias para apresentar a defesa no Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

3 – Se negado, o motorista tem mais 30 dias para levar o seu recurso para a Junta Administrativa de Recursos em Infrações (Jari) do Detran.

4 – Caso o argumento seja rejeitado novamente, o condutor ainda pode recorrer ao Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), última instância administrativa, no prazo de 30 dias.

5 – Se a suspensão for mantida, o motorista é notificado e tem 48 horas para entregar a CNH em um Centro de Formação de Condutores (CFC). Só poderá reaver a licença depois de cumprir o prazo da punição e realizar o curso de reciclagem.

6 – Se o motorista suspenso for flagrado dirigindo, estará cometendo crime de trânsito e será aberto processo de cassação de sua CNH. Se a carteira já estiver cassada, o motorista também estará cometendo crime e sofrerá sanções que podem resultar até em prisão. Caso seja aberto novo procedimento em relação a esse motorista, o tempo que ele ainda tinha de suspensão se somará ao de cassação, que é de dois anos.

Conteúdo Estadão.

Bandidos percorreram 111 km com ambulância roubada em UPA

Médico foi sequestrado para cuidar de ferimentos de traficante

Os bandidos fortemente armados que sequestraram um médico, na madrugada deste domingo, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Complexo da Maré, Zona Norte do Rio, percorreram 111 km com a ambulância, de acordo com informações da 21ª DP (Bonsucesso).

Em depoimento, o médico relatou que os criminosos trafegaram com a ambulância por “bastante tempo” e após pararem em algum lugar que o profissional não soube informar, eles o obrigaram a destravar a maca para retirar o ferido do veículo, que foi recebido por outros homens. O baleado seria o traficante Thiago da Silva Folly, o TH.

“O médico que atuava como clínico geral e no plantão da UPA da Maré pouco esclareceu, apenas disse que o homem estava com ferimentos no braço, cotovelo e antebraço esquerdos, que estava ‘completamente caído’, tendo feito o atendimento básico”, conta o delegado Wellington Vieira, da 21ª DP, na leitura do depoimento.O profissonal de saúde também não conseguiu reconhecer quem seria o homem por fotografias.

No entanto, o médico disse ao delegado que o ferido entrava em choque por diversas vezes, em razão da grande quantidade de sangue por ele perdida, e que conseguiu estabilizar minimamente o paciente.

Segundo Vieira, o profissional seria removido para o Hospital Municipal Souza Aguiar ou para o Hospital Estadual Getúlio Vargas após o atendimento básico, mas os traficantes não permitiram e o obrigaram a entrar na ambulância e foram possivelmente em direção à Baixada pela Rodovia Washington Luiz.

O médico também relatou à polícia que, antes da sua saída da UPA para entrar na ambulância, dois homens fizeram perguntas sobre o quadro de TH, aparentando ser conhecedores da área médica.

Ação teria sido orquestrada para socorrer TH, chefe do tráfico da região

Segundo a polícia, “a operação de guerra” orquestrada pelos traficantes seria para socorrer Thiago da Silva Folly, o TH, chefe do tráfico na região. O profissional, cujo nome é mantido em sigilo para manter sua segurança, deve ser ouvido nesta segunda-feira na 21ª DP (Bonsucesso).

O caso ocorreu por volta de 2h30, após criminosos furarem uma blitz e trocarem tiros com policiais do Batalhão de Policiamento em Vias e Estradas (BPVE) na Avenida Brasil, na altura da Linha Amarela. Um policial militar acabou baleado e, após buscas, foi encontrado um fuzil FAL calibre 762 com luneta próximo a área onde houve o confronto. Na arma havia a inscrição “Tropa do TH”. Os militares envolvidos na ação prestaram depoimento.

De acordo com o delegado Wellington Vieira, da 21ª DP, a ambulância estava no Engenho Novo quando foi acionada para um socorro na Maré. Chegando na comunidade, o motorista, que prestou depoimento na delegacia neste domingo, foi rendido e o médico levado pelos criminosos.

O médico foi mantido sob o poder dos traficantes por pelo menos cinco horas e foi abandonado na Baixada Fluminense, onde o baleado teria sido atendido em uma clínica. Inicialmente o delegado havia informado que o médico seria da UPA da Maré, mas voltou atrás e disse que o mesmo pertence à unidade do Engenho Novo, bairro de onde foi acionada a ambulância.

“Ele disse que tinha muitos traficantes e foi obrigado a tirar o uniforme que usava. Um bandido vestiu e eles roubaram a ambulância. Segundo ele, eram muitos bandidos fortemente armados com fuzis e pistolas. O médico foi obrigado a entrar na ambulância e foi levado pelos bandidos”, disse o delegado, com base no depoimento do motorista.

“Considero isso uma operação de guerra. Eles não fariam isso se não fosse um traficante que não tivesse uma importância para o tráfico. Acredito ser o TH ou um grande aliado dele.” Vieira disse que os envolvidos identificados serão indiciados por roubo, sequestro e associação criminosa.

O Disque-Denúncia oferece R$ 2 mil por informações que levem o TH, ou Riqueza, como também é conhecido, à prisão. Segundo informações, ele faz parte da cúpula da facção TCP, que comanda o tráfico de drogas em 11 das 16 favelas do Complexo da Maré. Ele ganhou o posto após as prisões de Menor P e o seu irmão, Zangado.

Fonte: O Dia