Arquivo da categoria: Tecnologia

Boca está de novo Whatsapp e nova aparência

Mudanças e como sempre ao seu lado

O blog Boca no Trombone Itaguaí agora tem novo número de Whatsapp e nova aparência, mas algo nunca mudará, a eficiência em informar com imparcialidade e estar sempre junto da população de Itaguaí e região.

Nosso Whatsapp agora é 21- 99538-9923. Nele você pode entrar em contato conosco enviando fotos, vídeos, denúncias e reclamações. Com isso você fica ainda mais perto do Boca e pode ter o seu envio virando matéria em nosso blog. Além da mudança de número em nosso Whatsapp, você também notará a mudança em nosso visual.

 

Acesse nossos canais de comunicação e participe!

Nosso email: bocanotromboneitaguai@yahoo.com.br

Nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/bocanotromboneitaguai/

Nosso grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/405243682879920/

Nosso Twitter: https://twitter.com/tromboneitaguai

Nosso canal no Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCDk2_ZriOvvXaCKmx1qvftw/feed ou pesquise por Boca no Trombone Itaguaí

Eu Júlio Andrade quero aproximar você leitor cada vez mais de nosso blog. O Boca tem orgulho de estar desde 2012 ao seu lado, fazendo Itaguaí evoluir. Nosso grupo no Facebook foi o pioneiro na questão de dar a população um espaço democrático visando dar a voz a quem mais merece, você. Nossos canais de comunicação existem para mostar que as pessoas terão sempre espaço para mostrar que a vontade de um povo alavanca uma sociedade. Acabou o tempo em que se escondiam informações. Nosso blog tem o orgulho de ter contribuido para tirar Itaguaí e região do “anafalbetismo” na internet. Temos orgulho de hoje vermos o quanto as pessoas tem mais informações e buscam mais.

O Boca estará sempre informando e contando com você leitor, que merece todo o nosso respeito e admiração. Boca no Trombone Itaguai, sempre ao seu lado.

Anúncios

Monica Iozzi ironiza ‘Super’ Moro: ‘Certeza que prende Aécio e Alckmin’

‘Tô indo dormir tranquila, esse cara + o STF vão acabar com a corrupção no Brasil. Honestos, imparciais, nossos heróis!’, ironiza a atriz no Instagram

Veja

Crítica da Operação Lava Jato, a atriz Monica Iozzi fez uso do Instagram para alfinetar o juiz Sergio Moro, que nesta quinta-feira expediu a ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Viva Moro! Tenho certeza que, assim que Temer, Aécio e Alckmim perderem o foro privilegiado, ele prende os três!”, ironizou Iozzi em um post com uma foto em que Sergio Moro aparece conversando e rindo com Aécio Neves.

“Ah! E o Serra também! O ex-presidente da Odebrecht disse pra Lava-Jato que deu 52 milhões de reais pro José Serra. Certeza que o Moro vai mandar prender o Serra também. O Lula foi só o primeiro. Olha só o estardalhaço que fizeram pra prender o Lula! De boa… Imagina 52 milhões do Serra na Suíça, velho!!! Agora o Moro vai pegar todo mundo, vocês vão ver… Ufa! Tô indo dormir tranquila, esse cara + o STF vão acabar com a corrupção no Brasil. Honestos, imparciais, nossos heróis! Juro que até o ano que vem tá todo mundo na cadeia. Afinal de contas, primeiro a gente tirava a Dilma, né? Agora vai!”

Mais de 2 mil prefeituras terão convênio com programa Internet para Todos

Segundo o ministério, 2,2 mil cidades já estavam prontas para assinar o termo. As primeiras antenas devem começara ser entregues às prefeituras em maio. Itaguaí aderiu quase esgotando o prazo. As inscrições começaram em janeiro

 

O governo federal anunciou no começo da semana que vai assinar o termo de adesão de mais de 2 mil prefeituras ao programa Internet para Todos, que tem como objetivo levar o acesso à rede mundial de computadores a populações que hoje não possuem conexão com o serviço.

 

“O termo de adesão que será assinado pelos prefeitos define a infraestrutura básica e as condições para a participação dos municípios no programa. As prefeituras devem indicar onde serão instaladas as antenas para distribuição do sinal de internet, além de garantir a segurança da área e arcar com as despesas de energia elétrica”, diz nota divulgada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Segundo o ministério, 2,2 mil cidades já estavam prontas para assinar o termo.

 

As primeiras antenas devem começar a ser entregues às prefeituras em maio. “E a expectativa é que sejam instaladas 200 antenas por dia”, diz a nota.

 

A operação será feita por meio da empresa norte-americana Viasat, contratada pela estatal Telebras.

 

A conexão será viabilizada pelo satélite geoestacionário brasileiro, propriedade do governo que está em órbita desde maio do ano passado.

 

Em uma cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer e o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, concretizam a entrada de 2.260 cidades já prontas para assinar o termo de adesão e outras 330 que demonstraram interesse em fazer parte do projeto.

 

O projeto foi iniciado em maio do ano passado, com o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que recebeu 3 bilhões de reais em investimentos. Em órbita por 18 anos, o satélite garantirá conexão a preços reduzidos às cidades participantes, que devem começar a receber antes de recepção do sinal a partir de maio.

 

O governo estima que sejam instaladas cerca de 200 antenas por dia, atendendo até 40.000 áreas que não contam com pouca ou nenhuma conexão de internet.

 

No programa também está prevista a instalação de banda larga em todas as escolas do país, com 7.000 delas recebendo a instalação ainda neste ano, além de hospitais e postos de saúde.

 

Segundo uma pesquisa realizada pelo consórcio Business Software Alliance (BSA), que representa grandes empresas de tecnologia como Microsoft, Adobe e Apple, o Brasil tem atualmente 25 milhões de assinaturas de banda larga fixa, atentando a 12% de toda a população.

 

A média dos países pesquisados é de 21% da população com banda larga. Nossos números de internet via fibra ótica são ainda menores: 1,3 milhão de assinaturas, somente.

 

O Brasil é altamente conectado via celular, no entanto, com 180 milhões de assinaturas ativas de internet móvel, o que representa 89% da população. Se o programa conseguir aumentar nossos índices de acesso, velocidade e levar internet para mais pessoas (a preços mais acessíveis), o efeito direto e indireto para a economia tende a ser gigantesco.

 

É daquelas mudanças menos óbvias, mas que ajudariam a fazer o Brasil pelo menos crescer no ritmo das grandes economias do planeta. Só precisa funcionar.

Município de Itaguaí

A prefeitura de Itaguaí se inscreveu quase no último dia de prazo que era 16 de março. Políticos, moradores e nosso blog, fizeram uma campanha nas redes sociais e por email para que o prefeito da cidade Charlinho MDB, cadastrasse a cidade no projeto e enviasse o ofício ao Ministério da Ciência e Tecnologia. Tal iniciativa parece ter dado certo e Itaguaí é uma das cidades participantes do Programa, segundo informou o deputado federal Alexandre Valle PR em resposta do chefe de gabinete do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Grupos de vendas no Facebook tem servido para bandidos venderem celulares roubados

Exija a nota fiscal de compra do produto, se negarem não faça negócio

 

Com a crise financeira que atingiu o país, os grupos de Facebook que oferecem a possibilidade de todos venderem mercadorias cresceu muito nos últimos anos. Mas, isso também ajudou muito aos bandidos. Pois, devido a essa nova forma de comércio, eles agora vendem os produtos de seu roubo de forma descarada, em especial smartphones. É fácil notar nesses grupos aparelhos com baixo valor, mesmo sendo marcas que normalmente custam mais. Outro detalhe é que normalmente os produtos duram pouco e até em poucas semanas já não servem mais. Isso se a polícia já não estiver rastreado o aparelho e localizá-lo com o novo comprador. A polícia já está monitorando esses grupos e essa atuação do crime.

Como se proteger

Se você faz parte de um desses grupos fique atento antes de negociar.

  • Desconfie de quem vende muitos produtos ao mesmo tempo e com preços muito baixos
  • Se você desconfiar não entre em contato com o “vendedor.”
  • O mais importante PERGUNTE E EXIJA A NOTA FISCAL DO PRODUTO. Normalmente é aí que você tem a certeza de que a mercadoria nunca foi de fato do “vendedor.”

 

Caso verifique de que se trata de mercadoria roubada entre em contato com a polícia ou faça uma denuncia pelo disque denúncia no telefone 2253-1177

 

Quem é responsabilizado em caso de negócios de produtos roubados?

Assim como em lojas físicas, quem vende ou compra até mesmo pela internet, produtos de roubo, responde criminalmente podendo pegar 10 anos de prisão.

 

Reportagem do Fantástico sobre roubos de celulares

Seções de submarino Riachuelo são transportadas para estaleiro em Itaguaí

Projeto visa também a construção de submarino brasileiro com propulsão nuclear

A Marinha do Brasil (MB) e a empresa Itaguaí Construções Navais (ICN) transferiram, neste final de semana, para o Estaleiro de Construção, na Ilha da Madeira, no Complexo Naval de Itaguaí, três seções unidas do S40 Riachuelo, o primeiro submarino convencional do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). O programa prevê outras três unidades convencionais e o primeiro submarino brasileiro com propulsão nuclear.

O trajeto, de cerca de cinco quilômetros, foi percorrido em 11 horas, começando na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), que também fica em Itaguaí. A operação logística exigiu um planejamento de meses e incluiu a retirada de trechos da rede elétrica.

Neste domingo, ocorreu a etapa mais complexa da operação, com interrupções pontuais do tráfego na BR-493, para dar passagem ao veículo especial (prancha móvel) de 320 rodas que transportou as 619 toneladas das três seções, com 39,86 metros de comprimento e 12,30 metros de altura.

As duas seções restantes do Riachuelo, pesando 487 toneladas e medindo 30 metros, serão, em breve, transferidas, separadamente, para o Estaleiro de Construção, onde o submarino entrará em montagem final, a fim de ser lançado ao mar no segundo semestre de 2018.

Fonte: Marinha do Brasil

Cientistas testam Internet veloz e sem fio que pode substituir fibra ótica

Pesquisadores descobriram uma maneira de desviar fótons de obstáculos no ar. Nova tecnologia é tão rápida quanto Internet por fibra ótica, com a vantagem de não precisar de fios.

 

Distribuir Internet em alta velocidade e sem a necessidade de cabos pode ser possível no futuro graças aos estudos de cientistas da Universidade de Glasgow, na Escócia. Os pesquisadores desenvolveram uma técnica que utiliza luz para transmitir dados pelo ar, fora de uma rede de fibra ótica convencional.

Até então, fótons – partículas de luz que carregam energia e informação – só serviam como meio de conexão confinados em uma rede cabeada. A novidade abre espaço para que, futuramente, a velocidade de transmissão via Wi-Fi seja equiparável ao da fibra ótica, de maneira prática e mais barata, sem a necessidade de cabeamento. Nas linhas a seguir, entenda melhor como funcionaria a tecnologia.

 

Como funciona

O time de especialistas testou com sucesso um método que permite “dobrar” a luz no ar para desviar de obstáculos. Mesmo sem o direcionamento provocado pela camada de vidro da fibra ótica, o sinal de Internet em forma de fótons percorreu cerca de 1,6 km em zona urbana em velocidade superior a 1 Gbps e foi capaz de manter as informações intactas.

Atualmente, redes de fibra ótica atingem velocidades de transmissão na casa dos 10 Gbps. A tecnologia em desenvolvimento promete desempenho equiparável, com custo menor e sem a necessidade da instalação de cabos.

Segundo os cientistas, a descoberta expande as possibilidades de uso da luz para transmitir sinal de Internet pelo ar. Além de não depender de fibra ótica, que responde pelo alto custo da conexão de banda larga no mundo, a nova técnica permite armazenar mais dados em cada fóton, indo além dos usuais 0 e 1 da comunicação binária.

Limitações

A tecnologia desenvolvida na Escócia permite usar luz para transmitir Internet em locais com muitos obstáculos, porém não é capaz de atravessar paredes – ao contrário do sinal do Wi-Fi comum. A tendência é que a novidade seja menos efetiva dentro de prédios e casas.

Ainda assim, os cientistas defendem ao menos duas grandes vantagens na descoberta. De acordo com os estudiosos, a tecnologia permitiria acelerar a entrega de dados em zonas rurais e obter banda larga em qualquer lugar com um investimento mínimo em cabeamento.

Vale lembrar que a técnica para uso de fótons no ar como meio de transmissão de Internet está em fase de pesquisa. Portanto, ainda não há previsão de lançamento no mercado.

Fonte: Techmundo

Novo recurso do WhatsApp mostra aos amigos onde você está

Localização Atual, nome do novo recurso, compartilha com contatos selecionados a sua localização. Tudo é feito com criptografia ponta-a-ponta

O WhatsApp está recebendo um novo recurso que permitirá que usuários compartilhem onde estão com amigos e familiares em tempo real. Ele foi batizado pela empresa de Localização Atual.

 

“A Localização Atual permite, de maneira simples e segura, informar as pessoas onde você está por um determinado período e em tempo real”, explica o WhatsApp em um texto publicado em seu blog.

 

A empresa ressalta que, assim como acontece em todo conteúdo compartilhado no app, a localização também contará com criptografia ponta-a-ponta. O usuário poderá escolher com quem e por quanto tempo quer compartilhar a localização pelo smartphone.

 

Para compartilhar sua localização em tempo real, basta ir no menu de inserir anexos em uma conversa e clicar em localização. Antes, era possível compartilhar apenas a localização atual por ali. Agora, será possível acessar a opção de Localização Atual, onde o usuário configurará com quem e por quanto tempo quer compartilhar essa informação.

 

O recurso pode ser usado por questões de segurança ou simplesmente para facilitar o encontro entre duas ou mais pessoas.

 

O novo recurso foi anunciado na última terça – feira 17 e deve chegar gradativamente aos usuários, informa o WhatsApp. Para ter acesso aos recursos mais recentes do aplicativo, tenha sempre a versão mais atual instalada.

Para mais informações, veja o texto no blog oficial do aplicativo