Arquivo da categoria: Segurança

Posto de Saúde Central de Itaguaí é assaltado pela quinta vez este ano

Assista o vídeo feito por uma paciente, onde ela desabafa sobre a situação de Itaguaí. Sala para exames íntimos femininos (colposcopia), foi destruída

Itaguaí é uma vergonha administrativa generalizada. A saúde que já é um caos pela desastrosa administração municipal, acarreta com mais um local público assaltado. Segundo o Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Itaguaí (Muspi), o posto Central e principal posto da cidade, foi assaltado pela quinta vez em menos de vinte dias. Os bandidos entraram no final de semana, quando o local estava vazio e destruiram a sala de colposcopia e o aparelho, inviabilizando o exame preventivo de milhares de mulheres. O exame de colposcopia, é um exame realizado pelo ginecologista (ou a mando dele) para avaliar a vulva, vagina e colo do útero de maneira detalhada. Nele, é utilizado o colposcópio, uma espécie de binóculo que ilumina e amplia a visão da região.

Não há nenhum sistema interno de vigilância, bem como nenhum segurança no local. As câmeras que existiam, assim como em diversos outros setores públicos da cidade, não mais funcionam pela simples falta de manutenção.

Segundo o Muspi, a prefeitura pretende tercerizar a segurança publica se aproveitando da suposta onda de furtos nas estruturas publicas. Ainda segundo o sindicato 3 equipamentos públicos foram saqueados só nesse final de semana.
Centro de Referência Especializado à População em Situação de Rua, ( Centro Pop), saqueado pela 3°vez este ano, Caps Ad saqueado, além do
Posto do Centro saqueado pela 5°vez

Enviamos um email para a assessoria de imprensa da prefeitura de Itaguaí para falar sobre o caso, mas, como tem ocorrido em todos os acontecimentos relacionados a assaltos nas repartições públicas da cidade, não tivemos retorno.

Anúncios

Colégio estadual Maria de Britto é assaltado em Itaguaí

Alunos tiveram seus celulares roubados e um professor foi ameaçado. Escolas municipais tem sofrido também com assaltos e violência. Mas diferente da prefeitura de Itaguaí e dirigentes escolares da cidade, direção e secretaria do Estado passaram os detalhes do ocorrido e das providências que serão adotadas

Jornal Atual

O Colégio Estadual José Maria de Brito, localizada na Avenida Deputado Octavio Cabral em frente ao terminal rodoviário, em Itaguaí, foi assaltado na tarde de ontem (10).

Segundo informações da diretora da instituição, Zélia Maria Corrêa, um homem armado invadiu o local, fez a secretária de refém e ordenou que ela o levasse para uma das salas de aula onde estavam os alunos, que tiveram seus celulares roubados pelo suspeito. “Foi um momento de terror, alunos e professores estão bastante assustados. Peço que os pais dos alunos prestem queixa na delegacia.”

Ainda de acordo com a diretora, o suspeito estava muito alterado e chegou a ameaçar um dos professores. O crime aconteceu por volta de 13h30 da tarde. Após roubar os celulares o criminoso fugiu com um comparsa que o esperava do lado de fora em uma moto. A diretora disse que após roubo acionou a Polícia Militar que mandou uma viatura para o local. Ela disse ainda que comunicou o fato na Corregedoria Regional Metropolitana VI e registrou a ocorrência na 50ª DP( Itaguaí).

Os pais dos alunos ficaram revoltados com situação, e cobraram mais segurança por parte das autoridades, já que a escola está localizada numa das principais vias do município e não tem segurança,nem porteiro, ficando vulnerável a esse tipo de crime.

ASSALTOS NA REDE MUNICIPAL

Não é de hoje que a falta de segurança e o descaso do poder público assola as escolas municipais de Itaguaí. Pais, professores e estudantes da rede municipal de Itaguaí sofrem com uma rotina de medo. Assaltos em escolas têm sido comuns em horário de aula. Na semana passada, criminosos invadiram o prédio e arrombaram portas e janelas da Creche Municipal Estrela do Céu.

Segundo informações da diretora da instituição, Zélia Maria Corrêa, um homem armado invadiu o local, fez a secretária de refém e ordenou que ela o levasse para uma das salas de aula onde estavam os alunos, que tiveram seus celulares roubados pelo suspeito. “Foi um momento de terror, alunos e professores estão bastante assustados. Peço que os pais dos alunos prestem queixa na delegacia.”

Ainda de acordo com a diretora, o suspeito estava muito alterado e chegou a ameaçar um dos professores. O crime aconteceu por volta de 13h30 da tarde. Após roubar os celulares o criminoso fugiu com um comparsa que o esperava do lado de fora em uma moto. A diretora disse que após roubo acionou a Polícia Militar que mandou uma viatura para o local. Ela disse ainda que comunicou o fato na Corregedoria Regional Metropolitana VI e registrou a ocorrência na 50ª DP( Itaguaí).

Os pais dos alunos ficaram revoltados com situação, e cobraram mais segurança por parte das autoridades, já que a escola está localizada numa das principais vias do município e não tem segurança,nem porteiro, ficando vulnerável a esse tipo de crime.

ASSALTOS NA REDE MUNICIPAL

Não é de hoje que a falta de segurança e o descaso do poder público assola as escolas municipais de Itaguaí. Pais, professores e estudantes da rede municipal de Itaguaí sofrem com uma rotina de medo. Assaltos em escolas têm sido comuns em horário de aula. Na semana passada, criminosos invadiram o prédio e arrombaram portas e janelas da Creche Municipal Estrela do Céu.

Fonte: Jornal Atual de Itaguaí

Após decisão da justiça “Expo Itaguaí 2018” se torna inviável de ocorrer

Com a decisão e metade dos cachês dos artistas já pagos e sem garantias dos outros 50%, Anitta, Luan Santana e Cia ficam distantes da cidade. Quase um milhão jogado no ralo e prejuízos por contratação de outros serviços. Prefeito é visto supostamente no MP, em nota divulgada, a prefeitura disse que vai recorrer da decisão.

Matéria abaixo do Jornal Atual de Itaguaí

De acordo com a Justiça, prioridade do governo Charlinho, de optar por festa em tempo de crise, afronta o interesse público ao violar direitos dos cidadãos

IMPEDIMENTO Sempre aguardada com grande expectativa pela população da cidade e região, a Expo Itaguaí não terá uma edição esse ano, apesar de todos os preparativos anunciados pela Prefeitura de Itaguaí, incluindo o convite a artistas do primeiro time do show business nacional, num evento orçado em R$ 6.199.316,67. Acatando liminar objeto de ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, o juiz Richard Robert Fairclough, da Comarca de Itaguaí, decidiu suspender qualquer pagamento destinado ao evento, o que compromete a sua realização já nesta quarta-feira (4).

Na verdade, a decisão do juiz da Comarca de Itaguaí impede os pagamentos relacionados à realização da festa, o que, na prática, inviabiliza a sua realização. Em sua decisão o magistrado analisa que diante do sucateamento de setores sensíveis do município, há ilegalidade no pagamento antecipado de contratos. Além disso, o juiz sustenta que a realocação de despesas do evento para a conta da Secretaria Municipal de Eventos se deu em valor acima dos limites permitidos pela Lei Orçamentária Anual do município, contrariando, inclusive, um parecer do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, que recomendava o contingenciamento de despesas.

Em seu despacho, o juiz prossegue classificando como pública e notória a trágica situação financeira do município de Itaguaí, com reflexo direto no pagamento dos servidores, nas escolas, e principalmente na rede de saúde municipal. Para sustentar suas ponderações, ele acentua que tais denúncias foram evidenciadas amplamente pela mídia. Ele cita ainda a decretação do estado de calamidade financeira no município, o que por si só recomendaria maior critério nas despesas e a priorização de necessidades sociais essenciais.

O titular da Comarca de Itaguaí sugere a necessidade imperiosa de verificar a fundo a origem das receitas destinadas à festa, de modo a compatibilizá-las com os gastos dela decorrentes, incluindo aí se há legalidade na destinação dos royalties para despesas correntes. Mesmo assim, ele salienta que inicialmente não parece adequada a destinação da receita, tampouco a realocação de despesas da forma como foi realizada. O juiz assegura ainda que foge à regra a antecipação do pagamento realizado antes da liquidação, apesar de os contratados serem pessoas de boa fé.

Para juiz, administrador deve focar interesse público

Além dos aspectos técnicos, financeiros e orçamentários que a realização da Expo 2018 envolve, o magistrado alerta que é necessário verificar se a opção de despesas pelo governo Charlinho foi adequada com a finalidade pública. “A discricionariedade não é uma carta em branco nas mãos do administrador. Toda atuação pública deve ter por norte o interesse público, mormente os direitos individuais e sociais básicos, dentre os quais destacamos a salário (alimentação e dignidade), educação e saúde, sob pena de sairmos do campo da discricionariedade, necessária e licita, e passarmos para a arbitrariedade, obscura e ilegal”, sentenciou ele no despacho.

Desobediência pode gerar multa

Considerando que há razões suficientes para acolher o pedido liminar, o juiz conclui a decisão acrescentando que na preservação do que é público, impõe-se cautela e seriedade, determinando que a Prefeitura de Itaguaí se abstenha de realizar qualquer pagamentos decorrente de despesas relacionadas a Expo Itaguaí 2018 , sob pena de multa no valor de 30% do valor pago, recaindo sobre a autoridade administrativa que autorizar/determinar o pagamento. Essa decisão, segundo o juiz, leva em conta o fato de que se deve preservar a destinação correta das receitas municipais, evitando que ela seja prejudicada caso, no futuro, seja constatada alguma irregularidade. Esse futuro tem um novo capítulo no dia 31 de julho de 2018, quando designou audiência para tratar do assunto.

Condenação ainda não cumprida

O atropelo que Charlinho enfrenta agora com a decisão do Ministério Público de impedir gastos com a Expo 2018 é mais um capítulo de uma história marcada por trombadas com os preceitos legais. Um dos episódios mais marcantes de seu currículo nada abonador é a condenação a 14 anos de prisão, em decisão de 2016 do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, pelos crimes de fraude em licitação, corrupção passiva e associação criminosa.

Na ocasião, os desembargadores acataram denúncia do Ministério Público Federal de que Charlinho favoreceu empresas e aceitou propina para aquisição de ambulâncias em Itaguaí e Mangaratiba. Ainda de acordo com o MPF, entre os anos de 2000 e 2006, Charlinho fraudou licitações, superfaturou preços, além de omitir publicações na imprensa oficial e exigir marcas específicas de veículos.

Fonte Jornal Atual

Charlinho no MP

Uma foto enviada ao nosso blog via Whatsapp, mostra o prefeito aparentemente no saguão da sede do Ministério Público. Em nota agora por volta das nove da noite, a prefeitura alegou que vai requerer ao Judiciário reconsideração para que a administração do município possa realizar pagamentos decorrentes de despesas relacionadas à Expo Itaguaí 2018.

A Prefeitura ainda alegou que o valor previsto de gastos com a Expo Itaguaí 2018 será de R$ 1.890.000,00 e finalizou dizendo que todas as informações sobre a realização da Expo Itaguaí 2018 serão fornecidas através do site e das redes sociais da Prefeitura.

Gastos com Expo contradizem situação pública em Itaguaí

Sindicato teve acatada denúncia contra gastos com festa ao invés de investimentos em áreas emergenciais. Clique nos trechos do texto em destaque e veja várias matérias sobre os temas citados.

Festa, confraternização pelos 200 anos de Itaguaí é super válida. Desde que, houvesse investimentos em setores que estão completamente abandonados pelo governo Charlinho (MDB). A área da saúde e educação da cidade é catastrófica. Alunos não tem uniformes escolares e ainda veem os que estavam armazenados em um galpão, serem incinerados a custo de quase 9 mil reais. Além claro das escolas terem seus prédios com graves problemas estruturais, como vazamentos, rachaduras entre outros. Para se ter uma idéia, muitas salas em especial nas creches, há berçários interditados devido ao mofo e pelas infiltrações. Problemas com a merenda escolar que é fracionada e falta de muitos alimentos que já foram comprovados, mesmo a prefeitura tentando fingir que está tudo normal. Já na saúde o hospital da cidade é um reservatório de lixo, armazenado inadequadamente, infiltrações com mofos, falta de materiais básicos como álcool, gazes, esparadrapos, dentre vários outros que são essenciais para um atendimento básico. Se formos mais a fundo, vemos um tomógrafo encaixaotado desde 2015 no hospital, sem ser instalado, em uma cidade que não tem esse aparelho em funcionamento. Se chegarmos aos servidores, eles tiveram direitos sendo retirados, como o auxílio alimentação, redução em 50% no auxilio transporte (esses dois auxílios criados pelo próprio prefeito atual às vésperas de sair da prefeitura, para obrigar o recente prefeito eleito na época a ter gastos acima do esperado), criação de leis municipais que violando a Constituição da República, congelaram por 24 meses a revisão anual dos servidores, algo obrigatorio, os tratamentos nada humanos que pressionam os trabalhadores diariamente, com ordens expressas aos chefes imediatos de punir e abrir processos com relatórios que prejudiquem os funcionários e atrasos em vencimentos como as férias de 2017, 2018, os dissídios de 2016, 2017, 2018, redução brusca nos valores mensais que atingiram 30% do salário dos trabalhadores e insegurança diante de constantes assaltos que tem deixado-os em pânico e com pertences frequentemente roubados.

Slide2Hospital com lixo armazenado de forma inadequada, causando riscos de contaminações e atrações para ratos e baratas, além de poder causar infecções hospitalares em pacientes

 

36222538_10212934334014893_8007759256860229632_nBerçario interditado na creche 26 de dezembro devido ao mofo no berçário. Cenário que se mantem e piora desde o começo de 2017

 

O descaso é tão vergonhoso, que o prefeito os seus secretários em especial o da saúde, sequer se dirigem à população para dar satisfações. Verbas oriundas do governo federal chegaram aos cofres do governo. Só que ninguém sabe e ninguém viu para onde foi tanto dinheiro. Mas, a Expo vem aí. Para a festa há verbas e dispensa de licitações. Só com segurança particular, a prefeitura vai gastar mais de 1 milhão de reais do bolso do contribuinte. Com banheiros químicos mais de 300 mil e com os cantores quase outro milhão. Fora os valores que ainda não foram divulgados. Há uma estimativa de gastos possíveis em torno de pelo menos 5 milhões de reais com a festa da controvérsia.

screenshot_20180606-1826261226355041

Gasto de quase R$ 1 milhão para contratações de shows

picsart_06-06-061066346261

Mais de 1 milhão de reais com gastos em segurança privada para a Expo 2018. Município tem apenas 9 guardas municipais

Mais de 300 mil reais gastos com banheiros químicos

chequeParlamentar Alexandre Valle (PR), entregando cheque de 2 milhões de reais ao secretário de saúde de Itaguaí  Carlos José Guimarães Graça

 

Diante deste cenário, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos (Muspi), fez denúncia no Ministério Público e a teve acolhida, instalando mais um inquérito civil contra o governo de Carlos Bussato Júnior que acumula dezenas de tantos outros. Outras ações de parlamentares, conselhos e sociedade civil, também rumam para mais inquéritos em um governo marcado por problemas com a justiça.

 

36137477_10212934379376027_7363464005832146944_n

36268094_10212934378255999_4350123197295755264_n

 

Cabe ressaltar que Charlinho já foi condenado em segunda instância por participação na operação denominada “máfia das sanguessugas”, que desviaram milhões dos cofres públicos com o superfaturamento nos valores de ambulâncias.

 

Leia mais:

Milhares de uniformes escolares são descartados para serem incinerados em Itaguaí

Agente de saúde que assinou relatório de uniformes desmente prefeitura de Itaguaí

Mesmo fechada UPA de Itaguaí recebeu verbas milionárias em 2017

Sem emergência e sem merenda de qualidade. Itaguaí e sua realidade

Assalto dentro de local de trabalho é responsabilidade da empresa seja ela pública ou privada

Traficantes mandam fechar comércio após morte de chefe do tráfico em Itaguaí

Comerciantes da Avenida Itaguaí na altura do bairro do Engenho foram obrigados a fechar as portas

Após conflito com policiais do 24BPM na Comunidade do Engenho, na manhã deste sábado 09/06, que culminou com a morte do chefe do tráfico local, conhecido como “Nicolau,” comerciantes foram obrigados a fechar as portas mais cedo por ordem do tráfico.

Durante o confronto, além de Nicolau, seu comparsa conhecido como “Noventinha,” que era um dos gerentes do tráfico em Prados Verdes no km 32 em Nova Iguaçu , também morreu. Ambos haviam dado entrada no hospital Municipal São Francisco Xavier após serem baleados.

Na ação, os policiais apreenderam:

01 pistola GLOCK cal. 9mm c/ kit rajada e carregador de alongado;

– 01 granada defensiva;

– 07 rádios transmissores baofeng e 03 bases para carregar;

– 07 tabletes de maconha (aprox. 7,5 kg);

– Farto material entorpecente preparado para venda;

– Farto material para endolação.

O tiroteio causou pânico em que passava próximo ao local. Segundo a PM o chefe do tráfico assim que avistou as viaturas começou os disparos.

Após anúncio de Temer, manifestantes fazem ‘bloqueios relâmpago’ na Dutra em Jacareí

Os bloqueios foram feitos nos dois sentidos da rodovia na tarde desta sexta-feira (25), na altura do Parque Meia Lua. Mobilização é mantida contra o aumento do diesel.

G1

Após o anúncio do presidente Temer, que prometeu uso das forças federais para por fim à manifestação de caminhoneiros, manifestantes deram início a uma série de ‘bloqueios relâmpago’ na Dutra, em Jacareí, tarde desta sexta-feira (25). Oscaminhoneiros mantêm pelo 5º dia o protesto em 16 pontos na Dutra e nas rodovias estaduais da região.

Os bloqueios impedem momentâneamente o tráfego nos dois sentidos da rodovia, na altura do bairro Parque Meia Lua – as interdições flagradas pela Rede Vanguarda não duraram mais que dois minutos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não acompanhava a ação e informou que aguardava orientação do governo federal sobre as ações para desobstrução das rodovias. O órgão informou que veículos que bloquearem a rodovia ou acostamento serão autuados.

Os manifestantes, mobilizados desde a última segunda-feira (21), não sinalizavam que iriam deixar os postos. Em Jacareí, a maioria está estacionado em área urbana da cidade.

De novo? Creche Florentino Elias no Chaperó é assaltada

Vagabundo levou celulares dos presentes

Itaguaí tem sido a cidade da vergonha. A população não tem saúde, hospital sem emergência e um caos, educação, alunos sem merenda de qualidade e a total falta de segurança. Esses ingredientes misturados dão o rumo de uma cidade sem nenhum controle de gestão e policiamento adequado, culminam com diversos assaltos. A creche Creche Florentino Elias localizada no bairo Chaperó, foi assaltada pela segunda vez neste ano. Em um áudio divulgado pelo aplicativo Whatsapp, uma servidora solicita as mães que busquem seus filhos, pois a creche novamente foi vitima de bandidos covardes.

Os vagabundos entraram no local pela segunda vez mesmo com portão trancado, segundo as testemunhas é o mesmo desgraçado que havia assaltado a creche da última vez. O capiroto pulou o muro, rendeu e roubou todos, celulares, bolsas entre outros pertences… Ainda ameaçou voltar e disse que não queria mais ver o portão trancado, tamanho abuso e certeza de impunidade.

As crianças estavam todas dentro  da creche e o desgraçado levou todos os funcionários para o interior da creche, onde estavam os alunos.

A secretaria de educação mais uma vez parece optar pelo silêncio e nenhum pronunciamento foi feita até o momento. Neste ano, as escolas Teôtonio Villela, e outras três creches já foram assaltadas.