Arquivo da categoria: Saúde

Câmara de Itaguaí rejeita requerimento de informação sobre verbas da UPA

Presidente Rubens Vieira, o Dr Rubão, deu seu voto de minerva à favor de mais uma vez fazer vista grossa para as ações do governo. Vereadores divergem sobre cobrança de explicações sobre os R$ 5 milhões depositados em conta secreta e rejeição é decidida com o voto de minerva do presidente em apoio a Charlinho

Jornal Atual de Itaguaí

Parte da base aliada ao prefeito Carlo Busatto Junior (MDB), o Charlinho, aos poucos vem mostrando o descontentamento com a sua administração. Foi o que se viu na sessão Câmara Municipal de Itaguaí (CMI), na terça-feira (11), durante as contestações do grupo suprapartidário sobre o requerimento de informação, de autoria do vereador André Amorim (PR), endereçada ao chefe do Poder Executivo, cobrando explicações sobre o repasse de R$ 5 milhões do Fundo Nacional de Saúde destinado à UPA da cidade.

Após votação nominal, o resultado foi um empate para a surpresa de parte dos aliados que votaram contra o requerimento. O evidente racha foi comemorado pelo grupo suprapartidário, que por apenas um voto não conseguiu aprovação do requerimento que acabou levando o voto de minerva do presidente da CMI, Rubem Viera (PTN), que também não esperava o empate e optou pela rejeição do requerimento.

No documento, o vereador André Amorim cobrava explicações sobre a afirmação de que o prefeito Charlinho concedeu uma entrevista ao RJTV, da Rede Globo, no dia 30 de agosto, admitindo que houve o repasse de cerca de R$ 5 milhões diretamente do Fundo Nacional de Saúde para o uso exclusivo e compulsório na UPA de Itaguaí, mas que esse dinheiro, não utilizado, estava depositado em uma conta bancária. Amorim queria saber em que conta bancária, em que agência e qual o valor exato depositado, conforme afirmou o prefeito. O vereador questionava ainda se os recursos estavam vinculados diretamente para uso da UPA e por que não foram utilizados até agora. O requerimento também indagava se a prefeitura pretende reabrir a UPA e, em caso afirmativo, qual a data prevista para isso se concretizar.

Antes da votação, o vereador André Amorim usou a tribuna da CMI para pedir aos colegas que aprovassem o requerimento. “A população está morrendo e o prefeito está guardando o dinheiro para reabrir a UPA, provavelmente, nas próximas eleições, que é para ficar marcada como uma obra eleitoreira com o dinheiro do Governo Federal. Houve uma tentativa frustrada de convencer o Ministério da Saúde de que o endereço da UPA era o mesmo do Hospital Municipal São Francisco Xavier, para utilizar a ali a verba federa. Mas Ministério da Saúde não engoliu essa tentativa”, lembrou Amorim.

Em aparte, o vereador Ivan Charles (PSB) enfatizou a gravidade da situação da UPA ante a inércia da administração municipal e em razão da ausência de guardas patrimoniais. “Aconteceram várias invasões na unidade, de onde foram furtados vários equipamentos. A população quer saber quem vai dar conta! São verbas públicas que estão sendo jogadas pelo ralo!”, criticou.

No final, votaram contra o requerimento os vereadores Sandro da Hermínio (PT do B), Noel Pedrosa (PT do B), Júnior do Sítio (PV), Haroldo de Jesus (PSDB), Minoro Fukamati (PSD), Roberto Lúcio Espolador Guimarães (MDB), Reinaldo do Frigorífico (PR), Carlos Kifer (PP) e Rubem Vieira. Já os vereadores André Amorim, Gil Torres (PTN), Vinicius Alves (PRB), Carlos Zóia (PSD), Genildo Gandra (PDT), Willian Cezar (PSB), Ivan Charles e Waldemar Ávila (PHS) votaram a favor.

Mais um cheque em branco

Não bastasse o fato de a verba destinada à UPA estar até hoje adormecendo numa conta bancária que ninguém sabe qual é, a não ser o prefeito Charlinho, o chefe do Executivo itaguaiense,que na semana passada teve o seu diploma cassado pelo TRE-RJ, está pedindo mais um cheque em branco ao Legislativo. Isso mesmo. Na sessão de terça-feira, com os votos contrários do grupo suprapartidário, a base governista aprovou um parecer favorável da Comissão Constituição, Justiça e Redação, que autoriza Charlinho a abrir crédito especial para a Secretaria Municipal de Educação e Cultura. “Esta Casa já aprovou 35% de verba suplementar para o Executivo e agora o governo que retirar mais verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para contratação de serviço não especificado”, alertou André Amorim, justificando seu voto contrário ao parecer.

Para o vereador Genildo Gandra, antes de qualquer outra decisão é preciso saber onde o prefeito usou os 35% que a CMI aprovou de suplementação. “A gente não consegue informação. O prefeito simplesmente ignora que a CMI tenha essa informação”, desabafou o vereador, que também votou contra.

Por unanimidade, os vereadores aprovaram também um parecer favorável da Comissão de Finanças, Orçamento, Controle e Prestação de Contas, ao projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que autoriza a instituição de um fundo de reserva destinado a garantir a restituição da parcela transferida ao tesouro do município.

WELINGTON CAMPOS Jornal Atual de Itaguaí

Anúncios

Prefeitura de Itaguaí lança serviço “Lixo Zero” através de site próprio

A prefeitura de Itaguaí através da Secretaria de Ordem Pública lançou nesta semana o programa ” Lixo Zero. Com o serviço disponível no site www.lixozeroitaguai.com.br, ficou mais simples e rápido. Basta acessar e solicitar o serviço. Entulhos,galhos de árvores nas ruas e demais serviços de limpeza podem ser denunciados para que haja mais agilidade nas remoções.

Secretário de saúde de Itaguaí é exonerado

Carlos José Guimarães Graça era conhecido por ser ausente nos questionamentos da saúde municipal

O secretário municipal de saúde de Itaguaí, foi exonerado do cargo. A publicação do jornal Oficial do município publicado hoje 09 de agosto, confirma a exoneração. Carlos Graça era muito criticado por sua postura nula quando procurado para dar esclarecimentos sobre a catastrófica saúde de Itaguaí. Carlos estava na pasta desde janeiro de 2017, quando o atual prefeito Charlinho assumiu o governo.

O hospital Municipal São Francisco Xavier, com graves problemas, o fechamento da UPA e o modo de tratamento do secretário com os servidores da saúde, eram alguns dos problemas de sua gestão. Não conseguimos contato com o agora ex secretário.

Angra dos Reis começa vacinação contra sarampo e poliomielite

Crianças entre um e cinco anos de idade formam o público-alvo. Todos devem se vacinar, mesmo aqueles que já tomaram uma ou mais doses

Teve início hoje (6) a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo e a Poliomielite. A ação vai até o dia 31 de agosto, imunizando crianças com idade entre um e cinco anos. A Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Saúde, promove a vacinação em unidades de saúde em todos os distritos do município, inclusive na Ilha Grande, sempre de 8h30 às 16h. O Ministério da Saúde alerta sobre a importância da vacina considerando a volta do sarampo no Brasil e a ameaça de poliomielite.
Todas as crianças entre um e cinco anos de idade devem ser vacinadas, mesmo aquelas que já tenham tomado uma ou mais doses. Para crianças que já tomaram a vacina contra a poliomielite é aplicada apenas a vacina oral, a famosa “gotinha”. Os pais ou responsáveis devem ficar atentos, pois não podem se vacinar aqueles que tenham tomado alguma outra vacina nos últimos 30 dias.
– Tanto o sarampo quanto a poliomielite são doenças graves e contagiosas, que podem matar e deixar sequelas graves. A vacina, além de ser um direito das crianças e um dever dos pais, é a única maneira de combater e prevenir estas doenças – explicou o diretor de Saúde Coletiva de Angra dos Reis.

Confira abaixo a lista das unidades que realizam a vacinação:

1º Distrito:

CEM Centro;
Carioca;
Morro da Cruz;
Santo Antônio;
Balneário;
Praia do Anil;
Santa Casa;
Sapinhatuba I;
Sapinhatuba II;
Sapinhatuba III;
Perez;
Morro da Caixa D’água ( funciona dentro do Cem Centro).

2º Distrito:

CEM Japuíba;
Nova Angra I;
Areal I;
Areal II;
Belém;
Gamboa;
ESF Japuíba;
Encruzo da Enseada;
Campo Belo 1 e 3;
Banqueta;
Serra D’água;

3º Distrito:

Camorim Pequeno;
Camorim Grande I e II( compartilham a mesma sala de vacina) ;
Jacuecanga (ESF 1,2,3, e SPA);
Monsuaba;
Caputera;
Cantagalo;
Portogalo;
Petrobras.

4º Distrito:

Bracuhy;
Vila Histórica;
Boa Vista;
Hospital Praia Brava;
Frade I e II;
SPA Frade;
Frade Praias;
Frade Morro da Constância;
Frade V;
Módulo I;
Módulo II;
Módulo III;
Módulo IV;
Módulo VI;
SPA Perequê.

5º Distrito:

Abrãao;
Marítima;
Provetá;
Araçatiba;
Enseada das Estrelas.

Fonte: Prefeitura de Angra dos Reis

Kombi recolhe lixo de forma irregular em Itaguaí

Carro que fazia a coleta tinha emblema da prefeitura de Itaguaí. Devido a sérios e diversos problemas. Itaguaí já é chamada de Sucupira

Moradores registraram na manhã desta sexta-feira algo incomum em uma cidade que parece ter perdido completamente o sentido. No registro de um morador, uma kombi coletava e transportava o lixo das residências. Ao fazer o registro, foi possível ver o emblema da prefeitura de Itaguaí em uma das portas do veículo. Tal emblema é característico dos carros que prestam serviço para a prefeitura da cidade.

Repare o lado direito do veículo e veja o emblema

O carro estava lotado de lixo. A forma de coleta feita além de inadequada pode causar sérios riscos a quem transposta e possivelmente deixará resíduos que podem contaminar quem entrar no veículo futuramente, mesmo após lavada. O rapaz visto neste trabalho pode contrair várias doenças. Nesses lixos normalmente há baratas, ratos e vermes que podem transmitir diversas doenças como leptospirose e a raiva.

Consulta ao Detran

Uma simples consulta no site do Detran, mostrou que o veículo teve seu último licenciamento em seu ano de fabricação em 2011. Consulte você também clicando aqui

Itaguaí tem sido sinônimo de abandono, desrespeito e situações absurdas e até desumanas. Tudo isso tem feito os moradores chamarem a cidade de Sucupira em alusão a uma cidade fictícia da antiga novela Bem Amado da Rede Globo de televisão.

Entramos em contato com a prefeitura de Itaguaí, mas o governo não respondeu o contato até o momento.

Posto de Saúde Central de Itaguaí é assaltado pela quinta vez este ano

Assista o vídeo feito por uma paciente, onde ela desabafa sobre a situação de Itaguaí. Sala para exames íntimos femininos (colposcopia), foi destruída

Itaguaí é uma vergonha administrativa generalizada. A saúde que já é um caos pela desastrosa administração municipal, acarreta com mais um local público assaltado. Segundo o Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Itaguaí (Muspi), o posto Central e principal posto da cidade, foi assaltado pela quinta vez em menos de vinte dias. Os bandidos entraram no final de semana, quando o local estava vazio e destruiram a sala de colposcopia e o aparelho, inviabilizando o exame preventivo de milhares de mulheres. O exame de colposcopia, é um exame realizado pelo ginecologista (ou a mando dele) para avaliar a vulva, vagina e colo do útero de maneira detalhada. Nele, é utilizado o colposcópio, uma espécie de binóculo que ilumina e amplia a visão da região.

Não há nenhum sistema interno de vigilância, bem como nenhum segurança no local. As câmeras que existiam, assim como em diversos outros setores públicos da cidade, não mais funcionam pela simples falta de manutenção.

Segundo o Muspi, a prefeitura pretende tercerizar a segurança publica se aproveitando da suposta onda de furtos nas estruturas publicas. Ainda segundo o sindicato 3 equipamentos públicos foram saqueados só nesse final de semana.
Centro de Referência Especializado à População em Situação de Rua, ( Centro Pop), saqueado pela 3°vez este ano, Caps Ad saqueado, além do
Posto do Centro saqueado pela 5°vez

Enviamos um email para a assessoria de imprensa da prefeitura de Itaguaí para falar sobre o caso, mas, como tem ocorrido em todos os acontecimentos relacionados a assaltos nas repartições públicas da cidade, não tivemos retorno.

Sarampo serve de alerta sobre vacinas em adultos

Quatro imunizações são obrigatórias, entre 20 e 59 anos e estão disponíveis em todos os postos de saúde

No momento em que as secretarias de Saúde do Rio analisam mais de 15 casos suspeitos de sarampo, sendo um já confirmado em adulto, a imunização, principalmente após a maioridade, acende um alerta. Portanto, se você nem se lembra qual foi a última vez em que viu o seu Cartão de Vacinação, está na hora de procurar. Na faixa entre 20 a 59 anos, quatro vacinas são obrigatórias e estão disponíveis nos postos de saúde.

A famosa ‘antitetânica’ é uma das mais esquecidas. Essa imunização é feita a partir da infância, mas muitos não se lembram de que ela deve ser reforçada a cada dez anos. “Geralmente a pessoa só lembra quando se machuca. A mulher é lembrada pelo obstetra ao engravidar e o homem faz ao ingressar nas Forças Armadas. Mas é importante ficar atento e fazer os reforços no tempo certo”, explicou a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Cristina Lemos.

Na infância, é dada a tríplice antibacteriana, que protege contra coqueluche, difteria e tétano. Na idade adulta, o reforço dado é a dupla adulto, contra difteria e tétano. Além da dose padrão a cada dez anos, existe a possibilidade de ser dado um reforço em caso de ferimentos (punções e cortes). A necessidade ou não da vacina deve ser avaliada por um médico. O tétano é uma doença infecciosa grave e pode ser fatal.

“Nós já tomamos todas as vacinas. Só estava faltando a tríplice. Agora estamos mais tranquilos e protegidos”, disse Nivia Glória, que foi ao Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, no fim de semana, acompanhada do marido, Diogo Santos, de 37 anos, e do filho de 1 ano. “É uma questão de consciência e cidadania. Se a gente não nos proteger, quem vai? Agora todos os cartões de vacinação da família estão em dia”, destacou Leonardo Correia, 38, ao lado da mulher e dos dois filhos de 7 e 11 anos.

Na lista de vacinas importantes, a Hepatite B também deve ser prioridade na fase adulta. “Isso porque a recomendação é que sejam dadas três doses da vacina, o que nem sempre é feito”, explicou Cristina. A doença é sexualmente transmissível. Caso o esquema de vacinação não tenha sido completado na infância, é importante colocar em dia assim que possível.

A volta do sarampo ao Brasil, que estava erradicada desde 2015, aumentou a procura por informações sobre como se prevenir. Entre os casos em análise no Rio, estão adultos, como os quatro alunos da UFRJ que ficaram doentes no mês passado. A imunização, neste caso, está a tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. Para quem nunca foi vacinado, são duas doses até 29 anos e uma dose entre 30 a 49. A vacina não é dada para adultos com mais de 49 anos por razões imunológicas. Ainda na conta de prevenção, está a febre amarela, que é distribuída em dose única.

Como o calendário de imunização é mais intenso na infância, é comum que os adultos percam seus cartões de vacinação. Nesse caso, segundo a superintendente, o primeiro passo é recuperá-lo. “É importante resgatar essas informações, tentar lembrar em qual posto de saúde foi atendido”, explicou. “Se a pessoa não tiver comprovação, deve fazer o esquema básico de vacinação todo de novo. E a vacina é um medicamento, causa reações adversas, é melhor não ficar fazendo sem necessidade”, completou.

Fonte: O Dia