Arquivo da categoria: Pandemia

Confira os números da Covid-19 e o calendário de vacinação das cidades de Itaguaí e proximidades

Confira o calendário de Itaguaí, Seropédica e Rio de Janeiro, além de informações sobre a vacinação em Mangaratiba e Angra dos Reis. Município de Itaguaí entra em bandeira laranja nesta semana, segundo a prefeitura.

Em 21 de março de 2021 / Julio Andrade

Vacinação Covid-19 – A situação da pandemia em todo o estado tem sido alarmante. Os números de casos só aumentam e a cidade do Rio de Janeiro por exemplo pode proibir ainda mais atividades já nesta segunda. O blog Boca no Trombone Itaguaí, com a sua coerência e como sempre visando o bem da população de Itaguaí e de todo o estado, pesquisou nos sites e páginas do Facebook das prefeituras à seguir, dados da doença e do calendário de vacinação. Vejam:

Itaguaí

No município de Itaguaí, os idosos com mais de 73 anos estão em fase de vacinação. Confira o calendário da semana.

Itaguaí entra em bandeira laranja

Após a polêmica sobre a cor de bandeira de classificação sobre a situação de Covid-19 na cidade, Itaguaí passou na última semana da bandeira amarela (risco baixo), para a bandeira laranja (risco moderado) nesta que se inicia.

Seropédica

COVID-19: VACINÔMETRO E BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Calendário Seropédica


Você pode baixar os arquivos em PDF:

Vacinômetro – -> https://cutt.ly/Sxaw7K4
Boletim Epidemiológico –> https://cutt.ly/NxawHqd

Mangaratiba

Atualização dos dados da COVID-19

A Prefeitura de Mangaratiba informou que, infelizmente, registrou na última sexta-feira mais dois óbitos por COVID-19.

Assim como no restante do país, os casos seguem crescendo. E é por isso, que mais uma vez, a prefeitura pede a população que respeite as medidas de proteção individual, as determinações dos decretos em vigor e que só saia de casa para atividades essenciais.

Também foi reforçado que é necessário higienizar as mãos com frequência, evitar qualquer tipo de aglomeração e usar a máscara sempre.

Balanço da vacinação da COVID-19 em Mangaratiba

> Doses aplicadas em 19/03/21:
– Dose 1 – 159 idosos acima de 70 anos + 05 profissionais de saúde
– Dose 2 – 02 profissionais de saúde
Total de 19 de março: 166

> Total geral de doses aplicadas no município desde o início da imunização: 3.755.

Vacinação de idosos está sendo feita na residência do idoso e mediante agendamento

A Secretaria de Saúde informou que a vacinação para idosos com 70 anos ou mais está sendo feita mediante agendamento e que não há vacina disponível nos postos de saúde. O objetivo é evitar aglomerações e diminuir a exposição dos idosos ao novo coronavírus.

Cabe ressaltar que para garantir a transparência do processo de imunização, todas as informações sobre a utilização de vacinas, controle de estoques e a lista de pessoas imunizadas está sendo inserida diariamente no sistema do Governo Federal SI-PNI e disponibilizada ao Ministério Público, diz a secretaria de saúde da cidade.

ATENÇÃO!!!

Caso ainda haja algum idoso com mais de 80 anos que não tenha sido vacinado, basta que um familiar procure a ESF mais próxima para agendar a vacinação. É necessário levar o CPF, cartão do SUS e comprovante de residência do idoso.

* O agendamento só é necessário para os idosos com mais de 80 anos que ainda não foram vacinados. Pessoas na faixa 70 – 79 anos devem aguardar a visita do agente de saúde, diz o governo municipal.

Angra dos Reis

Até às 16h de ontem, sábado (20) foi realizada a vacinação em drive-thru para idosos de 70 a 74 anos contra a covid-19. A imunização aconteceu em sete locais: CEM Japuíba, ESF Nova Angra 2, ESF Balneário, ESF Jacuecanga, ESF Bracuí, ESF Parque Mambucaba Módulo 4 e ESF Abraão. O idoso precisava levar CPF, RG e comprovante de residência. As pessoas que chegaram a pé também foram imunizadas. Nova campanha deve ocorrer no sábado que vem.

Rio de Janeiro

A Capital Fluminense tem dados alarmantes. Na noite do último sábado, segundo a secretaria municipal de Saúde, 640 (94,25%) dos 679 leitos de UTI para pacientes de covid-19 na rede pública da capital estavam ocupados. Nas enfermarias, 558 (84,67%) das 659 vagas estavam preenchidas. Nesta segunda o prefeito Eduardo Paes (DEM), deve anunciar medidas mais mais duras de combate à Covid-19.

Calendário da Capital Rio de Janeiro

RJ discute feriadão de dez dias após falta de consenso sobre lockdown

Em semana mais mortífera, governador e prefeitos se reuniram para discutir medidas. Ações vão afetar todas as cidades da região metropolitana do Rio.

Em 21 de março de 2021

A medida foi debatida e combinada em reunião do governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), com empresários e parlamentares na tarde e noite do último sábado (20).

O Estado do Rio de Janeiro deve ter um feriado prolongado entre os dias 26 de março ( sexta – feira ) e 4 de abril. A antecipação das comemorações dos dias de Tiradentes e São Jorge será uma tentativa de conter a expansão da covid-19. A medida foi debatida e combinada em reunião do governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), com empresários e parlamentares na tarde e noite do último sábado (20). O encontro foi na residência oficial do Palácio Laranjeiras, em Laranjeiras (zona sul do Rio).

Neste domingo (21 de março), o governador se reuniu com os prefeitos do Rio, Eduardo Paes (DEM), e de Niterói, Axel Grael (PDT). Eles são defensores de ações mais duras contra o vírus, e é possível que tenham divergido das propostas que o governador fechou com os empresários. Apesar de não ser informado tudo que foi debatido nessa reunião, sabe-se que não houve consenso sobre um lockdown no Estado. As medidas também poderão ser anunciadas amanhã, segunda-feira. É quando Paes pretende divulgar novas restrições à circulação no município do Rio.

“O governador declarou-se contra o lockdown, o setor produtivo apoiou essa declaração e ficou combinado que haverá um superferiadão entre os dias 26 de março e 4 de abril”, anunciou o presidente executivo da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro, Fábio Rossi de Queiróz, em seu perfil no Instagram. “Cada setor será tratado de uma maneira diferente, isso é muito importante. Bares e restaurantes terão uma regra, hotéis, supermercados e por aí vai. A gente gostou muito da reunião. Saímos daqui na esperança de salvar vidas. As vidas são importantes, mas que também o impacto econômico seja o menor possível”, concluiu o representante dos supermercadistas. O vídeo foi gravado após a reunião de sábado, às 20h45.

Em nota divulgada após o encontro, Castro demonstrou alinhamento com os empresários. Afirmou que é preciso “ouvir todas as necessidades e aflições do setor produtivo. A preocupação é principalmente com a vida das pessoas, mas temos que preservar o emprego, dialogar e garantir o equilíbrio da sociedade. É fundamental analisar os dados diariamente para tomarmos as decisões corretas para cada momento da pandemia. E é isso que estou fazendo. Tudo com base em dados técnicos”.

Segundo a nota, Castro anunciou na reunião que mandou reforçar a força-tarefa de fiscalização do Corpo de Bombeiros, em conjunto com as prefeituras. O objetivo é coibir eventos clandestinos, considerados focos de contaminação pelo novo coronavírus.

Divergências

Enquanto o governador se diz contra o lockdown, o prefeito da capital, Eduardo Paes (DEM), vê os hospitais da rede pública do município ficarem quase sem vagas em UTI para covid-19. Paes defende medidas de isolamento mais duras. Cogita anunciar na segunda-feira (22) o fechamento, por dez dias, do comércio não essencial. Também fechariam quiosques, academias, boates, museus, clubes, salões de beleza e parques. Mas considera que não adianta fechar a capital sem que outros da Região Metropolitana tomem medidas semelhantes. Por isso, tenta convencer o governador a apoiar restrições mais amplas.

Aliado do presidente Jair Bolsonaro, contrário a qualquer restrição às atividades produtivas, Castro ainda não cedeu aos argumentos de Paes. Governador e prefeito se reuniram na tarde e noite de sexta-feira (19) e neste domingo (21).

A divergência entre Paes e Castro foi exposta pelo prefeito no Twitter, após a reunião de sexta-feira. “Terminei agora há pouco uma reunião com o governador @claudiocastroRJ sobre novas medidas para o combate ao coronavirus”, publicou Paes às 19h29. “Chamei a atenção do governador para a necessidade de medidas com alcance metropolitano para que elas sejam de fato eficazes. Para que se tenha uma ideia, das 40 pessoas em fila de espera nesse fim de sexta-feira para leitos de UTI, somente 9 são do município do Rio. Ou seja, a cidade é o centro da oferta de vagas de leitos públicos (maior parte da prefeitura) de toda a Região Metropolitana”.

Paes alertou que a superlotação nos hospitais públicos do Rio vai repercutir nas unidades de saúde de toda a Região Metropolitana. Destacou ainda que a regulação cabe ao governador.

“Não dá para se imaginar uma situação crítica na rede pública da cidade sem que o mesmo se repita nos demais municípios. Quero lembrar que todos os nossos leitos são regulados pelo governo do Estado, como deve ser em um sistema como o SUS. E assim desejamos manter”.

Na noite do último sábado, segundo a secretaria municipal de Saúde, 640 (94,25%) dos 679 leitos de UTI para pacientes de covid-19 na rede pública da capital estavam ocupados. Nas enfermarias, 558 (84,67%) das 659 vagas estavam preenchidas.

Na segunda-feira Paes pretende anunciar medidas mais duras espera ter o apoio de Castro: “Na cidade do Rio elas virão. Nosso foco é na ciência e em salvar vidas. Entendemos a complexidade das nossas decisões, mas esse é um momento de solidariedade e empatia. A colaboração de todos é fundamental”, escreveu no Twitter na sexta passada.

Na rede social, Paes também deu um recado ao presidente. Horas antes, na mesma sexta-feira, Jair Bolsonaro havia classificado como “hipocrisia” a decisão do prefeito do Rio de proibir o acesso às praias. Alegou que assim o carioca ficaria sem vitamina D. A exposição ao sol faz com que o organismo produza essa vitamina.

“Temos clareza das vitaminas que todos precisamos para ter saúde. Uma delas é a vitamina da solidariedade e contra o negacionismo aos fatos e o que vem acontecendo em todo o País. Queremos salvar vidas. Essa é a vitamina que nos estimula. Aliás, se vier acompanhada de mais vacina, salvará ainda mais vidas”, concluiu o prefeito.

Na reunião de sexta-feira, Paes teve a companhia do prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT). O pedetista apoia a adoção de restrições mais amplas. Ele também usou o Twitter para se posicionar.

“Eu e o prefeito do Rio, @eduardopaes, fomos hoje ao Palácio Laranjeiras conversar com o governador em exercício, @claudiocastroRJ, sobre nossa preocupação com o agravamento da pandemia. Levamos a ele a importância de tomarmos medidas conjuntas em toda a Região Metropolitana para conter o avanço do vírus. Ficou decidido que voltaremos a nos encontrar neste domingo para batermos o martelo sobre medidas restritivas que se fazem fundamentais neste momento”, escreveu Grael.

Fecomércio

Na sexta-feira, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomercio-RJ) divulgou nota sobre a possibilidade de novas restrições. A entidade mostrou-se resistente à ideia de fechamento para combater o novo coronavírus.

“Após um recente período onde o comércio de bens, serviços e turismo esteve fechado por mais de 100 dias, é com grande preocupação que o setor vê a possibilidade de um novo lockdown. Dados obtidos pelo Instituto de Pesquisa da Fecomercio-RJ apontam que o setor não suporta um novo fechamento”, diz o texto. “Serão abertos novos leitos para atendimento dos infectados? Será aumentada a capacidade de vacinação da população?”

A entidade pede a adoção de dez medidas pelo poder público. Entre elas, estão a proibição do corte dos serviços essenciais como energia, água e gás; a suspensão e postergação do pagamento de impostos; o auxílio para pagamento de folha salarial.

A Fecomércio reivindicou ainda autorização para comunicação de férias com 48 horas de antecedência; possibilidade de suspensão e redução da jornada de trabalho; acesso facilitado à linha de crédito – com carência para início de pagamento e parcelamento com isenção de juros e correção monetária; suspensão da negativação nos cadastros restritivos de crédito.

Pediu também suspensão dos protestos de títulos de dívidas adquiridas durante a pandemia; redução dos impostos relativos aos produtos da cesta básica e suspensão da cobrança dos empréstimos contraídos por meio das linhas de crédito disponibilizadas no mesmo período.

Com informações de O Globo, Estadão e Agência Brasil

Confira o calendário de vacinação para Itaguaí, Seropédica e Mangaratiba

Angra dos Reis ainda não atualizou seu calendário de vacinação para essa semana. Na cidade do Rio de Janeiro, o calendário de vacinação foi suspenso temporariamente e apenas quem já tomou a primeira dose está sendo vacinado com a segunda, assim como os idosos de 76 anos para ambas as doses. Saiba mais lendo toda a matéria

Em 15 de março de 2021 / Julio Andrade

Vacinação

Itaguaí

A Prefeitura de Itaguaí, através da Secretaria Municipal de Saúde, informa que a vacinação para idosos com 75 anos ou mais permanece normal.

Na próxima terça-feira 16/03, a Prefeitura de Itaguaí, através da Secretaria de Saúde, confirma a agenda de novos bairros e a continuidade da imunização de idosos que tenham a partir de 75 anos ou mais.

A vacinação acontece nas Unidades de Saúde e Estratégia de Saúde da Família, sempre das 10h às 16h, e serão disponibilizadas 50 doses da vacina CoronaVac ou Oxford/AstraZeneca em cada dia e unidade.

A Secretaria de Saúde informa as contraindicações abaixo: 👇

➡️ Quadro de doença aguda ou febre;
➡️ Alergia à vacina;
➡️ Ter tomado outra vacina há menos de 30 dias;
➡️ Diagnóstico positivo para Covid-19 há menos de 28 dias.

❗ É necessário levar: CPF ou cartão do SUS e identidade.
❗ É recomendado levar o cartão de vacinação.

#PrefeituradeItaguaí #SecretariadeSaúde #Itaguaí

Seropédica

O calendário no município de Seropédica está mantido até o momento.

Mangaratiba

Balanço da vacinação da COVID-19 em Mangaratiba

Na última sexta-feira (12), a Secretaria de Saúde de Mangaratiba deu prosseguimento a vacinação contra a COVID-19 na cidade. Foram imunizados idosos com 70 anos ou mais e alguns profissionais de saúde. Com isso, o município completou o total de 2.389 vacinas aplicadas.

Confira os dados da vacinação de sexta (12/03):
Pessoas imunizadas com a Dose 1: 120 idosos com mais de 70 anos + 03 profissionais de saúde

– Pessoas imunizadas com a Dose 2: 02 profissionais de saúde

Total de doses aplicadas em 12/03/21: 125
Total geral de doses aplicadas desde o início da vacinação: 2.389

A Secretaria de Saúde lembra que a vacinação dos idosos com 70 anos ou mais está sendo feita mediante agendamento e que não há vacina disponível nos postos de saúde. O objetivo é evitar aglomerações e diminuir a exposição dos idosos ao novo coronavírus.

Por fim, cabe ressaltar que para garantir a transparência do processo de imunização, todas as informações sobre a utilização de vacinas, controle de estoques e a lista de pessoas imunizadas está sendo inserida diariamente no sistema do Governo Federal SI-PNI e disponibilizada ao Ministério Público.

ATENÇÃO!!!

Caso ainda haja algum idoso com mais de 80 anos que não tenha sido vacinado, basta que um familiar procure a ESF mais próxima para agendar a vacinação. É necessário levar o CPF, cartão do SUS e comprovante de residência do idoso.

Rio de Janeiro (capital)

A prefeitura do Rio de Janeiro foi obrigada a suspender de forma temporária o calendário de vacinação para a Covid-19, por falta de vacinas que deveriam ser enviadas pelo governo federal.

Você que já tomou a primeira dose da vacina deve retornar à unidade de saúde para a segunda dose na data marcada em sua caderneta de vacinação.

#PrefeituraRIO21

Angra dos Reis

Angra dos Reis ainda não atualizou seu calendário de vacinação para essa semana. No último sábado, a ação para reforço da vacinação foi para idosos com 75 anos ou mais e foi realizada no CEM Japuíba e na Clínica da Família do Centro, na Rua das Palmeiras.

Em live, prefeito de Itaguaí afirma que a cidade está em bandeira amarela

Rubem Vieira alegou que houve apenas uma morte nos últimos 15 dias na cidade e que há leitos disponíveis no hospital, sem a necessidade de reabertura do hospital de campanha. Mas, nosso blog alerta, que se não houver uma maior fiscalização na entrada da cidade e nas possíveis festas, a tendência é que pessoas de cidades vizinhas onde há um maior risco de contágio, migrem para Itaguaí ocasionando uma elevação de casos.

Júlio Andrade / em 13 de março de 2021

Itaguaí – Após a notícia que Itaguaí e as demais cidades da Região Metropolitana 1 estavam na bandeira roxa, a mais grave e com mais riscos de contágio para a Covid-19, o prefeito de Itaguaí Rubem Vieira do Podemos, realizou uma live no começo da noite deste sábado para explicar os números da doença em Itaguaí.

Segundo o prefeito, Itaguaí não está em alto risco, pelo contrário, a cidade está em bandeira amarela de classificação, o que representa baixo risco. Ainda segundo ele, há leitos disponíveis no hospital São Francisco Xavier e não há necessidade de reabertura do hospital de campanha da cidade.

Rubem, disse que o cálculo do governo do estado está sendo feito baseado nos municípios por região, e no caso de Itaguaí, ele está na mesma região, a Metropolitana 1, onde seus vizinhos sim, é que estão em bandeiras com maior risco de contágio.

O blog Boca no Trombone Itaguaí, verificou o painel de controle da Covid-19 no site da prefeitura. Veja os números.

De acordo com os cálculos feitos até o dia 09 de março, o painel apresenta 4.083 casos, com 203 óbitos desde o começo da pandemia. Vendo pelo gráfico de dias corridos, a última morte ocorreu no dia 04 de março, e de segunda até a última sexta-feira, foram 04 novos casos.

Apesar do cenário aparentemente mais brando, nosso blog recebeu vários vídeos de pessoas se aglomerando e sem o uso de máscaras em diferentes regiões da cidade.

Além desses flagrantes, não notamos uma fiscalização em nenhum dos casos, o que poderia intimidar essas aglomerações.

Pessoas se aglomeram e não usam máscaras no bairro Amendoeira e no bairro Vila Margarida respectivamente nos vídeos acima.

Se não ocorrer uma maior fiscalização, os números altos das cidades vizinhas tendem a refletir também em Itaguaí

Apesar de confirmar que a cidade está em bandeira amarela de classificação, o que representa um baixo risco de contágio, não se pode relaxar e nem acreditar que esse cenário durará por mais algum tempo. Afinal, o cálculo feito pelo governo do estado, reflete o risco de contágio elevado, pois por serem cidades vizinhas e se não houver barreiras e uma maior fiscalização para que as pessoas que circulam em cidades onde há um maior risco de contágio, a tendência é que os números se elevem com a migração delas para Itaguaí.

Leia mais:

Itaguaí, Seropédica, Mesquita, Nilópolis e Queimados entram em risco muito alto de contágio de Covid-19

Itaguaí, Seropédica, Mesquita, Nilópolis e Queimados entram em risco muito alto de contágio de Covid-19

Em Itaguaí vídeo flagra pessoas aglomeradas e sem máscaras no bairro Amendoeira em Itaguaí. Município é um dos que entraram na bandeira de classificação mais grave, a bandeira Roxa ou nível vermelho, o nível máximo da escala de cinco estágios.

Em 13 de março de 2021
Por Edmílson Ávila – RJ 1

Cinco municípios da Região Metropolitana do Rio entraram em risco muito alto para Covid-19, o nível máximo da escala de cinco estágios.
Segundo o mapa de classificação de risco regional divulgado nesta sexta-feira (12), Itaguaí, Mesquita, Nilópolis, Queimados e Seropédica estão na bandeira roxa.

A avaliação leva em conta indicadores como o número de mortos na última semana, a ocupação dos leitos e a procura por atendimento.

Ao Blog, o secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, disse que a rede hospitalar não vai entrar em colapso, pois há como remanejar os doentes para outros municípios.

Outras regiões pioraram de nível. A capital e a Baixada Fluminense, que na atualização de 15 dias atrás estavam com risco baixo, pularam o risco moderado e foram para o risco alto.

O 21º boletim traz ainda duas regiões na bandeira vermelha: o Centro-Sul e o Noroeste.

Não é a pior situação do estado. No 12º relatório, de 23 de dezembro, eram cinco regiões no risco alto.

Veja matéria do RJ1 no link abaixo:

Assista no Globoplay:
https://globoplay.globo.com/v/9346335

Vídeo flagra pessoas aglomeradas e sem máscaras em praça pública e em ruas de Itaguaí

Dois vídeos, mostras em flagrante, dezenas de pessoas aglomeradas e sem máscaras na praça do bairro Amendoeira em Itaguaí na noite de ontem, sexta-feira.

Vídeo de Bruno Marques

Em outro vídeo, pessoas se aglomeram na madrugada deste sábado por volta das 04 da manhã. Elas bebem e estacionam seus carros em frente aos portões de moradores, na rua Augusto Costa Pereira, no bairro Vila Margarida. Além de se aglomerarem, ninguém usava máscara.

Vídeo de leitor do blog Boca no Trombone Itaguaí

Pessoas bebem, se aglomeram e não usam máscaras na Vila Margarida

Nosso blog também flagrou na manhã de ontem, várias pessoas no Centro da cidade sem o uso de máscaras.

Na última quinta – feira, o prefeito de Itaguaí Rubem Vieira e o Secretário de saúde Carlos Zoia, haviam feito um pronunciamento alegando que a cidade estava na bandeira amarela de classificação, o que representaria baixo risco. Porém, parece que o cenário não é mais o mesmo após a divulgação do governo do Estado.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=3644332782332196&id=749442291821274

SEROPÉDICA

Ontem, a prefeitura de Seropédica publicou um nova decreto, com novas medidas de prevenção.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO CONTRA A COVID-19:

Decreto N° 1591/2021

Link para baixar em PDF:
Clique aqui

Com 1.954 vidas perdidas em 24h, Brasil ultrapassa EUA em mortes diárias por Covid-19

Na terça-feira (9), Estados Unidos registraram 1.947 mortes. Brasil vive pior momento desde o início da pandemia.

O Globo – Em 10 de março de 2021

O Brasil ultrapassou, na terça-feira (9), os Estados Unidos em número de mortes registradas em 24h por causa da Covid-19. De acordo com o consórcio de veículos de imprensa, 1.954 brasileiros morreram por Covid-19 em apenas um dia. Entre os americanos, foram 1.947 mortes, segundo dados do “Our World in Data”, da Universidade de Oxford.

Não é a primeira vez em que o Brasil passa os EUA em número de óbitos. Isso vem acontecendo nos últimos 5 dias (veja gráfico abaixo).

Estados Unidos e Brasil são os dois países que mais registraram mortes por Covid no mundo desde o início da pandemia. Os EUA acumularam 527.699 mortes; o Brasil perdeu 268.568 vidas para a Covid-19 até a noite de terça. Só em março, já são 13.550 mortes registradas em solo brasileiro.

O Brasil tem cerca de 1.263 mortes por Covid-19 para cada milhão de habitantes; nos Estados Unidos, esse número é de 1.594 por milhão. Quando considerada a proporção de mortes/milhão registradas nas últimas 24h, entretanto, o Brasil ultrapassa os EUA: enquanto aqui foram registradas 9,28 mortes/milhão de habitantes, nos Estados Unidos esse índice foi de 5,88.

Além disso, enquanto os americanos estão em um processo de vacinação em massa, os brasileiros passam pelo pior momento da pandemia e com apenas 4,1% da população tendo recebido ao menos uma dose de vacina. Nos Estados Unidos, foram administradas 90,2 milhões de doses segundo o Our World in Data.

Leia a matéria completa

Clique aqui

Confira o calendário de vacinação para Itaguaí, Seropédica, Rio de Janeiro e o balanço da vacinação em Mangaratiba e Angra dos Reis

Idosos e profissionais de saúde estão sendo os imunizados nessas primeiras etapas

Em 03 de março de 2.021 / Julio Andrade

Brasil – O Brasil tem voltado a registrar recordes diários de mortes por Covid-19. Ontem, dia 02 de março, foram 1.726, contra 1.582 óbitos registrados no dia 25 de fevereiro, que já era recorde.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa que apontou pelo quarto dia consecutivo, que o país apresentou a maior média móvel de mortes desde o início da pandemia no Brasil: 1.274. Desde o dia 1/03, o país voltou a ter tendência de aceleração na comparação com 14 dias atrás. Ontem a alta foi de 23%. Pelos levantamentos, o País está vivendo o pior momento da pandemia, principalmente nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Rondônia nas últimas 24 horas. Ontem foi o 41° dia consecutivo com mais de mil mortes registradas.

Ao todo, o País já registrou 257.562 mortes desde o começo da pandemia e o total de casos atinge 10.647.845 (milhões).

Diante desse cenário, o blog Boca no Trombone Itaguaí, fez um levantamento através das páginas das prefeituras de Itaguaí, Seropédica e Rio de Janeiro, para buscar o calendário de vacinação contra a Covid-19 nestas cidades. Em Mangaratiba e Angra, foram divulgados boletins. Idosos e profissionais de saúde estão sendo os primeiros a serem vacinados. Confira:

Itaguaí

📢Atenção à nova agenda de bairros 📢

A Prefeitura de Itaguaí, através da Secretaria de Saúde, confirmou a agenda de novos bairros e a continuidade da imunização de idosos que tenham a partir de 80 anos.

A vacinação acontece nas Unidades de Saúde e Estratégia de Saúde da Família, sempre das 10h às 16h, e serão disponibilizadas 50 doses da vacina CoronaVac ou Oxford/AstraZeneca em cada dia e unidade.

A Secretaria de Saúde informa as contraindicações abaixo: 👇

➡️ Quadro de doença aguda ou febre;
➡️ Alergia à vacina;
➡️ Ter tomado outra vacina há menos de 30 dias;
➡️ Diagnóstico positivo para Covid-19 há menos de 28 dias.

❗️ É necessário levar: CPF ou cartão do SUS e identidade.
❗️ É recomendado levar o cartão de vacinação.

Mais informações sobre Itaguaí:

Seropédica

Em Seropédica, a secretaria de saúde disponibilizou um calendário com as datas e faixas etárias nesse processo de vacinação.

VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19: CALENDÁRIO ATUALIZADO

Obs.: Acamados ou com dificuldades de mobilidade, previamente cadastrados, serão vacinados de forma domiciliar pelas ESF’s que atendam a seus bairros.

Mais informações sobre Seropédica. Confira:

Rio de Janeiro (capital)

Esse é o novo calendário da vacinação na cidade do Rio.

Com a chegada das doses previstas, entraremos em abril com todos os cariocas acima de 67 anos vacinados com a primeira dose. Não podemos relaxar, mas tá liberado ter esperança! #SóVem, diz a secretaria de saúde da capital do estado.

A cidade do Rio alcançou em fevereiro um recorde negativo ao ultrapassar São Paulo em número de óbitos e se tornar a com mais mortes entre as capitais do País, mesmo tendo a metade de habitantes da capital paulista. Com a chegada da nova variante do vírus, a cidade continua em alto risco de contaminação em todas as regiões.

Veja mais informações sobre a capital Fluminense:

Mangaratiba

Em Mangaratiba, o último balanço feito pela secretaria de saúde ontem, 02/03, apontava para 2.004 doses aplicadas no município até o momento. Por este último levantamento, idosos de 80 a 89 anos e profissionais de saúde foram imunizados com a primeira dose da vacina e alguns profissionais de saúde com a segunda dose.

Total de doses aplicadas em 02/03/21: 89.
Total geral de doses aplicadas desde o início da vacinação: 2.004.

A Secretaria de Saúde informou que a vacinação dos idosos com 80 anos ou mais está sendo feita mediante agendamento. O objetivo é evitar aglomerações e diminuir a exposição dos idosos ao novo coronavírus.

A secretaria de saúde, ainda ressaltou que para garantir a transparência do processo de imunização, todas as informações sobre a utilização de vacinas, controle de estoques e a lista de pessoas imunizadas está sendo inserida diariamente no sistema do Governo Federal SI-PNI e disponibilizada ao Ministério Público.

Cabe ressaltar que em Mangaratiba, os idosos acima de 90 anos já foram vacinados com a primeira dose, segundo a página da prefeitura no Facebook.

Saiba mais sobre Mangaratiba:

Angra dos Reis

Em Angra, o grupo prioritário tem sido idosos, indígenas, deficientes físicos e profissionais de saúde.

• De 01 de janeiro de 2020 até às 15h desta quarta-feira (03 de março), o município de Angra dos Reis apresentou 53.769 casos notificados. No momento, há 11.868 casos confirmados de coronavírus – 4.170 pacientes testaram positivo em exames feitos pelo Laboratório Central Noel Nutels (Lacen), com o apoio dos laboratórios da Unimed e do Hospital de Praia Brava, e 7.698 pelo teste rápido. Destes, 11.288 já estão recuperados.
.
• Há 351 mortes pela doença na cidade. Os últimos óbitos foram o de um homem de 70 com comorbidades, ocorrido ontem (2), e o de uma mulher de 81 anos, também com comorbidades que aconteceu hoje (3). Os dois pacientes estavam internados no Centro de Referência Covid-19 (Santa Casa). Cinco mortes seguem sob investigação.
.
• Ao todo 879 casos foram descartados – exame de swab negativo para Covid-19 – e 41.022 permanecem suspeitos (síndromes gripais), sendo 324 em isolamento domiciliar e 40.698 já recuperados. Entende-se como casos recuperados aqueles que cumpriram o período de isolamento domiciliar de 14 dias e estão sem sintomas, conforme acompanhamento da equipe de monitoramento da Secretaria de Saúde.
.
• No total, entre pacientes confirmados ou com suspeita de coronavírus, 14 pessoas estão internadas. O Centro de Referência para Covid-19 (Santa Casa) atende a 13 pacientes no momento. Já o Hospital de Praia Brava está com os seus 15 leitos desocupados. Ou seja, dos 65 leitos públicos do município, 13 estão ocupados, o que representa uma taxa de ocupação hospitalar municipal de 23,64%. No momento, há um paciente internado na Unimed.
.
• Entre os indígenas do município, há 204 casos confirmados. Destes, 203 já estão recuperados. Uma morte foi confirmada pela doença e, atualmente, não há casos suspeitos.

Mais informações sobre Angra dos Reis. Confira abaixo:

Brasil bate recordes de mortes por Covid-19 e São Paulo adotará quarentena por 14 dias

Mortes por Covid-19 no Brasil voltou a bater recordes. 1.726 em 24 horas.

Em 03 de março de 2021 / Julio Andrade

Brasil – O Brasil tem voltado a registrar recordes diários de mortes por Covid-19. Ontem, dia 02 de março, foram 1.726, contra 1.582 óbitos registrados no dia 25 de fevereiro, que já era recorde.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa que apontou pelo quarto dia consecutivo, que o país apresentou a maior média móvel de mortes desde o início da pandemia no Brasil: 1.274. Desde o dia 1/03, o país voltou a ter tendência de aceleração na comparação com 14 dias atrás. Ontem a alta foi de 23%. Pelos levantamentos o País está vivendo o pior momento da pandemia, principalmente nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Rondônia nas últimas 24 horas. Ontem foi o 41° dia consecutivo com mais de mil mortes registradas.

Ao todo, o País já registrou 257.562 mortes desde o começo da pandemia e o total de casos atinge 10.647.845 (milhões) de casos.

São Paulo

Em São Paulo, o governador João Dória colocou o Estado na bandeira vermelha da quarentena, a mais alta. Serão 14 dias a partir do próximo sábado dia 06 de março vigorando inicialmente até o dia 19 de março. A fase vermelha autoriza apenas o funcionamento de setores da saúde, transporte, estabelecimentos como padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais.

João Dória governador de São Paulo

Shoppings, academias, restaurantes, bares e comércios não podem funcionar.
“As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, e vão atender os alunos. Exatamente como estava previsto”, completou o governador.

Rio de Janeiro

No estado do Rio de Janeiro, o índice de mortes e casos permanece estável. Em pronunciamento, o governador em exercício Cláudio Castro, ignora os números de casos e mortes de outros estados e garantiu que o estado não vai adotar medidas restritivas de isolamento e adoção de lockdown, como sugeriu uma carta de recomendação do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass).

Ao contrário dos governantes de outros estados, que apoiaram o documento dos secretários de Saúde, Castro não assinou e deixou claro que um fechamento total no estado é a última opção a ser cogitada:

– Não, eu não acredito em lockdown. Deixei claro isso, só em uma última opção, se não houver nada a fazer. Temos que pensar fora da caixinha. Temos de pensar em alargamento de horário de serviço, você pode escalonar, para pessoas não ficarem juntas. Há mais ações para fazermos antes de um lockdown.

Cláudio Castro governador em exercício do Rio de Janeiro

Mais de 2 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 em Itaguaí

Até o momento profissionais de saúde é idosos tem sido o público alvo

Em 13 de fevereiro de 2021
Júlio Andrade

Itaguaí – A Secretaria de Saúde de Itaguaí divulgou os números de pessoas vacinadas na cidade. Ao todo, mais de Duas mil pessoas já receberam doses da Coronavac e Oxford, as vacinas disponíveis para os munícipes.

A Secretaria de Saúde também informou que já foi iniciada a aplicação das segundas doses nos profissionais de saúde do município e idosos acamados, a partir de 80 anos. O cronograma oficial para a vacinação de idosos acamados ou domiciliados é entre os dias 11 e 18 de fevereiro.

IMPORTANTE!⚠️O cadastramento é feito por meio do cartão do SUS e do CPF do idoso. Tal cadastramento é feito pelos responsáveis do idoso, nos postos de saúde mais próximos. Tal procedimento continuam sendo realizados, ainda que a vacinação do seu bairro já tenha sido realizada.

Vacinação nos postos para idosos acima de 90 anos

Nos dias 18 e 19 de fevereiro, a Secretaria de Saúde dará início a vacinação de idosos, acima de 90 anos, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS Brisamar, UBS Engenho e UBS Chaperó). A vacinação acontece das 10h às 16h, e serão disponibilizadas em cada unidade 100 doses por dia.

A Secretaria de Saúde informa as contra-indicações abaixo:

➡️ Quadro de doença aguda ou febre;
➡️Alergia à vacina;
➡️Ter tomado outra vacina há menos de 30 dias;
➡️Diagnóstico positivo para Covid-19 há menos de 28 dias.

É necessário levar: CPF ou cartão do SUS e identidade.
É recomendado levar o cartão de vacinação.

SME diz que vacinará professores primeiro em meio à paralisação no Rio

Imunização será realizada logo após grupo dos idosos e de pessoas com comorbidades. Profissionais da Educação são contra a volta presencial às escolas antes da imunização. Sepe do Rio tem atuação determinante para que os educadores possam ser logo vacinados

Em 01 de fevereiro de 2021
Júlio Andrade – Júlio do Boca no Trombone Itaguaí

Rio – A Secretaria Municipal de Educação do Rio (SME) afirmou que os profissionais da Educação serão os primeiros a serem vacinados logo após os idosos e pessoas com comorbidades no Rio. E, mediante ao anúncio de greve dos professores, a partir desta segunda-feira, contra o retorno às salas de aula, garantiu que não há evidências científicas que justifiquem, depois de quase um ano, continuar sem aulas presenciais.

Em nota, a SME disse que, quanto maior for o tempo de afastamento de uma criança da escola, maior é o risco para o seu desenvolvimento. Disse ainda, que o Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19, composto por diversos especialistas em Saúde, validou tanto o protocolo sanitário que será usado nas escolas municipais do Rio quanto a data do retorno presencial, marcada para 24 de fevereiro.

“Decidimos a greve das atividades presenciais porque entendemos que não é possível este retorno até que todos os profissionais de educação estejam vacinados. Isso é para nossa proteção e dos nossos estudantes. Temos que entrar na fila de vacinação logo após os profissionais da Saúde, idosos e pessoas com comorbidades. Só assim será possível uma volta presencial, que é a forma mais democrática de conseguir construir o processo pedagógico”, afirma Maria Eduarda Quiroga Pereira, 38, professora da rede municipal e secretária de assuntos educacionais do Sepe-RJ.

Volta presencial somente após a vacina

A greve contra o retorno das atividades presenciais foi decidida no sábado (30), em um assembleia virtual. Entre as exigências feitas pelo Sindicato Estadual dos Profissionais do Rio (Sepe), está a prioridade para as equipes escolares na vacinação. Eles querem a imunização completa da classe antes da volta presencial ao trabalho.

O departamento jurídico do Sepe irá à Justiça contra a reabertura das escolas durante a pandemia da covid-19 e ajuizará todas as medidas cabíveis contra a volta presencial. A entidade afirmou que a reabertura das escolas representarão um maior risco à vida dos professores e demais servidores.

Planejamento da educação remota

Outra reinvindicação dos professores, é que a prefeitura faça um investimento para que as aulas remotas funcionem adequadamente.

“Não dá pra ser como foi em 2020. A pandemia não é mais uma surpresa para nós, é preciso alternativas. Temos propostas que apresentaremos ao governo para que esta educação remota funcione. Precisamos que os tablets, computadores, que foi prometido em campanha pelo atual prefeito, e internet cheguem para os profissionais de Educação e para os alunos”, cobrou Maria Eduarda Quiroga.

Um milhão de máscaras doadas

A empresa BYD, multinacional de energia limpa e fabricante de veículos elétricos, doou à Secretaria de Educação um milhão de máscaras descartáveis. O secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, ressaltou a importância da atitude, às vésperas da retomada das aulas.

“É um momento muito importante para a gente. Concluímos nosso plano de volta às aulas, depois de muito debate com uma equipe técnica, com especialistas, e validado com o comitê científico. O próximo passo é a implementação. Essa doação de máscaras para os profissionais de Educação significa que 53 mil profissionais na ativa terão a proteção adequada”.

Fonte: O Dia