Arquivo da categoria: Mulher

Juiz nega pedido de tutela da prefeitura para afastar presidente do Fundeb Itaguaí

Charlinho queria afastar presidente do Conselho que mais fiscaliza as mazelas da educação da cidade

EXCLUSIVO

Mais uma para envergonhar – O governo de Carlo Busatto Júnior, o Charlinho MDB, mais uma vez tem problemas judiciais. Dessa vez o governo pediu na justiça o afastamento da presidente do Conselho do Fundeb Itaguaí, a conselheira Anna Paula Sales. Anna é conhecida por denunciar as mazelas da cidade à frente do Fundeb e representando os pais de alunos da educação da cidade, que enfrenta uma das maiores crises de sua historia.

Na decisão, o Juiz Adolfo Vladimir Silva da Rocha, da Primeira Vara Civil da Comarca de Itaguaí, negou o pedido de tutela do governo que pedia o afastamento da presidente de suas funções, baseado apenas em um relatório elaborado por uma ex secretária do conselho e que não é uma servidora efetiva da rede. Na decisão, o Magistrado definiu resumindo que a alegação governamental era fraca e sem consistência.

A prefeitura tentou responsabilizar Anna por possíveis omissões na função de presidente. Algo que parece bem contraditorio, já que Anna além de eleita de forma democrática por outros pais de alunos tem sido bem atuante, tendo ampla divulgação de seu trabalho, inclusive com várias matérias na grande mídia televisa e escrita dos principais veículos de comunicação do Estado.

Milhares de uniformes seriam queimados em Itaguaí e intervenção do Fundeb foi fundamental

Escolas seriam fechadas e intervenção dos pais de alunos na justiça impediram tal maldade

Falta de uniformes escolares em 2018. Assista clicando na foto abaixo:

O que de fato tem ocorrido é que até agora só ficaram evidenciados a inoperância e as mazelas causadas pela má gestão das verbas federais do governo de Charlinho com chancela jurídica inábil.

Opinião do blog. Pelo visto o que incomoda o governo não tem nada a ver com omissão e sim com qualquer atuação regular, que logo mostra os graves problemas de conduta da gestão atual em Itaguaí.

Anúncios

Homem se entrega após matar mulher a marretadas em Itaguaí

Segundo a polícia, crime de feminicídio aconteceu em Itaguaí. José Carlos da Silva Carvalho e Simone Oliveira de Assis Carvalho estavam casados há 10 anos

Simone Oliveira de Assis Carvalho, de 40 anos, foi assassinada a marretadas em Chaperó. O suspeito é o marido José Carlos da Silva Carvalho, de 60 anos, que se entregou nesta última sexta-feira (4) à polícia.

O crime aconteceu na última quinta-feira (3). O assassino se entregou na Central de Garantias (CG-Norte), também em Itaguaí. Mais tarde, Jose Carlos levou os peritos da Delegacia de Homicídios ao local do crime que teria sido motivado por desentendimentos e também por ciúmes entre o casal, que estava junto há cerca de dez anos. O assassinato ocorreu na casa da mulher.

Ao chegarem os policiais civis encontraram o corpo de Simone e as alianças do casal, além da arma utilizada no feminicídio, uma marreta de obra.

Outros crimes contra mulheres no Rio

Outro caso ocorreu no Morro do Urubu, uma moradora do local foi morta depois que um ex-companheiro a espancou até a morte. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, que confirmou o assassinato na noite de sexta-feira, 5, na comunidade que fica no bairro da Piedade, zona norte do Rio, mas não deu detalhes.
Segundo a Globonews, a mulher assassinada era Tamires Blanco, de 30 anos, que deixa dois filhos pequenos, inclusive uma bebê de 11 meses que teria sido encontrada em cima do corpo da mãe. O casal que estava separado ficou junto por dois anos.

Outro caso foi de Marcelle Rodrigues da Silva, 27, morta a facadas dentro de casa também pelo marido, na frente do filho de 7 anos. Na virada do ano, o filho do presidente da Câmara dos Vereadores do Rio Fabio Tuffy Felippe foi preso após espancar por três horas a mulher, Christini, que resistiu ao crime mas teve o rosto desfigurado

Mulher é morta em assalto na frente dos filhos em Itaguaí

Jovem foi assassinada covardemente a golpes de facadas na frente das crianças
Uma jovem foi morta a facadas, nesta domingo, na Rodovia Rio-Santos (BR-101), altura de Itaguaí, na Baixada Fluminense. Luana Alves de Albuquerque, de 25 anos, estava voltando de um passeio com a família quando todos foram abordados por um bandido. A jovem teria ficado nervosa na hora de entregar seus pertences e acabou sendo ferida. No momento do crime, ela estava com uma filha, de meses, no colo e outra, de 2 anos, a seu lado.

De acordo com informações da polícia, o pneu dianteiro do lado esquerdo da HB20 da família furou. O marido de Luana, Cosme, parou no acostamento saltou para fazer o conserto. Luana ficou no banco de trás com as filhas, com a porta aberta. Foi quando um homem de bicicleta se aproximou.

Segundo os investigadores, Cosme disse que não percebeu a movimentação. Somente quando ouviu Luana chamando seu nome, daí ele foi até onde ela estava e a encontrou caída, com marcas de facadas no peito e no pescoço. Cosme ainda tentou pedir ajuda, mas a jovem morreu no local.

O bandido fugiu com o celular de Luana, dinheiro e documentos de Cosme que estava no carro — os documentos foram encontrados num matagal a cerca de vinte metros do local do crime. O corpo de Luana foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Grande, na Zona Oeste da capital. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF)

Na última foto, legenda diz ‘feliz da vida’

A última foto pública de Luana em seu perfil no Facebook mostra a jovem sorrindo, num restaurante na Praia de Coroa Grande, em Itaguaí, cerca de três horas antes do crime. A legenda da imagem é: “Tudo ao Vivo #Feliz da Vida”. O primeiro comentário feito na foto foi da mãe de Luana: “Você é a coisa mais linda da mãe, te amo”.

Esse crime é mais um bárbaro em Itaguaí, que parece não se cansar de dar notícias ruins a toda sociedade e imprensa. Isso mostra o total descaso dos órgãos públicos em uma cidade que vive os seus piores dias e que agoniza sem respostas de crimes desvendados e sem respostas de assaltos em escolas e afins. Tudo acontece e nada parece ser resolvido. Até quando?

Com jornal Extra.

Passeata contra Jair Bolsonaro mobilizou centenas de pessoas em Itaguaí

Mais de 200 pessoas se manifestaram contra os posicionamentos do candidato do PSL

Na tarde de ontem sábado, centenas de pessoas se mobilizaram, e em passeata pelo Centro de Itaguaí, manifestaram seu repúdio aos atos e falas do candidato à presidência da República pelo PSL Jair Bolsonaro.

Eles caminharam por ruas do Centro e com cartazes e em coro gritaram o #elenão #elenunca. Slogan propagado por todo o País contra a forma preconceituosa e truculenta do candidato.

Manifesto ressalta luta contra retrocesso e autoritarismo

Entre as principais razões, está o fato de Bolsonaro ter apoiado a reforma trabalhista, defender um modelo de segurança falido que causa o extermínio das juventudes negras, o preconceito contra LGBTs, suas declarações misóginas e o temor com a volta da ditadura militar.

Confira a razão das mulheres realizarem esse manifesto e gritarem juntas: #EleNão! #EleNunca!

“Manifesto das Mulheres Unidas contra Bolsonaro

Por igualdade, liberdade, direito e uma vida sem violência!

Quem somos?

Somos mulheres, milhões e diversas. Somos brasileiras e imigrantes. Jovens e de cabelos brancos. Negras, brancas, indígenas. Trans e travestis. Somos LGBTs, amamos homens, mulheres ou ambos. Casadas e solteiras. Mães, filhas, avós. Somos trabalhadoras, donas de casa, estudantes, artistas, funcionárias públicas, pequenas empresárias, camelôs, sem teto, sem terra. Empregadas e desempregadas. Mulheres de diferentes religiões e sem religião.

Estamos, hoje, juntas e de cabeça erguida nas ruas de todo o Brasil porque um candidato à presidência do país, com um discurso fundado no ódio, na intolerância, no autoritarismo e no atraso, ameaça nossas conquistas e nossa já difícil existência. Estamos na rua porque seu programa político econômico é um retrocesso, uma reprodução piorada das políticas terríveis do Temer.

Quem é Jair Bolsonaro?

Jair Bolsonaro, atualmente do PSL, Deputado Federal há 27 anos, já foi filiado a 9 partidos e teve apenas dois Projetos de Lei aprovados em toda sua vida política. Ele se apresenta como algo “novo” mas, é, na verdade, mais um “político de carreira” que trabalhou para eleger seus filhos e usufrui de privilégios, como o imoral auxílio moradia, enquanto milhares de famílias estão sem teto e lutam por um lugar digno para morar.

Porque somos contra Bolsonaro?

1. Jair Bolsonaro despreza negros, indígenas, homossexuais e todas as que lutam em defesa dos direitos das mulheres. Considera quilombolas “vagabundos”. Faz apologia à cultura do estupro. Diz que o nascimento de sua única filha mulher foi uma “fraquejada”. Insiste que não há nada a fazer quanto à diferença salarial entre homens e mulheres. Para ele, dar “porrada” em meninos impede que eles “se tornem” gays. Seu vice na chapa, o General Mourão, declarou que famílias criadas por mães e avós são fábricas de desajustados;

2. Votou a favor do congelamento dos gastos com saúde, educação e assistência social por 20 anos. Promete aumentar impostos sobre os pobres e reduzi-los para os ricos. Já anunciou uma onda de privatizações, vendendo as estatais e todo patrimônio do povo brasileiro. É um dos autores do Projeto de Lei que defende que o SUS não é obrigado a atender mulheres vítimas de abuso sexual. É apoiador do projeto “Escola sem Partido”, que acaba com a liberdade pedagógica e com o desenvolvimento do pensamento crítico em relação à sociedade caótica que vivemos.

3. Votou a favor da Reforma Trabalhista e da Lei das Terceirizações, responsável por permitir que grávidas realizem trabalhos insalubres, pelo aumento do desemprego e do trabalho informal, em especial entre as mulheres negras. Já disse que “os trabalhadores devem escolher entre ter direitos e ter empregos”. Foi o único deputado a votar contra a PEC das domésticas, que garantiu às empregadas direitos trabalhistas básicos como o pagamento de hora extra e o recolhimento de FGTS. Já se comprometeu a aprovar a Reforma da Previdência, que aumenta a idade para se aposentar e iguala a idade entre mulheres e homens;

4. Defende o aprofundamento de um projeto de segurança pública falido, que trata violência com mais violência e militarização. Projeto que é implementado há muitos anos no Brasil, em especial no Rio de Janeiro, cidade onde mais morre civis e policiais em confrontos e onde Marielle Franco e Anderson foram executados há mais de 6 meses, crime ainda sem respostas. Defende a liberação do porte de armas, seguindo o modelo dos EUA, país que tem os maiores índices de homicídio e suicídio, em especial entre jovens;

5. Tem como candidato à Vice, um General que defende a tomada do poder pelas Forças Armadas e a elaboração de uma nova Constituição sem participação popular. É uma chapa que coloca, declaradamente, a democracia em risco!

Jair Bolsonaro é defensor da Ditadura Militar, afirmou que o erro dos militares foi torturar em vez de matar e não esconde sua admiração ao mais notório torturador do regime militar de 1964, o General Ustra.

Não queremos ditadura ou fascismo nem a ampliação da matança policial-militar nas ruas responsável pelo genocídio da juventude negra. Queremos liberdade, igualdade, justiça social e direitos! Bolsonaro é tudo que o Brasil não precisa para superar a crise e avançar.

Nós, mulheres diversas e unidas, defendemos o oposto do que ele prega: defendemos o respeito às diferenças; o direito das mulheres de viverem seguras e decidirem sobre o seu próprio corpo; defendemos salários iguais entre homens e mulheres, entre negros e brancos; defendemos cotas para os que foram historicamente injustiçados e prejudicados; defendemos serviços públicos com qualidade para as mulheres pobres e seus filhos.

Defendemos a mais ampla liberdade de ensinar e de aprender, sem lei de mordaça, seja na escola, ou na Universidade.

Defendemos que as pessoas sejam livres para amar e sejam respeitadas por isso. Defendemos o debate de ideias e a democracia.

Ele prega o ódio, nós pregamos o respeito. Ele defende a morte e a tortura, nós defendemos a vida.

Por isso dizemos: Ele Não! Nem os filhos! Bolsonaro Nunca! Fascismo não!”

Com Brasil de fato.

Jovem morre após queda de cachoeira em Muriqui

 

Uma jovem, identificada como Jéssica Souza, morreu ao cair nesta segunda-feira (23) de uma grande altura da cachoeira Véu de Noiva, em Muriqui, na Costa Verde do Rio.

                                                Cachoeira Véu da Noiva

A jovem de 26 anos que era moradora de Itaguaí, estava no local com a família curtindo o feriado e não resistiu a queda.

Jéssica era professora em uma escola particular na cidade. Nas redes sociais a comoção é imensa. Ela era muito querida por todos, incluindo pelas crianças onde trabalhava. Trabalhadora Jéssica deixa amigos e familiares desolados com a tragédia.

Corpo de desaparecida é encontrado após desastre em Mangaratiba

Flávia foi encontrada no final da manhã desta terça-feira

O corpo de Flávia Lima de 27 anos, que estava desaparecida após a tragédia ocorrida na última sexta-feira (6), com o desabamento do trecho da Estrada São João Marcos (RJ- 149) na Serra do Piloto em Mangaratiba, foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros no final desta manhã de terça – feira.

Flávia e seu namorado haviam sido tragados pela cratera na hora do desabamento, mas apenas seu namorado conseguiu sair.

 

O prefeito da cidade Aarão de Moura Brito Neto, prestou suas condolências e disponibilizou junto a Secretaria de Saúde uma equipe de psicólogos para dar todo suporte à família da vítima.

 


Ações

Mais cedo, o prefeito e seus secretários de diversas pastas da cidade subiram a Serra do Piloto e reuniram-se em audiência pública com cerca de 100 representantes da comunidade local para definir as próximas ações relativas ao deslizamento. Os estragos foram causados pelas fortes chuvas que atingiram o município na madrugada da última sexta-feira (6). O deputado federal Julio Lopes e José Essiomar Gomes, Superintendente Federal de Agricultura, Pesca e Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro também estiveram presentes.

Para o Prefeito esse é um momento de união para solucionar os transtornos. “Estamos aqui, tristes pelo que aconteceu e eu precisava estar perto das pessoas neste momento, para dar meu apoio incondicional e prestar contas de tudo o que estamos fazendo, ouvi-las e dar respostas”, disse.

 

O chefe do poder executivo, esclareceu que por ser uma rodovia de responsabilidade do governo estadual, através do DER, além de ser patrimônio histórico (fiscalizada pelo Iphan), a Prefeitura fica impedida de realizar qualquer obra. “Vamos em caráter de urgência levar os anseios e necessidades da comunidade para os órgãos competentes e o governador. Temos que dar uma resposta rápida, pois as pessoas não podem ficar sem seu direito de ir e vir. Vamos a todos os órgãos com uma comitiva de moradores para que o caso seja solucionado o mais breve possível”, frisou o prefeito.

 

O deputado federal Julio Lopes  sensibilizou-se com o ocorrido e colocou-se à disposição da cidade para ajudar no que for preciso. “Conversei com o prefeito e vamos hoje mesmo solicitar junto ao Exército Brasileiro que seja colocada uma ponte provisória em caráter de urgência, até que a obra principal seja concluída”, destacou o deputado.

 

LOGÍSTICA DE ACESSO

Os ônibus que circulam  no distrito estão impossibilitados de atender os moradores. Os secretários municipais aproveitaram a ocasião para conversar sobre a logística de acesso, tanto para quem vai para a Serra do Piloto, quanto para quem desce para outros bairros. A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos colocou uma Kombi a disposição dos moradores da localidade para fazer o trajeto até o ponto bloqueado, para que eles possam atravessar e pegar o ônibus do outro lado. A Prefeitura está tentando disponibilizar um micro-ônibus para poder atender a um número maior de pessoas.

O prefeito  já antecipou que fará outra reunião na comunidade no início de maio, e que pretende levar esse tipo de audiência para os outros distritos. “Estamos com muitas dificuldades e a minha presença é fundamental na Prefeitura, mas não abro mão desse contato com o morador. Saber das necessidades e anseios do maior interessado não tem preço”, concluiu o prefeito.

 

MORADORES FALAM

Os moradores ouviram atentamente o prefeito e os representantes do poder público. Para Antônia Vidal Loyola é preciso que todos deixem as diferenças de lado e que se unam para superar o desastre. “Gostamos muito de ver o prefeito aqui. Pudemos falar olho no olho e ver que ele está empenhado em resolver o problema. Não queríamos que isso tivesse acontecido, mas agora temos que arregaçar as mangas e trabalhar junto com as autoridades”.

Silvângelo Mendes agradeceu o comprometimento do prefeito  e autoridades, que deram uma resposta rápida depois do acontecido. “Eles estão empenhados em nos ajudar e isso é muito bom. Pela iniciativa que o prefeito está tendo, tenho certeza de que teremos respostas rápidas para todo esse transtorno que estamos passando”, destacou o morador.

 

Com Prefeitura de Mangaratiba

Continuam as buscas por desaparecida após tragédia em Mangaratiba

Família busca apoio e autoridades seguem a procura da moça

O corpo de bombeiros e a defesa civil de Mangaratiba continuam as buscas para tentar encontrar Flávia Lima de 27 anos, que desapareceu após a tragédia ocorrida na última sexta-feira (6), com o desabamento do trecho da Estrada São João Marcos (RJ- 149) na Serra do Piloto.

Segundo o relato do namorado, eles haviam sido tragados pela cratera na hora do desabamento e que somente ele havia conseguido sair. As buscas estão sendo realizadas desde então na cachoeira dos escravos, que encontra-se com alto volume de água – devido as chuvas, dificultando o trabalho dos agentes. Também foram realizadas buscas na mata e no mar, na saída da boca da barra. A procura tem sido feita com a ajuda de cães e drones. O Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros da Barra também está colaborando. 

Nas redes sociais, a comoção e o apoio aos familiares é imensa na luta para encontrar Flávia.

Com site da prefeitura de Mangaratiba

Leia mais:

Fortes chuvas causam deslizamento de terra e interdição de estrada que dá acesso a Serra do Piloto em Mangaratiba

Após chuva estrada cede 10 metros em Mangaratiba