Arquivo da categoria: Morte

Homem manda matar esposa e enteados um mês após o casamento no RJ, diz polícia

Caso aconteceu em Itaguaí

A Polícia Civil do RJ afirma ter esclarecido o caso de uma família de Itaguaí, Baixada Fluminense, tida como desaparecida desde outubro de 2018. Na verdade, diz, a polícia, uma mãe e seus dois filhos foram sequestrados e mortos, e os corpos, ocultados. Dois homens estão presos pelo crime.

O principal suspeito é o técnico de sistemas de monitoramento Marlon Christian Leite Dias. Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, ele havia se casado com Fabiane Azevedo Barbosa Dias, de 36 anos – mãe de Tainá, 6, e Gabriel, 11 – 28 dias antes do triplo assassinato.

Os corpos ainda não foram encontrados.

Marlon, que está preso, é suspeito de ter encomendado o crime por questões passionais e patrimoniais.

Um segundo suspeito, Marcos Carlos André Vieira dos Santos, um dos vizinhos do casal, também foi detido.

De acordo com um inquérito instaurado na delegacia, Marcos negou ter cometido o triplo assassinato, mas afirmou que Marlon tentou contratá-lo para executar a dona de casa e seus dois filhos.

No dia 7 de maio, o juiz Adolfo Vladimir da Rocha decretou a prisão preventiva de Marlon e Marcos – que já estavam na cadeia desde abril, devido a um mandado de prisão temporária. Os dois já foram transferidos para o sistema penitenciário e vão responder por homicídio e ocultação de cadáver.

Mensagem de texto suspeita

Parentes de Fabiane acreditavam que ela tinha fugido com os filhos e apresentaram à polícia uma mensagem de texto supostamente enviada por ela. Mas a família estranhou o estilo do texto e avisaram à polícia.

Segundo as investigações, os bens da família foram adquiridos por Fabiane – e usados como pagamento pela execução. “A geladeira do casal estava na casa do Marcos”, afirmou o delegado Moisés Santana.

O titular da especializada diz ainda que Marlon viu quando a esposa e os filhos foram levados e colocados em um caminhão. “Ele estava no portão de casa”, detalha.

Matéria jornal Extra

Anúncios

Mulher é esfaqueada na frente da filha de 5 anos em Angra dos Reis

Elas dormiam na mesma cama quando foram surpreendidas pelo homem. Suspeito agrediu a mulher com golpes de facão.

G1

Uma mulher foi esfaqueada pelo marido, na frente da filha de 5 anos, na quarta-feira (6), em Angra dos Reis, RJ. Segundo familiares, o crime aconteceu na casa da vítima, no Parque Mambucaba. Ela foi atingida com golpes de facão.

Ainda segundo familiares, os dois estavam juntos há seis anos. O homem, identificado como Flávio da Silva Lins, não aceitava o divórcio e já havia agredido a mulher outras vezes. Contra ele havia medida protetiva, que não foi respeitada. Ele pulou o muro da casa da vítima e a surpreendeu enquanto ela e a filha do casal dormiam na mesma cama. A sobrinha dela de 10 anos, que mora na residência, conseguiu sair e pedir socorro.

Deidiane de Paula Monteiro, de 33 anos, está internada no Hospital Geral da Japuíba. O estado de saúde dela é estável e ela não corre risco de morte.

O caso foi registrado na 166ª Delegacia de Polícia (Angra dos Reis). O homem está foragido.

Segundo o Disque Denúncia, desde o início do ano, o município recebeu sete denúncias de violência contra a mulher. Quem souber o paradeiro do suspeito pode entrar em contato através do Disque Denúncia. O número do telefone é 0300 253 1177 (custo de ligação local). A população pode denunciar também pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”, onde é possível enviar fotos e vídeos.

Fonte G1

Homem se entrega após matar mulher a marretadas em Itaguaí

Segundo a polícia, crime de feminicídio aconteceu em Itaguaí. José Carlos da Silva Carvalho e Simone Oliveira de Assis Carvalho estavam casados há 10 anos

Simone Oliveira de Assis Carvalho, de 40 anos, foi assassinada a marretadas em Chaperó. O suspeito é o marido José Carlos da Silva Carvalho, de 60 anos, que se entregou nesta última sexta-feira (4) à polícia.

O crime aconteceu na última quinta-feira (3). O assassino se entregou na Central de Garantias (CG-Norte), também em Itaguaí. Mais tarde, Jose Carlos levou os peritos da Delegacia de Homicídios ao local do crime que teria sido motivado por desentendimentos e também por ciúmes entre o casal, que estava junto há cerca de dez anos. O assassinato ocorreu na casa da mulher.

Ao chegarem os policiais civis encontraram o corpo de Simone e as alianças do casal, além da arma utilizada no feminicídio, uma marreta de obra.

Outros crimes contra mulheres no Rio

Outro caso ocorreu no Morro do Urubu, uma moradora do local foi morta depois que um ex-companheiro a espancou até a morte. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, que confirmou o assassinato na noite de sexta-feira, 5, na comunidade que fica no bairro da Piedade, zona norte do Rio, mas não deu detalhes.
Segundo a Globonews, a mulher assassinada era Tamires Blanco, de 30 anos, que deixa dois filhos pequenos, inclusive uma bebê de 11 meses que teria sido encontrada em cima do corpo da mãe. O casal que estava separado ficou junto por dois anos.

Outro caso foi de Marcelle Rodrigues da Silva, 27, morta a facadas dentro de casa também pelo marido, na frente do filho de 7 anos. Na virada do ano, o filho do presidente da Câmara dos Vereadores do Rio Fabio Tuffy Felippe foi preso após espancar por três horas a mulher, Christini, que resistiu ao crime mas teve o rosto desfigurado

Ex candidato Miguelzinho é brutalmente assassinado em Seropédica

Município é um dos mais violentos no Estado em relação à política. Miguel Angelo Steffan de Souza, o ‘Miguelzinho Seropédica’, é o segundo morto político em Seropédica em menos de três semanas. O ex-candidato era forte opositor do atual prefeito e também denunciava crimes da milícia local.

O ex-candidato a prefeito de Seropédica, Miguel Angelo Steffan de Souza, de 51 anos, também conhecido como “Miguelzinho Seropédica”, foi assassinado a tiros na manhã deste domingo, enquanto conversava em uma padaria em Seropédica.

Ele é o segundo político morto em Seropédica em menos de três semanas. No dia 25 de outubro, Rafael de Siqueira Cardoso, também conhecido como “Rafael 39”, de 37 anos, foi assassinado a tiros, também em uma padaria. Empresário local do ramo de extração e transporte de minerais, Rafael havia sido candidato a vereador pelo PDT em 2016, ficando como primeiro suplente de sua coligação e assumindo em seguida temporariamente a Subsecretaria de Obras de Seropédica.

Miguel era um forte opositor do atual prefeito da cidade, Anabal (PDT), e usava suas redes sociais para denunciar supostos abusos e irregularidades da gestão. Sua última postagem foi neste sábado: “Governo contrata mas não paga! Dezenas de chefes de família estão sem levar o sustento para casa, pois o digníssimo gestor dessa zona chamada Prefeitura, não pagou aos humildes funcionários!”, escreveu ele. O ex-candidato também denunciava crimes da milícia que atua em Seropédica, embora evitasse usar a palavra.

Na ocasião da morte de “Rafael 39”, Miguel fez um post em suas redes sociais: “Deram fim de arquivo”. No post, ele explicou que o atual governo teria feito um acordo com Rafael para que “algum candidato eleito a vereador da base do governo” fosse “nomeado a secretário, abrindo assim uma vaga e fazendo com que Rafael deixasse de ser suplente para assumir o mandato”. No entanto, com o não cumprimento do acordo, Rafael acabou nomeado temporariamente como subsecretário de Obras de Seropédica e “subordinado a Pierre Alexandre (laranja do Waguinho e do Felipe)”, o que o teria deixado frustrado e o motivado a deixar o cargo. De acordo com o ex-candidato a prefeito, o assassinato então teria ocorrido porque “Rafael era o arquivo vivo de inúmeras coisas erradas dentro do governo”.

Miguelzinho foi candidato à prefeitura da cidade em 2016 pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB), terminando em terceiro lugar, com 7.65% dos votos. O vencedor foi Anabal, do PDT.

No mesmo ano da última eleição para a prefeitura da cidade, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, demonstrou preocupação com assassinatos envolvendo políticos e pré-candidatos às eleições da Baixada Fluminense, conforme mostrou reportagem do O DIA. Na ocasião, o ministro falou que é “preocupante a reiteração de crimes dessa natureza, razão pela qual esses homicídios devem ser investigados”.
A declaração do ministro aconteceu no contexto de 14 assassinatos políticos em 9 meses, dentre eles 12 por motivação política, segundo a Polícia Civil. A primeira daquela série de assassinatos foi a do vereador Luciano DJ, também em Seropédica. Ele seria vice na chapa de Miguel nas eleições do ano seguinte.
A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga o caso. Os agentes buscam imagens de câmeras de segurança da região que possam ajudar na identificação dos criminosos.

Ainda não há informações sobre a data e local de enterro de Miguel.

Matéria do jornal O Dia

Incêndio no hospital Lourenço Jorge mata três pessoas

Incidente aconteceu na tarde deste sábado. Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuam no local

Três pessoas morreram durante o incêndio que atingiu, na tarde deste sábado, a Coordenação de Emergência Regional (CER) Barra, que fica ao lado da sede do Hospital Lourenço Jorge. A informação foi passada a jornalistas pelo prefeito Marcelo Crivella na porta da unidade de Saúde. Ainda segundo o chefe do Executivo municipal, elas teriam morrido quando eram transferidas da CER Barra para o Lourenço Jorge. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuam no local.

“Todos foram transferidos para o Lourenço Jorge. Não houve feridos no incêndio mas, na transferência, três casos graves vieram a óbito. Infelizmente lamentamos os óbitos. O pessoal do Governo Federal colocou à disposição os hospitais. No momento do fogo, tínhamos cerca de 50 pacientes, todos acolhidos no Lourenço Jorge. Os mais graves vão ser transferidos para o Souza Aguiar, Salgado Filho e Miguel Couto”, disse o Prefeito.

Ainda segundo Crivella, O fogo – que está sob controle – começou na parte de cima, no laboratório, ao lado de uma área de descanso. A parte de baixo do CER não teve nenhum dano, já a parte de cima vai ser toda refeita.

Segundo a técnica de Laboratório Carolina Nunes, a CER apresentava picos de luz durante o dia, o que pode ter ocasionado um curto circuito. “Hoje de manhã estava tendo picos de luz, caiu três vezes. Nós achamos que era normal porque estava muito quente. Quando foi umas 15h30 falaram que tava pegando fogo, a gente acha que foi algum ar-condicionado que deu curto”.

Questionada sobre a quantidade de pacientes, a técnica informou que tinham 15 pacientes na sala vermelha, 36 na amarela, duas crianças na pediatria e outros na sala verde. Todos levados para o Lourenço Jorge.

“Estava na hora da visita, alguns acompanhantes começaram a chorar para retirar os internados. Foi um desespero maior ainda. Mas a gente tinha que tirar primeiro os pacientes que estavam graves na sala vermelha, pra depois acalmar o resto do povo”, completou.

Segundo os bombeiros, o quartel da Barra foi acionado às 15h41 e militares seguem no local para combater as chamas.

Por conta do incêndio, a pista lateral da Avenida Ayrton Senna segue interditada, no sentido Linha Amarela. Motoristas devem seguir pela pista central.

Projeto de Lei

Em entrevista, o prefeito Marcelo Crivella ainda falou sobre o projeto de lei que mandou para a Câmara dos Vereadores, onde quer aprovar a presença 24h dos bombeiros em locais com fluxos de pessoas. “Quero que seja aprovado, ainda essa semana, que todos esse locais públicos e privados, onde tenham fluxo de pessoas, possam contar com brigada de prevenção e combate a incêndio 24h por dia”.

Fonte: O Dia

Mulher é morta em assalto na frente dos filhos em Itaguaí

Jovem foi assassinada covardemente a golpes de facadas na frente das crianças
Uma jovem foi morta a facadas, nesta domingo, na Rodovia Rio-Santos (BR-101), altura de Itaguaí, na Baixada Fluminense. Luana Alves de Albuquerque, de 25 anos, estava voltando de um passeio com a família quando todos foram abordados por um bandido. A jovem teria ficado nervosa na hora de entregar seus pertences e acabou sendo ferida. No momento do crime, ela estava com uma filha, de meses, no colo e outra, de 2 anos, a seu lado.

De acordo com informações da polícia, o pneu dianteiro do lado esquerdo da HB20 da família furou. O marido de Luana, Cosme, parou no acostamento saltou para fazer o conserto. Luana ficou no banco de trás com as filhas, com a porta aberta. Foi quando um homem de bicicleta se aproximou.

Segundo os investigadores, Cosme disse que não percebeu a movimentação. Somente quando ouviu Luana chamando seu nome, daí ele foi até onde ela estava e a encontrou caída, com marcas de facadas no peito e no pescoço. Cosme ainda tentou pedir ajuda, mas a jovem morreu no local.

O bandido fugiu com o celular de Luana, dinheiro e documentos de Cosme que estava no carro — os documentos foram encontrados num matagal a cerca de vinte metros do local do crime. O corpo de Luana foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Grande, na Zona Oeste da capital. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF)

Na última foto, legenda diz ‘feliz da vida’

A última foto pública de Luana em seu perfil no Facebook mostra a jovem sorrindo, num restaurante na Praia de Coroa Grande, em Itaguaí, cerca de três horas antes do crime. A legenda da imagem é: “Tudo ao Vivo #Feliz da Vida”. O primeiro comentário feito na foto foi da mãe de Luana: “Você é a coisa mais linda da mãe, te amo”.

Esse crime é mais um bárbaro em Itaguaí, que parece não se cansar de dar notícias ruins a toda sociedade e imprensa. Isso mostra o total descaso dos órgãos públicos em uma cidade que vive os seus piores dias e que agoniza sem respostas de crimes desvendados e sem respostas de assaltos em escolas e afins. Tudo acontece e nada parece ser resolvido. Até quando?

Com jornal Extra.

Policial militar é morto em Itaguaí

Segundo informações do 24° BPM (Itaguaí), o PM foi morto ao se deparar com um carro cheio de traficantes, que atiraram

O policial militar José Heleno dos Reis, de 41 anos, foi morto a tiros, na noite desta quinta-feira, na Estrada dos Teixeiras, próximo a praça do Laiá, em Itaguaí. Segundo informações do 24° BPM (Itaguaí), traficantes atiraram contra o militar e um colega, que escapou sem ferimentos.

Ainda conforme os PMs, os dois estavam a caminho da rendição no Hospital São Francisco Xavier quando os bandidos avistaram a viatura e fizeram os disparos. O segundo sargento chegou a ser socorrido para a mesma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos. Com a morte de Heleno, sobe para 63 o número de policiais militares mortos no Estado do Rio este ano.

Ainda não há informações sobre a data e local de enterro do policial.