Arquivo da categoria: Funcionalismo Itaguaí

Vereador e professor Willian Cézar fala sobre o fechamento das escolas e redução de servidores nas unidades

Ele ainda falou sobre a redução de funcionários em seu gabinete para diminuir qualquer risco de contágio pelo Coronavírus

O vereador Willian Cézar (PSB), relatou em suas redes sociais sobre o problema enfrentado pela cidade e pelas escolas com a pandemia do Coronavírus. Na opinião dele, o correto seria evitar o menor número possível de servidores atuando nas escolas e creches por exemplo. Já que tem que haver movimentação de documentos, apenas os servidores extremamente necessários deveriam ir ao trabalho. Ele também disse o que tem feito para reduzir a movimentação em seu próprio gabinete. A pandemia do Coronavírus atinge todo o planeta, no Brasil já foram 200 casos e no estado do Rio de Janeiro 24 casos já foram confirmados. Se medidas sérias não forem adotadas, pode subir para 24 mil o número de infectados.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2803560663062940&id=100002271003014

Prefeitura de Itaguaí cancela aulas por 15 dias a partir desta segunda-feira

Seropédica, Mangaratiba, Angra dos Reis e quase todos os municípios Fluminenses adotam mesma medida. O Estado do Rio de Janeiro já havia dado férias escolares por 15 dias, a cidade do Rio por uma semana

A prefeitura Municipal de Itaguaí, cancelou as aulas na cidade por 15 dias, a partir já desta segunda-feira (16/03), por conta da pandemia de Coronavírus, que está assolando o mundo. No Brasil, mais de 100 casos já foram registrados, dentre esses 20 só no estado do Rio de Janeiro.

https://www.facebook.com/749442291821274/posts/2709599045805579/

Seropédica#ComunicadoOficial da prefeitura de Seropédica

Seguindo as orientações do Decreto do Estado do Rio de Janeiro para prevenção da propagação do Coronavírus (COVID 19), a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Seropédica informa que fica antecipado o “Recesso Escolar” do mês de julho para o período de 16 à 30 de março de 2020. Informa ainda que as escolas estarão com suas secretarias com funcionamento reduzido e restrito.
A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte terá seu funcionamento normal e acompanha por novas orientações do Governo do Estado do Rio de Janeiro quanto ao enfrentamento do vírus.https://www.facebook.com/1386917698220679/posts/2607279969517773/

Covid-19: decreto com ações protetivas será publicadoA Prefeitura de Angra informa que vai divulgar nesse sábado, 14 de março, no Boletim Oficial do Município, disponível no site http://www.angra.rj.gov.br, um decreto com ações e medidas de prevenção da Covid-19 (novo Coronavírus).
Dentre as ações está a criação de um Gabinete de Crise, presidido pelo prefeito, com a participação das secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social, Proteção e Defesa Civil, Segurança Pública, Procuradoria Geral do Município, Governo e Relações Institucionais e TurisAngra.
Outras medidas como a suspensão de 15 dias das aulas no município, a partir de segunda-feira, 16, a serem compensados em julho, e a suspensão de todas as aglomerações de pessoas, como a exemplo de cinema, teatro, shows e afins, vão ser tomadas.
“Estamos fazendo tudo com responsabilidade. De acordo com a necessidade, esse decreto poderá ser modificado ou mesmo estendido. Não temos nenhum caso da doença em Angra dos Reis. Estas ações visam a proteção da nossa população”, frisa o prefeito.
Vale ressaltar que, como medida protetiva, as Olimpíadas das Mulheres e o mutirão oftalmológico com alunos da rede municipal de educação, que estavam programados para esse sábado, dia 14, foram cancelados.

https://www.facebook.com/148243268612073/posts/2278866742216371/

Rio de Janeiro

Governo do estado do Rio de Janeiro

Outros municípios e instituições

 

O blog Boca no Trombone Itaguaí estará atualizando as informações a cada hora sobre essa pandemia e suas consequenciais…

Sincato MUSPI convoca servidores para assembléia na terça em Itaguaí

O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Itaguaí-MUSPI, entidade que apresentou a Comissão Processante a denúncia de Nepotismo que acarretou em cassação do ex prefeito e vice prefeito de Itaguaí, através da servidora Hellen Senna, convoca assembleia para o dia 10/03 terça- feira às 17:30 na Praça Vicente Cicarino (praça em frente ao Banco do Brasil)no Centro de Itaguaí.

O Movimento relata que já tem agenda com o novo Prefeito Rubem Vieira para apresentação de demanda emergencial dos servidores e da população.

Mulher de ex-prefeito de Itaguaí chama Impeachment do marido de golpe

Andreia Busatto usou o Facebook oficial da secretaria de educação para mostrar embate com possível assessor de vereador que presidiu sessão que cassou seu esposo. Além da Câmara, o MP já havia solicitado exoneração de Andreia por inaptidão técnica, porém a justiça não concedeu o pedido

Após ter seu marido cassado por casos de nepotismo na Câmara Municipal de Itaguaí, a ex-secretária de educação do município, divulgou vídeos onde diz que a ação de cassação foi um golpe. A fala foi no momento em que se despedia dos funcionários do setor. Ao todo foram três vídeos, onde em dois deles ela mostra um embate com um pseudo assessor do vereador Noel Rosa (Noel da Sos). A ex-primeira dama, alegou que nenhum dos que entraram na sede da secretaria tinham qualquer documento que comprovassem quem eram. Para expor esses vídeos e relatos políticos, a ex-primeira dama usou a página oficial da secretaria de educação no Facebook. Andréia disse que usou da página pois até às 18:30 ainda era ela a secretária de educação.  Alguns de seus funcionários, estavam visivelmente bem abalados. Assista:

Links originais dos vídeos

https://www.facebook.com/224398954572781/posts/1110600659285935/

https://www.facebook.com/224398954572781/posts/1110617569284244/

https://www.facebook.com/224398954572781/posts/1110618165950851/

Um texto tem rolado nas mídias sociais e de autor desconhecido

“OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO PRECISAM SABER: Ontem (06/03), logo após a posse do Presidente da Câmara como Prefeito municipal, ocorreram as primeiras ações emergenciais do novo governo. Claro que assumir o controle físico das instalações das secretarias é uma prioridade. No caso da SMEC, mesmo sem secretário nomeado ainda, o prefeito empossado tem, não o direito, mas a obrigação, de zelar pela integridade do equipamento público. Todos sabemos o que o governo que caiu ontem fez em dezembro de 2012 e, temendo que o mesmo ocorresse agora, em 06/03/2020, procedeu à imediata ocupação do prédio da SMEC. A equipe do prefeito empossado entrou no prédio da SMEC no final daquela manhã para garantir que nada fosse retirado ou extraviado, nem documentos nem equipamentos, e encontrou forte resistência da equipe do governo Charlinho, que resistiu à obrigação de colaborar com a equipe de transição desiginada. Logo após a posse do Prefeito Rubão, a equipe da ex-secretária utilizou ilegalmente os meios de comunicações oficiais da prefeitura para divulgação de material à revelia da ordem pública. Com conteúdo puramente propagandístico, do grupo em que sai, a ex-secretaria demonstrou rancor tal que constrangeu todos nós em espetáculo ruim de quem sai pela porta dos fundos. Em um dos vídeos, a ex-secretária intimida, tacitamente, os servidores efetivos lotados na SMEC a manter-se fiéis ao governo que caiu, pois eles iriam voltar “em breve”. Posturas como essa demonstram que o governo que saiu não colaborou para uma transição pacífica na SMEC e, ao contrário, buscou atrapalhar o trabalho e, até, intimidar os servidores designados para ocupação do prédio. Governo perseguidor, que prejudicou o funcionalismo da educação do primeiro ao último dia, agora sai, esperamos que a Educação tenha paz para trabalhar com a Excelência que comunidade escolar merece.”

Sessão derradeira
A sessão ordinária na Câmara realizada entre quinta (05/03) e sexta (06/03), na Câmara Municipal de Itaguaí e que durou mais de 14 horas, cassou o mandato do marido de Andreia, o ex-prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB) e do ex- vice-prefeito de Itaguaí, Abelardinho Goulart. O vice-prefeito foi cassado com um placar de 15 votos contra 2. Já o prefeito Charlinho teve seu mandato cassado numa votação de 13 contra 4. A votação foi de forma secreta.


A Comissão Especial Processante (CEP 004/19), investigou e cassou os mandatos do prefeito e vice-prefeito por casos de nepotismo na prefeitura de Itaguaí. O prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB), o vice prefeito Abelardinho Goulart e outros estavam sendo investigados após denúncia da moradora e servidora Hellen Senna.


Dezenas de pessoas receberam cargos tendo parentesco com o prefeito, vice prefeito, vereadores e outras dezenas de servidores com cargos de nomeação na prefeitura. Alguns casos são bem conhecidos como o da mulher de Charlinho, Andreia Busatto que é secretária de educação e a filha do vice prefeito secretária de esportes Érika Yukiko.

Em 2017 o Ministério Público requereu afastamento de Andréia e da filha do ex vice prefeito Abelardinho Goulart, mas justiça não concedeu

O Ministério Público já havia requerido o afastamento de Andréia Marcelo Busatto e da filha do ex vice prefeito Abelardinho Goulart Érika Yukiko Muraoka de Souza por prática de Nepotismo. O MP entrou com uma ação na justiça em outubro de 2017, após enviar em abril de 2017 ao ex prefeito Charlinho e ao presidente da Câmara Municipal o pedido de afastamento de ambas, mas, sem sucesso. No entendimento da 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Angra dos Reis havia inexistência de aptidão técnica, relativamente a Andrea Busatto e Érika de Souza. No entanto o juiz Adolfo Rocha, da primeira Vara Cívil da Comarca de Itaguaí, não concedeu o pedido do MP e nem o recurso impetrado posteriormente.


 

 

Processo nº 0010454-69.2017.8.19.002

Leia as notícias completas no site do MP no link abaixo:

https://www.mprj.mp.br/home/-/detalhe-noticia/visualizar/49415

http://www.mprj.mp.br/home/-/detalhe-noticia/visualizar/7701

Câmara cassa mandato de prefeito e vice-prefeito de Itaguaí por prática de Nepotismo

Mesmo com uma plateia composta por maioria de servidores comissionados que foram até o final da sessão e não representavam a população de Itaguaí, Charlinho foi cassado

A sessão ordinária realizada entre quinta (05/03) e hoje sexta (06/03), na Câmara Municipal de Itaguaí e que durou mais de 14 horas, cassou o mandato do prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB) e do vice-prefeito de Itaguaí Abelardinho Goulart. O vice prefeito foi cassado com um placar de 15 votos contra 2. Já o prefeito Charlinho teve seu mandato cassado numa votação de 13 contra 4. A votação foi de forma secreta.

Sessão solene que está sendo realizada neste momento, dará posse ao novo prefeito de Itaguaí Rubem Vieira, o agora ex presidente da Câmara Municipal. Ele assumirá o posto de prefeito até 31 de dezembro.

Relembre…

A Comissão Especial Processante (CEP 004/19), investigou e cassou os mandatos do prefeito e vice-prefeito por casos de nepotismo na prefeitura de Itaguaí. O prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB), o vice prefeito Abelardinho Goulart e outros estavam sendo investigados após denúncia da moradora e servidora Hellen Senna.
Dezenas de pessoas receberam cargos tendo parentesco com o prefeito, vice prefeito, vereadores e outras dezenas de servidores com cargos de nomeação na prefeitura. Alguns casos são bem conhecidos como o da mulher de Charlinho, Andreia Busatto que é secretária de educação e a filha do vice prefeito secretária de esportes.

Prefeitura de Itaguaí decreta estado de calamidade pública na cidade devido as chuvas

Até o momento, segundo a prefeitura, 82 famílias desabrigadas ou desalojadas foram cadastradas e estão recebendo apoio

A Prefeitura de Itaguaí informou que montou nove pontos de apoio, hoje reduzidos a quatro, desde as primeiras horas de domingo (01/03) para atender a população afetada pelas fortes chuvas que atingem o município. Foram disponibilizados mais de 500 profissionais das diversas áreas como Educação, Segurança, Defesa Civil, Trânsito, Assistência Social, Saúde, Meio Ambiente, Ordem Pública, Obras, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, entre outros, sem contar o número incalculável de voluntários.

Nos pontos de apoio, as equipes prestam o auxílio necessário e realizam a orientação de como proceder para as famílias. As equipes de campo enfrentam a catástrofe de frente. Também foi montado uma Central de Recebimento de Donativos no prédio das Secretarias Municipais de Educação e Cultura, Saúde e Assistência Social (Avenida Prefeito Isoldakson Cruz de Brito, nº 18.745, Vila Margarida).

Até o momento, 82 famílias desabrigadas ou desalojadas foram cadastradas e estão recebendo o apoio da Prefeitura, mas o número deve crescer. Já foram atendidas mais de 1.000 mil pessoas em toda a cidade. Nos pontos de apoio são distribuídos kits de limpeza, cesta básica, galões de água, colchões, além do material doado no Centro de Recebimento de Donativos.

Além do material fornecido pela Prefeitura, o Governo do Estado do Rio de Janeiro disponibilizou 100 kits de limpeza, 150 cestas básicas e 100 galões de água para atender a população.
A cidade registrou um volume de 235 milímetros de chuva na madrugada de sábado para domingo.

Além do absurdo índice pluviométrico que atingiu a cidade como um todo, Itaguaí sofre por sua peculiaridade topográfica. A cidade é localizada em uma baixada, cercada por Serras, com escoamento para o mar. No domingo (01/03), o alto índice pluviométrico e a maré alta, que atingiu 1,20m, impediram e impedem ainda o escoamento da água.

A Defesa Civil informa que a cidade continua em estado de alerta, pois há previsões de fortes chuvas na madrugada de segunda para terça-feira. O telefone para casos de emergência é o 3781-3519.

Fonte: Site da prefeitura de Itaguaí

O que é Calamidade Pública?

Calamidade ou catástrofe significa desgraça pública, flagelo. Podemos definir como estado de calamidade pública uma situação anormal, provocada por desastres, causando danos e prejuízos que impliquem o comprometimento substancial da capacidade de resposta do poder público do ente atingido. Com a decretação do estado de calamidade pública licitações podem deixar de ser requeridas o que pode facilitar a agilidade nos processos emergenciais, mas que nas mãos de políticos corruptos pode facilitar a contratação de empresas “apadrinhadas” e com valores abusivos. Com essa decretação as ajudas do governo do estado e do governo federal podem ser requeridas de forma mais rápida, o que de forma oficial ainda não foi solicitado pela prefeitura de Itaguaí.

MP pede que prefeito de Itaguaí e dois antecessores devolvam R$ 1,9 bilhão aos cofres públicos

Só de Charlinho, MP pede pagamento de multa que somam R$ 1,245 bilhão pelos crimes

O Ministério Público do Rio (MP-RJ) entrou com ação na Justiça cobrando valores bilionários do atual prefeito de Itaguaí, Carlo Busatto, conhecido como Charlinho (MDB), e dos ex-prefeitos Luciano Mota e Weslei Pereira. No processo por improbidade administrativa, com pedido de bloqueio de bens, o Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) pede um reembolso de R$ 1,9 bilhão aos cofres públicos, sob a alegação de que os três políticos teriam descumprido a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) ao gastar mais do que o permitido com a folha de pagamento, inclusive com a concessão de gratificações.

Segundo o promotor Bruno Rinaldi, o gasto com pessoal teve como um dos objetivos a criação de uma espécie de cabide de empregos em Itaguaí

— Incharam a máquina pública para dar cargos para aliados políticos e cabos eleitorais. É a velha prática, que precisamos tanto combater, da compra de voto, do voto de cabresto — afirma Rinaldi.

Gastos com pessoal são limitados pela Constituição a 54% da Receita Corrente Líquida (somatório dos valores que entram anualmente nos cofres do município). O excesso na despesa com o funcionalismo teria causado um prejuízo de R$ 991 milhões.
— Além do valor a ser devolvido, há previsão de multa por improbidade equivalente ao dano causado. Com isso, o valor requerido pelo Ministério Público do Rio que chega a quase R$ 2 bilhões — explica Rinaldi.
Na denúncia apresentada à 2ª Vara Cível de Itaguaí, o MP-RJ pede o pagamento de diferentes valores, para cada um dos três citados, proporcionais ao tempo na prefeitura no qual as irregularidades teriam sido cometidas.
De Charlinho, os promotores cobram a devolução aos cofres públicos e o pagamento de multa que somam R$ 1,245 bilhão pelo suposto descumprimento à LRF, que teria ocorrido entre janeiro de 2017 e agosto de 2019. Do ex-prefeito Weslei Pereira, R$ 664 milhões pelo suposto descumprimento à LRF entre janeiro de 2015 e dezembro de 2016. De Luciano Mota, que teria descumprido a LRF entre maio de 2014 e abril de 2015, são cobrados R$ 72 milhões.
Procurado, Charlinho afirmou que, quando assumiu seu terceiro mandato em 2017, “deparou-se com índice absurdo” de 86% (acima dos 54% permitidos) contraídos por antecessores. E que, após assumir o cargo, “reduziu significativamente os gastos com pessoal”. A reportagem não conseguiu contato com Weslei Pereira e Luciano Mota.

Fonte: Jornal Extra