Arquivo da categoria: Crise

Caminhoneiros ameaçam nova greve se tabela de preços mínimos de frete for alterada

Nas redes sociais, motoristas prometem até uma nova paralisação caso seja derrubada a tabela de preços mínimos dos fretes

Renée Pereira – O Estado de S.Paulo

Enquanto as empresas transportadoras se movimentam para mudar a tabela do frete mínimo, os caminhoneiros acompanham – ressabiados – o andamento das negociações em Brasília. Nas redes sociais, os motoristas temem que o lobby dos grandes grupos consiga derrubar a tabela recém instituída pelo governo como contrapartida ao fim da greve. Mas eles prometem resistir.

“Se essa tabela cair, vai ter uma greve pior que a última. E aí não vai ter negociação, pois eles vão querer provar para o mundo que são fortes, vai ser uma grande revolta”, diz Ivar Luiz Schmidt, representante do Comando Nacional do Transporte (CNT) e que foi o grande líder da paralisação de 2015.

Foi ele quem criou os primeiros grupos de caminhoneiros no WhatsApp para organizar os protestos daquele ano. Nesta quarta-feira, Schmidt participa de quase 90 grupos na rede. “Tá todo mundo só esperando que a tabela seja derrubada para parar tudo de novo”, afirma. “E, pelo que estou vendo no WhatsApp, pode ter certeza de que isso vai acontecer.”

A tabela de preço mínimo do transporte rodoviário – definida às pressas pelo governo para interromper a greve na semana passada – é considerada a maior vitória dos caminhoneiros nos últimos tempos. Mas, diante da reação do empresariado (principalmente representantes do agronegócio), eles começam a temer que essa conquista esteja com os dias – ou horas – contados

“Não vejo coisa muito boa vindo pela frente, mas vamos lutar para encontrar um meio-termo para ambas as partes”, afirma o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José Fonseca Lopes, que esteve à frente das negociações com o governo na greve encerrada na semana passada. Ele deverá participar nesta quarta de uma reunião com a Casa Civil para discutir o assunto.

Rebelião. Segundo Fonseca, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) está refazendo os cálculos e deverá apresentar em breve o resultado. “Esperamos que se encontre um denominador comum e não prejudique o caminhoneiro. Caso contrário, podem esperar uma nova rebelião.”

O presidente da Abcam afirma que uma tabela de preço mínimo vinha sendo negociada no Congresso antes da greve e da medida provisória ser emitida. Schmidt afirma que desde 2016 essa proposta vem sendo negociada, sem sucesso – ignorando as condições precárias nas quais vivem os motoristas de caminhão no Brasil.

“Hoje, não existe categoria mais massacrada que o caminhoneiro. Há 30 anos esse profissional vem sendo explorado”, diz Schmidt, do CNT. Na avaliação dele, se os motoristas autônomos permitirem que o governo elimine essa tabela em favor dos transportadores, eles estarão perdendo uma grande oportunidade de melhorar a qualidade de seu trabalho.

Anúncios

Caminhoneiros fazem carreata nas ruas de Itaguaí

Assista ao vídeo – Greve está no sexto dia

Caminhoneiros e muita gente da população, fizeram uma carreata nas ruas da cidade de Itaguaí. A carreata se iniciou na Rio – Santos altura da Núclep e se deslocou pelas ruas do município. A greve nacional dos caminhoneiros já está no sexto dia.

Aumento abusivo e altos impostos foram os combustíveis para que ocorresse a greve. O Brasil consegue vender o próprio combustível a preços mais caros dentro de seu território, enquanto a gasolina brasileira é adquirida mais barata em outros países como Bolívia e Paraguai. Isso se deve aos altos impostos, que chegam a ser metade do preço final dos combustíveis. A cada um real, 48 centavos são apenas de impostos.

Cinegrafista Fabiana Magno

Escolas de Paracambi não terão atividades na próxima segunda

Motivo é a greve dos caminhoneiros e a falta de transportes para servidores e estudantes. Nova avaliação será feita na próxima segunda para os demais dias da semana

A Prefeitura Municipal de Paracambi, por meio da Sec. de Educação e Esportes, informou nesta sexta 25, que estão SUSPENSAS as atividades em todas as escolas da rede municipal na próxima segunda-feira, dia 28 de maio, devido aos transtornos causados pela greve dos caminhoneiros. Os principais problemas estão relacionados à falta de combustível para o transporte escolar e dificuldades no transporte dos profissionais da educação.

“Ressaltamos também que na segunda, dia 28 de maio, realizaremos nova avaliação da situação e informaremos as ações a serem tomadas através dos canais oficiais.

Aguardamos a normalização de todos os serviços o mais rápido possível. ”

A Secretaria de Educação e Esportes funcionará normalmente para atendimento e acompanhamento dos desdobramentos desta situação.

Outros municípios também adotaram o mesmo procedimento preocupados com a vida de trabalhadores e estudantes.

Pós denúncias, Procon Estadual vistoriou postos de gasolina na Barra, Recreio e em Niterói

Devido as denúncias recebidas nesta última quinta-feira (24/05) – 15 no total – relativas a crise de abastecimento, o Procon-RJ iniciou à tarde uma ação de fiscalização de postos de combustíveis na cidade do Rio (Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes) e Niterói (Icaraí, São Francisco, Fonseca, São Lourenço, Largo da Batalha e Baldeador). No total, 24 postos foram fiscalizados e, destes, quatro foram notificados para esclarecerem à autarquia a razão de cobrarem preços altos.

A fiscalização lavrou quatro autos de constatação e solicitou aos postos justificativas para o valor do preço encontrado. Os postos notificados ficam na Avenida das Américas, Recreio dos Bandeirantes: dois postos Ipiranga (n° 14951 e n° 10495) e dois Postos BR (n° 15000 en° 14311). Eles terão que apresentar ao Procon-RJ justificativas pela alta dos preços. Caso não apresentem justificativas ou estas justificativas não seja aceitas pelo departamento jurídico do Procon-RJ, ele deverão ser multados.

Operação Heidi

Na manhã desta quinta-feira, os fiscais do Procon-RJ realizaram mais uma ação da Operação Heidi e autuou quatro estabelecimentos.Em Pendotiba, Niterói, a casa de repouso Divinavo (Estrada Caetano Monteiro, 1894) não possuía enfermeiro 24 horas por dia, conforme determina a legislação. O responsável atende ao mesmo tempo duas casas de repouso da mesma rede, não estando presente nos local durante a fiscalização. Não havia cartaz com o telefone e endereço do Procon Estadual nem certificado de potabilidade da água. Na Barra da Tijuca, a Escola Pedra da Gávea (Av. João Carlos Machado, 411) foi autuada pela ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros e do certificado de potabilidade da água.

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Trampolim (Rua Humberto Cozza, 10 – Recreio dos Bandeirantes), Núcleo Integrado de Geriatria (Rua Einstein, 130 – Barra da Tijuca).

Postos que não apresentaram preços altos ou já não tinham mais combustíveis para serem vendidos:

1.Posto BR (Estrada Leopoldo Froes, 400 – São Francisco, Niterói)

2.Posto Shell (R. Nilo de Freitas – Largo da Batalha, Niterói )

3.Posto Ipiranga (Av. Pres. Roosevelt, s/n – São Francisco, Niterói)

4.Posto Shell (Avenida Sete de Setembro, 110 – Icaraí, Niterói)

5.Posto Shell (Av. Roberto Silveira, 09 – Icaraí, Niterói)

6.Posto Shell(Rua Dr. Paulo Cezar , 278 – Icaraí, Niterói)

7.Posto Shell (Rua São Lourenço, 3 – São Lourenço, Niterói)

8.Posto Shell (Alameda São Boaventura, 246 – Fonseca, Niterói)

9.Posto Ipiranga (Alameda São Boa Ventura, 862 – Fonseca, Niterói)

10.Posto BR (RJ-100, 1 – Baldeador – Niterói)

11.Posto BR (Alameda São Boa Ventura, 819 – Fonseca, Niterói)

12.Posto Kohara Barra (Av. das Américas, 2010 – Barra da Tijuca)

13.Posto Alemão (Av. das Américas, 1600 – Barra da Tijuca)

14.Posto Ipiranga (Av. Luís Carlos Prestes, Sn – Barra da Tijuca)

15.Posto Ipiranga (Av. das Américas, 7000 – Barra da Tijuca)

16.Posto Shell (Av. da Américas, 1555 – Barra da Tijuca)

17.Posto Portal (Estrada da Barra da Tijuca, S/N – Barra da Tijuca)

18.Posto Ipiranga Love Story (Estrada da Barra da Tijuca, 2770 – Itanhangá)

19.Posto Makro (Ayrton Senna, 2400 – Barra da Tijuca)

20.Posto Shell (Av. das Américas, 17485 – Recreio dos Bandeirantes)

Após anúncio de Temer, manifestantes fazem ‘bloqueios relâmpago’ na Dutra em Jacareí

Os bloqueios foram feitos nos dois sentidos da rodovia na tarde desta sexta-feira (25), na altura do Parque Meia Lua. Mobilização é mantida contra o aumento do diesel.

G1

Após o anúncio do presidente Temer, que prometeu uso das forças federais para por fim à manifestação de caminhoneiros, manifestantes deram início a uma série de ‘bloqueios relâmpago’ na Dutra, em Jacareí, tarde desta sexta-feira (25). Oscaminhoneiros mantêm pelo 5º dia o protesto em 16 pontos na Dutra e nas rodovias estaduais da região.

Os bloqueios impedem momentâneamente o tráfego nos dois sentidos da rodovia, na altura do bairro Parque Meia Lua – as interdições flagradas pela Rede Vanguarda não duraram mais que dois minutos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não acompanhava a ação e informou que aguardava orientação do governo federal sobre as ações para desobstrução das rodovias. O órgão informou que veículos que bloquearem a rodovia ou acostamento serão autuados.

Os manifestantes, mobilizados desde a última segunda-feira (21), não sinalizavam que iriam deixar os postos. Em Jacareí, a maioria está estacionado em área urbana da cidade.

Consumidor deve denunciar aumento abusivo no preço de combustíveis

Já para alimentos não há o que se fazer, apenas evitar comprar

Procon alerta que consumidores denunciem ao órgão caso sejam vítimas de preços abusivos no valor de combustíveis. Há postos que aumentaram de 5 para quase 10 reais o valor do litro da gasolina por exemplo. Caso seja comprovada o órgão pode ir ao local e multar o dono do posto. Em um caso a multa chegou a 500 mil reais.

Para denunciar ligue 151 que funciona de 07 às 19 horas.
Você também pode acessar e denunciar pelo site http://www.procon.rj.gov.br

Comissão especial das UPAS é instalada na ALERJ

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) instalou, nesta quinta-feira (08/03), uma Comissão Especial para acompanhar e discutir as condições das Unidades de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA), em função da crise econômica vivida no estado. Os deputados Zaqueu Teixeira (PDT) e Geraldo Pudim (MDB) serão, respectivamente, presidente e vice-presidente do grupo. A relatoria ficará com Gilberto Palmares (PT).“Diante da situação de penúria e tantas denúncias de falta de atendimento, é necessária a apuração do que acontece nas unidades. Vamos fazer visitas técnicas, conversar com funcionários e pacientes para tentar apontar caminhos para a melhoria dos serviços”, afirmou o presidente. Também esteve presente o deputado Wanderson Nogueira (PSol), que integrará o grupo.


                                                    Comissão Especial da ALERJ reunida

 

UPA Itaguaí

Entre as UPAS a serem investigadas possivelmente estará a de Itaguaí, fechada desde outubro de 2016 e que mesmo recebendo verbas de emendas parlamentares da bancada federal, com valores que ultrapassaram três milhões e meio de reais, a unidade permanece fechada. A UPA Itaguaí fazia cerca 120 mil atendimentos por mês em especial para casos de urgência.


  Funcionários da UPA Itaguaí realizaram protesto contra o fechamento da Unidade de Saúde em 2016

 


Deputado Alexandre Valle entrega cheque de 2 milhões para UPA de Itaguaí

 Verbas de R$ 900 mil mensais podem reabrir UPA de Itaguaí

Funcionários da UPA Itaguaí realizam protesto contra o fechamento da Unidade de Saúde