Arquivo da categoria: Câmara Municipal de Itaguaí

Câmara de Itaguaí rejeita requerimento de informação sobre verbas da UPA

Presidente Rubens Vieira, o Dr Rubão, deu seu voto de minerva à favor de mais uma vez fazer vista grossa para as ações do governo. Vereadores divergem sobre cobrança de explicações sobre os R$ 5 milhões depositados em conta secreta e rejeição é decidida com o voto de minerva do presidente em apoio a Charlinho

Jornal Atual de Itaguaí

Parte da base aliada ao prefeito Carlo Busatto Junior (MDB), o Charlinho, aos poucos vem mostrando o descontentamento com a sua administração. Foi o que se viu na sessão Câmara Municipal de Itaguaí (CMI), na terça-feira (11), durante as contestações do grupo suprapartidário sobre o requerimento de informação, de autoria do vereador André Amorim (PR), endereçada ao chefe do Poder Executivo, cobrando explicações sobre o repasse de R$ 5 milhões do Fundo Nacional de Saúde destinado à UPA da cidade.

Após votação nominal, o resultado foi um empate para a surpresa de parte dos aliados que votaram contra o requerimento. O evidente racha foi comemorado pelo grupo suprapartidário, que por apenas um voto não conseguiu aprovação do requerimento que acabou levando o voto de minerva do presidente da CMI, Rubem Viera (PTN), que também não esperava o empate e optou pela rejeição do requerimento.

No documento, o vereador André Amorim cobrava explicações sobre a afirmação de que o prefeito Charlinho concedeu uma entrevista ao RJTV, da Rede Globo, no dia 30 de agosto, admitindo que houve o repasse de cerca de R$ 5 milhões diretamente do Fundo Nacional de Saúde para o uso exclusivo e compulsório na UPA de Itaguaí, mas que esse dinheiro, não utilizado, estava depositado em uma conta bancária. Amorim queria saber em que conta bancária, em que agência e qual o valor exato depositado, conforme afirmou o prefeito. O vereador questionava ainda se os recursos estavam vinculados diretamente para uso da UPA e por que não foram utilizados até agora. O requerimento também indagava se a prefeitura pretende reabrir a UPA e, em caso afirmativo, qual a data prevista para isso se concretizar.

Antes da votação, o vereador André Amorim usou a tribuna da CMI para pedir aos colegas que aprovassem o requerimento. “A população está morrendo e o prefeito está guardando o dinheiro para reabrir a UPA, provavelmente, nas próximas eleições, que é para ficar marcada como uma obra eleitoreira com o dinheiro do Governo Federal. Houve uma tentativa frustrada de convencer o Ministério da Saúde de que o endereço da UPA era o mesmo do Hospital Municipal São Francisco Xavier, para utilizar a ali a verba federa. Mas Ministério da Saúde não engoliu essa tentativa”, lembrou Amorim.

Em aparte, o vereador Ivan Charles (PSB) enfatizou a gravidade da situação da UPA ante a inércia da administração municipal e em razão da ausência de guardas patrimoniais. “Aconteceram várias invasões na unidade, de onde foram furtados vários equipamentos. A população quer saber quem vai dar conta! São verbas públicas que estão sendo jogadas pelo ralo!”, criticou.

No final, votaram contra o requerimento os vereadores Sandro da Hermínio (PT do B), Noel Pedrosa (PT do B), Júnior do Sítio (PV), Haroldo de Jesus (PSDB), Minoro Fukamati (PSD), Roberto Lúcio Espolador Guimarães (MDB), Reinaldo do Frigorífico (PR), Carlos Kifer (PP) e Rubem Vieira. Já os vereadores André Amorim, Gil Torres (PTN), Vinicius Alves (PRB), Carlos Zóia (PSD), Genildo Gandra (PDT), Willian Cezar (PSB), Ivan Charles e Waldemar Ávila (PHS) votaram a favor.

Mais um cheque em branco

Não bastasse o fato de a verba destinada à UPA estar até hoje adormecendo numa conta bancária que ninguém sabe qual é, a não ser o prefeito Charlinho, o chefe do Executivo itaguaiense,que na semana passada teve o seu diploma cassado pelo TRE-RJ, está pedindo mais um cheque em branco ao Legislativo. Isso mesmo. Na sessão de terça-feira, com os votos contrários do grupo suprapartidário, a base governista aprovou um parecer favorável da Comissão Constituição, Justiça e Redação, que autoriza Charlinho a abrir crédito especial para a Secretaria Municipal de Educação e Cultura. “Esta Casa já aprovou 35% de verba suplementar para o Executivo e agora o governo que retirar mais verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para contratação de serviço não especificado”, alertou André Amorim, justificando seu voto contrário ao parecer.

Para o vereador Genildo Gandra, antes de qualquer outra decisão é preciso saber onde o prefeito usou os 35% que a CMI aprovou de suplementação. “A gente não consegue informação. O prefeito simplesmente ignora que a CMI tenha essa informação”, desabafou o vereador, que também votou contra.

Por unanimidade, os vereadores aprovaram também um parecer favorável da Comissão de Finanças, Orçamento, Controle e Prestação de Contas, ao projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que autoriza a instituição de um fundo de reserva destinado a garantir a restituição da parcela transferida ao tesouro do município.

WELINGTON CAMPOS Jornal Atual de Itaguaí

Anúncios

Prefeitura de Itaguaí desrespeita Lei Orgânica e atrasa 13° de servidores

Salário de julho também esta atrasado. Governo Charlinho já é o mais severo com o funcionalismo

Atrasar, não pagar, cortar e desrespeitar, esse tem sido o lema do governo de Charlinho frente à prefeitura de Itaguaí quando o assunto é servidor público. Após cortar o auxílio alimentação, reduzir pela metade o valor do auxílio transporte, congelar por dois anos de forma Inconstitucional a revisão anual (aumento), o pagamento de adicional de 10% para quem tem direito ao quinquênio (5 anos), o adicional de nível, a humilhação proposta para servidores que necessitam de perícia médica, pondo para trabalhar pessoas com sérios problemas médicos, deixar em atraso o pagamento de férias de 2017 e 2018, não conceder licença prêmio e licença sem vencimento, agora o atual prefeito resolve não pagar a primeira parcela do 13° salário dos servidores. Essa atitude viola o artigo 41 da Lei Orgânica Municipal, que é clara ao afirmar que a primeira parcela deve ser paga até o mês de julho. Para piorar e não satisfeito, esse mês o salário também esta em atraso, já que hoje dia 07 de agosto é o quinto dia útil prazo limite para pagamento do salário mensal dos servidores e isso ainda não foi feito, o que viola a Lei Orgânica em seu artigo 42, que é claro ao dizer que impreterivelmente, o salário dos ativos e inativos deve ser pago até o quinto dia útil do mês subsequente ao vencido.

 

Mas, enquanto definha o servidor concursado, nomeia mês a mês mais comissionados com altos ganhos. O gráfico de comparação é assustador. Enquanto o número dos verdadeiros servidores cai a cada trinta dias, já que muitos desistem de atuar em Itaguaí devido ao desrespeito e as maldades ocasionadas por um governo com a clara intenção de perseguir, os de comissionados, os tais apadrinhados do governo, aumenta de forma assustadora. Desde que entrou na prefeitura, Charlinho aumentou o número de comissionados em 50%. Mesmo alegando que os cortes no bolso dos servidores concursados foi para obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), as nomeações aumentaram e a porcentagem com a folha de pagamento graças a isso só aumenta, chegando a mais de 80%, ao invés dos 54% permitido pela Lei. Ou seja, os cortes feitos foram apenas para prejudicar os concursados e poder nomear mais e mais.

Itaguaí é o único município dentre seus vizinhos Mangaratiba, Seropédica, Paracambi e Angra dos Reis, a não pagar o 13°. Além dessa vergonha e desse abuso, o império Busatto parece ser alheio a isso e nenhuma comunicação e /ou informação é passada aos funcionários. Servidores esses que tem contas a pagar e conta com seu salário. Afinal não trabalham de graça na cidade que tem sido sinônimo de descaso e do desrespeito as leis, sendo assim conhecida em todo o Estado. Além de inúmeras ações de improbidade administrativa e até criminal contra o prefeito já condenado em segunda instância por superfaturamento em compra de ambulâncias.

Para finalizar, todos os cortes feito no bolso dos servidores violam diversas leis federais e municipais. Baixe e acompanhe o Estatuto dos Servidores Públicos, o Plano de Cargos e salários e a Lei Orgânica Municipal, disponíveis em nosso blog. FISCALIZE VOCÊ TAMBÉM!

 

LEIA MAIS E FIQUE ATENTO:

Prefeitura de Itaguaí tem aumento de número de servidores comissionados em quase 50% desde que Charlinho assumiu o governo

 

Servidores comissionados em Itaguaí dobra em relação a janeiro neste final de ano

 

Câmara aprova suspensão de vários direitos de servidores em Itaguaí

 

Base do governo na Câmara aprova urgência de matéria para PLs de congelamento de salários e suspende outros direitos de servidores de Itaguaí

 

À flor da pele

 

Prefeitura de Itaguaí extingue valores de auxílio alimentação de centenas de servidores

 

Chefe do Executivo pode ser punido se não enviar projeto de revisão salarial dos servidores

Como funcionam ou deveriam funcionar as comissões na Câmara de Itaguaí segundo o Regimento

Vereadores são pagos pela população e tem a obrigação de trabalhar para o povo. Veja como cobrar e assista vídeos que vão te ensinar a votar e fiscalizar

Em nossa segunda reportagem sobre os vereadores de Itaguaí, vamos falar sobre o dever dos vereadores e das comissões da Câmara municipal.

 

Cara a cara

 

Num País corrupto, onde os brasileiros tem se acostumado a assistir escândalos absurdos diariamente, muitas das vezes se perde a correta função de um político eleito. Apesar de na maioria dos casos termos inescrupulosos disfarçados de agentes públicos, ainda existe quem mereça credibilidade.  No entanto, independente disto, a população precisa saber qual o dever, por exemplo, de um vereador e qual função das comissões que são constituídas seguindo um Regimento interno, como é o caso de Itaguaí. Com uma educação lastimável, uma saúde em coma e uma segurança inexistente, porque as comissões são tão omissas. Falta o povo cobrar.

Por isso o blog Boca no Trombone Itaguaí fará uma série de reportagens para mostrar a população de Itaguaí quais são as obrigações e como cobrar dos vereadores, já que a grande maioria de Itaguaí faz de tudo, menos trabalhar a favor da população e do funcionalismo municipal.

 

Como deve funcionar uma comissão da Câmara

Leia abaixo:

 

 

 

 

 

Leia o Regimento Interno da Câmara e saiba tudo clicando aqui

 

 

Saiba como cobrar resultado dos vereadores eleitos

 

 

2 minutos para entender – O que faz um vereador. Ele não pode aprovar nenhuma lei que viole leis federais, como a Constituição, violada em Itaguaí com o congelamento do salário dos servidores. Assista, vale a pena

 

 

Para que serve um vereador

 

 

O dever do político é apenas um, trabalhar para o povo e fazer jus ao seu gordo salário.

Próxima reportagem… Câmara de Itaguaí aprovou leis que violam leis federais, isso causa improbidade. Vereadores votam contra o povo e servidores em muitas matérias. Aguardem…

O blog Boca no Trombone está de olho e vai continuar cobrando… Agora é “Cara a cara”.

Leia mais:

Onde estão as comissões de educação e saúde da Câmara de Itaguaí?

Prefeitura de Itaguaí lança plano de incentivo à aposentadoria que faz servidor perder dinheiro

Governo pagará por período de férias prêmio (três meses) apenas um mês de salário como forma de indenização. Lei foi aprovada pela Câmara.

 

O prefeito de Itaguaí, Carlo Busatto Júnior, o Charlinho MDB, sancionou a Lei número 3628, de 22 de março de 2018, que cria o Programa Voluntário de Aposentadoria para os servidores do município. A lei “beneficia” aqueles que podem se aposentar por idade, tempo de serviço nas duas modalidades. Aqueles que quiserem aderir ao programa têm 15 dias a partir da publicação no Jornal Oficial, edição 626, de 26/3/2018.

O programa prevê a indenização das férias prêmio, em pecúnia indenizatória (pagamento em dinheiro referente ao período que a pessoa deveria gozar em casa). A indenização das férias será paga da seguinte forma:

  1. a) A cada período de férias prêmio será convertido em um mês de salário;
  2. b) Para os servidores que já estão em gozo da licença prêmio e que quiserem aderir ao programa, será pago de forma proporcional ao tempo que resta de gozo;
  3. c) O servidor que tiver período de férias prêmio fracionado e que quiserem aderir ao programa, será pago de forma proporcional ao tempo que resta de gozo;

Os servidores que quiserem aderir ao programa têm 15 dias (10 de abril), após a publicação da Lei, podendo ter prorrogações através de decreto. O pagamento do incentivo está condicionado à aprovação da aposentadoria do servidor, devidamente publicada em Jornal Oficial.

O pagamento do incentivo da verba indenizatória das férias prêmio em dinheiro será pago integralmente em até 30 dias após a publicação da aposentadoria.

Fonte Prefeitura de Itaguaí

 

Plano faz servidor perder dinheiro

O governo ao criar essa lei, troca os meses de salário do servidor que nesse caso das férias prêmio são de três meses, para apenas um. Ou seja, se “João” tiver três férias prêmio pendentes para serem gozadas que representariam nove meses, receberá apenas o equivalente a três meses de salário, dando ao governo seis meses de seu trabalho. A prefeitura lucraria com o trabalho do servidor. A cada noventa reais que o funcionário teria direito, a prefeitura ficaria com sessenta, restando trinta para o recém-aposentado. Vale ressaltar que desde que entrou no governo, Charlinho MDB, já retirou vários direitos dos servidores e também congelou de forma ilegal e inconstitucional o salário do funcionalismo. A perda salarial já atinge 30% e nunca os trabalhadores foram tão desvalorizados como agora em Itaguaí.  A prefeitura também deve os valores das férias dos anos de 2017 e 2018, assim como o dissídio, resíduos do plano de cargos e salários e em alguns casos ainda o salário de dezembro de 2016.

Artigo 55 do Estatuto dos Servidores Públicos de Itaguaí

 

 

 

 

ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

https://drive.google.com/file/d/0B_XdNLJNKx9ibFh0VzdDUld2VWM/view

PLANO DE CARGOS DOS SERVIDORES

https://bocanotromboneitaguai.files.wordpress.com/2017/06/plano-de-cargos-e-salc3a1rios-exceto-educac3a7c3a3o.pdf

PLANO DE CARGOS DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO

https://bocanotromboneitaguai.files.wordpress.com/2016/08/plano-de-cargos-e-salc3a1rios-dos-servidores-da-educac3a7c3a3o-de-itaguac3ad-aprovado-pela-cc3a2mara.pdf

 

 

Vereador propõe requerimento contra assaltos em creche e maioria dos legisladores reprovam

Para a maioria dos vereadores, os assaltos parecem não merecer atenção. Requerimento proposto pelo vereador Ivan Charles, continha 12 perguntas ao Executivo sobre quais ações iriam ser tomadas

O vereador Ivan Charles PSB, solicitou que um requerimento de sua autoria fosse aprovado na sessão da última quinta – feira 22/03 na Câmara. Tal requerimento cobrava do prefeito Charlinho PMDB, ações que visassem coibir os assaltos às unidades municipais, como as duas creches que foram vitimas na última semana. Além da questão da segurança, o vereador cobrava no documento a limpeza nos terrenos escolares, já que em quase todas as unidades o mato  está alto e perigoso, além de outras ações como quando as escolas voltarão a ter os professores mediadores entre outros. Assuntos de extrema importância para toda a cidade que foram prontamente rejeitados pelos bajuladores. Ou seja, para os vereadores Vinicius Alves de Moura Brito (PRB), Gilberto Chediac Leitão Torres (Gil Torres)  (PTN), Carlos Eduardo Kifer Moreira Ribeiro (PP), Haroldo Rodrigues Jesus Neto (Haroldinho) (PSDB), Fernando Stein Kuchenbecker Júnior (PV), Sergio Fukamati (PSD), Carlos Eduardo Carneiro Zóia (PSD), Noel Pedrosa de Mello (PT do B), Roberto Lúcio Espolador Guimaraes (PMDB), Alexandro Valença de Paula (Sandro da Hermínio) (PT do B) e Eliezer Lage Bento (Zezé ) (PRTB), parecem ser contra a cobrança de mais segurança nas repartições públicas da cidade, em especial as escolas e as creches que tem sido vitimas de constantes assaltos.

 

Vídeo do parlamentar

https://www.facebook.com/vereadorivanzinho/videos/2219211044973166/?hc_ref=ARRzNxxRBOzevdK5qKtcBq59NACzjx-0DSPqiLRXpG3fIuVCFcok1vBsXCMxJpTWdGk&fref=gs&dti=405243682879920&hc_location=group

 

Assista a sessão

https://www.facebook.com/waldemaravilarj/videos/912645385564757/

Parte 2

https://www.facebook.com/waldemaravilarj/videos/912661955563100/

 

 Ordem do Dia da 10ª Sessão Ordinária 22/03/2018

Requerimento nº 47/2018 – Moção de Congratulações e Elogios a Rafael Caetano da Silva. Autoria: Gilberto Torres

Requerimento nº 48/2018 – Moção de Congratulações e Elogios a Sebastião Moreira Silva. Autoria: Alexandro de Paula

Requerimento nº 49/2018 – Requerimento de Informação ao Prefeito: 1- Qual a previsão para roçagem, capina e limpeza do mato das Unidades? 2- Qual a previsão para limpeza dos ares condicionados e instalação dos demais? 3- Qual a previsão para o retorno dos professores mediadores? 4- Qual a previsão para realocar o CEFF, que no momento ocupa parte da do CEMAEE atrapalhando o atendimento de seus usuários? 5- Qual a previsão de entrega dos uniformes dos alunos, para o ano letivo? 6- Estão faltando professores de Matemática, Geografia e Educação Física em algumas Unidades. Qual a previsão para findar essa falta? 7. Qual a previsão de entrega dos livros e materiais pedagógicos que estão faltando? 8- Qual a previsão para findar a falta de carteiras de algumas Unidades? 9- Qual a previsão do retorno dos Guardas Patrimoniais às Unidades? 10- Qual a previsão para limpeza das caixas-d’água e dos filtros dos bebedouros? 11- Qual a previsão para a recarga dos extintores de incêndio? 12- Qual a previsão para manutenção da iluminação das salas de aulas das Unidades? Autoria: Ivan Charles

Requerimento nº 50/2018 – Requerimento de Informação ao Prefeito: 1 – Quais são as 20 (vinte) empresas que mais estão devendo ISS ou IPTU para a Prefeitura Municipal de Itaguaí. Relacionar total da dívida e a referência da dívida. 2- estas empresas que estão devendo ISS ou IPTU estão com algum tipo de parcelamento? 3- essas empresas estão sendo cobra s de que forma? Autoria: Waldemar Ávila

 

Indicação nº 140/2018 – Solicitando o reparo da Rua Topázio, Bairro Santa Cândida. Autoria: Rubem Vieira

Indicação nº 141/2018 – Solicitando troca de lâmpada do poste na Rua Alziro Santiago, em frente ao nº 08, Bairro Santana. Autoria: Gilberto Torres

Indicação nº 142/2018 – Solicitando troca de lâmpada do poste na Rua Santo Antônio, em frente ao nº 44, Bairro Santana. Autoria: Gilberto Torres

Indicação nº 143/2018 – Solicitando tapa buraco na Ilha da Madeira. Autoria: André Amorim

Indicação nº 144/2018 – Solicitando colocação de placa de identificação na Unidade Básica de Saúde – UBS, na Estrada Joaquim Fernandes, Ilha da Madeira. Autoria: André Amorim

Indicação nº 145/2018 – Solicitando a utilização de caminhão vacol para desentupimento dos bueiros da Rua João Rosa Gonzales, nº 635, Bairro Engenho. Autoria: Roberto Lúcio

Indicação nº 146/2018 – Solicitando o reparo da iluminação pública da Rua 20, Bairro Engenho. Autoria: Roberto Lúcio

Indicação nº 147/2018 – Solicitando que sejam enviados psicólogos da Secretaria Municipal de saúde para prestar atendimento aos funcionários e alunos que necessitarem nas Creches Estrela do Céu e Maria de Lourdes. Autoria: Ivan Charles

Indicação nº 148/2018 – Solicitando colocação e sinalização de quebra-molas na Rua Odilon Fenelon Fialho, antiga Rua São Pedro s/nº, em frente à Igreja Batista Nikkey, Bairro Vila Geni.  Autoria: Sergio Fukamati

Indicação nº 149/2018 – Solicitando reparo da iluminação pública (troca de lâmpadas queimadas) na Avenida Itaguaí, Bairro do Engenho. Autoria: Genildo Gandra

Indicação nº 150/2018 – Solicitando recuperação do asfalto na Rua Mário Figueiredo Cicarino, localizada no Bairro do Engenho. Autoria: Genildo Gandra

Indicação nº 151/2018 – Solicitando que as salas de aula das unidades de ensino Municipal sejam climatizadas. Autoria: Willian Cezar

Parecer da CI: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Junior do Sítio. Ementa: Autoriza o Poder Executivo a estabelecer diretrizes para a política Municipal de Promoção da Saúde do Idoso e Envelhecimento Saudável, e dá outras providências

Parecer da CFOCPC: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Noel Pedrosa. Ementa: Institui no Município a obrigatoriedade de concessão de uma vaga gratuita a pessoas a partir de 65 anos nas travessias das ilhas.

Parecer da CFOCPC: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Noel Pedrosa. Ementa: Dispõe sobre a obrigatoriedade de reserva de assento para atender idosos nos transportes complementares em nosso Município.

CFOCPC: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Vereador Eliezer Bento. Ementa: Altera o inciso II do Art. 4º da Lei nº 3.593 de 14 de novembro de 2017

Parecer da CCJR: Assunto: Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo. Ementa: Dispõe sobre o parcelamento de débitos do Município de Itaguaí com seu Regime Próprio de Previdência Social – RPPS

Parecer da CCJR: Projeto de Emenda de autoria do Vereador André Amorim. Ementa: Emenda ao Projeto de Lei do Poder Executivo que dispõe sobre o incentivo à aposentadoria e dá outras providências

1ª Discussão

Lei nº 3.628 de autoria do Poder Executivo. Ementa: Dispõe sobre o incentivo à aposentadoria e dá outras providências

Lei nº 3.629 de autoria do Vereador Sérgio Fukamati. Ementa: Obriga os Postos de combustíveis a informar se a gasolina comercializada é formulada ou refinada

Lei nº 3.630 de autoria do Vereador Alexandro de Paula. Ementa: Obriga as instituições bancárias públicas ou privadas localizadas no Município de Itaguaí a contratar vigilância armada para atuar 24h (vinte e quatro horas) por dia, inclusive finais de semana e feriados e dá outras providências.

 

Leia mais:

Mãe relata detalhes do assalto na Creche Estrela do Céu

Mãe relata drama vivido em creche assaltada em Itaguaí

Tribunal de contas dá parecer prévio contrário para as contas da prefeitura de Itaguaí em 2016

Déficit foi superior a R$ 150 milhões em 2016

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) emitiu, em sessão plenária realizada na última  quinta-feira (15/03), parecer prévio contrário às contas do exercício de 2016 da cidade de Itaguaí. O documento, que aponta seis irregularidades, será encaminhado para a Câmara de Vereadores do município, onde os legisladores darão a palavra final sobre o relatório.

O documento, assinado pela conselheira Marianna Montebello Willeman, avaliou o mandato do então prefeito Weslei Gonçalves Pereira. As irregularidades indicadas pela relatora são as seguintes: despesas de R$ 2.321.841,45 sem a devida cobertura orçamentária, e o cancelamento de restos a pagar no total de R$ 6.454.061,70; déficit financeiro no montante de R$158.477.098,71, ao término do mandato; desrespeito ao limite de despesas com pessoal desde o 2º quadrimestre de 2014; saída de recursos do Fundeb na ordem de R$ 1.282.721,58; execução de despesa, nos dois últimos quadrimestres do mandato, que não possa ser cumprida no período, ou que tenha parcelas a serem pagas no exercício sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para este efeito; ações que colocaram em risco o equilíbrio do regime próprio de previdência social do município. Estas, somadas às 15 impropriedades no relatório, geraram 21 determinações.

Câmara rejeita projeto de lei que visava diminuir salário de secretários

Bajuladores votaram maciçamente contra o projeto

Em sessão na última terça- feira 20, o vereador Waldemar Avila criou um projeto de lei que visava reduzir o salário dos secretários municipais, procuradores e controlador geral. Sob a alegação de que em São Paulo a maior cidade do país, os secretários ganham 17 mil reais, que os servidores tiveram cortes em seus vencimentos e com a gigantesca crise na saúde e educação da cidade, nada mais coerente que esses cortes nos salários dos citados fossem aprovada pela Câmara. O legislador ainda propôs como alternativa que a lei que deu aumento aos secretários fosse revogada, citando que o relator da lei vereador Noel Pedrosa do PTdo B poderia ajudar nessa diminuição. Ele claro foi contra, citando que os salários atuais não atrapalham a cidade sendo justas as remunerações  e rezou  a cartilha do atual governo que é falar do governo passado de Weslei Pereira.  Mesmo interpelado pelo vereador André Amorim PR, que relatou que a redução era viável já que o atual prefeito Charlinho PMDB, havia enviado ano passado uma proposta de redução em seu próprio salário e prontamente foi aprovada pela casa, Noel continuou a defender o “pequeno” salário dos secretários. Cabe lembrar que os servidores públicos municipais efetivos de Itaguaí, não podem ganhar um salário maior que do prefeito. Logo, Charlinho propôs reduzir o seu salário com a intenção de reduzir automaticamente os vencimentos de vários servidores. Após várias discussões o salário dos secretários foi mantido em 20 mil reais.

 

Verifique o vídeo quando atinge uma hora e meia

https://www.facebook.com/waldemaravilarj/videos/896969107132385/

Opinião do blog: Os bajuladores se tornam cômicos. Basta você leitor assistir o vídeo acima para se deparar com um cenário decadente. Todas as sessões seguem a mesma cartilha e pairam ao ridículo.

 

 

Leia mais:

Em última sessão do ano, Câmara de Itaguaí aprova aumento salarial para secretários municipais e artigo polêmico da LOA