Arquivo do autor:bocanotromboneitaguai

Sobre bocanotromboneitaguai

Página dedicada a população da cidade de Itaguaí -RJ

Cliente teve pneus de seu carro furtado no Extra Santa Cruz RJ

Hipermercado disse ao Boca que cliente ainda não procurou a loja

Um vídeo divulgado e compartilhado nas redes sociais e que teve intensa repercussão, mostra um cliente que teve dois pneus de seu carro furtado dentro do estacionamento do Hipermercado Extra em Santa Cruz.

No vídeo, ele mostra duas notas fiscais, uma com a compra feita no Extra e outra do abastecimento no posto de combustível que pertence ao Hipermercado e também é no mesmo local. Apesar da repercussão o homem que foi lesado ainda não foi encontrado por nosso blog.

O Boca entrou em contato com o Extra Hipermercados que nos relatou que até o momento o cliente não procurou a filial para relatar o ocorrido. A rede nos informou que o cliente lesado pode procurar a loja até mesmo por seus canais de comunicação, Twitter e Facebook, ou ir diretamente ao Extra Santa Cruz.

No Ceará um cliente foi indenizado após furto de seu veículo

Um cliente que teve seu veículo furtado em outra filial do Extra, só que no Ceará, recebeu uma indenização de R$13,5 mil reais. O carro estava no estacionamento do hipermercado. Em ação na justiça, o Magistrado levou em consideração que a rede de supermercados está revestida de legitimidade para compor o polo passivo da ação, tendo em vista que o evento ocorreu nos limites do estacionamento da empresa. A decisão indenizatória foi dada pelo Tribunal de Justiça do governo do Ceará (TJCE) ano passado, baseado no código de defesa do consumidor.

Anúncios

Vídeo: travesti invade culto, cobra pastor e viraliza nas redes sociais

Pastor desmente e diz que foi uma articulação para tentar denegrir a sua imagem e para destruir a sua família
O vídeo em que uma travesti invade uma igreja durante o culto viralizou nas redes sociais. A filmagem aconteceu em uma Assembleia de Deus em Pernambuco, no último dia 15 de maio.

A travesti, que não teve o nome divulgado, entra no local para cobrar uma dívida que o pastor teria com ela. “Vai lá, dá o c*, chupa pau e não quer pagar”, diz a travesti, nervosa, indicando que o religioso não pagou pelo valor combinado com ela.

A confusão foi gravada e colocada nas redes sociais por fieis que estavam acompanhando o culto.

Pastor desmente

Ao longo do vídeo, o pastor cita passagens da bíblia para exemplificar sua situação e disparou: “Isso foi articulado para tentar denegrir a minha imagem, para destruir a minha família”.
O pastor Deivid Gomes da Assembleia de Deus usou as redes sociais para rebater as acusações feitas por uma travesti que invadiu a igreja, em Pernambuco, durante um culto realizado na noite da última quarta-feira (15) para cobrar um programa.

No vídeo, de mais de cinco minutos, o pastor e a esposa desmentem a suposta dívida que ele teria adquirido após ter usado os serviços da travesti e que as conversas que circulam no WhatsApp seriam montagens. “Esse travesti foi pago por uma pessoa muito maldosa, que não teme à Deus, que profanou a casa de Deus. É uma pessoa invejosa”, disse o pastor.

“[São falsos] também os prints do Whatsapp porque hoje é muito fácil alguém que mexa um pouquinho no celular, fingir uma conversa com outra pessoa. Fotos, que pegaram do Facebook, fotos antigas que ele nunca usou, eles colocaram lá para dizer que eles estavam conversando com a pessoa. E tudo isso foi uma montagem, que inclusive fizeram isso com outras pessoas do meio evangélico”, complementou a esposa.

Ao longo do vídeo, o pastor cita passagens da bíblia para exemplificar sua situação e disparou: “Isso foi articulado para tentar denegrir a minha imagem, para destruir a minha família”. Eles questionam também o autor desconhecido do primeiro vídeo, que já estaria aguardando a chegada da travesti no templo e por isso conseguiu gravar todo momento em que entra na igreja e lista as polêmicas cobranças.

“Foi uma armação, deu pra perceber. Quem tiver um pouquinho de bom senso e prestar atenção na conversa falsa do whatsapp e no vídeo vai perceber que a pessoa que tava filmando já estava aguardando a pessoa entrar na igreja para fazer o tal escândalo porque é um vídeo muito curto e ninguém teria tanto reflexo para filmar alguém assim tão rápido”, diz a esposa.

Veja o vídeo completo

Teto de escola vira cachoeira em Itaguaí

Escola Chaperó convive com esse problema a pelo menos 4 anos

A Escola Estadual Municipalizada Chaperó, localizada em bairro de mesmo nome em Itaguaí, sofreu mais uma vez com as chuvas. Um problema que já ocorre a pelo menos 4 anos, parece não ter mudado. Com as chuvas, o teto da escola vira literalmente uma cachoeira. Os alunos e responsáveis registraram em vídeo mais uma vez o problema.

Procurada a secretaria municipal de educação mais uma vez ignorou e não nos respondeu. Segundo alguns pais a direção da escola e a coordenação não os atenderam para falar sobre o problema.

Em 2015 o problema era o mesmo

Nosso blog se questiona o que os governos municipais pensam. Pois entra ano sai ano e as coisas em nada melhoram. Pelo contrário. E a soberba da atual gestão demonstra que mesmo incompetentes eles continuam se achando superior as pessoas. Um governo que não abre diálogo e tem como chefes e subchefes de alguns departamentos pessoas arrogantes e sem preparo humano. A falta de diálogo e esse ar de superioridade que vem de algumas pessoas do segundo escalão do governo é o que o torna uma gestão sem progresso. Felizmente tem muita gente boa e capaz, porém em departamentos da educação que são essenciais e que cuidam da infraestrutura das escolas o ‘nariz em pé ‘ causam problemas não somente ao povo, mas para a própria Secretária de educação e para o atual prefeito.

Homem manda matar esposa e enteados um mês após o casamento no RJ, diz polícia

Caso aconteceu em Itaguaí

A Polícia Civil do RJ afirma ter esclarecido o caso de uma família de Itaguaí, Baixada Fluminense, tida como desaparecida desde outubro de 2018. Na verdade, diz, a polícia, uma mãe e seus dois filhos foram sequestrados e mortos, e os corpos, ocultados. Dois homens estão presos pelo crime.

O principal suspeito é o técnico de sistemas de monitoramento Marlon Christian Leite Dias. Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, ele havia se casado com Fabiane Azevedo Barbosa Dias, de 36 anos – mãe de Tainá, 6, e Gabriel, 11 – 28 dias antes do triplo assassinato.

Os corpos ainda não foram encontrados.

Marlon, que está preso, é suspeito de ter encomendado o crime por questões passionais e patrimoniais.

Um segundo suspeito, Marcos Carlos André Vieira dos Santos, um dos vizinhos do casal, também foi detido.

De acordo com um inquérito instaurado na delegacia, Marcos negou ter cometido o triplo assassinato, mas afirmou que Marlon tentou contratá-lo para executar a dona de casa e seus dois filhos.

No dia 7 de maio, o juiz Adolfo Vladimir da Rocha decretou a prisão preventiva de Marlon e Marcos – que já estavam na cadeia desde abril, devido a um mandado de prisão temporária. Os dois já foram transferidos para o sistema penitenciário e vão responder por homicídio e ocultação de cadáver.

Mensagem de texto suspeita

Parentes de Fabiane acreditavam que ela tinha fugido com os filhos e apresentaram à polícia uma mensagem de texto supostamente enviada por ela. Mas a família estranhou o estilo do texto e avisaram à polícia.

Segundo as investigações, os bens da família foram adquiridos por Fabiane – e usados como pagamento pela execução. “A geladeira do casal estava na casa do Marcos”, afirmou o delegado Moisés Santana.

O titular da especializada diz ainda que Marlon viu quando a esposa e os filhos foram levados e colocados em um caminhão. “Ele estava no portão de casa”, detalha.

Matéria jornal Extra

Possíveis quedas de barreiras preocupam Itaguaí e Costa Verde

Serras em Itaguaí e Mangaratiba já dão sinal de risco iminente de queda de barreiras

As chuvas que atingem todo o Estado do Rio de Janeiro, castigam também Mangaratiba, Itaguaí e principalmente Angra dos Reis. Além dos riscos de alagamentos com as chuvas que não cessam e tem previsão de durar todo final de semana, os locais de serra em Itaguaí e Mangaratiba estão encharcados e começam a formar pequenas cachoeiras com lama que corre em direção as pistas. Na serra de Itaguaí, já é possível ver pequenas quedas de barreiras em alguns pontos e as montanhas encharcadas já começam a dar sinais de riscos.

Subida da Serra em Itaguaí já apresenta trechos com desmoronamentos

Em Mangaratiba o cenário é semelhante e preocupa. Mas a cidade de Angra dos Reis é a que mais tem sofrido. Especialistas informam que toda atenção é necessária e sair de casa somente em extrema necessidade.

No Rio que esta em estado de crise, uma grande estrutura de concreto desabou dentro do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, na Lagoa-Barra, que liga a zona sul à zona oeste, interditando as duas pistas. Vários bairros sofrem com alagamentos e quedas de barreiras também afetam a cidade.

Dia do desafio será dia 29 de maio, quarta-feira no Brasil

O Dia do Desafio é celebrado anualmente na última quarta-feira do mês de maio. Mas para a secretaria de educação de Itaguaí, o dia é 25 de maio. Erro pedagógico ou “mundo paralelo”

O principal objetivo desta data é motivar a população a prática de atividades físicas, seja para melhorar a saúde física como também a mental.
Nesta data, as comunidades de diferentes cidades do Brasil e toda a América Latina se reúnem para disputar, amistosamente, competições e desafios que estimulam o corpo.

A proposta é que cada pessoa faça qualquer tipo de exercício físico por pelo menos 15 minutos, fazendo desta ação um hábito diário.

Origem do Dia do Desafio

Originalmente, o Dia do Desafio foi criado no começo da década de 1980, no Canadá, mas om o passar dos anos, o espírito do Dia do Desafio se consolidou e espalhou-se por todo o mundo.
Atualmente, esta é uma iniciativa apoiada pela International Sport and Culture Association (ISCA), e promovida pela Tafisa e Unesco.
No Brasil, o Dia do Desafio foi realizado pela primeira vez em 1995, em parceria com a The Association for International Sport for All(Tafisa). A partir do ano 2000, quem assume a organização do evento é o Sesc São Paulo.
Em 2015, o Dia do Desafio passou a integrar o Programa Move Brasil, como mais uma ferramenta para garantir a meta de incentivar a prática de atividades físicas e esportes em todo o país.

Mas em Itaguaí…

Já na cidade de Itaguaí, parece haver um “mundo paralelo”. Pois a secretaria de educação, convidou os servidores das escolas participar do “Dia do desafio ” no Sábado dia 25/05. Dia errado e num sábado letivo onde no calendário escolar foi computado 8 dias além dos 200 obrigatórios. E não foi dado 8 pontos facultativo em 2019. Por se tratar de um convite, há a possibilidade de nenhum servidor aceitar esse convite de trabalhar em dia de folga.

Professores em Itaguaí recebem menos que o piso nacional

Salário base é inferior ao implantado em todo País. Cortes e redução em salários tem sido a marca da atual administração da cidade

O Magistério do município de Itaguaí é mais uma classe que não tem o que comemorar. Assim como os demais servidores da cidade, eles também tem seu salário reduzido. A gestão atual, além de ter reirado vários direitos conquistados pelo funcionalismo, também não obedece ao aumento dado pelo governo federal aos professores.
Desde o dia 1º de janeiro de 2019, o piso salarial do magistério está em R$ 2.557,74, o que representa um aumento de 4,17%, segundo o Ministério da Educação MEC). O valor corresponde ao vencimento inicial dos profissionais do magistério público da educação básica, com formação de nível médio, modalidade normal, jornada de 40 horas semanais. Ou seja, numa conta simples, 2.557,74 dividido pelo número de horas que é 40, o valor será de R$ 63,94 hora aula. Tranformando isso para a carga horária de 25 horas, seria 63,94 vezes 25. Que seria o valor de R$ 1.598,50. Porém em Itaguaí o valor esta menor. Com o salário base em defasagem os valores referentes ao nível de escolaridade e a previdência ficam comprometidos, já que ambos são calculados pelo valor dele.

O sindicato dos profissionais da educação Sepe, em audiência com a Promotoria de Tutela Coletiva de Nova Iguaçu, expôs o problema, que foi detectado facilmente pela justiça.

Veja a tabela de como deveria ser e como tem sido pago o salário dos educadores e repare que quanto mais tempo de serviço, maior a disparidade do que deveria e do que tem sido pago

De acordo com o MEC, esse formato para correção do piso salarial do Magistério é utilizado desde o ano de 2010. Tal criação foi feita no governo de Luís Inácio Lula da Silva em 2009, quando o Ministro da educação era Fernando Haddad.