Vereador Haroldo Jesus renuncia ao cargo de presidente da Câmara de Itaguaí


Haroldo alegou motivos pessoais e a vontade da maioria dos vereadores em tê-lo fora da presidência. Após lido seu ofício de renúncia Gil Torres foi eleito para o cargo

Em 21 de julho de 2021 / Júlio Andrade

Itaguai – A Décima Oitava Sessão Extraordinária da Câmara Municipal de Itaguaí que ocorreu nesta quarta-feira 21, teve ingredientes explosivos no cenário político local. O então presidente Haroldo Jesus do PV, enviou um ofício ( n° 194), para a Casa Legislativa, anunciando a sua decisão de renunciar ao cargo. Mencionando artigos do Regimento Interno e por mais de dois terços dos vereadores desejarem a sua saída da função, ele ainda alegou motivos pessoais.

Assista:

Coube a Vinícius Alves do Republicanos como vice-presidente, presidir a sessão com a ausência de Haroldinho. Sendo assim, se fez necessário a realização de eleição para o cargo vago, do qual por unanimidade o vereador Gilberto Chediac Leitão Torres do PSL, conhecido como Gil Torres, foi eleito para o biênio 2021 / 2022.

Ao assumir, Gil Torres agradeceu a todos os presentes e ouviu falas favoráveis de todos os legisladores.

Casa da Polêmica

Desde que foi realizada a sessão de escolha para a mesa diretora, do qual Haroldinho foi eleito presidente, diversas polêmicas estavam ocorrendo no cenário político interno. A principal questão, tratava-se da eleição do ex-presidente para o biênio 2023/ 2024, algo que não costuma ocorrer antes do final do primeiro biênio. Os demais legisladores, alegaram uma série de inconsistências, algo que foi prontamente rebatida por ofício na edição 029/21 de 09 de julho do Jornal Oficial da Câmara Municipal.

Haroldo contra todos e licitações polêmicas

Haroldo, fiel aliado do ex-prefeito cassado Carlo Busatto Júnior, o Charlinho, era apontado como único elo que ligava o ex-prefeito a política ativa da cidade de Itaguaí. Seu pai, Beto da Reta, era um dos secretários do governo do prefeito impedido por práticas de corrupção, quando Haroldo já era vereador e da base aliada ao ex-prefeito até seus últimos dias.

Pai de Haroldo Jesus, Beto da Reta primeiro do lado esquerdo da foto

Além disso, diversas licitações propostas pelo ex-presidente, como a locação de carros blindados e a contratação segurança armada na Casa Legislativa com altos gastos de verbas públicas, geraram polêmicas e rachas dentro da Câmara Municipal.

Tais rachas, renderam uma ação, onde todos os vereadores emitiram um ofício ( 001/2021), ao presidente até então, que foi mencionado no ofício de renúncia de Haroldo Jesus, sem que seu conteúdo fosse revelado. Porém, dá a se entender que seria um pedido coletivo para que ele se retirasse da presidência ou algo que o levasse a tomar tal decisão. Possivelmente ligado ao requerimento impetrado pelo edis e publicado no Jornal Oficial citado acima nesta matéria.

Agora, não há evidências de uma oposição ao atual prefeito Rubem Vieira do Podemos, dentro da Câmara Municipal de Itaguaí. O blog Boca no Trombone Itaguaí, espera que o trabalho de fiscalização, do qual compete aos vereadores sejam mantidos, independentemente de suas escolhas e alianças políticas.

Tentamos contato com Haroldo Jesus, mas até o momento não obtivemos resposta.

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s