Vacina contra Coronavírus pode ser acessível em breve


Enquanto há esperanças na possível vacina, Brasil bate mais recordes em número de doentes e já o quarto com mais doentes no Mundo. Só hoje números indicam quase 15 mil novos infectados

Boas imunizações contra a dengue e contra o vírus causador da Aids desafiam cientistas há décadas

Se olharmos de relance, eles não são tão diferentes assim. O Sars-CoV-2, o novo coronavírus, o HIV e o vírus da dengue se constituem de material genético (RNA) coberto por um envelope de lipídios e proteínas.
A grande esperança da comunidade científica e da população para lidar com essas doenças são vacinas com grande poder de proteção. Se esse poder for grande o suficiente, no caso de uma vacina contra novo coronavírus, quem sabe as medidas de distanciamento social possam se tornar coisa do passado?

Vacina ‘não será cara’, diz professor de Oxford que pesquisa covid-19

A vacina para o novo coronavírus, se bem-sucedida, poderá ser produzida em larga escala e a um preço considerado acessível, diz Adrian Hill, diretor do Jenner Institute, da Universidade de Oxford (Reino Unido), que se associou à farmacêutica AstraZeneca (AZN.L) para desenvolvê-la.
O professor Hill, que faz parte da equipe que estuda o desenvolvimento da vacina, afirmou à agência Reuters que garantir uma ampla distribuição e o baixo custo têm sido objetivos centrais do projeto desde o seu início.

“Não será uma vacina cara”, disse Hill. “Será uma vacina de dose única. Será fabricada para suprimento global e em muitos locais diferentes. Esse sempre foi o nosso plano.”

A vacina experimental, conhecida como ChAdOx1 nCoV-19, é uma das primeiras na corrida global para fornecer proteção contra o coronavírus que causa a pandemia de covid-19.

Dados preliminares de um pequeno estudo da vacina experimental em seis macacos indicam que alguns dos animais que receberam uma única injeção desenvolveram anticorpos contra o vírus em 14 dias, e todos desenvolveram anticorpos protetores em 28 dias.
Quando os macacos foram expostos ao novo coronavírus, a vacina pareceu impedir danos aos pulmões e impediu que o vírus se duplicasse nessa região do corpo, embora ainda estivesse se replicando ativamente no nariz.

Hill disse que os dados dos testes com animais são “encorajadores, é claro” e reforçou o alto grau de confiança de sua equipe de que os testes em andamento em humanos também mostrarão resultados positivos. Os primeiros sinais sobre se e quão bem a vacina funciona em humanos podem aparecer já em julho ou agosto.
A equipe de Hill começou os estágios iniciais de testes em humanos em abril, tornando-se um dos poucos times de cientistas a alcançar esse marco.

Brasil hoje 16 de maio se tornou o quarto em número de infectados no mundo

Covid-19: Brasil passa Itália e Espanha em casos e supera 15 mil mortes

Com 233.142 casos, o Brasil ultrapassou a Itália e a Espanha em número de confirmações da covid-19. Nas últimas 24 horas, houve 14.919 novos registros, de acordo com o Ministério da Saúde. O país agora é o quarto em casos segundo ranking da Universidade Johns Hopkins. A Itália, que até então era o quinto país com mais casos da doença causada pelo novo coronavírus, tem 224.760 confirmados; a Espanha tem 230.698.

O Brasil também passou a marca de 15 mil mortes, com 15.633 no total. Foram 816 novos óbitos registrados em 24 horas. Desses, 404 ocorreram nos últimos três dias — os outros são de datas anteriores e apenas agora tiveram a covid-19 como causa confirmada.

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s