Câmara aceita nova denúncia contra prefeito e vice-prefeito de Itaguaí


Dessa vez a suposta irregularidade e pela contratação irregular de empresa de coleta de lixo. Em 2019 prefeitura deu calote de R$ 1 milhão de reais em empresa que prestava os serviços. Veja todo o imbróglio que originou mais uma Comissão Especial Processante

A Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) aprovou, durante sessão desta terça-feira (14), por nove votos favoráveis e dois contrários, o recebimento de mais uma denúncia contra o prefeito Carlo Busatto Junior, o Charlinho, e o vice-prefeito Abeilard Goulart de Souza Filho, o Abeilardinho. A denúncia também citou o vereador Nisan Cesar, mas o presidente Noel Pedrosa, seguindo o Regimento Interno, desmembrou a denúncia contra o parlamentar para ser encaminhada à mesa diretora, que decidirá se aceita ou não a denúncia contra ele.

A decisão deu origem à abertura de mais uma Comissão Especial Processante (CEP), contra o prefeito e o vice. O pedido de abertura da CEP foi protocolado pela servidora municipal Hellen Oliveira Senna.

O documento pede o afastamento do prefeito Charlinho e do vice-prefeito Abeilard Goulart por improbidade administrativa por conta de irregularidades na contratação da empresa de coleta de lixo. Dos 13 vereadores presentes, apenas 10 estavam aptos a votar.

Assim como na última CEP, o vereador Waldemar Ávila também ficou impedido de votar, já que o parlamentar tem parentesco com vice-prefeito Abeilard Goulart. Também não participou da votação o vereador Nisan Cesar, citado na denúncia. A exceção era o presidente, que tem o voto de minerva, o que não foi o caso por se tratar de votação que exigia maioria simples. Votaram a favor do prosseguimento da denúncia os vereadores André Amorim, Gil Torres, Fábio Rocha, Vinícius Alves, Haroldo de Jesus, Minoro Fukamati, Ivan Charles, Reinaldo do Frigorífico e Roberto Lúcio Espolador Guimarães. Do outro lado, manifestaram-se contrários os vereadores Carlos Kifer e Sandro da Hermínio.

Após a leitura e aprovação do documento solicitando a abertura da CEP, foram sorteados os nomes dos parlamentares que vão integrá-la. O colegiado será composto por Haroldo de Jesus (presidente), Vinícius Alves (relator) e Roberto Lúcio Espolador Guimarães (membro). Caberá ao trio a tarefa de investigar mais essa denúncia contra o prefeito Charlinho e o vice-prefeito Abeilardinho.

Por maioria dos votos, como determina a Lei Orgânica, o recebimento da denúncia foi aprovado. Os membros eleitos para apurar as denúncias terão até 90 dias para apresentar parecer pedindo ou não a cassação do prefeito e do vice-prefeito de Itaguaí. Após a aprovação da denúncia, os vereadores deram continuidade à sessão, com a aprovação de requerimentos, indicações e pareceres presentes na pauta do dia.

Fonte: Jornal Atual de Itaguaí

Caso reflete problemas da gestão de Charlinho quando o assunto é coleta de lixo

No ano passado, ocorreu um conflito entre o secretário de Ordem Pública da prefeitura de Itaguaí, o agora vereador Nisan César dos Reis Santos e a empresa Líbano Serviços de Limpeza Urbana, Construção Civil LTDA, que era a responsável pela coleta na época. O ex-secretário declarou que a empresa, com sede em Duque de Caxias, não estava cumprindo com o seu dever, e a responsabilizou pelos problemas que já ocorriam na coleta da cidade em janeiro de 2019. O agora vereador relatou isso em sua rede social.

Assista aos vídeos clique nas fotos

Contudo, empresa na época, relatou e provou o envio de várias notificações à prefeitura de Itaguaí referente a atrasos nos pagamentos dos serviços prestados. O montante era referente a 2018, num total de cinco notas fiscais que ultrapassavam o valor de R$ 1.000.000 (um milhão).

A cobrança foi feita inicialmente em janeiro e reiterada dia 17 de abril de 2019.

A dívida era referente aos serviços prestados de agosto a dezembro de 2018.

Na época, a empresa relatou que houve uma tentativa sem sucesso de audiência com o prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB), para tratar da inadimplência. O silêncio incomodava e houve a suspensão dos serviços.

Após isso, o governo contratou outra empresa e que hoje põe prefeito, vice-prefeito e ex-secretário, na mira de mais uma Comissão Especial Processante.

Relembre as matérias do blog Boca no Trombone Itaguaí sobre o caso na época clique nos títulos das matérias

Prefeitura de Itaguaí deve mais de 1 milhão a empresa coletora de lixo urbano

Empresa de coleta de lixo ameaça parar atividades em Itaguaí por falta de pagamento

Uma ideia sobre “Câmara aceita nova denúncia contra prefeito e vice-prefeito de Itaguaí

  1. Pingback: Por 15 votos a 1, Câmara aprova parecer prévio de Comissão que pode cassar o mandato de prefeito e vice-prefeito de Itaguaí | Boca no Trombone – Itaguai

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s