De quem é a culpa pela crise em Itaguaí?


Sem mimimi e sem defender lados políticos

Papo Reto com Marina Leal

Assim como a nível federal, onde há um senhor na figura de presidente da República, que tenta junto de seus aliados, destruir todas as conquistas de uma população, como direitos trabalhistas (com a terceirização), reforma da previdência ( a população trabalhando mais para pagar o rombo deixado pelos corruptos nas contas públicas), reforma política onde se pretende votar apenas na legenda ( tentativa descarada de perpetuar corruptos e investigados por corrupção no poder), políticos investigados pela Lava Jato e outras operações, criando e aprovando leis que destroem a vida de todos em benefício deles próprios, entre outras ações voltadas para que a “sujeira” permaneça e o povo pague por ela, em Itaguaí o cenário não é muito longe disso.

Em Itaguaí vemos “balelas” de um que diz que a culpa é de um, outro diz ser do fulano, outros do cicrano, quando na verdade a culpa é de toda a classe política da cidade, de ontem e de hoje.

O maior responsável por toda a desgraça na cidade de Itaguaí é Weslei Pereira. Ele ainda é defendido por muitos que compactuaram com toda a maldade em seu governo e hoje o recebem de braços abertos. Entre eles, políticos e sindicatos que “vomitam” nas redes sociais que esse senhor era melhor que aquele senhor. Ele disparado foi o pior gestor que essa cidade já viu. Fora deixar servidores sem salários, ele permitiu que pessoas do alto escalão, limpassem os cofres da prefeitura, enquanto se via uma cidade em coma. Fez contratos que possivelmente(estão sendo investigados) são fraudulentos (transporte universitário), que impede hoje o regresso dessa forma de ajuda a vida dos universitários. Foi acusado de ter desviado verbas em grandes valores do salário educação (verba federal), irregularidades no uso da verba do FUNDEB, foi condenado pelo TRE -RJ e Jr está inelegível por crimes eleitorais, entre dezenas de outros possíveis desvios de verbas públicas. Weslei, sem dúvidas é o maior responsável pela destruição de Itaguaí. Mas, não é o único.

Vereadores novos? Nenhum deles demonstra de fato querer melhorar esse cenário. Quando não são crias de velhos conhecidos no cenário político da cidade, são facilmente vistos com figuras carimbadas das piores histórias da política municipal. Hoje na Câmara entre novos e antigos legisladores, se vê claramente que eles defendem apenas seus interesses. Vão as redes sociais com discursos ensaiados e outros nem isso conseguem, e lá tentam sempre se eximir responsabilizando qualquer um pelos males que temos hoje. Salvo raríssimas exceções (nem sei se pode ser dito no plural).

Sindicatos dos servidores

Como ter total credibilidade em sindicatos que querem atuar hoje, sendo que em 2016 preferiram minimizar os problemas? Óbvio que há muita gente que realmente se preocupa e que ocupa diretoria de sindicatos da cidade. Dulce Figueira é uma delas. Que luta de fato em prol do bem àqueles que representam.No entanto, ela e outros de outros sindicatos, estão cercados de pessoas com apenas interesses em cargos públicos. Quando são atendidos, fazem de um péssimo governo, um governo de diálogos, mas que não chega à lugar nenhum.Quando não, transformam tudo em problemas.

Atual prefeito

Charlinho, também é um grande responsável  por esses problemas de hoje.  Deixando de lado problemas com a justiça e falando apenas de gestão, ele não dialoga com os servidores em greve e ainda caiu para ele o ônus de cortar direitos conquistados pela classe, devido a clara intenção de revogá-los quando foram criados ainda ano passado. Mas, Charlinho ainda não aprendeu que o fim da greve baseado no diálogo, é o pontapé inicial para tentar sair do buraco. Tendo datas e depois quitar o que é devido aos trabalhadores, é ter menos pressão da justiça. É dar seguimento ao Processo Seletivo, chamando os aprovados, ter mais calma para aos poucos resolver problemas de falta de servidores nas escolas, ter de volta pais de alunos mais tranquilos e poder dar atenção a dezenas de outros problemas que emperram a administração. Alterar ou tirar direitos de servidores sem negociação é amadorismo típico de principiantes sem bom senso. Não se encaixaria em gestores com experiência política.Charlinho não pode continuar pensando que uma gestão é feita apenas por atos oriundos das principais peças de seu governo. Há de se ouvir os trabalhadores e sair do modo ditatorial.

Redes sociais

É impressionante as dezenas de besteiras que temos visto nas redes sociais. É um defendo seu lado e criticando o outro sem ter sequer o bom senso de imaginar o que o leitor irá interpretar. São minutos preciosos que se gastam falando coisas claramente eleitoreiras ou de interesse em continuar “lucrando” com determinados políticos.

Chegou a hora do basta e de falar a verdade. A culpa é de todos, menos dos servidores e da população. Aliás, esses também tem um pouco de culpa em continuar votando em políticos que continuarão crescendo em troca do sofrimento alheio.

Hoje é primeiro de abril, mas tudo isso é a mais pura verdade…

 

Anúncios

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s