Depois de pouca importância dada pelo atual prefeito, educadores de Itaguaí continuam em greve


Um dia após reunião com governo e com a ausência do prefeito educadores mantém greve

Ontem 22 de novembro, ocorreu uma reunião do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação de Itaguaí ( SEPE) e do comando de greve, com representantes do governo. No entanto, o prefeito Weslei Pereira estava ausente. Se ele que é o maior responsável por todos os problemas da classe não se fez presente, o resultado não poderia ser outro. Os representantes não ofereceram nenhum acordo e óbvio a categoria só poderia decidir hoje 23 de novembro em frente ao jardim vertical, símbolo do gasto abusivo do atual prefeito, pela manutenção da greve.

slide6

 

A GREVE CONTINUA (Texto do SEPE Itaguaí)

 

DIANTE DA INEXISTÊNCIA DE PROPOSTA DO GOVERNO, CATEGORIA MANTÉM GREVE DA REDE MUNICIPAL

Diversos profissionais da educação municipal compareceram hoje 23/11, na praça Vicente Cicarino, para decidirem o rumos da luta de reivindicações que já se arrasta desde o dia 19/10/2016, data em que reunidos em assembleia os servidores deflagraram greve por tempo indeterminado.

Os profissionais revezaram-se em momentos de fala, reivindicaram providências e propuseram ações a serem empreendidas no conjunto das mobilizações, diante da situação.
Dentre as principais falas no momento aberto à avaliações, chamou atenção a insatisfação de grande parte da categoria quanto a ausência do prefeito na reunião de ontem, com os representantes da categoria.

Além da CONTINUIDADE DA GREVE, por tempo indeterminado, a assembleia deliberou, ainda:

* Permanência da pauta de reivindicações de greve, conforme ratificada na assembleia de (21/10), disponível no seguinte link -> https://www.facebook.com/sepeitaguai/posts/1809717499243506?pnref=story;

* solicitar que a próxima audiência com o prefeito (marcada para quarta-feira 30/11, às 16h), seja pública e aberta, com vigília;

* Ampliação do Comando de Greve;

* Que o Comando de Greve procure a Comissão de Educação da Câmara e seus vereadores, para denunciarem a situação atual da categoria;

* Solicitar que a Defensoria Pública acompanhe a próxima reunião entre governo e representantes da categoria;

* Convidar a advogada do núcleo para novos esclarecimentos na próxima assembleia;

* produzir panfletos informativos aos pais e afixar cartazes nas escolas, chamando os pais a comparecem na próxima assembleia.

A próxima assembleia foi deliberada para quinta-feira (01/12), às 09 horas, na praça Vicente Cicarino.

Ao final da assembleia os servidores reuniram-se para ‘FOTO-PROTESTO’ EM FRENTE AO JARDIM VERTICAL.

Em seguida, os educadores seguiram em passeata pelas ruas da cidade.

slide3

Mãe de aluno especial da rede, dá testemunho comovente durante ato.

Anúncios

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s