Servidores dizem não a parcelamento do 13° e entram em estado de greve em Itaguaí


Servidores irão à justiça por direito e por não cumprimento à Lei Orgânica do município

Em assembleias, servidores não concordaram com a atitude do prefeito Weslei Pereira em pagar o 13° salário dos servidores de forma escalonada. Nas assembleias que ocorreram em frente a prefeitura e na Câmara Municipal pelos servidores da educação, ficou decidido de forma unânime a não aceitação da forma de pagamento que a prefeitura impôs e a ida à justiça pela garantia dos direitos.

O Sindsprev, sindicato que representa os servidores da saúde e assistência social, decidiu entrar na justiça para garantir os direitos dos trabalhadores caso não seja cumprida a Lei Orgânica de Itaguaí que em seu artigo 41, obriga o pagamento da primeira parcela do 13° salário dos servidores no mês de julho. Os servidores da educação, através do Sepe, entrará com um mandado de segurança dia 01 de agosto, para garantir o valor total dos débitos. A greve não foi decretada, pois o governo ainda está dentro do prazo legal e só entrará na pauta pós recesso no caso da educação.

 

A prefeitura, alegou não ter verba para obedecer a lei e quitou apenas os vencimentos dos servidores que ganham até R$ 1.500,00 brutos na última sexta dia 22, um dia após reunião com sindicatos onde fora decidido nova reunião nesta segunda para tratar da melhor forma de pagamento. Ao invés de nova reunião, a prefeitura divulgou uma nota com a forma escalonada de pagamento do 13° dos servidores.  No dia 22 de agosto(fora do período legal para pagamento da primeira parcela), será quitado os valores pendentes para quem ganha de R$ 1.500,00 à R$ 2.500,00, dia 20 de setembro será a vez de quem ganha de R$ 2.501,00 à R$ 3.500,00, já dia 20 de outubro, para quem ganha de R$ 3.501,00 à R$ 5.500,00 e fechando dia 21 de novembro os demais servidores que ganham acima de R$ 5.500,00. Ainda na nota, o governo pagará a primeira parcela dos comissionados dia 16 de dezembro e a segunda parcela de todos os servidores dia 20 de dezembro.

Com isso, a possibilidade de greve é evidente e o governo terá que ter bem mais “jogo de cintura” para lidar com esses problemas às vésperas das eleições na cidade.

 

Anúncios

Uma ideia sobre “Servidores dizem não a parcelamento do 13° e entram em estado de greve em Itaguaí

  1. Pingback: Irresponsabilidade e desrespeito, prefeito atrasa novamente salários de servidores em Itaguaí | Boca no Trombone – Itaguai

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s