Um dia após reunião com sindicatos, prefeitura de Itaguaí “rasga acordo” e seleciona quem receberá 13° dentro do prazo por lei


Servidores se mobilizam e falam em protesto

Após alegar que não tinha dinheiro para pagar a primeira parcela do 13° salário a todos os servidores no prazo determinado por lei, prefeito Weslei Pereira escolhou quem deveria receber tal parcela aumentando a revolta dos servidores que ficaram de fora.

Na última quinta – feira(21), após reunião com sindicatos, a prefeitura apresentou um cronograma de pagamento, onde apenas aqueles que recebessem até  R$ 1.500,00, bruto, teriam a parcela do 13° na conta nesta sexta -feira (22). Porém, os sindicatos não concordaram com essa separação e uma nova reunião foi marcada para a próxima segunda – feira (25). Contudo, nesta sexta, o prefeito ignorou o que foi acordado na reunião e pagou alguns servidores deixando outros de fora. A prefeitura simplesmente seguiu o cronograma rejeitado pelos servidores e escolheu aqueles que recebem dentro da faixa determinada anteriormente para terem o privilégio de receber o que é deles de direito.

Alto número de comissionados foi lembrado pelos servidores

Alto número de comissionados foi lembrado pelos servidores

Com essa atitude, o prefeito conseguiu piorar ainda mais sua imagem junto aos servidores, já que os que ganham mais de R$ 1.500,00, terão a parcela paga em 4 vezes com inicio apenas no mês de agosto. Isso irá acontecer com a maior parte dos servidores efetivos, aqueles que passaram em concurso público. Já os que receberam, em sua grande maioria são contratados que votam em Itaguaí. Com essa postura, Weslei parece estar tentando ficar bem com quem vota na cidade em ano eleitoral e mostra pouco interesse numa possível greve dos servidores.

Servidores se revoltaram nas redes sociais

Servidores se revoltaram nas redes sociais

Slide3

Os funcionários públicos  se mobilizam para que na próxima segunda em assembleias, haja em pauta a possibilidade de uma greve se necessário.

Trechos da matéria de ontem após reunião do prefeito com os sindicatos

“Em reunião com os sindicatos das categorias dos servidores, a prefeitura fez uma proposta de pagamento da 1° parcela integral do 13° salário, apenas para quem tem vencimento bruto de até R$1.500,00, e os demais servidores, – com vencimento superior -, teriam a primeira parcela do 13° (os 50% pagos em julho) parcelados em 4x iguais, de 25% do valor da primeira parcela, o que significa 12,5% do total a ser recebido de 13°, para cada servidor. Como os trabalhadores não concordaram, a reunião, que começou às 10h, teve pausa retornando às 15h, para novas avaliações. Após tal pausa, o governo apresentou nova proposta que mantinha o pagamento para esta sexta-feira (22/07), da primeira parcela integral do 13° para os servidores com vencimento bruto de até 1.500, antecipando em 5% o valor da primeira, das 4 parcelas destinadas aos servidores com vencimentos superiores, sendo suspensa a reunião até segunda-feira (25/07), onde os sindicatos irão analisar a melhor forma de pagamento, que permita aos cofres da prefeitura cumprirem seu compromisso e que seja, ao mesmo tempo, o mais justa possível a todos os servidores.”

Leia mais:

https://bocanotromboneitaguai.com/2016/07/21/prefeitura-de-itaguai-alega-nao-ter-dinheiro-para-pagar-13-de-servidores-as-vesperas-do-final-do-prazo-conforme-lei-municipal/

No finalda noite de sexta, a prefeitura emitiu uma nota

IMG-20160722-WA0038

Até o fechamento desta matéria, nenhum dos sindicatos de forma oficial se pronunciou sobre a atitude da prefeitura. O prazo final para que o governo quite a primeira parcela do 13° salário dos servidores segundo o artigo 41 da Lei Orgânica de Itaguaí é 31 de julho.

 

Anúncios

3 ideias sobre “Um dia após reunião com sindicatos, prefeitura de Itaguaí “rasga acordo” e seleciona quem receberá 13° dentro do prazo por lei

  1. Pingback: Irresponsabilidade e desrespeito, prefeito atrasa novamente salários de servidores em Itaguaí | Boca no Trombone – Itaguai

  2. Pingback: Além de arresto, servidor com salário atrasado pode entrar na justiça por danos morais | Boca no Trombone – Itaguai

  3. Pingback: Em assembleia, educadores de Itaguaí decidem ir à justiça por cumprimento de seus direitos | Boca no Trombone – Itaguai

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s