MENINGITE BACTERIANA: CONHEÇA!


image

Coluna Boca Saúde com Dr Rocindes Berriel

Nosso cérebro é revestido por membranas que quando inflamam resultam na meningite. Existem diversos tipos de meningites, e para cada tipo há sintomas e causas específicas.

Grande parte dos casos de Meningite são provocados por vírus ou bactérias, mas há casos em que a doença é transmitida por fungos. Além disso, outros fatores podem desencadear num caso de meningite, como alergias a determinados medicamentos, alguns tipos de câncer e também inflamações.
Há então a Meningite bacteriana, viral e fúngica. Temos visto na mídia atualmente sobre o caso do filho de uma pastora que está internado com um quadro de Meningite bacteriana, então vamos conhecê-la mais um pouco.

De acordo com o Dr. Felício mais de 80% dos casos de Meningite é devido a infecção bacteriana.
A Meningite bacteriana é a infecção que provoca uma inflamação no tecido que envolve o cérebro e a medula, causada por bactérias como Neisseria meningitidis, Streptococcus pneumoniae ou Haemophilus influenzae, por exemplo.

Essas três bactérias são encontradas normalmente no meio ambiente e podem inclusive viver no nariz ou sistema respiratório sem causar dano. E quando provocam a Meningite não se pode identificar a razão.
Essa doença provoca sintomas como: febre acima de 38º C; dor de cabeça intensa; dor ao virar o pescoço; manchas roxas na pele; rigidez muscular no pescoço; cansaço e apatia; sensibilidade à luz ou ao som; confusão mental, náuseas e vômitos.
Em bebês pode causar também irritabilidade, choro forte, convulsões e moleira dura e tensa.

A Meningite bacteriana é contagiosa, e acontece por meio do contato com gotículas de saliva do indivíduo. Mas, a prevenção dessa doença pode ser feita com a vacina para meningite, algumas fazem parte do calendário básico de vacinação.
Quando a doença ocorre nos primeiros dias de vida, geralmente está relacionada à contaminação do recém-nascido com bactérias através do canal do parto.

A meningite bacteriana pode deixar sequelas como alterações cerebrais; surdez; paralisia motora; epilepsia; dificuldade na aprendizagem.
A atenção médica nos casos de meningite bacteriana deve ser imediata já que a doença pode levar a um caso de morte em um curto período de tempo.

O diagnóstico é realizado pelo médico baseado nos sinais clínicos (sintomas) característicos da doença.
Coleta-se nesses casos o líquido cefalorraquidiano (fluído corporal estéril, incolor, encontrado no espaço intracraniano) através da punção lombar para a realização de exames impor

image

tan

tes

.

De acordo com o Ministério da Saúde em se tratando de meningite bacteriana o tratamento com antibiótico deve ser instituído tão logo seja possível, preferencialmente logo após a punção lombar e a coleta de sangue para hemocultura. O uso de antibiótico deve ser associado a outros tipos de tratamento de suporte, como reposição de líquidos e cuidadosa assistência.
A precocidade do tratamento e diagnóstico são fatores importantes para o prognóstico satisfatório das meningites. A adoção imediata do tratamento adequado não impede a coleta de material para o diagnóstico etiológico, seja líquor, sangue ou outros, mas recomenda-se que a coleta das amostras seja feita preferencialmente antes de iniciar o tratamento ou o mais próximo possível deste.

Autora Colaboradora: Enfermeira Julliane Sobral

or

image

Dr. Rocindes Berriel Cirurgião Dentista formado pela UERJ, professor de Educação Física, professor auxiliar de Bioquímica na FABA, especialista no Programa de Saúde da Família (PSF) – UGF, Curso Superior em Empreendedorismo e Inovação – UFF, especialista em planejamento, implementação e gestão em educação à distância – UFF, mestrando em Ciências – PPGEA – UFRRJ, especialista em gênero e sexualidade – IMS/UERJ

A coluna Boca Saúde sai todas às terças- feiras

Anúncios

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s