Vídeo em celular mostra que vítima implorou para não ser estuprada


Traficantes teriam obrigado moradores a participar de manifestações contra a jovem

Perícia no celular de Raí de Souza, jovem de 22 anos que gravou a violência ocorrida contra a menina de 16 anos no Rio, revelou que a vítima implorou para que parassem. A adolescente foi estuprada duas vezes e humilhada com xingamentos. Uma vez às 7h de sábado, 21 de maio, e outra às 19h do domingo, 22 de maio — foram 36 horas nas mãos dos criminosos. Há indicações de que traficantes teriam obrigado moradores a participar, dias depois, de manifestações contra a jovem.

A outra gravação, de acordo com reportagem do jornal Extra, mostra as cenas da violência. Em algumas delas, os homens introduzem objetos nas partes íntimas da jovem desacordada. O laudo completo do celular de Raí será divulgado nesta segunda-feira (6).

 

Raí tinha informado anteriormente que o celular havia sido jogado fora, mas o aparelho estava guardado na casa de um amigo, em Madureira. Ele e Raphael Assis Duarte Belo, de 41 anos, que aparece no vídeo fazendo uma selfie com a vítima, continuam presos.

O novo vídeo comprovou ainda a participação de Moisés Camilo de Lucena, conhecido como Canário, e Jefinho, que estão foragidos. Lucas Perdomo Duarte dos Santos, jogador do Boavista Sport Clube de Saquarema, deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó na sexta-feira, mas ainda é investigado.

Fonte: O Dia

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s