Servidores da educação de Japeri entram em greve


Educadores realizaram uma passeata nas ruas da cidade nesta quarta

Os servidores da educação de Japeri entraram em greve nesta quarta. Os educadores fizeram uma manifestação pelas ruas da cidade rumo a praça Olavo Bilac, sede da secretaria de educação de Japeri.

Segundo o sindicato, os motivos são muitos, mas dentre os principais podemos citar:

-“Nas ESCOLAS NÃO HÁ MATERIAL PEDAGÓGICO ( papel ofício, tinta, canetinhas , caneta para quadro branco, papel higiênico, água de boa procedência para beber), a xerox não funciona, NÃO TEM MATERIAL DE LIMPEZA, dificultando o trabalho pedagógico e a higiene do ambiente;

–  SALAS SUPERLOTADAS, muitas turmas com 48 e 50 alunos; não se construiu escolas novas;

– FALTAM PROFESSORES  de matemática, português, história, ciências, geografia, inglês e os alunos estão saindo mais cedo por falta de aulas; várias ESCOLAS COM CARÊNCIA de carteiras, mesas , cadeiras; TURMAS FAZENDO RODÍZIO ( uma turma sai mais cedo para que outra turma possa usar a sala), diminuindo o tempo de aula dos alunos, prejudicando-os;

– ESCOLAS COM INFILTRAÇÕES, onde a água escorre pelas paredes, molhando livros,  chão,  mesas, impedindo que os alunos possam usar as salas ou fiquem nelas , apesar do acúmulo de água; tem escolas onde 02 TURMAS USAM A MESMA SALA AO MESMO TEMPO; a Prefeitura de Japeri, em outubro de 2015, usou 2 milhões da educação para fazer reformas nas escolas. Onde ela usou este dinheiro?

– falta pessoal administrativo nas escolas ( inspetor, merendeira, ASG, porteiro, vigia, secretário escolar, agente administrativo); QUEREMOS CONCURSO PÚBLICO JÁ,  pois o último  ocorreu em 2004, de lá pra cá  a Prefeitura só contrata e só emprega “os conhecidos”;

– a Prefeitura  não deu REAJUSTE SALARIAL AOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, no ano de 2016, mesmo tendo dinheiro para isso e a data base da categoria ter sido janeiro; a Constituição Federal garante a todo trabalhador o direito ao reajuste anual de seus salários;

– os Profissionais da Educação querem VALE TRANSPORTE , garantido por Lei Federal e a Prefeitura não dá, o que os leva a gastarem uma grana alta com passagens, para irem trabalhar;

– os trabalhadores da educação querem PLANO DE CARREIRA UNIFICADO, o que levará  a valorização desses profissionais;

– 1/3 DA CARGA HORÁRIA  do magistério PARA PLANEJAMENTO, lei federal datada de 2008, mas que até hoje a Prefeitura de Japeri e a Secretaria de Educação não implementam. 

Estamos discutindo estes pontos com a Prefeitura desde outubro de 2015, mas até o momento nada novo ocorreu.  Queremos uma MESA DE NEGOCIAÇÃO com propostas concretas e encaminhamento imediato das propostas acatadas para VOTAÇÃO, na Câmara de Vereadores de Japeri. Não podemos perder tempo; este ano é ANO ELEITORAL e depois do dia 30 de março nada mais  poderá ser feito”. Relata a direção do sindicato em seu perfil no Facebook

Anúncios

Dê a sua opinião sobre a postagem aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s