Polícia Federal cumpre mandados em investigação sobre fake news, incluindo Itaguaí

São alvos das investigações pessoas de várias cidades entre elas Itaguaí, além de Luciano Hang das lojas Havan, do deputado Roberto Jefferson, do deputado estadual Douglas Garcia e do blogueiro Allan dos Santos. Um helicóptero e vários carros da PF foram vistos em Itaguaí

A Polícia Federal realizou na manhã desta quarta-feira 27, operação que visa cumprir mandados de busca e apreensão contra notícias mentirosas, as fake news.Dentre vários alvos das investigações, incluindo pessoas em Itaguaí e Campo Grande, estão o presidente do PTB, Roberto Jefferson; o empresário dono da Havan, Luciano Hang; o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-RJ); o blogueiro Allan dos Santos; entre outros aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Empresário Luciano Hang das lojas Havan ao lado do presidente Jair Bolsonaro

Presidente do PTB Roberto Jefferson

Deputado estadual Douglas Garcia do PSL

Hoje foram cumpridos 29 mandados de busca e apreensão. No Rio a operação de combate às fake news foi em Campo Grande e em Itaguaí. Locais de onde partiram notícias falsas e ameaças contra ministros e membros do Supremo Tribunal Federal (STF). A operação foi ordenada pelo Ministro do STF Alexandre de Moraes.

Em Itaguaí foi possível ver um helicóptero sobrevoando a cidade

Além do Rio, essa operação ocorre em São Paulo, no Distrito Federal, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina. Além dessa ocorreram hoje outras 3 operações.

A operação Camilo que é uma força tarefa formada pela Polícia Federal, pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul com o GAECO, com 129 medidas judiciais com investigações que apuram crimes de fraude em licitações, peculato, corrupção passiva, organização criminosa, ocultação de bens, crime de responsabilidade e desobediência. O prejuízo estimado aos cofres públicos é de aproximadamente R$ 15 milhões dos recursos da saúde.

Também ocorreu a operação Lázaros, que visa desarticular uma organização criminosa que reativava bens previdenciários que haviam sido suspensos, tal, investigação tem foco no INSS.

Por fim outra operação, denominada de “Cara dura”, visa desarticular um grupo criminoso suspeito de cometer furtos contra Instituições financeiras. Essa última cumpre mandados não só no estado do Rio de Janeiro, mais precisamente em Niterói, como também em Tocantins.

Assista no Bom dia Rio link abaixo:

Assista no Globoplay:
https://globoplay.globo.com/v/8582248

Em 24 horas Itaguaí registra mais 19 casos de Covid-19

Ao todo são 276 casos e 42 mortes com 3.084 diagnosticados com Síndrome Gripal na cidade. Itaguaí tem mais mortes que Angra, Mangaratiba, Seropédica e Piraí, cidades vizinhas

Não está sendo suficiente as ações da Secretaria Municipal de Saúde de Itaguaí no combate ao Covid-19. Em 24 horas pelos dados fornecidos pela própria prefeitura, mais 19 pessoas foram infectadas. A cidade já registra 276 casos confirmados. Além disso há mais 31 em análise e outros 31 suspeitos em isolamento domiciliar. Itaguaí já tem 42 mortes.

As ações de combate ao Coronavírus na cidade todos sabem ser ineficazes. Falta tudo. De respiradores a Equipamentos de Proteção Individual (EPI), para os profissionais da linha de frente.

A reinauguração da UPA para atender casos que não Covid-19 e a inauguração de um hospital de campanha na última segunda-feira, onde já existia atendimentos básicos de saúde, no antigo Centro Municipal de Especialidades (CEMES), que atenderá pacientes em nível de média complexidade, com síndromes gripais, e que somente serão atendidos se encaminhados pelo Centro de Triagem para Covid-19, continua sendo pouco e as ações tomadas tardiamente.

Mesmo assim, isso minimiza o grave cenário da doença na cidade, mas continua sobrecarregando o hospital Municipal São Francisco Xavier, que continua sendo o único a receber pacientes em estado grave da doença, tendo apenas 7 respiradores para os casos mais complexos.

A Prefeitura de Itaguaí, como sempre, esconde dados básicos e não informa se houve a criação de algum leito de UTI, já que até semana passada a cidade não tinha nenhum. Enquanto isso Itaguaí registra mais mortes por Covid-19 que Angra dos Reis (28), Mangaratiba (10), Seropédica(07) e Piraí (04), cidades vizinhas.

Medidas paliativas tem sido regra numa cidade onde ninguém vê o prefeito, o vice-prefeito e a secretária de saúde e onde a péssima secretaria de comunicação não responde questionamentos e se resume na criação de videozinhos com pessoas selecionadas e que não representam a massa de profissionais de saúde, que estão na luta diária em meio aos descasos do governo municipal atual.

Ministério Público recomenda que municípios da Baixada informem o número de leitos disponíveis para pacientes com a Covid-19

MPRJ enviou recomendação para os municípios de Nova Iguaçu, Queimados, Itaguaí, Japeri, Seropédica e Paracambi. Cerca de um pouco mais de um mês atrás, blog Boca no Trombone Itaguaí denunciou ao órgão a não informação por falta da prefeitura de Itaguaí

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde da Região Metropolitana I, emitiu Recomendação a seis municípios da Baixada Fluminense (Nova Iguaçu, Queimados, Itaguaí, Japeri, Seropédica e Paracambi), para que realizem e divulguem o mapeamento dos leitos da rede privada de saúde com capacidade de internação de pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), existentes em seus respectivos territórios.

De acordo com o texto, a medida foi tomada considerando que não há qualquer documento ou informação técnica divulgada pelos gestores locais do Sistema único de Saúde (SUS) no Estado do Rio, sobre a disponibilidade e taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou clínica médica nos estabelecimentos de saúde privados, para que sirvam de base para a adoção de medidas administrativas de combate à pandemia. A peça também destaca que um dos indicadores a serem avaliados para a adoção de medidas de isolamento social ou de relaxamento das restrições é a capacidade de absorção do sistema de saúde, público e privado, para tratamento adequado dos pacientes, o que somente poderá ser avaliado pelos órgãos de controle e pela população com a disponibilização das informações.

Ainda na Recomendação, a 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde da Região Metropolitana I solicita que os municípios divulguem, através do mapeamento, a quantidade de leitos livres (disponíveis mas não ocupados por pacientes) e ociosos (que, por quaisquer motivos, não estejam livres para recebimento imediato de pacientes. Além disso, o relatório deverá ser entregue à Promotoria, no prazo máximo de 10 dias, acompanhado de decisão estratégica, motivada e fundamentada, sobre eventual contratualização e/ou requisição destes leitos para o atendimento de pacientes contaminados com a Covid-19.

Veja aqui a Recomendação para que seis municípios da Baixada Fluminense realizem o mapeamento dos leitos da rede privada de saúde.

Em 14 de abril deste ano, o blog Boca no Trombone Itaguaí denunciou a falta de respostas da secretaria de comunicação da prefeitura de Itaguaí sobre o total de leitos hospitalares disponíveis para pacientes com a Covid-19.

Com MPRJ

Comissão de senadores e de deputados deve decidir se eleições municipais serão adiadas

Presidentes da Câmara e do Senado, além do Presidente do STF e do futuro Presidente do TSE irão se reunir para essa decisão

A pandemia do coronavírus pode adiar as eleições municipais. O primeiro turno está previsto para 4 de outubro. Qualquer mudança no calendário eleitoral precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional. Uma comissão de senadores e deputados deve ser formada para tratar do assunto, conforme informou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Veja a notícia completa:

Fonte: Agência Senado

UPA é reinaugurada mas licitação para compra de móveis para a unidade é só na sexta-feira

Prefeito e vice-prefeito não aparecem mais uma vez. Unidade continuava a receber repasses federais mesmo sem funcionar. Ministério da Saúde solicitou a devolução dos R$ 5 milhões repassados mesmo com a UPA fechada. Justiça está investigando o caso

A Prefeitura Municipal de Itaguaí finalmente reinaugurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA Itaguaí). Marcada para a manhã desta segunda-feira, a reinauguração aconteceu, mas o prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB) e o vice-prefeito Abeilardinho Goulart sem partido, mais uma vez não deram às caras. Ambos não são encontrados pela Câmara Municipal e pela imprensa a pelo menos 6 semanas.

A unidade já poderia estar funcionando antes da pandemia. Em entrevista de 2018, o prefeito Carlos Busatto Junior disse que o governo federal repassava verbas para manter a unidade.
Por conta disso, o Ministério Público Federal (MPF) moveu uma ação contra a Prefeitura. O Ministério da Saúde pediu a devolução de R$ 5 milhões.
Agora, uma Organização Social assumiu a administração da unidade e vai receber mais de R$ 17 milhões por ano. O contrato entrou em vigor no dia 30 de abril, mas a UPA só foi inaugurada quase um mês depois.

A reinauguração da UPA seria após tantos exemplos de descaso um leve consolo na saúde do município. Mas até nisso o atual governo é no mínimo incoerente. A licitação para compra de remédios e móveis só ocorrerá na próxima sexta-feira 29 de maio, quatro dias após a reinauguração.

Veja a matéria completa do RJ1 no link abaixo:

Assista no Globoplay:
https://globoplay.globo.com/v/8577842

A Prefeitura informou que os móveis que vão ser comprados são armários para armezanar remédios, entre outros itens. E afirmou também que o Governo Federal segue depositando numa conta poupança.
O MPF e a Defensoria disseram que a investigação estão com o Ministério Público do Rio.

À procura do prefeito

A Câmara de Vereadores de Itaguaí, publicou na página da Casa na internet um edital de notificação de um novo processo de impeachment contra o prefeito, Carlo Busatto Junior (MDB), o Charlinho, e o vice, Abeilard Goulart (sem partido), o Abeilardinho.
A postagem, no dia 13, foi a saída encontrada pelos vereadores porque, após 35 dias, servidores não conseguiram entregar-lhes o aviso em mãos.

O RJ1 também tentou, em vão, localizar Charlinho e Abeilardinho — e em diferentes endereços

Com RJ 1 e G1

Naufrágio mata três pessoas na Ilha da Madeira em Itaguaí

Tragédia ocorreu nesta manhã

Três pessoas morreram, na manhã deste sábado, após o barco em que estavam naufragar na Ilha da Madeira, em Itaguaí, na Região Metropolitana da cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as vítimas foram identificadas como Vilien Ferro, Paulo Câmara e Arlindo, que não teve o sobrenome divulgado. Ainda não há informações do que teria causado o acidente.

Ainda segundo a corporação, o quartel de Itaguaí foi acionado às 8h10 para socorrer as vítimas do acidente. Um quarto passageiro, identificado como Antonio Lima, de 67 anos, foi resgatado com vida. Mergulhadores do grupamento de busca e salvamento (GBS) foram responsáveis pelo resgate.

Não foi divulgado o local e a data do enterro de Vilien, Paulo e Arlindo.

A Polícia Civil disse que as investigações estão em andamento na 50ª DP (Itaguaí) para apurar as circunstâncias do acidente e que o sobrevivente será intimado para prestar depoimento na unidade policial. Além disso, informou que a polícia aguarda o resultado dos laudos de necropsia.

Fonte: O Dia

Funcionária de Itaguaí denuncia perseguição após fazer denúncias de descaso no hospital da cidade

Após ir na polícia duas vezes , uma delas devido a falta de materiais de Equipamento de Proteção Individual (EPI) para ser usado durante a entubação de pacientes com a Covid-19 por funcionários e outra por falta de respiradores equipamento primordial para atender pacientes em estado grave de Covid-19, Danielle sofreu retaliações e foi transferida. Perseguida por um governo onde prefeito e vice-prefeito sequer aparecem na prefeitura para dar expediente

A técnica de enfermagem Danielle Eloy com quase 10 de anos de atuação em Itaguaí, foi transferida do hospital Municipal São Francisco Xavier, após ir à polícia denunciar graves irregularidades cometidas dentro do hospital. Danielle fez denúncia na Polícia Civil por duas vezes.

Uma delas devido ao não fornecimento de capa impermeável, material obrigatório a ser usado por profissionais durante a entubação de pacientes com a Covid-19 em estado grave. Danielle alega que até procurou pela cidade para poder comprar tal material com recursos próprios, mas não encontrou. Ao fim o hospital ofereceu uma capa de tecido que continha furos para que fosse usada, o que viola todas as determinações do ministério da saúde.

Após a primeira denúncia ela começou a sofrer perseguições. Mesmo assim e no total direito e no louvável respeito a seus colegas e aos pacientes, Danielle foi novamente a polícia fazer outra denúncia. Agora sobre a falta de respiradores no hospital, equipamento vital para pacientes com Covid-19 em estado grave.

E aí ao invés da direção do hospital, da secretaria de saúde e da prefeitura de Itaguaí fornecerem tais equipamentos e um atendimento digno e seguro para profissionais e pacientes, além de valorizar pessoas que demonstram querer o melhor para a saúde do município, eles claramente preferiram transferir a técnica para um posto de saúde no bairro Saco da Prata. Local este que não se chega de transporte público e que somente uma van da prefeitura realiza o trajeto de mais de uma hora em estrada de chão e que atende no máximo 150 pessoas, pois é o número de habitantes no local.

Aliás o posto localizado no Saco da Prata, tem carência até de Dipirona e está prestes a desabar, pois rachaduras enormes, incluindo uma de fora a fora ameaça desabar na cabeça dos profissionais que lá atuam. Isso eu Júlio Andrade do blog Boca no Trombone Itaguaí, vi com meus próprios olhos.

Enquanto a Técnica em Enfermagem é perseguida por denunciar a precariedade do atendimento público na saúde de Itaguaí, prefeito e vice-prefeito sequer aparecem na prefeitura para dar expediente. Deve ser por isso que eles não aparecem, pois se nela estiverem podem precisar de atendimento de emergência no único hospital público da cidade e constatarem o perigo que tem sido a administração de ambos.

ASSISTA A MATÉRIA NO RJ1

Assista no Globoplay:
https://globoplay.globo.com/v/8572623